VICENTE & FISCARELLI - Cidadão .reconhecido e atrelado repercussão geral/efeito vinculante quanto

  • View
    212

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of VICENTE & FISCARELLI - Cidadão .reconhecido e atrelado repercussão geral/efeito vinculante quanto

  • V. 1 VICENTE & FISCARELLI

    SOCIEDADE DE ADVOGADOS

    EXCELENTSSIMO JUIZ DE DIREITO DA VARA DO JUIZADO

    ESPECIAL DA FAZENDA PBLICA DO ESTADO DE SO PAULO.

    Com aplicao vinculante ao Incidente de Uniformizao de jurisprudncia: adicional por tempo de servio (quinqunio) Art. 129, Constituio de So Paulo: tratamento equivalente sexta-parte, dada a identidade entre os benefcios. STF: RExt 563.708, repercusso geral. Matria afeta ao exame de fundo, reservado ao MM Juzo de origem, pena de supresso de instncia (Enunciado 104, Fonaje). Pedido provido em parte,

    MARIA DAS VIRGENS GOMES LIMA,

    brasileira, casada, servidora pblica, portadora da Cdula de Identidade RG n

    11.780.089-2 SSP/SP e CPF/MF sob o n 086.956.748-94, residente e

    domiciliada na Rua Itanham, 33, Vila Paulista II, So Paulo SP, CEP

    08490-675, vem, respeitosamente, a presena de Vossa Excelncia, via de seu

    procurador e advogado que esta subscreve (Documento anexo), com

    fundamento nos artigos 282 e seguintes, todos do Cdigo de Processo Civil,

    propor

    Rua Marqus de Itu, 58 11 andar Repblica, So Paulo, CEP O 1 223-000

    w co

    cn CO

    O O)

    O

    o - O O O, CD ,c; o O us (c; 'as (\I

    co O

    -

    -cf

    Cs.1 , Csl

    a) O cs E M. O o O o D o O 0 O a) O (fg

    2 o o_ 2 . _I O W .1) C < O C) U) "" 0

    <

    w

    o_ o

    -,T3- D

    _ ,"

    th > _c o

    c o

    a,

    E g; O a)

    CO O 0 .

    O (a) =

    O

    o

    O o

    E cn

    6 C"

    O 92 O o_

    7, -E rn w

  • VICENTE & FISCARELLI, SOCIEDADE DE ADVOGADOS

    AO ORDINRIA

    em face da FAZENDA DO ESTADO DE SO PAULO, pessoa jurdica de

    direito pblico interno, inscrita no CNPJ/MF sob o n 46.379.400/0001-50,

    com sede na capital de nosso Estado, na Rua Pamplona, n 227, Bela Vista,

    So Paulo - SP, CEP 01405-000, pelas razes fticas e jurdicas a seguir

    aduzidas:

    I - PRELIMINARMENTE

    Conforme deciso proferida pela Turma de

    Uniformizao dos Juizados Especiais do Estado de So Paulo no processo

    sob o n 0000187-23.2013.8.26.9000, foi sedimentado e reconhecido o

    posicionamento referente base de clculo dos qinqnios.

    Segundo interpretao contida no referido

    acrdo, especificamente no Recurso Extraordinrio sob o n 563.708, foi

    reconhecido e atrelado repercusso geral/efeito vinculante quanto aplicao

    dos vencimentos integrais tambm a sexta-parte, ou seja, reconhecido o direito

    equivalncia de tratamento.

    Destaca-se ainda, que esta deciso s

    reafirmou o posicionamento jurisprudencial dos nossos tribunais, afim de que

    ocorresse a incluso dos vencimentos integrais tanto no clculo da sexta

    parte, quanto dos qinqnios.

    u_i

    CO O CD '0

    N.: O

    LO O

    N (6 -0 C .

    cl- CO

    G CN

    E) Cl M- 00

    E cu o o -o d

    6o cn o (1)

    2 0 n_ 2

    . o_ O

    W

    O c CO

    "cT'{. O O

    N

    O ,:r:

    63 Ne." ,r6 E ..ost o ' sc:c o co -oas o o

    ci) O %) 2 o

    2 o.

    W (1) ir E < 'E) C.) c

    ; o 2 U ---- r <

    W

    fl o 22,

    2

    h

    0 eL o (7)

    o a) E g; crs .

    crs 'Es o '5 O

    '5) C

    (5c o o 5 O cri C eL a) E o o o O O

    E in W

  • VICENTE & FISCARELLI, SOCIEDADE DE ADVOGADOS

    fls. 19

    cento) sobre o vencimento ou remunerao, a que se

    incorpora para todos os efeitos.'

    A palavra 'vencimento' vem definida no artigo 108 do

    Estatuto dos Funcionrios Pblicos Civil do Estado de

    So Paulo, a saber:

    `Artigo 108 Vencimento a retribuio paga ao

    funcionrio pelo efetivo exerccio do cargo,

    correspondente ao valor do respectivo padro fixado em

    lei, mais as vantagens a ele incorporadas para todos os

    efeitos legais.'

    V-se, portanto, que o vencimento ou remunerao do

    servidor pblico no constituda apenas do salrio

    base, mas de outros componentes (adicionais,

    gratificaes e verbas indenizatrias), conforme se extrai

    da doutrina de Maria Sylvia Zanella Di Pietro:

    `A regra que tem prevalecido, em todos os nveis de

    governo, a de que os estipndios dos servidores

    pblicos compem-se de uma parte fixa, representada

    pelo padro fixado em lei, e uma parte que varia de

    servidor para outro, em funo de condies especiais de

    prestao de servio, em razo do tempo de servio e

    outras circunstncias previstas nos estatutos funcionais

    e que so denominadas Renericamente, de vantagens

    pecunirias; elas compreendem, basicamente,

    adicionais, gratificaes e verbas indenizatrias.' (in

    Direito Administrativo', So Paulo: Atlas, 20" edio,

    2.007, p. 491)."

    co O

    O

    o a)

    r-) LO cs

    to

    (O .a3 C I

    Cd

    , C I o C1

    co

    N- O d, E 'A O O O o -o o

    o o U Cl) O C(?)

    2 o r_ 2 o_ __I o E < 0 U -- u o {2

    <

    o c o n (Ti -92 z .(15 5 9' o a) o_ o

    -E o N E g-} (13 0) c.,

    a3 O 6

  • VICENTE & FISCARELLI, SOCIEDADE DE ADVOGADOS

    fls. 20

    Em suma, tem-se que o adicional por

    tempo de servio deve incidir sobre todas as gratificaes e vantagens

    pecunirias constantes dos demonstrativos de pagamento, salvo as verbas

    eventuais.

    2. POSICIONAMENTO DO SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIA

    A controvrsia estabelecida nestes autos j

    foi objeto de pacificao perante o Superior Tribunal de Justia, ficando

    sedimentado naquela casa que o "repique" proibido, contudo, nesta demanda

    no se pretende o "repique", mas apenas a integrao na base de clculo dos

    adicionais, dos vencimentos.

    Vejamos:

    AgRg no RECURSO ESPECIAL N 702.292 - CE

    (2004/0158360-2)

    RELATOR : MINISTRO HAMILTON CARVALHIDO

    AGRAVANTE : ERNESTO DE PINHO PESSOA

    ADVOGADO : ERNESTO DE PINHO PESSOA JUNIOR

    AGRAVADO : UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEAR

    UFC

    PROCURADOR : FERNANDO SANTOS CHRISSTOMO E

    OUTRO(S)

    AGRAVADO: UNIO

    EMENTA

    AGRAVO REGIMENTAL EM RECURSO ESPECIAL.

    ADMINISTRATIVO. CONSTITUCIONAL. SERVIDOR

    co o o)

    O

    O

    r-) Lo c5 O

    cd .115

    'I" CO

    c) 4 y- rs' c,

    C \ 5 6-5 O 6 E j.5 CD 0 O 0 'O O CD O 0 O (/) O gi) 2 o o_ 2 0-

    O1 O

    i2 E < U c

    u- "M- u)

    O a) O

    <

    W o u) D

    CLO ,:p

    u") a o a) a) E g), CD a) a ' a c0 O 6 -0 C CO g = a)o a) _R o_ O .E

    11) a) W

  • w

    co co o 0) D 0

    o O

    Lo

    (13 ,cu (NI

    c. \Ic

    - ,

    5 - (11

    c0 N. 0 0 E j.,; O c) o o D o

    o o O 0) O 2 2 0 o_ 2 O. - o w (1) C < O O c

    O g.; U

    a 0) 2 .2, w

    ci)

    g)

    -

    ii

    > O a, 0_ a) (7)

    O a) E {,2 (0 0) a) 2 o (T) O O

    '0) ._ - u) no 0 O _

    m

    O as

    O

    O 5 U o O 9_ 0) to a) Lti

    f

    fls. 21

    VICENTE & FISCARELLI, SOCIEDADE DE ADVOGADOS

    PBLICO FEDERAL. ADICIONAL POR TEMPO DE

    SERVIO. BASE DE CLCULO. INCIDNCIA RESTRITA

    AO VENCIMENTO BSICO - IMPOSSIBILIDADE DE

    SUPERPOSIO - INEXISTNCIA DO DIREITO

    LQUIDO E CERTO RECLAMADO. ACRDO

    RECORRIDO EM CONSONNCIA COM A

    JURISPRUDNCIA DO STJ.

    1. A Constituio da Repblica probe a concesso de

    vantagens em repique, gerando o chamado "efeito cascata",

    no sendo outro o sentido da jurisprudncia consolidada no

    mbito desta Corte Superior.

    "AgRg nos EMBARGOS DE DIVERGNCIA EM RESP

    N 425.050 RS (2008/0159560-0)

    RELATOR : MINISTRO NAPOLEO NUNES MAIA FILHO

    AGRAVANTE : ANAHI LOPES SCHUCH E OUTROS

    ADVOGADO : GLNIO LUS OHLWEILER FERREIRA E

    OUTRO(S)

    AGRAVADO: UNIO

    EMENTA

    AGRAVO REGIMENTAL. EMBARGOS DE DIVERGNCIA

    EM RECURSO ESPECIAL. SERVIDOR PBLICO

    FEDERAL. INCIDNCIA DO REAJUSTE DE 28,86%

    SOBRE A RAV (RETRIBUIO ADICIONAL VARIVEL).

    VEDAO APENAS DO BIS IN IDEM. AUSENTE O

    AVENTADO DISSDIO JURISPR UDENCIAL. ARESTO

    EMBARGADO EM CONSONNCIA COM

  • fls. 22

    VICENTE & FISCARELLI, SOCIEDADE DE ADVOGADOS

    JURISPRUDNCIA DESTA CORTE. APLICAO DA

    SMULA 168/STJ. AGRAVO REGIMENTAL

    DESPROVIDO.

    1. Os acrdos paradigmas decidiram que, em obedincia

    coisa julgada, devido o ndice de 28,86% sobre a RAV

    (Retribuio Adicional Varivel) porque, como gratificao,

    tem natureza remuneratria e integra os vencimentos do

    Servidor Pblico. A seu turno, o acrdo embargado, longe

    de excluir a RAV do mbito de incidncia do reajuste,

    incluiu-a tambm, negando to-s o bis in idem que

    ocorreria se, aplicados os 28,86% na sua base de clculo,

    novamente se fizesse incidir tal percentual sobre o montante

    encontrado.

    3. A par de inexistir similitude ftica entre os acrdos

    confrontados, igualmente no h interpretaes distintas

    sobre a mesma tese jurdica. Em casos tais, em que no se

    verifica exegeses opostas sobre idntica questo de direito,

    impossvel se constatar o dissdio pretoriano ensejador dos

    Embargos de Divergncia.

    4. O aresto objurgado se encontra em harmonia com a

    orientao jurisprudencial pacifica deste Sodalcio, o que

    atrai a incidncia da Smula 168/STJ, segundo a qual no

    cabem Embargos de Divergncia, quando a jurisprudncia

    do Tribunal se firmou no mesmo sentido do acrdo

    embargado .

    5. Agravo regimental desprovido."