Vitrine Lageana 111

  • View
    215

  • Download
    2

Embed Size (px)

DESCRIPTION

 

Text of Vitrine Lageana 111

  • VITRINE LAGEANA - LAGEs, sEXTA-FEIRA, 03 dE JANEIRO dE 2014

    Opinio SadeSegurana Turismo CidadeEducaoEntrevista Cultura

    Atravs de reunies macro regionais o partido se

    mobiliza em SC

    Poltia 4

    PT se organiza para o pleito de

    2014

    Motoristas j esto utilizando trecho do permetro urbano

    Cidade 6

    Aberta a passagem na BR

    282 em LagesOs novos valores do mnimo comeam a valer a partir de

    janeiro de 2014

    Economia 8

    Catarinenses tm novo salrio mnimo regional

    O Tereza Ramos tem bons motivos para comemorar o

    aniversrio

    Sade 10

    Hospital de Lages faz 70

    anosTimes de futebol de SC

    assinam acordocom a Federao

    Esporte 14

    Clubesassinam TAC

    da srie A

    Ano 04 - Edio 111 - Lages, Sexta-feira, 03 de Janeiro de 2014R$ 2,00

    Mais segurana nas friasP

    aulo Chagas

    CVC LAGESVia Gastronmica

    3222-0887Hipermercado BIG

    3224-9293

    Durante a Operao Janeiro Seguro, policiais

    do 6 BPM estaro atentos e preparam

    diversas aes visando garantir a segurana.

    Pg. 13

  • VITRINE LAGEANA - LAGEs, sEXTA-FEIRA, 03 dE JANEIRO dE 2014

    O que representa o NatalAs escrituras em geral nos relatam o Natal como a data de nascimento do menino Jesus, que veio ao mundo para nos ensinar o que espiritualidade e como nos portar para que, atravs destes ensina-mentos, aproveitemos nossa estadia na terra. Jesus foi e um cone a nos guiar nos caminhos do bem, do amor e mais do que nunca da inteligncia. Ento chegado o Natal, dezembro, ms do nascimento de Jesus, os nos-sos coraes se deixam levar por ondas de amor igualmente a que Jesus nos ensinou, um ser de grandiosidade sem igual que morreu de morte sacrifical por ns. Neste ms tudo muda para ns, quanta beleza, quanta alegria, pois, deixamos Jesus entrar em nossas vidas, em nossos lares, nossos trabalhos... Ficamos mais generosos, cari-dosos, nos relacionamos melhor, amizades se fundem, o perdo se liberta, o amor fala mais alto... A vibrao da terra se ameniza justamente por ser consequncia de nos-sas vibraes, ento, no lugar da maldade, toma posse a generosidade. Tudo isto lin-do, maravilhoso e louvvel de nossa parte

    e deve ser assim para a eternidade.Por isso os mentores espirituais do nosso planeta agradecem-nos pela magnitude de tamanha ao no Natal, en-volvendo o planeta em benesses, todavia nos fazem uma pergunta: Meus queridos, vamos repensar no pedido que esses mentores espiri-tuais nos fazem, vamos nos atentar a estes conselhos abenoados. Faamos do nosso Natal momentos de paz e de infinita alegria e que o nosso corao esbanje amor para ns e para todos que nos rodeiam, que a

    generosidade cubra-nos trazendo leveza e bem estar. Enfim, que sejamos abenoados e renovados no amor de Jesus, mas, faa-mos do nosso Natal no somente um dia, mas, sim 365 dias por ano. E assim estare-mos mudando o que sempre quisemos mudar e nunca conseguimos por no sa-ber como faz-lo, vislumbraremos um pla-neta de paz e felicidade.

    Leontina Rita Acorinte Trentin

    Nossa Opinio

    A virada do ano ser novamente repleta de pedidos. No h um ser humano no pla-neta, que dentro de seu melhor equilbrio mental, no deseje algo especial, diferente, no ano que est por vir. fato intrnse-co e peculiar de cada pessoa na passagem do dia 31 de dezem-bro, para o 1 de janeiro. Mas, o que mais se pede nos ltimos momentos do ano que finda? Creio que em primeiro lugar muita sade. Afinal, sem ela, no adiante querer outras tantas coisas. Depois, como de praxe, dinheiro e felicidade. Se bem que, nem sempre o dinheiro nos remete total felicidade. Querer ainda, a paz.So pedidos comuns, os quais, todos desejamos com ardor, de que realmente se concretizem. Ruim pensar que no possam acontecer. Somos todos esperanosos de que as coisas sejam realmente

    melhores a partir da mudana numrica do ano. Porm, seria bom pedir muito mais que isso. Por exemplo, que no haja tanta desigualdade social; que a criminalidade d lugar tranquilidade; que as crianas, especialmente, tenham o direito de crescer brincando, longe dos problemas e com a melhor edu-cao e sade possvel. Enfim, que todos, independente da idade, possam andar nas ruas sem nenhum medo.Quem sabe pedir por coisas mais centradas na realidade, como o caso dos representantes polticos, para que tenham mais respeito com as pessoas; para que trilhem objetivos vinculados ampla honestidade; para que no fa-am promessas evasivas, apenas para obter o voto. Ou ainda, pre-cisamente em Lages, que 2014 seja bom ao campo econmico; bom para a cultura local.

    Pedido futuro

    Grimpa

    Por mais que exista a presena da Pol-cia Rodoviria Federal com radares nas marginais da BR 282, multado os mo-toristas que andam acima da velocidade, ser necessria outra providncia para conter os abusos. grande a preocupao. A estrada alternativa e nova, est atiando os mais ligeirinhos a pisarem no acelerador dos carros, muito acima do permitido. Tomara que as providncias sejam tomadas logo. Caso contrrio se algo grave acontecer, ento...Velocidadenas marginais

    Ningum mais falou sobre a construo de passarela sobre o Rio Carah, em frente ao Frum de Lages. Os tcnicos da Seplan, inclusive, estiveram no local avaliando a possibilidade, aten-dendo a reinvindicaes da comu-nidade e de vereadores. No entanto, o projeto foi postergado pela falta de recursos. A preocupao que deve estar mesmo emperrando o empreendimento a complexidade do local, bastante perigoso. H algo sendo feito?

    !

    ...

    PassarelasCobradas ?OutraPassarelaO vereador Chagas alm de lem-brar est tambm cobrando a necessidade de que sejam rapidam-ente iniciadas as obras das passare-las prometidas sobre a nova BR 282. Em parte, a obra j est liberada para o cruzamento da travessia urbana de Lages. Pelo que consta, os projetos esto sob a responsabili-dade da Prefeitura. Importante que a providncia seja tomada o mais r-pido possvel. Obras como essas so demoradas e no se pode pr em risco a integridade dos pedestres!

    Opinio1202

  • VITRINE LAGEANA - LAGEs, sEXTA-FEIRA, 03 dE JANEIRO dE 2014

    VITRINE LAGEANA - LAGEs, sEXTA-FEIRA, 03 dE JANEIRO dE 2014

    03Ruy Sard Behling

    PRAASFala-se em revitalizao da Praa Joo Ribeiro, mais conhecida por Praa da Catedral, Praa Joo Costa e Praa Vidal Ramos Snior. A Praa Joo Ribeiro, no a maior, no querendo dizer com isso que seja a menos importante, muito ao con-trrio, inclusive, ao seu redor existem casas que merecem ser tombadas e preservadas, face sua inigualvel ar-quitetura, marco histrico de uma Lages rica em histria, tradio e cultura, riquezas essas que jamais devem ser apagadas da nossa memria. Faz frente para a nossa majestosa Catedral Diocesana, smbolo maior de Lages. Vi o pessoal dos Servios Urba-nos de Lages trabalhando na melhoria da referida praa e embelezamento da cidade nos preparativos para o Natal. O momento agora, s vsperas de Natal, no oportuno para que retire dali o j desgastado pedestal que abriga o busto de Getlio Vargas, que, alis, atualmente o que se encontra em perfeitas condies o seu busto esculpido em bronze pelo grande artista plstico lageano Agostinho Malinverni Filho (in memoriam). Mais uma vez sugiro, e at mesmo

    suplico, seja referido monu-mento, aproveitando a oca-sio da revitalizao da praa em foco, seja transferido para uma das suas laterais. Pas-sou a ser um estorvo e um inconveniente a sua indese-jada localizao, tanto para os transeuntes como para os turistas que querem fotogra-far a Catedral. Vamos usar o bom senso.No tocante Praa Joo Costa h certa contro-vrsia quando demolio ou preservao do antigo prdio do ento Instituto de Educa-o e tambm Escola Normal Vidal Ramos, que mais tarde passou a se denominar Escola de Educao Bsica Aristilia-no Ramos, quer me parecer que o caso est sub judice, o que demandar algum tempo para execuo do seu projeto, visando a sua modernizao e ampliao do seu espao fsico. J que o referido prdio no representa uma tendncia da arquitetura das dcadas de 1930 e 1940, e tambm a sua estrutura no mais comporte uma reforma, talvez a sua demolio seja a melhor al-ternativa, antes que acontea o que aconteceu com aquele sobrado ali da Rua Pres. Nereu Ramos, o Casaro

    Aristiliano Ramos, que havia sido tombado pela Fundao Catarinense de Cultura, mas em setembro de 2000, face ao seu abandono agravado pelas foras da natureza, referido casaro tombou literalmente, ruiu, desabou. Gostaria de fri-sar que quando um dos meus filhos era diretor-Presidente da Fundao Cultural de Lag-es, constantemente, talvez por no estar bem informada, a imprensa local, vivia ripando a nossa Fundao, mas depois que tudo aconteceu, sem que as autoridades competentes tomassem medidas prticas e reparadoras, todo mundo silenciou. At quando vo fi-car aqueles entulhos e aquele horrvel tapume, ali? Cad a Fundao Catarinense de cul-tura? A Prefeitura Municipal de Lages tem que tomar uma atitude.No que se refere an-tiga, bela e majestosa, Praa Vidal Ramos Snior, quando de sua revitalizao, o primeiro passo a ser tomado retirar dali o Terminal de nibus de Transporte Coletivo Urbano, pois logo abaixo, me-diante algumas desapropria-es, vivel e oportuna a sua transferncia para imveis que fazem frente para a Avenida Belizrio Ramos; em seguida deve ser procedida a transferncia do camel-dromo dali. Outra oportuna sugesto a retirada dos centrais

    das ruas centrais da cidade, como por exemplo no incio da Rua Correia Pinto e Rua Presidente Nereu Ramos. Gostei muito de passear pelas ruas de Veneza (insular), pois l no circula qualquer tipo de veculo, nem mesmo bicicleta, o transporte urbano feito por meio de gndolas, barca-as, lanchas e pequenos navi-os, que circulam pelas guas verde-azuladas que circulam incessantemente pelos seus inmeros canais e pelo Golfo do Mar Adritico. Passeamos de gndola, quando degus-tamos um saboroso vinho br