UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE .DEPARTAMENTO DE SOCIOLOGIA E CIÊNCIA POLÍTICA

  • View
    215

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE .DEPARTAMENTO DE SOCIOLOGIA E CIÊNCIA POLÍTICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA

CENTRO DE FILOSOFIA E CINCIAS HUMANAS

DEPARTAMENTO DE SOCIOLOGIA E CINCIA POLTICA

PROGRAMA DE PS-GRADUAO EM SOCIOLOGIA POLTICA

A INTERFERNCIA DO BANCO MUNDIAL NA GUIN-BISSAU:

A DIMENSO DA EDUCAO BSICA 1980-2005

MAMAD DJAL

FLORIANPOLIS

2009

MAMAD DJAL

A INTERFERNCIA DO BANCO MUNDIAL NA GUIN-BISSAU:

A DIMENSO DA EDUCAO BSICA 1980-2005

Dissertao apresentada ao programa de ps-graduao em Sociologia Poltica, Centro de Filosofia e Cincias Humanas da Universidade Federal de Santa Catarina, como requisito parcial para obteno do ttulo de mestre em Sociologia Poltica. Orientadora: Profa. Dra. Elizabeth F. da Silva

FLORIANPOLIS

2009

A INTERFERNCIA DO BANCO MUNDIAL NA GUIN-BISSAU:

A DIMENSO DA EDUCAO BSICA 1980-2005.

MAMAD DJAL

Esta Dissertao foi julgada e aprovada em sua forma final pela Orientadora e Membros da Banca Examinadora, composta pelos professores:

--------------------------------------------------

Prof. Dr. Coordenadora da Ps-graduao Mestrado

BANCA EXAMINADORA

-----------------------------------------------------

Prof. Dr. Elizabeth F. da Silva Orientadora

------------------------------------------------------

Prof. Dr. Roselane Ftima Campos

--------------------------------------------------------

Prof. Dr. Ary Minella

-------------------------------------------------------

Prof. Dr. Fernando Sousa Ponte

FLORIANPOLIS, (SC), MARO DE 2009 Fone (48) 3721-9253 Fax:(48) 3721-9098 Internet://www.sociologia.ufsc.br/

O continente africano vive uma

tripla condio restrita:

prisioneira de um passado

inventado por outros,

amarrada a um presente

imposto pelo exterior e, ainda,

refm de metas que lhe foram

construdas por instituies

internacionais que comandam

a economia.

(Mia Couto escritor

moambicano).

DEDICATRIA

Aos meus pais,

Aua Mako Bald e Bob Djal

Aos meus irmos,

Eng Serifo Djal, Saico Djal,

Aruna Djal in memorian.

AGRADECIMENTOS

Agradecimentos com certeza so um dos momentos mais gratificantes de qualquer

trabalho, e no que diz respeito aos trabalhos acadmicos o momento de reconhecimento

por todos os apoios recebidos. Fazer pesquisa em Bissau acabou por ser uma experincia

que exigiu mais esforo fsico e pacincia do que predisposio para o esforo intelectual.

E o meu trabalho teria sido infinitamente mais complicado para o cumprimento do

cronograma se no fosse ajuda de algumas pessoas que se empenharam em tornar a minha

pesquisa vivel. No se tenha dvida de que este trabalho foi facilitado pelas muitas

pessoas que encontrei pelo caminho. Foram inmeras as contribuies que obtive durante a

elaborao dessa dissertao de mestrado; sua concluso, de fato, deve-se contribuio

dessas pessoas e instituies tanto nacionais como internacionais. Destaco, primeiramente,

as pessoas que foram importantes no s na realizao desta dissertao de mestrado como

tambm pelo acompanhamento de toda a minha trajetria acadmica e por terem me dado

uma educao acolhedora.

Aos meus pais Bob Djal e Aua Mako Bald, pela fora de vontade, a educao

que me deram, agradeo-lhes por, entre outras coisas, nunca terem cobrado a minha

ausncia nos convvios familiares, apesar dos oito anos em que estivemos separados. Ao

meu irmo Eng Serifo Djal a quem eu devo a maior parte de minha formao acadmica.

Foi ele quem, nos momentos mais angustiantes deste trabalho, providenciou a minha ida

Guin-Bissau a fim de fazer a minha pesquisa de campo. Meu muito obrigado, mano.

No entanto, nos anos que passei no Brasil, durante a minha formao acadmica

senti-me tambm em casa, mesmo estando fora dela, por isso aproveito aqui para destacar

meus sinceros agradecimentos para todos aqueles que de uma forma direta ou indireta me

ajudaram a encurtar a distncia do lar desde a Graduao at a Ps-graduao. A minha

namorada, Estelle Pallier, seus pais, Gerard Pallier e Janine Pallier, sua irm Lourance e sua

filha Eva, por toda ateno, carinho e ajuda que deram na traduo de alguns documentos

escritos em lnguas estrangeiras para o processo de desenvolvimento deste trabalho.

Aos meus irmos(as) Saico Djal que sempre me deu apoio financeiro e moral para

prosseguir meus estudos, Adulai Djal, Amad Djal, Cumba Djal, Fatumata Binta

Djal, Djenabu Djal e Mariatu Djal. As cunhadas Dr. Quinta Nunis Vieira Djal,

Cadidjato Djal, Leonide Sinira da Silva Oh. Sobrinhos(as) Bebe, Djaffar, Bob, Aruna,

Badem, Ktia, Cadija Mako, Suraia Rubiato, Alima, Aua e Laidy.

minha orientadora Prof Dr. Elizabeth F. da Silva que me orientou desde a

Graduao at o mestrado e durante todo esse tempo revelou-se uma verdadeira professora,

amiga, com brilhantssimas idias. Muito obrigado pelos seus ensinamentos, Beth (como eu

mesmo a chamo). Aproveito a agradecer tambm colegas de orientao, como a doutoranda

Silvana Bitencourt e a doutoranda Elyane Rangel pelos nossos encontros de estudos.

Ao Centro de Filosofia e Cincias Humanas - CFH, em especial a Departamento de

Ps-graduao em Sociologia Poltica da Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC,

por terem me aceito no Programa de Ps-graduao no mbito de Mestrado, Prof Dr

Ccile Hlne Jeanne Raud e s secretarias Albertina e Ftima.

Aos e s minhas professoras e professores: Prof Dr Elizabeth F. da Silva, Prof Dr

Ilse Scherer-Warren, Prof Dr Janice T. de Sousa Ponte, Prof Dr Lgia Helena Hahn

Lchmann, Prof Dr. Carlos Eduardo Sell, Prof Dr. Fernando Ponte de Sousa, Prof Dr.

Ricardo V. Silva, Prof Dr Yan de Sousa Carreiro, Prof Dr. Ary Csar Minella. Ao

Centro de Cincias da Educao: Prof Dr, Roselane Ftima Campos, Prof Dr. Olinda

Evangelista.

Aos meus colegas de mestrado: Henrique Porath, Rodrigo Nippes, Rafael da Silva e

Cassiane Zanatta. Meu muito obrigado. Com certeza, este convvio e experincia, guardarei

com carinho como das melhores experincias da minha vida.

Agradeo tambm a meu sobrinho Campus e seu colega Farba que facilitaram meu

contato com o escritrio do Banco Mundial em Bissau.

No quero ainda deixar de agradecer ao escritrio do Banco Mundial em Bissau por

ter me dado condies necessrias ao levantamento de dados referentes temtica

abordada. Destaco os meus agradecimentos para os representantes do Banco Mundial em

Bissau, Enric Yves Dacosta, Julien Bandialey, Dr Carmem Pereira, Dr. Geraldo Martins e

Dr Adelvina Barreto pelos seus depoimentos esclarecedores sobre a atuao do Banco

Mundial na educao bsica guineense. Funcionrias Deolinda Jose Facinto, Murida

Rodrigues e Umaro Guejo que foram muito simpticos e prestativos em me aceder

informaes viveis.

Ao pessoal do Ministrio da Educao da Guin-Bissau, com os quais passei tempos

em dilogo, o que muito enriqueceu meu dirio de campo. Em nome do Eng Saliu Djassi

responsvel pelas estatsticas. Muito obrigado.

Ainda em Bissau agradeo meu mano contador Yoba Bald, Demba Sal, Mamad

Tcham (Vri), Idrissa Sal, Abdul Karimo Bald, Amara Silla. Aos meus colegas de luta do

dia-a-dia, bem como a muitos outros guineenses em diferentes Universidades brasileiras,

que contriburam de forma direta ou indireta, Abdulai Sombille Djal, Fatumata Djarai

Djal. Obrigado pelos apoios prestados. E em Cabo Verde agradeo casal Mario de

Gamboa, Ceclia Fernandes Gamboa e filhos, Marcio e Marcelo, que me acolheram na

minha passagem por Cabo Verde.

No posso deixar ainda de expressar meu muito obrigado generosidade do casal

Mamad Saliu Bald e Maria Aramata Injai, e a seu filho Mohamed Alfa Bald, que muitas

vezes me socorreram na utilizao da energia eltrica, pelo qu proporcionaram-me um

ambiente familiar para trabalhar iluminado, ainda que numa Guin-Bissau imersa em

escurido.

SUMRIO LISTA DE SIGLAS ............................................................................................................. 10LISTA DE TABELAS ......................................................................................................... 12LISTA DE GRFICOS ........................................................................................................ 13RESUMO ............................................................................................................................. 14ABSTRACT ......................................................................................................................... 151. INTRODUO .............................................................................................................. 17

1.1 Tema e Justificativa .................................................................................................... 171.2 Pertinncia e Delimitao da Pesquisa ....................................................................... 181.3 Problemas e Objetivos ................................................................................................ 191.4 Pro