Click here to load reader

Vitrine Lageana

  • View
    222

  • Download
    3

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Edição 172

Text of Vitrine Lageana

  • VITRINE LAGEANA - LAGES, SEXTA-FEIRA, 20 DE MARO DE 2015OpinioSadeSegurana Destaque CidadeEducaoEsporte Poltica

    Lages, sexta-feira, 20 de maro de 2015R$ 2,00

    Ano 05 - Edio 172

    27 Festa Nacional do Pinho de 29 de maio a 07 de junho

    FHC ENVOLVIDO EM ESCNDALO FINANCEIRO Justia encontra conta do PSDB, conhecida como Marlia, de 64 milhes na Sua. FHC e Covas esto envolvidos. Cad o Acio que se exibia da honestidade dos tucanos? Leia na prxima edio.

    Educao eHistriaO Colgio Industrial de Lages est completando 51 anos de plena atividade. | Pg. (9)

    Em reunio realizada nas dependncias da Fundao Cultural de Lages, na quinta-feira, dia 19, o Procurador Geral do Municpio, Mauricio Machado Batalha comunicou imprensa lageana de que o evento acontecer conforme planejamento realizado previamente. No se sabe ainda qual empresa ser a vencedora de uma nova licitao

    pblica que ser em forma de prego, a qual ser a encarregada da realizao da Festa Nacional do Pinho em sua 27 edio. Poder, inclusive, ser a mesma que realizou o evento passado, a Gabi Produes ou at mesmo a GDO

    Produes, pois no esto impedidas de participar na concorrncia da Licitao que acontecer em breve. | Pg. (3)

    Toni

    nhio

    Vie

    ira

  • VITRINE LAGEANA - LAGES, SEXTA-FEIRA, 20 DE MARO DE 2015Opinio1202

    Senhor diretor:

    Nossa Opinio

    Tomara que assim fosse. Que todos os problemas brasileiro fossem resolvidos por protestos civilizados. Entretanto, no bem assim. Nas alturas da situao, ns brasileiros, ficamos com um p atrs. E, certamente no cansamos de indagar: como e quando o Brasil vai sair dessa incomoda situao que se encontra atualmente? A resposta: s Deus sabe. Os jovens, vidos por solues mgicas, deveriam se preparar, estudar, se politizar para participarem de movimentos que podem representar um remdio para os males da Nao. A pacincia tem limite. Um dia, como se diz, no linguajar popular, a vaca vai para o brejo. Saibam que, nem armas so capazes de segurar as decises populares. O povo quando quer mudanas,

    tudo fez para conseguir que seus objetivos sejam concretizados. Polticos e governo, se cuidem. Os brasileiros chegaram ao limite de suas pacincias.Muitos esperavam que, no dia 15 de maro, as tentativas de mudar o Pas, poderia ter sido comeado. No aconteceu. E sabem porque? Os polticos no acreditam que o povo se rebele contra o poder. preciso mostrar aos governantes que o povo tambm tem poder. Um pouco diferente dos polticos que tem o poder nas mos nada fazem. O povo, quando decide, as coisas acontecem. No se iludam, o povo est cansado, e a qualquer momento, pode vir luz do dia, a deciso que todos esperam: as mudanas necessrias para o bem de todos e da Nao.

    Ser que passeatas resolvem?

    Grimpa

    Ningum tem culpa se o resultado do protesto no foi o que se esperava. Ainda bem que foi tal como devia ser, muita cantoria, muita palavra de ordem sem fundamento, etc. Ns sim, temos orgulho de ser brasileiro. Porque no estamos nem do lado da Dilma, nem de ningum. Queremos que a democracia seja preservada a qualquer custo. Somos, na verdade, contra o vandalismo, a selvageria, a destruio do patrimnio pblico e privado.!

    O que no se viu nos protestos foi a presena macia dos habitantes pobres do nosso pas. Parece que o protesto era da classe mdia acima. At mesmo pela presena de riquinhos, empresrios, presidentes de entidades de classes, etc. O pobre mesmo, ficou na sua casa assistindo TV ou foram para os estdios assistir uma partida de futebol, cujos resultados foram mais significativos. Para outros, aqueles que vestiram a camisa verde e amarela, tivemos a impresso de que so adeptos da nostalgia. Quiseram relembrar os 7x0 que a Alemanha deu na Seleo Brasileira na Copa do Mundo, edio de 2014. Perdido por um, perdido por 1000, verdade?

    Nostlgicosviver de recordao

    ...

    A verdadeacima de tudo

    ?Preservaoda democracia

    Quem escreve a verdade, no merece ser ameaado. Onde est a liberdade de expresso? Vamos continuar sim, escrevendo a verdade, doe a quem doer. Quem no estiver contente com o que escrevemos relatando fatos que mudaram a histria do pas, que tome uma providncia. S que, h tambm a possibilidade do tiro sair pela culatra. No vamos mudar nosso jeito de ser, clamando por justia, e seguidores do que correto e verdadeiro.

    Desde que me conheo por gente, no tive um s momento de satisfao com qualquer governante brasileiro. No me lembro de ter na lembrana o reconhecimento honesto de algum que tenha feito uma grande administrao no Executivo da nossa Nao. O que sempre ouvi dizer que todos que por l passaram, saram ricos, milionrios. Dos militares, lembro-me que no tinha a baderna popular que hoje tem. Entretanto, ao analisar friamente as gestes de todos eles, ningum fez nada, a no ser aumentar a dvida do Brasil, hoje impagvel. A partir do final da era dos milicos, comeou ento os presidentes civis. Tancredo Neves, em boa hora morreu. Conheci sua histria. O maior parasita que a Nao teve. Jos Sarney, um desastre. Fernando Collor de Mello, muita promessa e pouco desempenho. O Impeachment resolveu sua prepotncia. Fernando Henrique, o socilogo, parecia que faria uma administrao importante. Decepo, s no vendeu o Brasil porque no achou comprador. E foi na sua gesto que comearam a roubar a Petrobrs. Deveria tambm ser investigado. No

    foi e no ser. A era PT, tudo parecia que Luiz Igncio da Silva seria um bom administrador por excelncia. Bons projetos sociais foram implantados, porm, a corrupo tambm esteve presente no seu governo: o mensalo. E ele diz que no sabia de nada. Concluso: pra mim, foi um governo que no fez o que eu esperava para o meu Pas. Veio a Dilma. A primeira mulher, presidenta. Torci por ela para que realizasse uma gesto digna. Aconteceu o que est se vendo a. Escndalos e mais escndalos. O certo que, nosso Pas

    est carente de lderes. Os polticos, fazem da Nao uma vaca leiteira. Todos gostam de mamar nas tetas. O Congresso Nacional, hoje um antro de perdio. Para melhorar o Brasil, teria que fechar o Senado e a Cmara dos Deputados. Voltar ditadura? Nunca. A democracia no pode e no deve ser desrespeitada como est sendo. Est to bagunado que at a Venezuela fala em invadir nosso territrio. A que ponto chegamos. preciso sim, sermos mais brasileiros e tomar as rdeas do poder.Nulvany Lopes Pael (Chico Pael)

  • VITRINE LAGEANA - LAGES, SEXTA-FEIRA, 20 DE MARO DE 201503DESTAQUE

    O Brasil de todos ns

    O protesto uma forma de reivindicar, claro. Um direito do cidado. Sim do cidado honesto, trabalhador, cum-pridor dos seus deveres. Na verdade, a maioria vtima de polticos desonestos, pois estes recebem os votos e esquecem dos realmente patriotas, aquele que sonha com um Brasil onde poderia existir oportunidade para todos, e no para grupos, para empresrios de fachada, para siglas partidrias, etc. Lamentavelmente, esses bra-sileirinhos no estavam pre-sentes nas passeatas. Eles no foram l protestar, pois existem segmentos da sociedade que no deseja ter o pobre em sua companhia para reivindicar. H pessoas que no acr4editam nessa hiptese, pois admitam. Temos mais de 200 milhes de habitantes, e sabem quantos brasileiros foram s ruas para protestar? Nem sequer 3 mi-lhes de pessoas. Da, o resul-tado pfio que teve.

    A rainha Caroline e as princesas Fabiane e Ivaciane, respectivamente.

    27 Festa do Pinho ser realizada

    A 27 edio da Festa Nacio-nal do Pinho acontecer de 29 de maio a 07 de junho de 2015. Essa confirmao par-tiu do Procurador Geral do Municpio o advogado Mauri-cio Machado Batalha que fazia-

    se acompanhar do presidente da Comisso Central Orga-nizadora do evento de 2015, em reunio realizada com a imprensa lageana na quinta-feira, 19, nas dependncias da Fundao Cultural de Lages.

    Vida de nababosSe querem moralizar o Bra-sil, no tenham dvidas de que o foco o Congresso Nacional. l, onde esto os maiores picaretas da Nao. Veja leitor quanto consome de dinheiro o Senado da Repblica e a Cmara dos Deputados juntos mensal-mente? Sem contar a mordo-mia que tm cada parlamentar. preciso que, para moralizar o Pas, esses deputados e sena-dores tm que trabalhar, o povo no tem obrigao de sustentar polticos para que tenham uma vida de nababo, enquanto mui-tos brasileiros no tem sequer o que comer em casa junto com seus filhos.

    Fechar o CongressoO maior protesto que se devia fazer, ningum fez. Seria o de boicotar as eleies passadas, no votando em ningum, prin-cipalmente em deputados fe-

    Realezas escolhidas

    A noite de quarta-feira (18) ser lembrada com muito carinho por trs jovens lag-eanas. Caroline Luduvichack, Fabiana Hubner e Ivaciane de Quadra foram escolhidas rainha e princesas da 27 Festa Nacio-nal do Pinho, respectivamente. Elas concorreram aos ttulos com outras 15 candidatas em evento organizado pela Funda-o Cultural de Lages (FCL). O prefeito interino Toni Duarte prestigiou o evento.Com 19 anos, a estudante do curso de fisioterapia, Caro-line, agora carrega a respon-sabilidade de ser a porta-voz de uma das maiores festas do

    Sul do pas. Sinto-me muito feliz. Quero representar bem a cidade e meus conterrneos, diz a jovem rainha que gosta do frio da regio e considera Lages uma cidade aconchegante e com um povo simptico.Estudante de direito, a 1 princesa Fabiana tem 18 anos e j deixou claro que adora o tradicionalismo. Representar a Festa do Pinho sempre foi um sonho, destaca. Com a 2 princesa Ivaciana no foi dife-rente. Tambm aos 18 anos, ela realiza um desejo. Tenho essa grande incumbncia e quero fazer o meu melhor, afirma a estudantes de arquitetura.

    Toni

    nho

    Viei

    ra

    Foto

    s D

    ivul

    ga

    o

    derais e senadores. No se pode e no se deve eleger um candi-dato que vai passar quatro anos de mordomia, sem nada fazer pela Nao como um todo. Os militares fizeram, quando do golpe milit