Varizes esofágicas em um paciente com cirrose hepática. Na cirrose, a hipertensão portal leva à dilatação de anastomoses entre o sistema porta e o sistema

  • View
    213

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Varizes esofágicas em um paciente com cirrose hepática. Na cirrose, a hipertensão portal leva à...

  • Varizes esofgicas em um paciente com cirrose heptica. Na cirrose, a hipertenso portal leva dilatao de anastomoses entre o sistema porta e o sistema da veia cava superior, a nvel da submucosa do tero inferior do esfago. O ramo da veia porta diretamente responsvel a veia gstrica esquerda. AAs varizes aparecem como vasos de cor escura e levemente salientes na superfcie da mucosa. Uma delas rompeu-se causando hemorragia digestiva alta, que foi a causa do bito.

  • Nesta pea, o esfago visto pela face da mucosa mostra pequenas veias dilatadas na submucosa. Uma delas calibrosa e sofreu ruptura (variz rota), causando copiosa hemorragia digestiva alta, que causou o bito.

  • A maioria dos carcinomas do esfago (cerca de 60%) so polipides (crescimento exoftico). Dos de crescimento endoftico, cerca de 15% infiltram a parede causando estenose atravs de reao desmoplsica. Os outros 25% destroem a camada muscular levando a atonia e dilatao da luz.

  • Cerca de metade dos carcinomas localizam-se no tero mdio, com o restante distribudo mais ou menos igualmente nos teros superior e inferior.

  • A mortalidade desproporcionalmente alta, devido localizao mediastinal do esfago, o que propicia a invaso precoce de estruturas nobres e torna a resseco cirrgica completa difcil ou impossvel. Uma importante complicao a invaso do brnquio direito causando fstula esfago-brnquica.

  • Esfago de BarretMetaplasia intestinal da poro terminal do esfago conseqente a esofagite de refluxo.

  • Estmago

  • EstmagoEroses agudas da mucosa gstrica, ou lceras de stress.As lceras de stress so a expresso macroscpica da leso da mucosa gstrica no estado de choque. A vasoconstrio generalizada na rea esplncnica na fase progressiva do choque leva a mltiplos pequenos focos de necrose na mucosa gstrica. Esta prontamente digerida pelo suco gstrico, expondo a submucosa. Os vasos da submucosa produzem sangramento para a luz, que pode ser abundante e contribuir para o agravamento do choque. O sangue digerido libera hematina (metaheme livre) de cor negra, que impregna as reas ulceradas, destacando-as contra a mucosa normal.

  • Duas lceras gstricas ppticas na pequena curvatura.Essas duas pequenas lceras localizadas prximas entre si na pequena curvatura do estmago apresentam a morfologia tpica das lceras ppticas. A maior tem cerca de 1 cm de dimetro, contorno circular regular, bordas ntidas e fundo liso. H convergncia das pregas da mucosa na direo da lcera. A localizao na pequena curvatura tambm caracterstica (sendo mais comuns na regio pilrica).

  • lcera pptica

  • 1 camada:exsudato fibrino - purulento

  • 2 camada: tecido de granulao

  • 3 camada: tecido fibroso frouxo com infiltrado inflamatrio crnico

  • 4 camada: tecido fibroso denso com pouco infiltrado inflamatrio

  • Helicobacter pyloriOs bacilos tm forma levemente recurvada e so encontrados na superfcie da mucosa ou nas criptas glandulares.

  • Este tumor altamente maligno do estmago,no forma massa identificvel. Infiltra difusamente todas as camadas da parede e todas as regies do estmago (tipo IV na classificao de Bormann). O rgo fica espessado, enrijecido e perde as pregas da mucosa.

  • O contraste entre o tumor e os feixes musculares lembra fibras de linho. Histologicamente, o tumor indiferenciado, constitudo por clulas soltas arredondadas, freqentemente com vacolo central contendo muco (chamadas clulas em anel de sinete).

  • Adenocarcinoma difuso indiferenciado linite plsticaA origem do tumor a mucosa gstrica, onde muitas clulas produzem muco. As clulas neoplsicas tambm produzem muco, que pode ser observado no citoplasma na forma de um grande vacolo, que desloca o ncleo para a periferia. A clula pode parecer um anel, onde o ncleo forma a pedra, da a comparao clssica com anel de sinete Contudo, as clulas so soltas, no constituem agregados com luz. Por isso, ficam arredondadas e podem ser confundidas, a primeira vista, com macrfagos. O que diferencia o aspecto do ncleo, que hipercromtico e volumoso em relao ao citoplasma.

  • Adenocarcinoma difuso indiferenciado do estmago, chamado linite plstica.O termo linite advm da infiltrao da camada muscular H tambm reduo da capacidade e perda dos movimentos peristlticos (da o adjetivo 'plstica').

  • Retocolite ulcerativa

  • Retocolite ulcerativa

  • Retocolite ulcerativa

  • Retocolite ulcerativa

  • Retocolite ulcerativa

  • Doena de Crohn

  • Doena de Crohn

  • Doena de Crohn

  • Doena de Crohn