UTILIZAÇÃO DO FLUXO DE CAIXA NA OBTENÇÃO DE ?· também a demonstração do fluxo de caixa (DFC)…

  • View
    216

  • Download
    0

Embed Size (px)

Transcript

  • XIII Encontro Latino Americano de Iniciao Cientfica e IX Encontro Latino Americano de Ps-Graduao Universidade do Vale do Paraba

    1

    UTILIZAO DO FLUXO DE CAIXA NA OBTENO DE INFORMAES COMO FERRAMENA ESTRATEGICA E COMPETITIVA NO MERCADO

    Douglas Ribeiro Lucas, autor

    Denilson da Silva Lucas, orientador

    1FACESM/Gpde, Av. Presidente Tancredo de Almeida Neves, 45 - Itajub MG 2FAPEMIG/IC, Rua Raul Pompia 101, So Pedro, Belo Horizonte MG

    Resumo: O fluxo de caixa ser apresentado neste trabalho como uma ferramenta auxiliadora para os gestores nas tomadas de decises. O objetivo mostrar uma importante ferramenta estratgica para os gestores de empresas, a Demonstrao do Fluxo de Caixa (DFC), que visa a munir os administradores de informaes das quais ele poder avaliar a sade da empresa. De posse dessas informaes, os gestores tero a vantagem de poder planejar e controlar as suas finanas, desde uma simples compra de matria prima at a projeo das vendas, alm claro de saberem em quanto tempo ir obter o retorno do investimento aplicado. Buscando um equilbrio entre os prazos de compra e venda. Alm claro de terem uma base forte para novos investimentos e aplicaes, assim como credibilidade para financiamentos bancrios, pois conhecem qual a real situao em que vive a sua empresa. Quanto ao aspecto metodolgico trata-se de uma pesquisa bibliogrfica, utilizando-se de material j publicado, trazendo uma nova viso acerca daquilo que j foi dito por vrios autores. Por fim, conclu-se atravs do presente estudo, que a Demonstrao dos Fluxos de Caixa, uma ferramenta estratgica e competitiva, indispensvel, para anlise financeira num mundo globalizado e competitivo como o de hoje. Palavras-chave: Fluxo de caixa, gesto, planejamento e controle. rea do Conhecimento: Cincias Sociais Aplicadas 1. Introduo

    Atravs da DFC, uma forma para trazer informaes que no so obtidas nas demais demonstraes contbeis, como o controle das disponibilidades, pagamentos e recebimentos em dinheiro e at mesmo investimento. Por essa razo, uma ferramenta importante para o planejamento financeiro das empresas.

    As empresas o utilizam devido ao seu fcil entendimento e tambm por conter uma exatido da situao financeira da mesma, essa ferramenta permite aos gestores financeiros detectar oscilaes que possam vir a ocorrer.

    A utilizao do fluxo de Caixa como ferramenta para medir a gerao de caixa para que tenha como quitar dvidas, avaliar a liquidez, a solvncia, a flexibilidade financeira e tambm a taxa de converso de lucro em caixa, com um grau de preciso das informaes passadas projetando se h necessidade de investimentos e financiamentos nas atividades futuras operacionais da empresa (IUDCIBUS, 2006, p. 398).

    De acordo com o que diz Zdanowicz (2000, p. 213), a funo mais importante para administrar o capital de giro e a liquidez de uma empresa, que se resume na administrao do disponvel, e seguindo esta mesma linha de pensamento, o autor afirma

    que o fluxo de caixa, constitui-se no ativo mais lquido da empresa, representado como um agregado de entradas de recursos necessrios para o desembolso estimado, acrescido, s vezes, de sadas inesperadas. Com a finalidade de minimizar problemas de liquidez, pois se pode dizer que o caixa o denominador comum, ao qual fluem todos os ativos lquidos da empresa.

    O presente trabalho tem como objetivo, mostrar como uma ferramenta simples pode ser to poderosa como o caso do Fluxo de Caixa, que aplicado adequadamente numa empresa, alm claro, da utilizao de outras demonstraes contbeis, tem como finalidade estratgica mostrar como anda a empresa, desde a entrada e sada de dinheiro, como sua estabilidade financeira, analisando e projetando o seu futuro. E ser apresentado atravs da seguinte questo:

    Como a Demonstrao do Fluxo de Caixa pode auxiliar os administradores de uma empresa na obteno de informaes financeiras que os levem a um nvel de estabilidade e competio invejvel? Que ser respondida no decorrer da obra, mostrando a importncia de quem possui esta ferramenta e a saiba melhor utilizar e/ou aplicar. Isso ser visto nos prximos captulos, onde se inicia por uma abordagem do tema, entrando na questo do planejamento e gesto financeira

  • XIII Encontro Latino Americano de Iniciao Cientfica e IX Encontro Latino Americano de Ps-Graduao Universidade do Vale do Paraba

    2

    mostrando a sua importncia. Logo em seguida apresentando o fluxo de caixa e tambm a demonstrao do fluxo de caixa (DFC) como ferramentas de estratgia, de maneira a se obter o mximo de benefcios que ela pode trazer aos administradores.

    2. Metodologia

    O mtodo de abordagem utilizado o da pesquisa bibliogrfica, que conforme Furast (2008, p. 33): Baseia-se no manuseio de obras literrias, sejam elas impressas ou arquivos digital (capturadas via internet). Portanto, a pesquisa bibliogrfica gira em torno de um referencial j publicado, sejam esses livros e artigos cientficos.

    Para Lakatos e Marconi (2001, p. 183), este tipo de pesquisa propicia o exame de um tema ou assunto, mas que agora assumira novo enfoque ou abordagem, chegando a novas concluses.

    Este artigo baseia-se na seguinte estrutura: Uma introduo a respeito do tema escolhido e devido a sua utilidade hoje em dia, apresentando em seguida a importncia do planejamento, controle e estratgia. Tambm ser visto a gesto como ferramenta de apoio chegando ao fluxo de caixa, para gerar informaes preciosas e nicas no que diz respeito a estabilidade e ao futuro da empresa. Finalizando com a demonstrao do fluxo de caixa, apresentando um maior controle da liquidez da empresa e melhor planejamento projetando como ser o futuro.

    Segue na figura 1, o fluxo de trabalho:

    Figura 1: Fluxo Metodolgico do Trabalho

    3. Planejamento

    O planejamento considerado uma ferramenta em que as pessoas e organizaes a utilizam como um processo decisrio com viso para o futuro. As tomadas de decises que influenciam o futuro de qualquer organizao, ou que sero colocadas em prtica futuramente, so decises de planejamento (MAXIMIANO, 2000, p. 175).

    Planejar criar e manter um plano para as operaes, considerando os objetivos e as metas da companhia, a curto e em longo prazo, que devem ser analisados e ajustados constantemente. (FIGUEIREDO E CAGGIANO, 1997, p. 27).

    O planejamento de caixa a espinha dorsal da empresa. Sem ele no se tem certeza quando haver caixa suficiente para sustentar as suas obrigaes, ou dar-lhes

    crdito quando se necessitar de financiamentos (GITMAN, 2002, p. 586).

    De acordo com Ross, Westerfield e Jaffe (1995, p. 525) o planejamento um mapa que traa as metas que devem ser alcanadas com o intuito de estabilidade e crescimento competitivo. uma declarao formal do que dever ser feito no futuro.

    O planejamento financeiro a projeo de vendas, lucros e de ativos baseada em estratgias alternativas de produo e de marketing, bem como a determinao dos recursos necessrios para alcanar essas projees. No processo de planejamento financeiro, os gerentes tambm deveriam avaliar os planos e identificar mudanas nas operaes que pudessem melhorar os resultados (WESTON E BRIGHAM, 2000, p. 343).

    3.1 Controle Sendo assim, Figueiredo e Caggiano

    (1997, p. 46) afirmam que o controle um sistema de feedback (retorno), que possibilita aos gestores comparar os desempenhos obtidos com os objetivos planejados, ou seja, o controle essencial para a realizao do planejamento de longo e curto prazo.

    Figueiredo e Caggiano (1997, p. 27) afirmam ainda que: controle desenvolver e revisar periodicamente os padres de avaliao de desempenho para que sejam como bssola de orientao aos outros administradores no desempenho de suas funes, garantindo que o resultado real das atividades esteja em conformidade com os critrios estabelecidos.

    Para Braga (1995, p. 230) o planejamento e o controle so inter-relacionados, pois planejar importante para o estabelecimento dos objetivos, metas, meios e prazos de realizao, enquanto que o controle permite obter um feedback (retorno), para se obter informaes sobre o andamento desse plano, com a finalidade da execuo ou no do planejamento em questo.

    O controle consiste na obteno de informaes e nos processos da decorrentes de registro, armazenagem, processamento, retorno e anlise das informaes, bem como o seu uso na modificao e no aperfeioamento do funcionamento da empresa (BRAGA, 1995, p. 230).

    3.2 Estratgia

    Segundo Montgomery e Porter (1998, p.5), se diz que estratgia uma busca decisiva de um plano de ao no desenvolver

  • XIII Encontro Latino Americano de Iniciao Cientfica e IX Encontro Latino Americano de Ps-Graduao Universidade do Vale do Paraba

    3

    e no ajustar um melhor foco para determinado objetivo. Em que a finalidade a vantagem competitiva de uma empresa.

    Porter (1986, p. 24), desenvolveu seu modelo de anlise estrutural, abordando as cinco foras competitivas que atuam sobre a organizao, so elas:

    Rivalidade entre os concorrentes atuais;

    Entrada de novos concorrentes;

    Ameaa de produtos substitutos;

    O poder de negociao dos fornecedores

    e;

    O poder de negociao dos compradores.

    O estudo destas foras facilita a elaborao de uma estratgia competitiva.

    Segundo Porter (1986, p. 24) essas foras competitivas, quando utilizadas em conjunto, determinam toda a energia da concorrncia, bem como a rentabilidade. 4. Gesto Financeira

    O gerenciamento segundo Frezatti (1997, p. 28), o que permite apoiar o processo decisrio da organizao, de modo que seja orientada para os resultados pretendidos. Portanto, o necessrio dispor do mximo de informaes gerenciais e contbeis, para que realmente sirvam de apoio na tomada de deciso e no alcance das metas, evitando surpresas principalmente financeiras em que, mu