VINICIUS DANILO FERREIRA RIBEIRO - uel.br .RIBEIRO VDF, Gradua§£o, UEL. ... Trabalho de conclus£o

  • View
    218

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of VINICIUS DANILO FERREIRA RIBEIRO - uel.br .RIBEIRO VDF, Gradua§£o, UEL. ... Trabalho de...

VINICIUS DANILO FERREIRA RIBEIRO

Prevalncia de agenesia

Londrina

2012

RIBEIRO VDF, Graduao, UEL. Vinniciusfr2@hotmail.com

VINICIUS DANILO FERREIRA RIBEIRO

Prevalncia de agenesia

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE LONDRINA

ODONTOLOGIA

Londrina

2012

RIBEIRO VDF, Graduao, UEL. Vinniciusfr2@hotmail.com

VINICIUS DANILO FERREIRA RIBEIRO

Prevalncia de agenesias

Trabalho de concluso de curso

BANCA EXAMINADORA

_________________________________

Prof. Orientador: Ricardo Takahashi

_________________________________

Prof. Componente da Banca: Carlos Eduardo de Oliveira Lima

Londrina, ___de ____________ de 2012.

RIBEIRO VDF, Graduao, UEL. Vinniciusfr2@hotmail.com

RIBEIRO, Vinicius Danilo Ferreira. Prevalncia de agenesia. Trabalho de Concluso de

Curso Universidade Estadual de Londrina, Londrina-PR. 2012

RESUMO

A agenesia um dos principais distrbios do desenvolvimento dentrio e pode ser definida

como a ausncia de um ou mais dentes, resultado de alteraes genticas isoladas ou

sindrmicas, considerada uma consequncia da evoluo humana. Esta anomalia, via de regra,

causa comprometimento esttico e funcional, afetando a mastigao, podendo proporcionar

transtornos s pessoas acometidas. Os estudos citados neste trabalho, atravs de uma reviso

de literatura, demonstram a prevalncia de agenesias dentrias em diferentes comunidades,

elucidando resultados atravs do nmero de pessoas acometidas pela anomalia, bem como dos

dentes mais prevalentes, arcada mais afetada, gnero com maior predileo para a anomalia e

relao hereditria da mesma. Os terceiros molares so os dentes mais prevalentes no que diz

respeito agenesia, ao passo que tal resultado s no se faz verdadeiro quando estes no so

includos em determinada pesquisa. Nestes casos, estudos demonstram maior prevalncia de

agenesia dos pr-molares, seguido de incisivos laterais. Os dentes do arco inferior aparecem

com maior frequncia em nmero de agenesia em relao aos dentes do arco superior. A

prevalncia de agenesia dentria com relao ao gnero possui diferena pouco significativa.

Palavras-chave: agenesia dentria, prevalncia, anomalia.

RIBEIRO VDF, Graduao, UEL. Vinniciusfr2@hotmail.com

RIBEIRO, Vinicius Danilo Ferreira. Prevalence of agenesis. Completion Of Course

Workmanship - State University of Londrina, Londrina-PR. 2012

ABSTRACT

Agenesis is a major disturbances and tooth development can be defined as the absence of one

or more teeth result of genetic isolation or syndromes, considered a consequence of human

evolution. This anomaly, as a rule, cause aesthetic and functional impairment, affecting

chewing and can provide inconvenience to those involved. The studies cited in this paper,

through a literature review, demonstrate the prevalence of tooth agenesis in different

communities, elucidating results by the number of people affected by the anomaly, as well as

the teeth more prevalent, more arcade affected, with gender preference for the anomaly and

hereditary relationship the same. The third molar teeth is most prevalent in relation to

agenesis, while this result is true not only when these are not included in a particular search.

In these cases, studies show a higher prevalence of agenesis of the premolars, followed by

lateral incisors. The teeth of the lower jaw appear more often in agenesis number of teeth in

relation to the upper arch. The prevalence of tooth agenesis regarding gender difference has

little significance.

Key-words: tooth agenesis, prevalence, anomaly.

RIBEIRO VDF, Graduao, UEL. Vinniciusfr2@hotmail.com

DEDICATRIA

minha famlia, Ana, Elsio, Valnia e Leonardo, pela imensurvel confiana que

depositaram em mim durante esses anos. Pela pacincia, compreenso e carinho que sempre

tiveram comigo.

Dedico vocs mais essa conquista!

Muito obrigado.

RIBEIRO VDF, Graduao, UEL. Vinniciusfr2@hotmail.com

AGRADECIMENTOS

Agradeo a Deus, por me guiar nesses cinco longos anos, proporcionando-me

amadurecimento pessoal e formao profissional.

minha famlia, Ana, Elsio, Valnia e Leonardo, pelo apoio incondicional nos

momentos de dificuldade. Por acreditarem em mim desde o incio, por me aconselharem

quando minhas escolhas eram difceis. Obrigado por me ensinarem a respeitar e ser digno; por

me mostrarem o valor da vida e me fazerem enxergar que valeria a pena.

minha namorada e amiga, Camila. Uma pessoa incrvel que tive a sorte de

conhecer e que em boa parte dessa jornada esteve ao meu lado, acreditando no meu potencial,

me abraando e me aconselhando nas horas complicadas. Obrigado por me proporcionar os

momentos mais incrveis desses cinco anos, C.

minha famlia londrinense, que tenho imenso orgulho de ter conhecido; Luiz,

Marcia e Marcos. Por terem me acolhido de forma to carinhosa desde o incio, e terem feito

por mim o que somente uma verdadeira famlia faz. Obrigado pelo companheirismo, pela

amizade sincera e verdadeira.

Aos amigos Thiago Pacheco, Lucas Almeida, Bruno Lopes, Richard Ferri,

Thiago Gomes, Hebert Ferri, Vinicius Gracino, Marcus Vinicius Issa, Ayrton Nagatsuyu,

Rafael Vidotti e Eduardo Freitag, por compartilharem comigo momentos de grande alegria e

principalmente por estarem ao meu lado quando as horas no so de felicidade.

Ao professor Ricardo Takahashi, por me ensinar odontologia de um jeito

alegre, simples e calmo. Obrigado por me proporcionar o desenvolvimento deste trabalho.

RIBEIRO VDF, Graduao, UEL. Vinniciusfr2@hotmail.com

SUMRIO

1. INTRODUO E PROPOSIO............................................................8

2. REVISO DE LITERATURA..................................................................9

3. DISCUSSO...........................................................................................18

4. CONCLUSO.........................................................................................18

5. BIBLIOGRAFIA.....................................................................................19

RIBEIRO VDF, Graduao, UEL. Vinniciusfr2@hotmail.com

1. INTRODUO E PROPOSIO

Agenesia dentria pode ser definida como a ausncia de um ou mais dentes,

que acomete denties decduas e permanentes, resultado de um transtorno da lmina

dentria que impede a formao do germe dental. (DAZ-PREZ et al., 2009)

Entre as anomalias de nmeros de dentes, a agenesia ou ausncia congnita

caracterizada pela no formao de um ou mais elementos dentrios e parece ter sua

etiopatogenia ligada a um fenmeno de ordem hereditria (KAU), porm, so caracterizadas

como sendo de ordem multifatorial, incluindo pr-disposio gentica, fatores externos,

radiao e sndromes, podendo ser denominada anodontia, ausncia total de desenvolvimento

do dente; hipodontia, falta de desenvolvimento de um ou mais dentes; ou oligodontia, uma

subdiviso da hipodontia que indica a falta de desenvolvimento de seis ou mais dentes.

(NEVILLE et al., 2009)

A radiografia exerce papel fundamental no diagnstico preciso da agenesia

dentria, visto que o exame clnico no determinante para afirmar a presena da mesma.

O propsito do presente trabalho verificar, por meio de uma reviso de

literatura, a presena desta anomalia em pacientes de diferentes regies e obter indicadores

significativos dos tipos e localizaes das agenesias dentrias, bem como selar a importncia

do diagnstico precoce desta anomalia, a fim de proporcionar ao paciente um tratamento

adequado, evitando problemas estticos e ms ocluses.

RIBEIRO VDF, Graduao, UEL. Vinniciusfr2@hotmail.com

2. REVISO DA LITERATURA

Peck et al. (1996) coletou uma amostra de 58 pacientes no sindrmicos de

uma clnica de ortodontia do nordeste dos Estados Unidos com o deslocamento palatino de

um ou ambos os dentes caninos (PDC) superiores com idade de 14,2 anos, com objetivo de

determinar frequncias e padres de agenesia dentria e registrar ocorrncias de alteraes de

forma do incisivo lateral, como por exemplo a microdontia. Os resultados mostraram um

aumento na ausncia de terceiros molares e segundos pr-molares associado ao canino

deslocado por palatino, e que estatisticamente foi significativo em comparao com os dados

normativos para a prevalncia de agenesia dentria. Em contraste, a prevalncia de agenesia

do incisivo lateral na amostra de canino deslocado por palatino no mostrou diferena

significativa comparados com os valores de referncia. Os resultados so consistentes com

uma hiptese de que as anomalias de alterao da forma do dente, agenesia e PDC so co-

variveis biolgicas em um complexo de distrbios geneticamente relacionados aos dentes.

Antoniazzi et al. (1999) estudaram a prevalncia de anodontias de segundos

pr-molares e incisivos laterais superiores e inferiores, numa amostra de 503 radiografias

panormicas de indivduos leucodermas brasileiros, na faixa etria entre 2 a 15 anos de idade.

Os resultados obtidos foram analisados e confrontados com os de pesquisas semelhantes da

literatura. A ordem decre