Click here to load reader

Vale Security Conference - 2011 - 16 - Dr. Coriolano Carmargo

  • View
    363

  • Download
    1

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Vale Security Conference - 2011 Domingo - 16ª Palestra Palestrante : Dr. Coriolano Carmargo Palestra : As múltiplas faces dos crimes de alta tecnologia Twitter (Dr. Coriolano Carmargo) : https://twitter.com/#!/CoriolanoAC Video (YouTube) : http://www.youtube.com/watch?v=OSia_njO2ro Slide (SlideShare) : http://www.slideshare.net/valesecconf/coriolano

Text of Vale Security Conference - 2011 - 16 - Dr. Coriolano Carmargo

  • 1. Evento: Vale Security ConferenceLocal: Parque Tecnolgico deSo Jos dos CamposData: 03/09/ a 04/09 de 2011Horrio: 8h s 19hOrganizadores: Jordan Marcus Bonagura eLus Felipe Fres SantosCoriolano Almeida CamargoPresidente da Comisso de Crimes de Alta TecnologiaTwitter - @CoriolanoAC 11/10/2010. Todos os direitos reservados.

2. Histria das provas Vises jurdicas:avanos no Brasil; (fundamento para as modificaes Federais) Provas Contraditrio e Ampla Defesa Manual de procedimentos tcnicos Desafio da padronizao de provas eletrnicas. INC- Polcia Federal 3. Pgina adulterada nos jogos 4. Portal nacor laranja 5. Tendncias relacionadas ao tratamento dascomunicaes oficiais O FBI investiga e-mails daGovernadora do Alaska que foia candidata republicana avice-presidncia dos EUA quesupostamente teria usadoo e-mail do Yahoo para tratar deassuntos oficiais. Nos EUA, a discusso ganhourelevo aps a descoberta de que oGoverno Bush se utilizou de contasparticulares de e-mail para conduzirassuntos da Casa Branca. E no Brasil? E as crianas? 6. Brasil est em alerta Guerra ciberntica Chefe do FBI informa que o Brasil pode se tornar alvo dehackers do Leste Europeuhttp://agenciabrasil.ebc.com.br/home;jsessionid=F01AFE90499467F78A4E31602F973703?p_p_id=56&p_p_lifecycle=0&p_p_state=maximized&p_p_mode=view&_56_groupId=19523&_56_articleId=1045626 Uso de bombas lgicas preocupa chefe do Estado-Maior doExrcitohttp://agenciabrasil.ebc.com.br/home?p_p_id=56&p_p_lifecycle=0&p_p_state=maximized&p_p_mode=view&p_p_col_id=column-2&p_p_col_pos=2&p_p_col_count=3&_56_groupId=19523&_56_articleId=1047988 7. Marco histrico STF declara que existe ocrime cibernticoorganizado no Brasil. HC N 88.905 Gois,Relator Ministro GilmarMendes. 8. Maior desafio Faces Brasileiras e a atuao nos EUA (NYPD). http://www.conjur.com.br/2009-dez-15/pcc-comando-vermelho-usam-gangues-prestam-servicos-alqaeda. Cooperao Internacional para a prtica de crimescibernticos Anthony Reyes 9. Ataques recentes e informaes TRF da 3 Regio (testes). Professor Dr. Adriano Cansian Ataque a Suprema Corte Argentina 2007. 10. InformaesA. Ataque a companhia areaB. ECF.C. CND falsas - 100 milhes em 2006 INC/PF.D. Urnas eletrnicas. 11. OAB SP contra a pedofilia"A internet tem servido aoscriminosos para alcanar suasvtimas. Precisamos alertar ospais para que monitorem seusfilhos, verifiquem como elesusam a rede, e os protejam.A informao um importanteinstrumento de combate pedofilia.Luiz Flvio Borges DUrso Presidente da OAB SPO abuso sexual infantil se tornouum negcio . 12. Nmeros dos delitos Crime na rede: drogas ilegaismovimentaram US$ 100 bilhesem 2005. Fraudes on-linetotalizaram prejuzos da ordemde US$ 105 bilhes. A pornografia infantil se tornouuma indstria de US$ 3 bilhesanuais (Top Ten Reviews, 2005). 2010 US$ 25 bilhes 13. Suicdio Mais de 60% das crianas ejovens vtimas de exploraosexual j pensaram em suicdio,revela estudo. World Childhood Foundation(WCF). http://noticias.uol.com.br/cotidiano/2009/10/08/ult5772u5618.jhtm. 14. OAB SP contra a pedofilia preciso investir fortemente no desenvolvimento de novas tecnologias capazes e localizar as pessoas que produzem e consomem material pornogrfico, assim como preciso investir no treinamento de equipes policiais especializadas no combate pedofilia. Luiz Flvio Borges DUrso presidente da OAB SP. 15. OAB SP contra a pedofilia Catanduva: a OAB SP est acompanhando de perto asinvestigaes sobre a rede de pedofilia em Catanduva que vitimoudezenas de crianas. Cartilha: no mbito da OAB SP, existe uma cartilha que se tornou um manualinternacional de esclarecimento a famlia. A cartilha traz esclarecimentos sobre o usoseguro da Internet.Idiomas: portugus e ingls 16. Liberdade de expresso vs.violao do direito alheio Informao e a dignidade da pessoa humana. 17. No, meu filho,voc no foibaixado pelaInternet,voc nasceu! 18. Tcnicas de investigao nos EUA O autor do crime de pedofiliamuitas vezes procura suas vtimaspela Internet. A polcia utiliza agentes disfaradosna Internet, fazendo com que oscriminosos pensem se tratar de crianas. A ao policial continua at queconsigam prender o criminoso em flagrante,por exemplo em um encontro marcadofora da rede, na vida real. (Provas e investigao). 19. Redes do governosofrem ataques todos os dias 48.000 mil ataques dirios. 70% deles visam informaes bancrias.Fonte:http://info.abril.com.br/noticias/seguranca/redes-do-governo-tem-48-mil-ataques-por-dia-23082009-4.shl. 20. Ataque ao legislativo Deputados tiveram computadorinvadido por crackers. Modificaram as configuraes doequipamento, mudaram a senhae o tornaram inacessvel. Para "libertar o servidor",pediam US$ 350 mil. O governo no pagou o resgate,contudo, precisou de ajuda detcnicos da Agncia Brasileirade Inteligncia (Abin) e deespecialistas em segurana digital. 21. Blog do Planalto clonado Clone disponibiliza espaopara postagens demensagens que originalno possui. 22. Terrorismo Tcnicas de crimes cibernticosutilizadas para financiar organizaescriminosas incluindo o terrorismo. MOTIVAO: financiamento do crimeorganizado e terrorismo - compra dearmas, planos de treinamento militare estratgico. Atualmente fazem treinos noSecond Life e outros. 23. Terrorismo 1999: hacker com nickname NeOhfoi procurado por grupo do orientemdio para capturar os planos de umAirBus A30, com a promessa de receber10.000 USD. Planos foram obtidos. Acredita-se que alguns destes planosforam fundamentais para o seqestrode um avio da Indian Airlines noAfeganisto em dezembro de 1999. 24. Fraudes com NF-e Setor de combustveis: Reutilizao e falsificao de DANFEs; Trnsito de mercadorias de NF-e canceladas; Emisso de NF-e em contingncia sem o uso doformulrio de segurana; Aumento do trnsito de mercadorias semdocumentao fiscal. No preenchimento do campo cdigo do produto(tabela ANP). Informaes da apresentao da Coordenao Tcnica doENCAT; lvaro Bahia / Sefaz-Ba - [email protected]). 25. Relatrio Segundo relatrio divulgadopelo Googleo Brasil o lder mundialentre os requerentes deremoo de contedo e identificaode usurios de servios prestados pelaempresa. [PDF] Fonte:http://www.oabsp.org.br/noticias/2010/04/29/6074 Clipping: G1 26. Concluso A tecnologia um avano. Os criminosos descobriram que com ouso da internet e da tecnologia podem alcanar suas vtimas commaior facilidade e rapidez. O jovem da era digital no esta preparado para enfrentar ospedfilos, ms influncias da Internet e molestao virtual, seja porfalta de educao digital nas escolas seja por falta de educao emcasa. Os Pais no esto preparados para educar seus filhos sobre osnovos fenmenos da era digital e terceirizam os filhos aocomputador. Crianas ficam horas e horas atrs do computador. O desafio do Estado estar sempre frente dos crimes com o usodo espao ciberntico. 27. MensagemNo luto aqui pelo miservel objetodo litgio, talvez insignificante, massim viso defender um objeto ideal,um fim ideal.Um fim ideal de amor, solidariedadee principalmente a afirmao deminha prpria pessoa e do meusentimento de justia(A Luta Pelo Direito - Rudolf vonIhering, Editora Rio, 5 edio, pg.34). 28. Coriolano Aurlio de Almeida Camargo Santos Advogado. Presidente da Comisso de Crimes de Alta Tecnologia da OAB SP. Juiz do Tribunal de Impostos eTaxas de So Paulo. Integrante do Conselheiro Superior da FIESP e da FECOMERCIO. Mestre e Doutorando em Direito. Coordenador do programa Ps-Graduao em Direito Eletrnico da FADISP ALFA .Membro efetivo do Instituto dos Advogados de So Paulo. Professor da Ps-Graduao da Universidade Presbiteriana Mackenzie e do MBA da EPD e UNAERP..Professor do programa de Direito Digital da FGV GV-Law Professor debatedor no evento Estrutura da Legislao para o Combate aos Crimes Cibernticos eInvestigaes Digitais - Organizado em Braslia pelo Departamento de Justia dos Estados Unidos, INTERPOLe Conselho da Europa. Professor Convidado do Grupo de Segurana do Comit Gestor da Internet no Brasil (CGI.br), Academia dePolcia Civil do Estado de So Paulo (ACADEPOL), Escola Fazendria do Governo de So Paulo (FAZESP). Professor Palestrante da Faculdade de Direito da Universidade de So Paulo. Informaes na Plataforma do Conselho Nacional de Desenvolvimento Cientfico e Tecnolgico:http://lattes.cnpq.br/2255510761869546 . Contato: [email protected] Site:www.almeidacamargo.com.br. 29. Juliana Abrusio Advogada .Mestre pela Universit degli Studi di Roma Tor Vergata USRV em 2006 com ttulo revalidado pelaUniversidade de So Paulo em 2008. Coordenadora da Comisso de Crimes de Alta Tecnologia da OAB/SPem diversas reas da Educao Digital e novas Tecnologias. Participou do Projeto da Unio Europia para redao de Cdigo nico na matria de contratos para aAmrica Latina (2004-2006). Graduada em Direito pela Universidade Presbiteriana Mackenzie em 2001 e professora da Graduao e daPs Graduao da mesma Universidade. Co-organizadora e co-autora do livro "Manual de Direito Eletrnico e Internet" (Ed. Lex) Co-autora do Caderno Jurdico Direito e Internet publicado pela Escola Superior do Ministrio Pblico; Co-autora do livro Conflitos sobre Nomes de Domnio e outras questes jurdicas da Internet, editado pelaFGV e editora RT; Colaboradora do livro Internet Legal - Direito na tecnologia da Informao, Ed. Juru; Autora das Monografias "Aspectos Jurdicos do Comrcio Eletrnico" e "Contratos Eletrnicos e a AssinaturaDigital. Autora de artigos relacionados ao Direito Eletrnico e colaboradora em veculos de informao.

Search related