UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS Instituto de Ciências .O caderninho de receitas está nas nuvens:

  • View
    215

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS Instituto de Ciências .O caderninho de receitas está nas nuvens:

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS

Instituto de Cincias Humanas

Curso de Bacharelado em Antropologia

Trabalho de Concluso de Curso

O caderninho de receitas est nas nuvens:

um estudo on e off-line sobre prticas alimentares veganas

Lidiane da Silva Hirdes

Pelotas, 2016

Lidiane da Silva Hirdes

O caderninho de receitas est nas nuvens:

um estudo on e off-line sobre prticas alimentares veganas

Trabalho de Concluso de Curso apresentado

ao Instituto de Cincias Humanas da

Universidade Federal de Pelotas, como

requisito parcial obteno do ttulo de

Bacharel em Antropologia.

Orientadora: Dr Renata Menasche

Pelotas, 2016.

Lidiane da Silva Hirdes

O caderninho de receitas est nas nuvens:

um estudo on e off-line sobre prticas alimentares veganas

Trabalho de Concluso de Curso apresentado

ao Instituto de Cincias Humanas da

Universidade Federal de Pelotas, como

requisito parcial obteno do ttulo de

Bacharel em Antropologia.

BANCA EXAMINADORA:

_____________________________

Prof Dr Renata Menasche

_____________________________

Prof. Dr. Mrtin Csar Tempass

_____________________________

Prof Dr Patrcia dos Santos Pinheiro

Dedico este trabalho

a meu companheiro Joo,

e as minhas filhas Ceclia e Sofia.

Agradecimentos

Ao Joo, pelo carinho, compreenso e amizade.

Ceclia e Sofia, pelos sorrisos, carinhos e afetos que fizeram este caminho ficar mais

leve.

A Guida, me tu sempre tens uma palavra de incentivo, um gesto de amor e carinho.

A Dona Sandra, minha sogra que tenho como uma amiga, um anjo protetor que est

sempre por perto.

Ao Lucas, pela pacincia durante conversas online e off-line. Nossas discusses,

trocas e interesses em comum fizeram com que esses momentos se

transformassem em apreo e amizade.

A Luiza, por sua calma e luz que transmitiu em cada momento que convivemos.

Grande mulher, empreendedora vegana que admiro muito.

Aos Los Compadres, que despertaram interesse pelo tema deste trabalho.

A Jana Vegana, pelas conversas, amizade, carinho, indicaes de leituras, vdeos,

pratos e afins.

Aos administradores do grupo Vegano Pelotas por manterem o ambiente online

que propiciou a pesquisa de campo que compe este trabalho.

Aos colegas do Grupo de Estudos e Pesquisas em Alimentao e Cultura (GEPAC)

que leram e discutiram meu trabalho. Esse processo foi fundamental para o

desenvolvimento desta escrita.

E, especialmente, Professora Renata, pela competncia, sabedoria, incentivo e

amizade. Obrigada pelo aprendizado ao longo desta trajetria.

Resumo

HIRDES, Lidiane da Silva. O caderninho de receitas est nas nuvens: um estudo

on e off-line sobre prticas alimentares veganas Trabalho de Concluso de Curso

Curso de Bacharelado em Antropologia, Instituto de Cincias Humanas,

Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2016.

A alimentao foi tema de interesse da Antropologia nas diferentes fases de formao do saber antropolgico, a relevncia do tema est associada ao fato de ser prtica essencial a todo grupo humano. assim que identidades e valores de distintos grupos podem ser observadas a partir de suas concepes sobre o que, quando e de que forma comer. Sob essa perspectiva, este trabalho diz respeito constituio de valores e prticas alimentares associados ao veganismo, ativismo de libertao que se caracteriza pelo consumo de produtos e servios que no dependam, em sua base de produo e consumo, do sacrifcio e explorao animal. Assim, buscando entender os saberes culinrios veganos, em um contexto em que as prticas de alimentao vegana tm se expandido, coloca-se como questo: Como so (res)significados e transmitidos os saberes culinrios veganos? Para o desenvolvimento da pesquisa, a delimitao do universo emprico abarcou o grupo vegano localizado na cidade de Pelotas, que se utiliza do meio virtual como articulador de valores polticos e ideolgicos, bem como para a transmisso de conhecimentos em torno de direitos animais e outras informaes de interesse do grupo. Para apreender o contexto cultural do grupo, optou-se pelo mtodo etnogrfico e pela tcnica de pesquisa observao participante em duas modalidades: off-line e online, tomadas como complementares. Com a anlise das receitas veganas nos ambientes off-line e online, pode-se evidenciar caractersticas de um consumo politizado, aspecto que reverbera em receitas adaptadas e construdas com embasamento nos valores do grupo. A cooperao, o compartilhamento e a socializao de hbitos alimentares e de consumo pautada pelo respeito aos animais, estimulando a re(construo) de determinadas receitas familiares, delas eliminando os ingredientes originrios de animais. Nota-se que h um esforo na adaptao de receitas oriundas das famlias de origem dos membros do grupo. A memria coletiva e a dimenso comunicativa da comida servem como subsdios para reconstruo das receitas veganas. As transformaes e inovaes das receitas, com a insero ou o (des)uso de elementos, afetam e (re)definem as caractersticas da cozinha vegana. Essas adaptaes circulam especialmente nos espaos online, onde as trocas de receitas acontecem. desse modo que o caderninho de receitas veganas est nas nuvens.

Palavras-chave: antropologia da alimentao; veganismo; receitas

Abstract

HIRDES, Lidiane da Silva. The book of vegan recipes is in the clouds? Work Completion of course - B.Sc. in Anthropology, Institute of Human Sciences, Federal University of Pelotas, Pelotas, 2016. The food was the theme of Anthropologys interest in many different stages of

formation of anthropological knowledge, the relevance of the topic is associated with

the fact that it is essential to practice every human group. This is how identities and

values the distinct groups can be observed from his views on what, when and how to

eat. From this perspective, this work concerns the formation of food values and

practices associated with veganism, liberation activism that is characterized by the

consumption of goods and services that do not depend on the base of production

and consumption, sacrifice and animal exploitation. Thus, seeking to understand the

constitution of vegan culinary knowledge in a context where the vegan feeding

practices have expanded, is placed as a question: How are (re) meanings and

transmitted the vegan culinary knowledge? For the development of the research, the

delimitation of the empirical universe encompassed the vegan group located in the

city of Pelotas, which uses the virtual environment as articulator of political and

ideological values, and for the transmission of knowledge surrounding animal rights

and other information of interest to the group. To grasp the cultural context of the

group, it was decided by the ethnographic method and the participant observation

research technique in two modes: offline and online, taken as complementary. With

the analysis of vegan recipes in offline and online environments, it can show

characteristics of a politicized consumption aspect that reverberates adapted recipes

and built with foundation in the values of the group. Cooperation, sharing and

socialization of eating habits and consumption is guided by respect for animals by

stimulating re (construction) of certain family recipes, eliminating them the ingredients

originating from animals. Note that there is an effort in adapting derived revenues

from families of origin of the group members. The collective memory and

communicative dimension of food serve as subsidies for reconstruction of vegan

recipes. The changes and innovations of revenues, with the insertion or the (mis) use

of elements, and affect (re) define the vegan kitchen features. These adaptations

circulate especially in the online spaces where the exchange of recipes happen. This

is how the book of vegan recipes is in the clouds.

Key-words: anthropology of food; veganism; recipes

SUMRIO

1 Uma receita vegana: introduo.............................................................. 09

2 Ingredientes: o alimento no despertar de sensibilidades...................... 11

2.1 Olhar a natureza: a emergncia de uma nova concepo.............. 14

2.2 Por que no como carne? porque no cabe no meu prato............. 16

3 Modo de preparo: metodologia................................................................ 20

3.1 A carniceira da espcie humana...................................................... 20

3.2 Etnografia com etnografia virtual..................................................... 23

3.3 Insero em campo.......................................................................... 26

3.4 Campos off-line e online.. 28

4 Cozimento: a memria das escolhas alimentares.................................. 31

4.1 Os significados de um aougue vegano.......................................... 36

4.2 Um olhar antropolgico acerca das receitas veganas..................... 39

4.3Anlises das receitas veganas.......................................................... 39

5 A cereja do bolo: consideraes finais................................................... 47

Referncias....................................................................