of 12 /12
EDIÇÃO Nº 1051 SÁBADO, 24 DE ABRIL DE 2010 Circulação: Região do Alto Jacuí - R$ 2,50 20 Anos O município de Ibirubá não registra- va chuvas a cerca de 20 dias. As condições do período foram seme- lhantes às do ano passado, com temperaturas mais altas, dias de grande insolação e ainda pouquíssimas precipitações. Mas a chuva voltou com força total esta semana. Começou terça-feira e se manteve constante até quinta, com um volume acumulado de mais de 100 milímetros. Por um lado as condições até então fo- ram positivas, possibilitando a evolução da colheita das culturas de verão, especial- mente da soja - já concluída. No caso do milho ainda resta uma pequena área, onde não foi possível realizar a colheita de forma mecanizada. De acordo com Oneide Kumm, chefe do escritório da Emater de Ibirubá, as condi- ções climáticas pela ausência de chuva difi- cultam a implantação e o desenvolvimento Chuva melhora condições para a agricultura Última precipitação havia ocorrido dia 3: apenas 10 mm. Insignificantes 5 mm incidiram sobre o município dia 23/3 inicial de pastagens, provocando atra- sos na implantação e no ciclo das forrageiras. A chuva da última semana foi conside- rada favorável, permitindo uma melhor condição de umidade do solo. A falta desta já era sentida em algumas regiões, prejudi- cando especialmente o desenvolvimento de lavouras de milho, plantado a partir de janeiro, e impedindo, de certa forma, a se- meadura de pastagens de inverno. A previsão é de mais chuva para o domingo (10mm) e segunda-feira (85mm), segundo a empresa de meteorologia Climatempo. Já o Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos do INPE (Ins- tituto Nacional de Pesquisas Espaciais) prevê para Ibirubá pancadas de chuva nes- te domingo e tempo nublado com pancadas na segunda-feira, com temperatura em declínio nos próximos dias. Culturas de inverno já começaram ser implantadas Na manhã de quinta-feira o Prefei- to de Quinze de Novembro, Clair Kuhn, assinou o contrato que autoriza o início das obras da nova Unidade Básica de Saúde, que terá uma área de 178,43 m². O investimento será de R$ 197.477,32, dos quais R$ 160 mil vêm da Secretaria Estadual de Saúde do Estado, conforme Termo de Coo- peração assinado em novembro de 2009. Os R$ 37.477,32 restantes são a contrapartida do Município. Quinze assina contrato de novo Posto de Saúde O trabalho deve ser concluído em 8 meses pela empresa Paulo e Luis Muller Engenharia Ltda., vencedora da licitação realizada no início deste mês. A unidade de saúde será construída na rua Frederico Merg, perto da Sociedade Hospitalar Quinze de Novembro. O novo posto propor- cionará melhoria da qualidade dos ser- viços oferecidos, devido à ampliação do espaço para atendimento e à mo- dernização dos equipamentos. Ibifest é novidade para a Feira de Vestuário Oportunidades de negócios e lazer a partir do dia 30 Começa na próxima sexta-feira, 30, a Feira do Vestuário 2010 de Ibirubá, que este ano terá também a 1ª Ibifest. A programação se estende até domingo (2 de maio) no Lar Evangélico. A Feira do Vestuário é promovida pela Associa- ção Comercial, Industrial, Prestação de Serviços e Agropecuária de Ibirubá (Acisa), com apoio da Prefei- tura. Participarão 23 expositores. Já começa a ser montada toda a infraestrutura, também externa, para a feira. A novida- de desta edição é a 1ª Ibifest, que terá shows diários sob um lonão que abrigará também pra- ça de alimentação e brinquedos para as crianças. 100424 Ibirubá.p65 26/4/2010, 08:41 1

VISAO ED 1051

Embed Size (px)

DESCRIPTION

VISAO ED 1051

Citation preview

Page 1: VISAO ED 1051

EDIÇÃO Nº 1051 SÁBADO, 24 DE ABRIL DE 2010 Circulação: Região do Alto Jacuí - R$ 2,50

20 Anos

Omunicípio de Ibirubá não registra-va chuvas a cerca de 20 dias. Ascondições do período foram seme-

lhantes às do ano passado, com temperaturasmais altas , dias de grande insolação e aindapouquíssimas precipitações . Mas a chuvavoltou com força total esta semana. Começouterça-fei ra e se manteve constante até quinta,com um volume acumulado de mais de 100milímetros.

Por um l ado as condições até ent ão fo-ram posi tivas, poss ibi lit ando a evolução dacolhei ta das cul turas de verão, especial-mente da soja - j á concluída. No caso domi lho ainda rest a uma pequena área, ondenão foi poss ível realizar a colhei ta de formamecanizada.

De acordo com Oneide Kumm, chefe doescritório da Emater de Ibirubá, as condi-ções climáticas pela ausênci a de chuva difi-cult am a implantação e o desenvolvimento

Chuva melhora condições para a agriculturaÚltima precipitação havia ocorrido dia 3: apenas 10 mm.

Insignificantes 5 mm incidiram sobre o município dia 23/3

inicial de pas tagens, provocando atra-sos na implantação e no c iclo da sforrageiras.

A chuva da última semana foi conside-rada favorável, permitindo uma melhorcondição de umidade do solo. A falta destajá era sentida em algumas regiões, prejudi-cando especialmente o desenvolvimentode lavouras de milho, plantado a partir dejaneiro, e impedindo, de certa forma, a se-meadura de pastagens de inverno.

A previsão é de mais chuva para odomingo (10mm) e segunda-feira (85mm),segundo a empresa de meteorologiaClimatempo. Já o Centro de Previsão doTempo e Estudos Climáticos do INPE (Ins-tituto Nacional de Pesquisas Espaciais)prevê para Ibirubá pancadas de chuva nes-te domingo e tempo nublado com pancadasna segunda-feira, com temperatura emdeclínio nos próximos dias.

Culturas de inverno já começaram ser implantadas

Na manhã de quinta-feira o Prefei-to de Quinze de Novembro, ClairKuhn, assinou o contrato que autorizao início das obras da nova UnidadeBásica de Saúde, que terá uma área de178,43 m². O invest imento será de R$197.477,32, dos quais R$ 160 milvêm da Secretaria Estadual de Saúdedo Estado, conforme Termo de Coo-peração assinado em novembro de2009. Os R$ 37.477,32 restantes sãoa contrapartida do Município.

Quinze assina contratode novo Posto de Saúde

O trabalho deve ser concluído em8 meses pela empresa Paulo e LuisMuller Engenharia Ltda., vencedorada l icitação real izada no início destemês. A unidade de saúde se ráconstruída na rua Frederico Merg,perto da Sociedade Hospi talar Quinzede Novembro. O novo posto propor-cionará melhoria da qualidade dos ser-viços oferecidos, devido à ampliaçãodo espaço para atendimento e à mo-dernização dos equipamentos.

Ibifest é novidade paraa Feira de Vestuário

Oportunidades de negócios e lazer a partir do dia 30Começa na próxima sexta-feira, 30, a Feira do Vestuário 2010 de Ibirubá, que este ano

terá t ambém a 1ª Ibifest. A programação se es tende até domingo (2 de maio) no LarEvangélico. A Feira do Vestuário é promovida pela Associa-

ção Comercial, Industrial, Prest ação de Serviços eAgropecuária de Ibirubá (Acisa), com apoio da Prefei-

tura. Participarão 23 expositores .Já começa a ser montada

toda a infraestrutura, tambémexterna, para a feira. A novida-de des ta edição é a 1ª Ibifest,que terá shows diários sob umlonão que abrigará também pra-ça de alimentação e brinquedospara as crianças.

100424 Ibirubá.p65 26/4/2010, 08:411

Page 2: VISAO ED 1051

2 Sábado, 24 de abril de 2010OPINIÃO

J.L. PUBLICIDADES LTDA..CGC/MF 93.393.783/0001-00CGC/ICMS 064/0031110Registrada sob nº 02 Livro B, fl . 1 e 2 no Cartóriode Registro Civil de Pessoas Jurídicas/Ibirubá

Ibirubá: Rua Serafim Fagundes, 1084 Fone: (54) 3324-1723/1718 E-mail: v isao@jornalvr .com.br

Tapera: Rua Duque de Caxias, 460 Fone: (54) 3385-2925 E-mail: j [email protected]

Circ ulaçã o se ma nal aos sáb ado s e m Ib irub á, Quinze de Novemb ro eFortale za do s Valo s. Os ca derno s Socia l e Classifica dos ci rculam ta mb émem Tapera , Selbach , La goa d os Trê s C antos, Victo r Grae ff e Colorad o.Impress ão: Cia . d e Arte - Ijuí/RS.Rep resentan te co me rcial e m Porto Ale gre: Pereira d e Souza & Cia. L tda .Exemplar avu lso: R$ 2,50Tirage m: 2 .0 00 e xempla resJorn al fi lia do à Adjo ri

Co nceitos assinado s não tradu zem necessariamente a o pinião do jo rnal e são d e in te ira re sponsa bil ida de d e seus a utores.

Primeira edição e m 2 9/03/198 9Circ ulaç ão ininterrupta desde 15 /0 4/1990

Dire tor responsá vel: Gustav o Brenner

Coluna do ÉlbioColuna do ÉlbioColuna do ÉlbioColuna do ÉlbioColuna do É[email protected]

Esses remédios, quando comprados, atacam apenas asconseqüências sem atingir as causas, e atacando sempre asconsequências dos nossos atos pouco vigilantes , nospermitimos o culto da inconsequência constante. Ou seja,esses remédios atacam a “dor de cabeça”, mas nãotraba lham a ca usa ps ic oló gica do des temperotemperamental, do orgulho, da inveja, do desamor, que àsvezes a produz.

Ao nos acostumarmos, a má administração das própri-as forças espirituais, através de desajustes temporários,provocam no corpo certos tipos de doenças. Mais fácil serásempre comprar um remédio, tomá-lo, e administrar a dorou o desajuste momentâneo do que reformar o íntimo denós próprios, tentando dominar a conduta indesejável eequivocada que nos leva a exigir tudo de todos e, quandonada recebemos, explodimos em rebeldia e revolta histé-ricas.

Todos os remédios ajudam, mas não resolvem. Afinal ,a causa de muitos males situa-se fora do corpo perecível

Por que a depressão (parte 3 de 4)

e não há remédio terreno que nos atinja o espírito.Somente a reforma e o melhoramento íntimos hão deproduzir o necessár io ajuste vibratório cessando, aí sim, osefeitos danosos já que as causas foram devidamentecombatidas.

Assim se processa a vida terrena, queiramos ou não,percebamos ou não. Somos todos algozes de nós mesmos,porquanto tornamos vítimas do sis tema de valores vigen-tes. A depressão é apenas um dos muitos painéis que nosinvadem a alma quando dela não cuidamos com o mínimode zelo no campo da sabedor ia exis tencial.

Desis tir de administrar as próprias forças existências étransferência indevida da soberania que devemos exercersobre o nosso própr io destino. A oração, a vigilância, ainsistência da postura amorosa, do muito dar ou do algodar e do nada exigir ou pouco exigir.

Espíri to Enéas recebido pelo médium Jan Val Ellam(continua... )

A campanha de 2010 não é apenas uma, maspe lo menos três grandes batalhas combinadas.Uma disputa política, dos que apóiam as con-quistas do governo Lula contra aqueles quesempre as atacaram e agora se esquivam de dizero que pensam e o que representam. Uma dispu-ta econômica, dos que defendem o protagonismobrasileiro e sabem da impor tânc ia central doestado na sustentação do cresc imento, contraos que querem eletrocutar nossas chances dedesenvolvimento com a proposta de "choque degestão" e de esvaziamento do papel do estado.Fina lmente , uma disputa ideológica entre, deum lado, a esperança de um país mais justo,igualitá rio e sem medo de ser fe liz, contra, dooutro lado, a indústria da disseminação de pre-conce itos.

Na disputa política, a popularidade do pre-sidente Lula criou uma barreira que a oposiçãoprefere contornar do que conf rontar . Serra nãoquer aparecer como aquilo que ele realmente é :o anti-Lula. O mesmo anti-Lula que ele própriofoi em 2002 e que Alckmin fez as vezes, em2006. Daí a tenta tiva de posar como “pós-Lula”. A oposição irá para a campanha navergonhosa condição de fingir que não é oposi-ção, que concorda com o que sempre atacou, quequer melhorar o que tentou, a todo o custo,destruir. Os eternos adeptos da ideia de que oBrasil não pode, não dá conta e não consegue,agora, empunham o discurso de que o Brasilpode mais.

Diante do fa to de que alguém precisa assu-mir o impopular ataque ao governo e ao presi-dente, para alvejar a candida tura governista,surgiram duas frentes. A mais aberta e declaradaérealizada pela imprensa mais tradicional, a quetem re lações orgâni cas com o grandeempresariado brasileiro e com uma elite políticaque a ela é comercialmente afiliada.

Na ânsia de conseguir , contra Dilma, o quenão conseguiu em 2006 contra Lula, esta im-prensa tomou para si a ta refa de tentar derrotarambos. Para tanto, tem enveredado em umpadrão autoritário que significa um retrocessocla ro até se comparado a seu comportamento naépoca da ditadura. Naquela época , a ditaduraera a justif ica tiva de suas manchetes. Hoje , não.

A esperança e o preconceito: as três batalhas de 2010 Ar let e Sampaio*

Se não fosse pe la democracia e pela mídiaregional e alternativa, a situação ser ia igua l àvivida quando era mais fácil ter notícias f idedig-nas a partir da imprensa internacional do quepela grande imprensa brasileira.

Um exemplo: o tratamento dado à partici-pação do presidente Lula na cúpula nuc lear emWashington. Dois dos mais tradicionais jornaisbrasileiros (Estadão e Folha) deram manchetesidênticas (“Obama ignora Lula.. .”), numa provanão de telepatia , mas de antipatia . Um editorial(“O Globo”, 14/4) chegou a dizer que “Lulaisola Brasil na questão nuclear”. Se contásse-mos apenas com esses jorna is, teríamos queape la r à Reuters, ao Wall Stree t Journal, aoFinancial Times ou à Foreign Policy para saber-mos que a China mudou de posição por influ-ênc ia do Brasil e declarou of ic ia lmente suaopção pelo diálogo com Teerã.

Seria demais pedir que se reproduzisse, porexemplo, o destaque dado à cúpula dos BRICs,que no jornal Financial Times e na revistaEconomist foram bem maiores do que o confe-r ido à cúpula de Washington. Até hoje, porém,o fato de nosso país estar ga lgando a posição depolo dinâmico da economia mundia l, de modoacelerado, é visto com desdém pelos que nãoacreditam que o Brasil pode mais.

A questão nuclear teve a preferência porquecai como uma luva à tentativa de trazer para2010 a questão do te rrorismo, a lém de demons-tra r a relação que existe entre as campanhasanti-Dilma, dec laradas e mascaradas. A questãodo te rrorismo é um curioso espanta lho invoca-do pelos próprios corvos (para usar uma ima-gem apropriada ao lacerdismo que continuavivo na direita brasileira e em parte de suaimprensa). A diferença sobejamente conhecidae reconhecida entre guerrilha e te rrorismo e ofato de que os grupos armados brasile iros sem-pre se posicionaram contra o terror ismo comoforma de luta política são esquecidos. Durantea ditadura, os grupos armados eram acusados deter roristas pela mesma linha dura que arquite-tava explodir um gasoduto no Rio e bombas noRiocentro para inventar ter ror istas que, de fato,não existiam. A parte da imprensa que, porconta própria, reedita o autorita rismo faz jus ao

título de “jornalismo linha dura”.No campo da política econômica, a batalha

será igualmente ferrenha e desigual, apesar dosfe itos extraordinários de Lula. Seu governo é defa to o primeiro na história do País a conseguircombinar crescimento econômico, estabilidade(política e econômica) e redução das desigual-dades. Segundo estudos, o Brasil conseguiuavançar em termos sociais em r itmo mais acele-rado do que o alcançado pe lo estado de bem-estar social europeu em seus anos dourados.Mesmo isso não tem sido sufic iente para abala ra aposta de a lguns setores da elite econômica deque a princ ipal ta refa a se r cumpr ida é a detornar o Brasil o país com o estado mais acanha-do dentre os BRICs. São os que querem o Brasilmirando o Chile , e não a China , em termoseconômicos. Para a lguns, que sempre trataramo Brasil como um custo em sua planilha, nãoimporta o tamanho do país, e sim o tamanho desuas empresas.

O que se vê até o momento não é nada diantedo que ainda está por vir, dado o espírito de “éagora ou nunca” da direita em sua crise deabstinência. Os ataques declarados são amenosdiante da guerra suja que tem sido travada viainte rnet, por mercenár ios apócrifos que disse -minam mensagens preconceituosas.

Dilma é “acusada” de não ter marido, de nãoter mestrado, de não ter sido parlamentar. Aspiores acusações não são sobre o que ela fez,

mas sobre o que ela não fez. As mais sórdidassão comprovadas mentiras, como a de ter sidoterrorista.

Simone de Beauvoir disse que “a ideologiada direita é o medo”. O medo foi o grandeadversário de todas as campanhas de Lula, e e lefoi vencido em duas, dentre cinco. Desta vez,o fato de Lula ser governo desfaz grande par tedas ameaças que antes insuflavam o temorentre os setores populares. O grande adversá-rio dessa campanha não é mais o medo;tampouco é Serra, candida to de poucas a lian-ças , sem programa e que escon de seuoposicionismo no armário. O grande adversá-rio são os que estão por trás do tucanato e outilizam como recurso político de uma guerraelitista, preconce ituosa, autor itá ria e desigual.

A oposição cometeu o ato falho de declararque “o pa ís não tem dono”, mostrando queainda raciocina como na época em que vendeugrande par te do patrimônio público e tratou oBrasil como terra de ninguém. Mas, por sorte,o país tem dono, sim. É o povo brasileiro. E,mais uma vez, é apenas com ele que conta remosquando outubro vier.

Arlete Sampa io é médica, fo i vice-governadorado DF (1995-1998), deputada dis tr ital (2003 -2006) e secretária-execu tiva do Min is tér io doDesenvo lvimen to Social , na ges tão de Pa trusAnan ias ( 2007 -2009).

CorreçãoHá de se retificar legenda de matéria veiculada semana passada (página 4) sobre oaeroporto e o lixo clandestino na Rua Júlio Rosa. O texto diz que “foi feitonivel amento e aberta vala para dificultar a passagem de veículos”, mas se refere àRua Júlio Rosa, não ao aeroporto, como pressuposto. Equipe feminina de futsal São José, Campeã do Municipal em 1999

MemóriaVMemóriaVMemóriaVMemóriaVMemóriaVivaivaivaivaiva

100424 Ibirubá.p65 26/4/2010, 08:412

Page 3: VISAO ED 1051

3 Sábado, 24 de abril de 2010GERAL

Material da Rota dasTerras será reformulado

Na última segunda-fei-ra (19) o Consórcio deD e s e n v o l v i m e n t oInt ermunicipa l do AltoJacuí (Comaja) teve mai sum encontro em Ibirubá. Oobjetivo foi avaliar o tu-rismo no Alto Jacuí e inici-ar o t r aba lho dereconfiguração do materi-

Brasil sediará amaior conferência

mundial antidrogasO Rio de Janeiro rece-

be entre os dias 27 e 29 deabril a International DrugEnforcement Conference(IDEC), a maior conferên-cia mundial ant idrogas,que contará com a parti-cipação de representan-tes de cerca de 90 países.O evento é organizadopela Polícia Federal e pelaDrug Enforce me ntAdministration (DEA), aagência antidrogas dosEstados Unidos. A IDECé realizada anualmente, epela terceira vez aconte-ce no Brasil.

A IDEC tem por obje-tivo a discussão de te-

mas relativos ao combateao tráfi co transnacionalde drogas, assim comoout ros r el at ivos àcriminalidade organizadae à segurança pública,com foco especial na co-operação policial interna-cional. Part iciparão doevento o Ministro da Jus-tiça, Luiz Paulo Barreto; ogovernador do RJ, SérgioCabral; o Diretor Geral daPF, Luiz Fernando Corrêa;a Admini st ra dora daDEA, Michele Leonhart;o secretário de Seguran-ça do Rio, José MarianoBeltrame, além de outrasautoridades.

O Governo do Estadoprosseguiu durante es tasemana com a formaturade 3.552 novos policiai smil itares, o maior contin-gente i ncluído na BrigadaMil itar de uma única vez.Realizadas em 36 locais doRio Grande do Sul, de for-ma descentralizada, as for-maturas acontecem desdeo dia 16 passado e encer-ram dia 24. O Comando Re-

Estado forma 3.552 novos policiais militaresgional da Brigada de CruzAl ta confirmou que serãoenvia dos efe ti vos paratoda a região, mas o núme-ro não foi precisado ainda.

Durante seis meses deinst rução e treinamentonos diferentes ComandosRegionais de Pol iciamen-to Ost ensivo do Rio Gran-de do Sul, os novos solda-dos ti veram curso de 1.100horas /aul a. A capacitação

abrangeu também matéri-as curriculares como So-ciologia, Antropologia,Psi cologia e Vitimologia,bem como conteúdos teó-ricos e prát icos , com focona técni ca poli ci al m ilit are na legis lação aplicada àfunção.

A inclusão dos 3.552novos policiais militares émeta definida e alcançadapela gove rnadora Yeda

Crusius, por meio do pro-jeto de Recomposição dosEfet ivos da Segurança, doP rograma Es t rutur ant eC idadã o S e guro(www.estruturantes.rs.gov.br).O efetivo representa umacréscimo de 17% no atualquadro de servidores daBM e a melhoria na presta-ção de serviços de segu-rança públi ca a os gaú-chos .

Além da safra da soja, há vári as cul turasque es tão na época da c olheit a e dacomercial ização. Segundo téc ni cos daEmater/Ascar, os produtores es tão sat is-feit os com os números obt idos.

O milho, por exemplo, avançou 8% du-rante a semana. Desta manei ra a cul turael eva para 67% o total da área já ceifada,com estatí stica de 10% à frente da média.As boa s condiç ões me teor ológica sverificadas t êm fei to com que os trabalhosde campo transcorram de maneira tranquila.Porém, os agricultores ainda priori zam asoj a e deixam de produzir o mi lho. Confor-me o informat ivo conjuntural da Emater, aslavouras do tarde mantêm os rendimentose demonst ram fortes i ndí cios que a produ-tividade média estadual possa ser elevada.

O desenvolvimento do feijão da segun-da safra prossegue normalmente, com evo-lução favorável em todas as fases . Estegrão apresenta um percentual de 25% dotot al a ser colhido, com tendência de saldos posi tivos.

Os produtores de arroz já alcançam 70% da área, aocont rário do que ocorre no momento quanto às demaisculturas. Nesse caso ainda se percebe o atraso na evo-lução das pl antações , com cerca de 9% delas em fase deenchimento de grãos, quando na média deveria ser 2%.Essa si tuação deriva das dificuldades enfrentadas pe-los orizicultores na época da implantação das lavouras,

Agricultores intensificam colheitas no RS

al de divulgação da rotaturís tica da regi ão. Di scu-tiu-se t ambém a participa-ção no Salão Brasil ei ro deTurismo, que aconteceráde 26 a 30 de maio, em SãoPaulo, importante para adivulgação da Rota dasTerras, a 11ª Rota Turí sti-ca do Rio Grande do Sul.

muitas delas semeadas no fim do período recomendado.Nessas , o potencial produtivo apresentado t em sidomenor que aquelas semeadas em tempo hábil.

Nessa época ini ci a a seara de aipim na Serra que, demanei ra geral, est á com bons rendimentos e qual idadena produção. Em alguns pontos, onde a concent raçãode umidade é maior, as raízes demonstram pequenasanomalias.

100424 Ibirubá.p65 26/4/2010, 08:413

Page 4: VISAO ED 1051

4 Sábado, 24 de abril de 2010IBIRUBÁ

Nosso tempo é limitadoA morte é mais universal que a vida; todo mundomorre, mas nem todo mundo vive. (Alam Sachs)

Seu tempo na terra é l imitado. Isso é um fato, pormais que es ta idéia o perturbe. Não importa quemvocê é , qual sua idade , qual o grau de seu sucessoou onde vive : a mortal idade continua sendo grandenivelador . A cada tic-tac do relógio um momento davida fica para trás. Seus dias estão contados e cadaum que passa vai embora para sempre. Aceitar quenosso tempo na terra é l imitado tem o incrívelpoder de nos l ibertar. Se você soubesse que temapenas um mês para viver o que mudaria? Comcerteza muitas coisas, suas prioridades iriam mu-dar, iria valorizar cada segundo, daria mais valorpara as pessoas do que para coisas mater iais,procuraria pessoas para perdoar e pedir perdão eprincipalmente buscaria mais a presença de Deus.De ixo uma pergunta para você refletir , já quesabemos que o nosso tempo é l im itado, por que nãocomeçar a fazer essas coisas desde já? Com certezaseremos melhores pais, am igos, patrões , emprega-dos, enfim, seremos pessoas melhores. Se todomundo tivesse esse entendimento, com certeza omundo seria nem diferente. Pense nisso.

PastorGelsonAraújo

Moreira

Cultos: Quartas-feiras (20h), sextas-feiras (15h)e Domingos às 19h30mi n

Rua Reinoldo Bratz , 911- Fone: 3324-4193.E-MAIL : espacoespe rancaibiruba@ho tmail. com

A diretoria da Cooperativa de Pequenos Agricul-tores de Ibirubá Ltda./Coopeagri realizou na últimaquinta-feira, 22 uma reunião com seus associados. Oobjetivo principal do encontro foi expor os trabalhosda cooperativa e apresentar novas propostas para anegociação de sementes de inverno, principalmentetrigo.

Foi feito um demonstrativo do uso e benefíciosda utilização do adubo orgânico e organomineral daFerticel , de Santa Catarina. Para isso, os associadoscontaram com a presença do representante da em-presa, engenheiro Vanderlei Enderle, que colocousobre a importância da aplicação dos produtos e oresultado esperado.

Coopeagri realiza reunião com associados

Vander lei explanou principais benefícioscom o uso do adubo orgânico

A Velhinha dos CanteirosEm certa cidade do inter ior do Brasil, os canteiros da maior ia das casas

eram repletos de l indas flores. Quem chegava ao local percebia logo essabeleza. Nessa cidade morava a famosa “Velhinha dos Canteiros” . Essasenhora prestava um serviço inestimável à comunidade. Todos osmoradores usavam sua sabedor ia e bom gosto para melhorar os seusjardins residenciais. A velhinha chegava e já ia logo dizendo:

- Neste jardim os gerânios precisam ser colocados sob a janela.Aquele copo de leite aí na frente mudado para trás das margar idas. Asroseiras precisam de adubo e poda para dar rosas cheirosas e bonitas.Aquela orquídea não vai dar flor nunca, pois ela prec isa de sombra, nãode sol. Assim vai acabar mor rendo”.

E os proprietários anotavam tudo o que ela diz ia e começavam asmudanças no dia seguinte. Ninguém questionava o conselho da “Velhinhados Canteiros” , mesmo que à primeira vista pudesse parecer absurdo. Osmais novos já iam gravando o veredicto da senhora para não perder nada.Toda a c idade sabia que se algum detalhe não ficasse bom era porque o“Dono” do canteiro não hav ia seguido as indicações detalhe por detalhe.

Alguns achavam que a senhora tinha feito curso de jardinagem naEuropa. Outros acreditavam que tinha apenas o dom de ar rumar oscanteiros, pois ela conseguia imaginar como os canteiros ficariam depoisde prontos. E esse dom lhe permitia saber de que forma as flores poderiamser cultivadas.

Cer to dia chegou a essa cidade um estrangeiro excêntrico queescolhera o local para passar os últimos anos de sua v ida. Era muito ricoe queria fazer a melhor casa da cidade para poder receber os seus amigose organizar festas. Contratou arquitetos conhecidos internac ionalmentepara fazer o projeto da casa. Ficou sabendo da “Velhinha dos Canteiros”e de sua fama na cidade e mandou chamá-la. Quando ela chegou, foi logoperguntando:

- Onde estão os canteiros para eu colocar os defeitos?- Os canteiros estão nos projetos dos arquitetos. Quero que a senhora

projete o melhor e mais bonito canteiro de toda a cidade.- O senhor vai me desculpar , mas eu não faço isso. O senhor faz seus

canteiros, planta o que achar que fica melhor. E depois me chama paraeu colocar os defeitos. Pois é exatamente isso que eu faço, coloco defeitonos canteiros dos outros. Como o senhor já deve ter notado, a minha casaé a única que não tem canteiro, pois eu não sei fazer, apenas colocardefeitos...

Quantas vezes nos deparamos com pessoas que são “Velhinhas dosCanteiros”? Não fazem nada, mas colocam defeitos e rec lamam do quefazemos. E o pior, quantas vezes nós não fazemos nada e colocamosdefeito no que os outros construíram? É fácil rec lamar do que foi realizado,o difíc il é fazer . Qualquer um pode ser a “Velhinha dos Canteiros”...

(Álvaro Laranjeira Teixeira, abri l /2008)

Relatório do TCE“II – Não obstante, há

de se destacar o noticiadonos autos:

a) acerca da inércia doadministrador quanto aoatendimento de informa-ções relevantes ao exameda equipe de auditoria(Requi sição de Documen-tos acostada à fl. 118), b)no que tange à inexigênciade documentos atinentesao concurso público rea-lizado pela auditada...”

Um apontamento doTribunal de Contas do Es-tado (TCE) serviu est a se-mana para levar mais dúvi-da aos servidores contra-tados pelo Município deIbirubá via concurso pú-

Mais insegurança para os municipáriosblico. O TCE considera irre-gular a identificação com onome e número da inscri-ção de cada candidato noscartões de respost as doconcurso realizado em 2008.

Segundo o relatório doTCE, em algum momento aesclarecer (se na atual ad-ministração ou na anteri-or), não foi atendida solici-tação de informações quan-to ao relatório da AuditoriaOrdinária de Admissões doTCE. Uma decisão desfa-vorável resultaria na nega-tiva de regi stro das 19 ad-missões advindas daqueleconcurso. Em outras pala-vras, se for essa a decisão,os servidores serão exone-rados, o que é vis to comouma possibi lidade bastan-

te remota.No último ano da gestão

de Mauri Heinrich (PMDB)- no caso, 2008 - foi contra-tada a Fundação para De-senvolvimento de Recur-sos Humanos (FDRH), ór-gão do governo do estadoresponsável por pratica-mente todos os concursospromovidos pelos órgãosestaduais, inclusive do Po-der Judiciário , para apli ca-ção de concurso públi copara prover vagas em vári-as áreas da administração.Há poucos dias essa mes-ma Fundação foi responsá-vel pela realização do con-curso de Ofici al de Justiça,por exemplo.

“É uma empresa compresunção de fé públ ica.

O apontamento em ques-tão diz respei to apenas aofato de constar o nome doscandidatos na grade derespos tas, o que a Funda-ção de Recursos Humanoscons idera normal , j á queagiu da mesma forma emvários outros concursos”,disse um t écnico que pre-feriu não se identi fi car.

O próximo passo seráfazer a defesa do municí-pio. Todos os servidoresjá foram colocados a parda si tuação. O Executivotem prazos que começam avencer dia 4 para a defesa.

O primeiro concursopúblico da adminis traçãoanterior, em 2002, foi to-talmente aprovado peloTCE.

Durante a semana o vereador Adelar Gatto (PT)questionou a Prefei tura a respeito de compras feitasfora do município. Segundo el e, no fi nal do ano de 2009alguns empresários denunciaram que as aquis ições re-alizadas pel a municipalidade estariam sendo fei tas emmaior percentual em outras cidades . Outra queixa doscomerciantes foi de que algumas vezes el es nem parti -cipavam das l icitações .

Com base na reclamação dos empresários, Adelarsolicit ou no Pedido de Informação n° 004/2009 que oExecutivo Municipal enviasse cópias dos empenhospagos a pessoas físi cas e jurídicas de outros municípiosno mês de novembro de 2009. O prefei to municipalIreneu Orth enviou ofício com uma sist ematização dedados, com os números e o nome das empresas de foragrifados. O doc umento foi protocolado na C asaLegisl ativa no di a 18/02/2010. A partir desse momentoo vereador fez uma anál ise dos dados e chegou à con-clusão que o percentual des tas compras chega a 51,92%

Vereador questiona gastos da Prefeitura de Taperaem novembro de 2009.

Adelar informou ainda que dia 5 fez um novo pedidode informação soli citando a relação dos empenhos pa-gos a pessoas físi cas e j urídicas de outros municípiosent re dezembro de 2009 a março de 2010. A partir dessesnovos dados fará a comparação com os anteriores paraentão chegar a uma conclusão sobre o assunto.

Conforme o secretário Municipal da Fazenda e Planeja-mento de Tapera, Ivan André Moesch, as compras demaiores valores são feitas sempre através de licitações.Estas são públicas e divulgadas na imprensa, sendo possí-vel que qualquer empresa do ramo participe da licitação.“Porém, se os empresários de outros municípios vencerema concorrência, será com eles que a Prefeitura efetuará anegociação”.

Ivan falou ainda que “as ordens do prefeito municipalsão de sempre dar preferência às empresas locais. Mas,quando não tiver disponível o serviço ou o produto nacidade, será necessário buscá-lo fora”.

100424 Ibirubá.p65 26/4/2010, 08:414

Page 5: VISAO ED 1051

5 Sábado, 24 de abril de 2010IBIRUBÁ

Os preparat ivos para a comemoração dos 40Anos da Fazenda Itaíba, no dia 30 de maio,

es tão sendo int ensi fi cados com confirmações de vári -as autoridades que fizeram parte da his tória da comu-nidade, informou Adolfo Schneider, int egrante dacomissão que prepara os festejos.

Es tá sendo aguardado para a festa o prefeit o deUruguaiana, Sanchotene Felice, que será homenagea-do. Em 1968 ele assinou a desapropri ação da FazendaIt aíba para o assent amento das famíl ias desalojadaspela Barragem do Passo Real , quando coordenadorregional do IBRA, hoje Ins tituto Nacional de Coloni -zação e Reforma Agrária (INCRA).

Prefeit os e ex-prefeitos de Ibirubá e Santa B árbarado Sul já confirmaram presença, além de deputadoses taduais e federais e a tentati va de trazer o presidenteLuiz Inácio Lula da Silva para a fes ta. Quanto à vindado Pres idente os organizadores sabem que será muitodifícil conseguir espaço em sua agenda, embora nãoes teja descartada ainda.

Entre as várias homenagens que serão realizadas no dia es tá previs to o pl antio de árvores em memória aosmoradores j á falecidos, exibição de um documentário sobre a Fazenda It aíba e outras atrações. (João Bati sta)

Comunidade de Itaíba preparadia 30 festa dos seus 40 anos

Imagem da localidade de Fazenda Itaíbadisponibilizada pelo Google Earth Após nove anos de serviços prest ados para a

Comunidade Católica de Ibirubá, a Irmã LoriSeger deixou o cargo de coordenadora dos grupos decatequese e demais atividades realizadas na Paróquia.Ela vai assumir, já no início do próximo mês, uma novafrente miss ionária no interior do estado do Acre, emplena Amazônia.

Através de diálogo ent re as Irmãs que integram aCongregação define-se onde cada uma delas vai atu-ar. Assim, desde a última semana as atividades daParóquia de Ibirubá passaram para a responsabilida-de da Irmã Maria Danieli, que vem com larga experiên-cia na Paróquia de Passo Fundo, também no campo dacatequese e outros setores da Igreja.

Comunidade Católicatem nova Irmã à

frente das atividades

Irmã LoriSeger vai

para ointerior do

Acre

Irmã MariaDanieli vemda Paróquiade PassoFundo

Várias entidades deIbirubá colaboraram nasexta-feira, 16, com um pe-dágio em benefício ao Lardo Idoso Aconchego. ACasa funciona legalmentedesde março de 2004 edesde junho de 2008 estáins talada no atual ende-reço. Tem capacidade deassis tir 24 i dosos e hojeconta com 19 internos.

O pedágio coordena-

Pedágio demonstra solidariedade da comunidadedo por Normél ia Müllerteve grande participação dacomunidade e a arrecada-ção surpreendeu a comis-são organizadora. “A co-munidade respondeu aostrabalhos desenvolvidos eapresentados pela ent ida-de, e ainda auxil ia quandose trata das necess idadespara t er uma casa e cuida-dos com os idosos como oLar Aconchego tem”, afi r-

mou. Normélia agradeceua participação de t odos oscolaboradores e da comu-nidade ibirubense.

A atividade transcor-reu durante todo o dia,das 8h às 17h, sem pausaao meio-dia. Em seis pos-tos de arrecadação foramsomados R$ 5.634,42, oque resultou em um dosmaiores pedágios da enti-dade em cinco anos. “Re-

sul tado sati sfatório quese deve a participação ecolaboração da comuni -dade, através da at ençãoa os voluntá rio s qu ea uxil i ar am”, comple t aNormélia.

O recurso foi deposi -t ado e serão analisadasquais as principais neces-s idades da entidade, parainvesti -lo da melhor for-ma possível.

100424 Ibirubá.p65 26/4/2010, 08:415

Page 6: VISAO ED 1051

6 Sábado, 24 de abril de 2010IBIRUBÁ

Os 21 integrantes doRotary Club come-

moraram os 20 anos da en-tidade em Ibirubá com umjantar festivo terça-feira, 20,no Salão de Festas Kaderli.O clube pertence ao Dis tri-to 4660 e atualmente o pre-sidente é Carlos Medeiros.O Rotary é um clube de ser-viço onde o princípio bási-co é a ajuda da comunidadecomo um todo e tem partici-pado ativamente dos cha-mados da sociedade.

O governador do Distri-to, Olandino Roberto, es te-ve presente à ocasião, quan-do foram relembradas as ati-vidades mais importantesdesenvolvidas pelo Rotary.Entre elas, ainda no iníciode sua formação, a constru-ção do prédio da CRT (Com-panhia Riograndense deTelecomunicações) e a im-plantação de receptores de quatro emissoras de TV, comperfeito sinal. O jantar foi momento de confraternizaçãoentre os fundadores, membros e convidados.

História - Em 3 de abril de 1990 foi formado um grupocom uma filosofia baseada na verdade, justiça, amizade ebenefício para todos. Era o Rotary Club de Ibirubá, que

Rotary Club de Ibirubá comemora 20 anos

teve à frente como primeiro pres idente Marcos Luiz Eidt.Uma das atividades mais conhecidas e tradicionais dogrupo, que conta hoje com 21 integrantes é a PernadaRotariana. O Rotary também concede o Prêmio de Reco-nhecimento Nacional para pessoas que se des tacam nasociedade.

No mês de de-ze mbro C arineBittencourt e co-laboradores reali-zaram um almoçobeneficente parao lançamento doseu CD, mas con-trat empos impe-diram a iniciativa.Depois de quatromeses Carine lan-ça agora seu tra-balho, intitulado“A voz de Deus”(amanhã, na Casade Cultura, 18h).

O show terá uma hora e meia de duração, quandoa jovem vai apresentar as 10 canções do CD, duas deautoria das ibirubenses Sibele Trentini e Est er deOl ivei ra. As demais são de outros vários autores. Oevento terá entrada franca. O CD terá pre çopromocional de R$ 10,00.

Carine é natural de Cachoeira do Sul, filha de JoãoCelso Bitt encourt e Zenilda Machado Bittencourt, ereside em Ibirubá há quatro anos. Ela agradeceu seuspatrocinadores: Sônia Rodrigues e Família, vereadorSilves tre Rebelato e o taxista Leomar, assim como aosapoiadores em geral.

Carine Bittencourt lançaCD “A voz de Deus”

O trabalho conta com10 canções

Explicando osfenômenos da Físicapara a comunidadeAs escolas Edmundo Roewer e Sinodal,

em parceria com a Unijuí, promovem dias5 e 6 de maio, no Ginásio d e Esportes daEscola Sino dal, o projeto “Física para To-dos”, uma exposição in terativa de experi-mentos de Física que visa oportunizar amanipulação e execução de equipamentos,demonstrando princípios da Física.

Professores e alunos da Univer sidadede Ijuí estarão monitorando os trabalhos eequipamentos. Coordenam o projeto a pro-fessora Vera Lucia de Almeida Rius, deIbirubá, e o professor Hélio Bonad imann,da Unijuí.

100424 Ibirubá.p65 26/4/2010, 08:416

Page 7: VISAO ED 1051

7 Sábado, 24 de abril de 2010IBIRUBÁ

Envie sua foto para:visao@jornalvr .com.br

O reinício da catequese deste ano deu-se em 17 de abril,com um encontro realizado no Saguão da Paróquia e salasde catequese. Participaram crianças entre 10 e 11 anos, quecelebraram a 1ª Eucaristia no último domingo 18.

Participou da primeira comunhão um grupo de 79crianças , que nos próximos dias continuam nos encontrosde catequese por um período de dois anos , em preparaçãoà Crisma. “Os encontros de catequese continuam normal-mente, com as mesmas atividades para aprofundar conhe-cimentos e fazer a experiência de como é bom seguir os

Comunidade Católica realiza a 1ª EucaristiaFoto Arte

caminhos de Deus em comunidade”, afirma a coordenado-ra da catequese, Irmã Lori Seger.

“Este momento é um passo muito importante na vidados jovens, já que eles mesmos renovam as promessasdo Batismo. É agora que el es aprendem que, ass im comose alimentam do pão de cada dia, precisam se al imentarperiodicamente do Pão da Eucaris tia, Memória Viva daVida, Paixão, Mort e e Ressurreição de Jesus”, conclui aIrmã. “Porque Ele mesmo disse: ‘Fazei ist o em memóri ade mim”.

O Lar do Idoso Acon-chego de Ibirubá recebeuna manhã da última terça-feira, 20, a visita de duasdas suas sócias ilustres, asócia benemérita NerissaLynar e a dra . SoniaBarufaldi. Nerissa entregouà direção e funcionários umacorrespondência assinadapelas filhas do dr. FredericoB rown (Nerissa Lynar,Francine Brown, CharlesBrown) e a neta StephaneB rown, doando ao LarAconchego o valor de R$16.225,57. Eles expressam afelicidade que sentem como trabalho realizado pela ins-tituição: “Cuidar com cari-nho daqueles da melhor ida-de é um trabalho árduo edigno, ao qual temos a ale-gria de recompensar”.

Lar do Idoso recebe visita ilustre

Participaram da ativida-de, alguns integrantes doLions Clube, como o casalNelson e Loiva Lauxen, ela

que é a presidente, o Dr.Eurico Araújo, Lurdes Petry,Ereni Mariotti e Ramão Soa-res, além da presidente do

Lar do Idoso, Norméli aMüller, coordenadora, enfer-meira, técnica e demais fun-cionários e colaboradores.

100424 Ibirubá.p65 26/4/2010, 08:417

Page 8: VISAO ED 1051

8 Sábado, 24 de abril de 2010GERAL/REGIÃOAnimal Animal Animal Animal AnimalCuidado com as pulgas

Se o seu cachorro se coça demais, inspecioneseu pelo para pesquisar a eventual presença defezes de pulgas (encontradas em forma de peque-nas bolinhas pretas). As pulgas se movimentamrapidamente, você poderá não vê-las. Neste caso,também o seu veterinário poderá recomendar umtratamento apropriado. No entanto, não se podeesquecer de que as pulgas e seus ovos podemsobreviver fora dos pelos do seu cachorro durantemuitos meses. É importante tratar cuidadosamen-te da caminha, do carpete ou do piso de madeira.

Os auxiliares de ensino de redemunicipal de Ibirubá tiveram umaatividade diferente quinta-feira, 22,na Câmara. A coordenadora de Edu-cação Infantil, Carolina Schweig,promoveu uma palestra com a pro-fessora Traudi Schweig, que falousobre afetividade e desenvolvimen-to da criança. O objetivo foi quali-ficar o trabalho dos auxiliares, en-quanto profissionais , assim comorepassar informações para a vidapessoal, também motivando-aspara o trabalho com as crianças.

Ibi rubá recebeu estasemana a visita do ciclistaAntônio Rogério do Nas-cimento, conhecido como“Nego do Asfal to”. Natu-ral de Corumbá (MS), An-tônio tem 33 anos e há 18viaja de bicicleta. Já ro-dou cerca de 300 mil qui-lômetros e diz que aindarestam mais 300 mil, osquais deverão ser com-

Não recebeu o jornal?Entregador de Quinze de Novembro:

(54) 9166-0639, Jonatan

Aventureiro passa pela regiãopletados até 2016. O ci-clista já passou por paí-ses como México, Bolí-via, Venezuela, Colômbiae Peru.

Por onde passa o aven-tureiro contata as Secre-tari as de Esportes e rece-be material para um ar-quivo pessoal. Antôniopassou por Ibirubá vindoda região das Missões, a

caminho de Passo Fun-do. Em breve seu dest inoserá Angola, na África, edepois Haiti, no Caribe.

Conforme o ciclis ta, aaventura é resultado deuma promessa feita apóssaber que necessit aria fa-zer um duplo transplante,de rim e pulmão. Os ór-gãos foram doados peloseu irmão.

Auxiliares de ensino participam de palestra

Asfalto novo em SelbachCom o objetivo

de proporcionar me-lhores condições detrafegab ilidad e naAvenida 25 de Ju-lho, em Selbach, 230metros da via foramasfaltados. Após aconclusão da obra ,na semana passada,o trânsito foi libera-do no local.

100424 Ibirubá.p65 26/4/2010, 08:418

Page 9: VISAO ED 1051

9 Sábado, 24 de abril de 2010QUINZE DE NOVEMBRO

Marcela Scheffler - AAssoci ação BeneficenteQuinz e de Novembr o(Sobequin), at ravés daPrefeitura Municipal , rea-liza inúmeras ações envol-vendo a comunidade emprojetos soci ai s. Em umareunião nes ta segunda-feira, dia 19, foi lançado oprograma “Nossas Famíli-as”, de senvolvido peloDepartamento de Assis-tênci a Soci al e Habitaçãoe que agrega um conjuntode projetos voltados aoatendimento de toda a co-munidade.

Entre as principais ati -vidades es tá o desenvol-vimento de gr uposespeci alizados na criação

Sobequin lança programa Nossas Famíliasde oficinas com ativida-des específicas para cri-anças e adolescentes. Asmai s de 50 crianças aten-didas pel a Sobequin sãoorientadas na realização deatividades manuais , recre-ati vas e culturais , rece-bendo também orie nt a-ções sobre temas relevan-tes como saúde, sexual i-dade, drogadição, ent reout ros. Para ampl iar asações já real izadas, terãoinício as oficinas art íst i-cas de teatro e dança, mi-nistradas pela professorade Artes Cênicas Patrí ci aHorbach.

Est iveram part icipan-do da reunião o prefeitoClai r Kuhn, o gerente de

Desenvolvimento Huma-no Jacques Güntzel, a di-retora do Departamento deAssis tênci a Social SilvanaTomazini dos Reis, a pro-fessora Patrícia Horbache os pais das crianças aten-didas pe lo proj eto. Naoportunidade, o prefeito

salientou a importância doenvolvimento da famí liano programa: “Para a con-tinuidade do projeto, éfundamental o comprome-timento dos pais, que de-vem acompanhar as reuni-ões e as demais atividadesrealizadas”.

Reunião elege novadiretoria da Sobequin

Em reunião nesta terça-feira, dia 20, a AssociaçãoBeneficente Quinze de Novembro escolheu a nova direto-ria da entidade, que irá comandar os trabalhos até 2012. Apresidente eleita é Ildegard Grave Prediger, e a vice-presidente, Rosel aine Rodrigues da Silva. A 1ª e 2ª secre-tárias são, respectivamente, Adriana Stolte e Marli Marx,e na tesouraria es tão Márcia Shultz e Leonilda Solf. Com-pondo o conselho fiscal estão Luciana Pereira Watte, EvaSilveira e Vanderléia Brandeburg (titulares); e tambémRomilda Drehmer, Vanda Hubert e Loni Tiemann comosuplentes.

Cartório eleitoralatende dia 28 em QuinzeA121ª Zona Eleitoral informou esta semana que

o Cartório Eleitoral fará atendimento aos elei-tores de Quinze de Novembro dia 28, das 10h às 17h, naCâmara Municipal. A medida é necessária em virtudedo fechamento do cadastro da Justiça Eleitoral dia 5 demaio.

Serão feit as operações de alis tamento, revisão dedados cadastrais e transferência de domicílio eleitoral.O eleitor deverá levar os seguintes documentos:

Todas as operações são gratuit as . No caso deausência às urnas , previamente à operação de revi-são e t ransferência, o eleit or deverá quit ar, j unto àinsti tuição bancária ou casa lotérica, multa de R$ 3,50por turno de votação em que deixou de votar ou nãojus tificou sua ausência.

A multa de R$ 3,50 também deverá ser quitada emcaso de ali stamento elei toral tardio. As informaçõessão da Chefe de Cartório da 121ª Zona Eleit oral,Rosaura Macagnan Viau.

1) o título de eleitor, se o tiver, para asoperações de revisão e transferência;

2) documento de identificação (carteira deidentidade, certidão de nascimento ou certidãode casamento);

3) CPF, se o tiver; e4) comprovante de residência em seu pró-

prio nome ou em nome de seus pais.

Terça-feira à tarde o Grupo de Idosos Alegria deViver, de Santa Clara do Ingaí, promoveu seu tradi ci-onal Baile da 3ª Idade com Chá dos Aniversariantes.Mais de 100 pessoas da localidade e também do Grupode Idosos Renascer participaram. Foram escolhidas asRainhas e Princesas da entidade, que serão coroadasno próximo baile do grupo, no final de maio.

3ª idade

Fabr ício Carbonel -Com um mandato marcadopela forte atuação junto àcomunidade do Alto doJacuí, o deputado federalPaulo P imenta (PT-RS)anunciou mais uma leva derecursos para o municípiode Fortaleza dos Valos.Serão R$ 100 mil para a ci-dade, provenientes da cotade emendas parl amentaresdo peti sta.

Esse recurso viabilizaráa cons trução de um Centropara Idoso, uma das preo-cupações da administraçãomunicipal j á que a cidadeconta hoje com mais de 20%da população com idadeacima de 60 anos. O Centroterá capacidade para aten-der 240 idosos .

“Nosso compromisso ébuscar ainda mais o de-senvolvimento das nossascidades gaúchas . Por isso,todas nossas emendas são

Pimenta anunciaR$ 100 mil para

Fortaleza dos Valoscons truídas a partir de umcons tante di álogo com ospr efeit os e vereadore s,com a finalidade de fortale-cer as potenci ali dades decada município e melhorara vida daqueles que maispreci sam”, diz o petista.Pimenta afirma também quedurante seu mandato par-lamentar continuará seutrabalho em busca de inici-ativas que favoreçam obem-estar das comunida-des do Alto Jacuí.

Ibirubá - No iní cio doano, Pimenta já havia con-fi rmado o encaminhamen-to de uma emenda para acomunidade de Ibirubá,que será utilizada na refor-ma e climat ização da Casade Cultura. Em 2009, t am-bém no munic ípio deIbirubá, foram mais R$ 100mil para a construção docalçamento no Di strito deSanto Antônio de Triunfo.

Trinta famílias de Volta Gaúcha serão beneficiadaspelo contrato assinado terça-feira pelo prefeito Clair Kuhncom a empresa Água Viva Poços Art esianos, vencedorada licitação para execução dos serviços de engenharia eimplantação de um sistema de água naquela localidade. Oconvênio foi firmado com a Secretaria Es tadual de Habi-tação, Saneamento e Desenvolvimento Urbano (Sehadur).

O recurso oriundo do Programa Estadual de Abasteci-mento para pequenas comunidades (PESPC) foi garantidopelo então secretário titular da Sehadur, deputado MarcoAlba, que assinou em dezembro de 2009 o convêniocontemplando Quinze de Novembro. O valor da obra seráde R$ 30.942,50, dos quais R$ 25 mil são do governo doestado e R$ 5.942,50 a contrapartida do Município.

Volta Gaúcha terá modernizadosistema de abastecimento de água

Através de recursos do Minis té-

rio da Educação (MEC) aEscola Municipal de En-sino Fundamental SantaClara recebeu este mêsequipamentos para o la-boratório de informática.O espaço foi inauguradosegunda-feira. Participa-ram do ato o prefeito Clair

Inagurado Laboratório deInformática da Escola Santa Clara

Alunos do 1º ao 5º ano e da 6ª a 8ª séries do ensino fundamental terão aulas semanais de informática

Kuhn, o gerente de Desen-volvimento HumanoJacques Güntzel, da secre-tária de Educação MaidiSchneider, presidente daCâmara Erno Knack e mem-bros da comunidade esco-lar.

O termo de adesão aoP rograma Nac ional deInformática na Educação

(Proinfo) foi encaminhadopelo prefeito ano passadopara obter recursos para ainstalação do laboratório .O próximo passo é a insta-lação de internet via satéli-te. Na última semana o De-partamento de Educaçãorecebeu os equipamentos eaguarda a chegada de umprofissional responsável

pela empresa que fará ainstalação.

A sala de informáticaest á à disposição paraque os alunos façam seustrabalhos escolares, emturno inverso às aulas, etambém para a comuni-dade, conforme disponi-bilidade de horário (fone3322-1101, ramal 2263).

100424 Ibirubá.p65 26/4/2010, 08:419

Page 10: VISAO ED 1051

10 Sábado, 24 de abril de 2010QUINZE DE NOVEMBRO○

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL

Prefeitura Municipalde Quinze de Novembro

A Prefeitura M unici pal de Quinze de Novembro/RS tornapúblico, que estará realizando o seguinte processo lic itatório:

Tomada de Preços - TP 05/2010 - Contratação de serv içosde engenharia com fornecimento de materiais visando aPAVIMENTAÇÃO POLIÉDRIA JUNTO A PERIMETRALNORTE, localizado no Município de Quinze de Novembro.Abertura: 13/05/2010, às 9h.

Mais informações e cópia do edital poderão ser obtidas naPrefeitura de Quinze de Novembro/RS (Rua Gonçalves D ias,87 5) , p el o fone /fax (5 4) 33 22 -1 051 , p el o si tewww.p m1 5n ov.rs . gov.b r ou pel o e -m ai [email protected].

CLAIR TOMÉ KUHNPrefeito Municipal

Informativo da Prefeiturade Quinze de NovembroGabinete do Prefeito

A Assessoria de Gabinete informa que o site da Prefeiturade Quinze de Novembro (www.pm15nov.rs.gov.br) está sen-do atualizado com informações do município. A comunidadepode conferir, através do site, as principais notícias da admi-nistração municipal.

Departamento Municipal de SaúdeO Departamento comunica que dos dias 24 de abril a sete

de maio estará acontecendo a quarta etapa de vacinaçãocontra a Gripe A. Estarão sendo imunizadas as pessoas com60 anos ou mais portadores de doenças crônicas. Já dos dias26 de abril a sete de maio as crianças entre seis meses e doisanos de idade devem comparecer junto à Unidade Básica deSaúde para receber a segunda dose da vac ina.

Comunicado da Gerência TécnicaA part ir desta semana os contribuintes estarão recebendo,

através do Correio, os carnês de cobrança do IPTU referenteao ano de 2010. Os tributos pagos até o dia 31 de maio terão20% de desconto, já o pagamento até o dia 30 de junho possuidesconto de 10%. O imposto ainda pode ser parcelado em atéquatro vezes, com primeiro vencimento da parcela em 31 dejulho, devendo o contribuinte comparecer junto à tesourariapara o parcelamento. O pagamento pode ser efetuado nasagências do Banrisul, nas lojas conveniadas do Sicredi etambém na Tesouraria junto a Prefeitura Municipal.

Departamento de Agricultura,Pecuária, Indústria e Comércio

MILHO - O pagamento das sementes de milho adquiridaspode ser efetuado junto à Tesouraria até o final de abril. Já osinteressados em sementes de milho para a próxima safra podemfazer a encomenda junto ao Departamento de Agricultura.

DECLARAÇÃO - O Posto da Inspetoria Veterinária domunicípio comunica aos produtores que a declaração anual deanimais deve ser fei ta o mais breve possível. Todas asespécies de animais devem constar na dec laração.

ALEVINOS - Produtores interessados em adquirir alevinospodem realizar e encomenda junto ao Departamento de Agri-cultura. A prev isão de entrega é para o dia 12 de maio.

Departamento Municipal deAssistência Social e Habitação

A avaliação nutricional é uma condição para a continuida-de do recebimento do Bolsa Família e deve ser realizada nasunidades de Saúde do municípi o seguindo o seguintecronograma:

- Unidade de Saúde Central: avaliação da nutric ionista semprena 1ª quarta-feira do mês- Unidade de Saúde de Santa Clara: até o dia 19 do mês;- Unidade de Saúde de Sede Aurora: qualquer dia do mês.

A avaliação para o benefício deve ser realizada pelosseguintes membros:

- Crianças de 0 a 2 anos: na residência pelas Agentes deSaúde;- Crianças e adolescentes de 2 a 17 anos: todos os meses;- Mulheres de 18 a 44 anos: a cada sem estre;- Gestantes: todos os meses.

Nas sessões ordinárias de 12 e 19 de abril os Vereadoresreuniram-se para deliberar sobre o seguinte:

1) Discussão e votação do PL n° 1.612/2010, que autorizao Executivo a celebrar convênio com a Associação Escol inhade Desportos de Quinze de Novembro e dá outras prov idên-cias. Aprovado por unanimidade.

2) Discussão e votação do PL n° 1.613/2010, que autorizao Executivo a cel ebrar convênio com a Associação BandaMunicipal 25 de Julho e dá outras providências. Aprovado porunanimidade.

3) Discussão e votação do PL n° 1.614/2010, que altera aLei Municipal 1.570/2009, que dispõe sobre a Política Municipalde Habitação de Interesse Social (POLHIS) e dá outras provi-dências. Aprovado por unanimidade.

4) Discussão e votação do PL n° 1.615/2010, que autorizaa celebração de Termo de Doação de equipamentos de comu-nicação de dados e de Termo de Adesão vi sando adesão aserviço de comunicação multimídia para as escolas. Aprovadopor unanimidade.

5) Discussão e votação da Indicação n° 856/2010, da Ver.NILVA LOPES MALDANER: Solic ita que a Administração es-tude a possibilidade de retirar os canteiros laterais nas esquinasdas Ruas Gonçalves Dias e Dona Etelvina e Rua Gonçal vesDias com a Rua Edmundo Prante. Aprovado por unanimidade.

6) Discussão e votação da Indicação n° 857/2010, da Ver.NILVA LOPES MALDANER: Solicita que a Administração subs-t itua as lixeiras em frente ao Mercado Progresso e de paradade ônibus na Rua Dona Etelv ina. Aprovado por unanimidade.

7) Discussão e votação da Indicação n° 858/2010, do Ver.VITOR IVAN GÜNTZEL: Solicita que a Administração recolhagalhos de roçadas realizadas às margens das estradas dointerior do município. Aprovado por unanimidade.

8) Discussão e votação da Indicação n° 859/2010, do Ver.VITOR IVAN GÜNTZEL: Solic ita que o Executivo recolhaentulhos nas Ruas do Bairro Princesa. Aprovado por unanimi-dade.

9) Discussão e votação da Indicação n° 860/2010, do Ver.LAUDENO EICKSTAEDT: Solicita que a Adminis tração entreem contato com o órgão responsável para que sejam erguidosfios da rede telefônica na Rua Dona Etelvina, que dificultam otráfego de caminhões carregados com máquinas agrícolas.Aprovado por unanimidade.

10) Discussão e votação da Indicação n° 861/2010, do Ver.LAUDENO EICKSTAEDT: Solic ita que o Executivo estude apossibilidade de substituir a ponte de madeira por uma deconcreto próximo à propriedade de Hélio Budke, localidade deEsquina Hetzel. Aprovado por unanimidade.

11) D iscussão e votação da Indicação n° 862/2010, deautoria do Ver. ELTON SCARSI: Solici ta que o Executivoestude a possibilidade de contratar um responsável pelo portãoda EMEI Pequeno Polegar, controlando a entrada e saída dosalunos durante o horário de func ionamento da escola. Aprova-do por unanimidade.

12) Discussão e votação da Indicação n° 863/2010, do Ver.GILMAR LUIZ GALERA: Sol icita a confecção de placa emhomenagem à família de Matheus Schmidt, Secretário de Obrasdo Estado do RS entre 1991-1994, em reconheci mento pelotrabalho na Secretaria e pela construção do primeiro calçamen-to poliédrico no interior dos municípios do RS, entre Quinze deNovembro e Sede Aurora. Aprovado por unanimidade.

13) Leitura da Indicação n° 865/2010, do Ver. GILMARLUIZ GALERA: Solicita que o Executivo adquira duas cadeiras

ESTADO DO RIO GRANDE DO SULCâmara de Vereadores de Quinze de Novembro

de rodas e dois pares de muletas para que fiquem disponíveisno Departamento da Assistênc ia Social;

14) Leitura do Projeto de Lei n° 1.623/2010, o qual declarao Loteamento Habitatchê como Loteamento de fim soc ial;

15) Leitura do PL n° 1.624/2010, o qual autoriza o Executivoa celebrar convênio com a Associação Hospitalar Quinze deNovembro visando transferi r recursos do Programa Solidarie-dade do Governo do Estado “A Nota É Minha” e dá outrasprovidências;

16) Discussão e votação da Indicação n° 864/2010, do Ver.ELTON SCARSI, que solicita ao Executivo a colocação delixeira na localidade de Linha Prediger, na esquina do Traves-são que segue para a localidade de Linha Jacuí, próxi mo àpropriedade de Antônio Maldaner. Aprovado por unanimidade.

17) Discussão e votação do PL Legis lativo n° 001/2010, querealiza revisão anual dos subsídios dos Vereadores da CâmaraMunicipal de Qui nze de Novembro e insere alterações na LeiMunicipal n° 1.404/2008. Aprovado por unanimidade.

18) Discussão e votação do PL Legislat ivo n° 002/2010,que realiza revisão anual dos subsídios do Prefeito e Vice-Prefeito de Quinze de Novembro. Aprovado por unanimidade.

19) Discussão e votação do PL Legislat ivo n° 003/2010,que realiza revisão anual da remuneração dos func ionários daCâmara de Vereadores de Quinze de Novembro. Aprovadopor unanimidade.

20) Discussão e votação do PL Legislat ivo n° 004/2010,que i nsere alterações no art igo 2° da Lei Municipal n° 1.521/2009, que estabelece valores de bolsa auxílio para estagiárioscontratados pela Câmara de Vereadores. Aprovado por una-nimidade.

21) Di scussão e votação do PL n° 1.617/2010, que ratif icaaditivo ao contrato de repasse celebrado entre a União Federal(Minis tério do Esporte, representado pela Caixa Econômi caFederal) e o Município de Quinze de Novem bro, tendo porf inal idade a execução de melhorias em quadra poliesport ivacoberta. Aprovado por unanimidade.

21) Discussão e votação do PL n° 1.618/2010, que autorizao Executivo Municipal a celebrar Convênio com a UniãoUnivers itária de Quinze de Novembro (UNIQ). Aprovado porunanimidade.

22) Discussão e votação do PL n° 1.619/2010, queratif ica convênio de cooper ação fi nancei ra que entr e s icelebram o Departamento Autônomo de Estradas de Roda-gem ( DAER) e o Munic ípio de Qui nze de Novembro,objetivando a execução de serviços de revestimento poliédricona Perim etr al Norte, trecho entr e a VRS 324, no entronca-m ento com o Bair ro Industri al e a saída para o dis tr ito deSanta Clar a do Ingaí. Aprovado por unanimidade.

23) Discussão e votação do PL Muni cipal n° 1.620/2010,que realiza r evisão geral da remuneração dos servi dores eempregados públicos, insere alterações em Leis Municipaise dá outras provi dências. Aprovado por unani midade.

24) Di scussã o e vo ta ção do PL Muni ci pal n° 1.621/2010, que abr e Crédito Supl ementar Especial objetivandoa execu ção de se rvi ço s de revesti mento poli édrico naPer imetr al Norte. Aprovado por unani mi dade.

25) Di scussã o e vo ta ção do PL Muni ci pal n° 1.622/2010, que cria incentivo f inanceiro adic ional para o Progra-m a de Agentes Comu nitári as de Saúde. Aprovado porunanimi dade.

ERNO ERNANI KNAKPresidente do Legislativo

Os be ne fici ários doPrograma de Subsídios àHabitação (PSH) participa-ram quinta-feira de maisuma reunião no audi tórioda Prefeitura, uma conti -nuidade das atividades doProjeto de Trabalho Técni-co S oci al . Após odet alhamento das açõesque estão sendo desen-volvidas a extensionista daEmater fez uma palestra so-bre habitação e pai sagismo- saneamento na proprie-dade e embelezamento dearredores.

Beneficiários do PSH têm nova reunião

100424 Ibirubá.p65 26/4/2010, 08:4110

Page 11: VISAO ED 1051

11 Sábado, 24 de abril de 2010POLICIAL/ESPORTE

POLICIAL○

ESPORTE

Posto Aurora éassaltado em QuinzeNo último dia 17, sábado, o Posto Aurora de Quinze de Novembro

foi alvo de assalto e roubo. O fato iniciou quando um Gol verde escurochegou ao local, com um indivíduo que portava uma arma de fogo, tiporevólver. Havia um segundo elemento no veí culo, que participousomente como motorista. O Gol ia no sentido Quinze de Novembro aIbirubá e o assaltante estava encapuzado. A ação durou apenas 5minutos . Foi levado dinheiro, uma impressora e 30 maços de cigarro.

Ocorreu no galpão crioulo daBrigada Militar de Ibirubá na últimaterça-feira uma palestra para os jo-vens da Escolinha de Futebol doBairro Planalto. O encontro contoucom jovens e adultos e teve comoobjetivo levantar a autoestima epromover a integração do grupo.

A palestra foi minis trada porCarlos Heitor Dariz, que falou so-bre o tema “Nossas escolhas”.Foram salientadas os caminhos decada um, as atitudes, a valorizaçãoe as oportunidades. Carlos é deCaxias do Sul e reside há cerca deum ano em Ibirubá. É professor dequa li fi caç ão pr of iss ional emIbirubá, Fortaleza dos Valos e Quin-

ze de Novembro, trabalha em empresa comercial e envolve-se de formaativa em um grupo de igreja. É formado em Ciências Contábeis pela UPFe pós-graduado em Psicologia Pastoral.

BRIGADA MILITAR

Palestra na BMressalta a autoestima

Emergência:Ligue 190

FINAL DE SEM ANA – A BM efetuouos segui ntes procedimentos no últ i-m o f inal de semana:

- Averiguação em uma casa no-tur na, na ERS 223, onde, segundoo proprietári o havia uma pessoacom uma arm a;

- Averi guação na Rua JoãoFranci sco Cam argo, Bai rro Jardim,onde uma pessoa tentou invadir umaresidência;

- Perturbação em um estabelec i-mento de ensino. A responsável infor-mou que três menores entraram nolocal consumindo bebida alcoólica;

- Recolheu ao depósito um veí-culo Ford Del Rey. Confecc ionouduas autuações e um termo circuns-tanc iado par a o condutor por di re-ção perigosa;

- Real izou regi stro de lesão cor-poral no Hospital Annes Dias causa-do por ar ma branca, fato que ocor-reu em Fortaleza dos Valos;

- Regis tro de fur to em um esta-belec imento comercial na Rua DinizDias, Bai rro Odi la;

- Acidente de trâns ito com danosmateriais na Rua Sete de Setembro,Centro, entre um Voyage e um Fiat

Siena;- Acidente de trânsito com danos

materi ais na Rua Erica Kanitz, Bair-ro Aparec ida, envolvendo um Gol eum Del Rey;

- Acidente de trânsito com danosmateriais na Rua Mauá, Bairro Pla-nal to, entre um Corsa e um Fiat Uno.Dia 19 - Houve regis tro de acidentede trânsito com danos materiai s naRua General Câmara (Centro).Dia 20 e 21 – A BM confecci onoubol etim de trâns ito em acidente comdanos materiais entre um Escort e umônibus Agrale na Rua General Osório(Centro); atendeu também caso deatrope lam ento na Ru a Gener alOsório (Centro) - a v ít ima foi levadaao hospi tal; averiguação na RuaArnol do Wolmeis ter (B. Chácar a) ;registro de ameaça na Rua Estrela(B. Floresta) e registro de furto emestabel ecimento com ercial na RuaGetúlio Vargas (Centro).Dia 22 – Foi confecci onado boletimpara acidente com danos materiais naRua Diniz Dias, entre um Uno e um DelRey; e registro de furto em residênciana Avenida Brasil, Bairro Planalto. Foilevado um aparel ho de DVD.

Depois de conhecer os cam-peões das categori as Principal eAspirante do Ibirubense de Fu-tebol de Campo 2010, o úl timofinal de semana foi de fes ta tam-bém na categoria Veteranos,

Bangu é campeão dos veteranos

Banguvenceu ofinali staVila Novapor 2 gols

onde o B angu l evantou a taça. Afinal teve Bangu x Vila Nova, complacar de 2 x 0, gols de Onei eCésar.

A equipe campeã entrou emcampo com a vantagem de poder

perder por um gol de diferença. OVila Nova então ficou em 2º lu-gar, seguido do Cristal e São José.O goleador do campeonato foi ojogador Balaca e o goleiro menosvazado Beto Gardino.

Foto Arte

A fase municipal dos Jogos Escolaresdo RS (Jergs), modalidade Futebol de Cam-po (categorias Mi rim e Infantil), foi di spu-tada dias 16 e 19 no es tádio FranciscoEmílio Trein. Participaram 145 atletas dasescolas es taduai s de Ibirubá.

O Insti tuto Edmundo Roewer venceuna categoria Mirim, com a Edison Quintanaficando em 2º e a Escola Florest a em 3º. AEdmundo R oewer venceu também na In-fanti l (2º Floresta e 3º General Osório)

Foram seis jogos na categoria Mirim e10 na Infantil, arbit rados pelos juízes daLiga Desportiva do Al to Jacuí (LDAJ).

IEE Edmundo Roewer venceno futebol de campo dos Jergs

QUINZE – A 2ª fase do futsete apresentoudia 18, no Pinho’s Park, Pirambú 1 x 0 Clarinhae Veteranos do Florest a 3 x 11 Asequin. Arodada ficou transferida para o dia 27 devidoà forte chuva. Porém, Pirambu e Asequinfarão a primeira semifinal, que terá de outrolado o vencedor ent re os líderes das chavesD e E.

Escolinha – O Campeonato Regional deCategori as de Base inicia neste sábado, noPavilhão Evangélico. A Recreativa receberá aAsif de Ibi rubá.

Asequin x Pirambu será umadas semifinais do futsete

Veteranos do FlorestaClarinha

100424 Ibirubá.p65 26/4/2010, 08:4111

Page 12: VISAO ED 1051

JORNAL COM VISÃO DE FUTURO

SÁBADO, 24 DE ABRIL DE 2010

A Receita Federal arrecadou um totalrecorde de R$ 59,416 bilhões em março,

entre impostos, contribuições federais e ascontribuições previdenciárias ao INSS. O

aumento nominal foi de 10,97% sobrefevereiro e de 6,08% com relação a 2009.

A Caixa Federal está estudando oferecerplanos de saúde para população de menor

renda. A instituição acredita que o mercadotem grande potencial de crescimento com ainclusão de clientes que hoje não têm condi-

ções f inanceiras de pagar um plano.

Iniciada ainda em fevereiro,a colheita da soja foi con-

cluída esta semana. Com uma áreade 41.500 hectares de cultura im-plant ada e m Ibi rubá, aleguminosa teve boa produtivi-dade. O clima também ajudou.

De acordo com o agrônomoVinícius Floss, da Cotribá, a mé-dia de produção fechou em 47sacas/ha. Até a última terça-feiraa coperativa ainda recebeu algu-mas cargas, mas a safra pode-sedar como concluída. Apenas naregião de Cruz Alta ainda há pe-quena área que ainda não foicolhida.

A perspectiva da área com im-plantação das culturas de inver-no deve ser a mesma do ano pas-sado, apesar de àquela destinadaao trigo possivelmente diminuirdevido a falta de garantia do pre-ço. A áre a do cerea l sobabrangência da Cotribá deve pas-sar de 12.000 ha (2009) para 10.000ha este ano em Ibirubá. Já as cul-turas de cevada e canola devemmanter a mesma extensão: 600 hae 2.000 ha, respectivamente.

“É importante ressaltar a im-portância de fazer o plantio pre-

Produtividade de soja temboa média: Cotribá registra

47 sacas por hectare

ViníciusFloss falasobre oscuidadosiniciais naimplanta-ção dasculturas deinverno

ferencialmente em área de rota-ção de cultura para evitar as do-enças do solo. O uso de sementescertificadas também é uma garan-tia a mais para que o produtortenha sucesso na cultura, além defazer uma boa dessecação da áreaantes do plantio”, explica Floss .Out ro fator fundamental paraobter sucesso em todas as cultu-ras é o tratamento da semente,que deve ser feito com inseticidaeficiente para o controle, princi-palmente de pragas como coró epulgão.

Excepcionalmente na culturada canola, Viní cius aponta que sedeve fazer o uso de adubaçãocom mais nitrogênio (N), fósforo(P) e também enxofre, que é fun-damental. A Cotribá está traba-lhando com a uréia Super N 33%com 12% de enxofre, que não eva-pora. A cooperativa disponibilizatambém serviços de tratamentode semente na propriedade, apósagendamento com o Setor de Se-mentes. Disponibiliza também tro-ca-troca de semente de soja até odia 30, além de novidades paratodas as culturas já na próximasemana.

100424 Ibirubá.p65 26/4/2010, 08:4112