Click here to load reader

Vitrine Lageana

  • View
    221

  • Download
    2

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Edição 173

Text of Vitrine Lageana

  • VITRINE LAGEANA - LAGES, SEXTA-FEIRA, 27 DE MARO DE 2015OpinioSadeSegurana Destaque CidadeEducaoEsporte Poltica

    Lages, sexta-feira, 27 de maro de 2015R$ 2,00

    Ano 05 - Edio 173

    Gabi Produes e Prefeitura realizam resciso de contrato

    Escndalos financeiros no BrasilPrimeiro foi o da Petrobrs. Agora apareceram o do PSDB com uma conta na Sua no valor de 64 milhes. J o da Receita Federal, gira em torno de 19 bilhes de reais. Tem outros escndalos por a. Aguardem! a vergonha brasileira vindo luz do dia. | Pg. (3)

    Na quinta-feira, 26/03, a empresa que realizou a 26 edio da Festa Nacional do Pinho, Gabi Produes, rescindiu o contrato com a Prefeitura Municipal de Lages. A confirmao aconteceu em reunio realizada com a imprensa nesta sexta-feira, 27/03, na Fundao Cultural de Lages, onde presente estava o Procurador Geral do Municpio, Maurcio Machado Batalha e o presidente da Comisso Central Organizadora da 27 edio da Festa Nacional

    do Pinho que ser realizada de 29 de maio a 07 de junho no Parque Conta Dinheiro em Lages. Com a resciso do contrato por parte da Gabi Produes, a Prefeitura Municipal realizar uma nova Licitao Pblica, quando ento, apresentar a empresa vencedora que realizar a 27 Festa Nacional do Pinho em Lages. | Pg. (3)

    Foto

    s: D

    ivul

    ga

    oGreve dos professoresOs professores da rede estadual j esto em greve. A dos professores da Rede Municipal de Ensino de Lages podem definir seu futuro nas prximas horas. O impasse continua. | Pg. (3)

  • VITRINE LAGEANA - LAGES, SEXTA-FEIRA, 27 DE MARO DE 2015Opinio1202

    Senhor diretor:

    Nossa Opinio

    Se houve na TV, nos noticirios radiofnicos, na Internet, nos jornais, revistas, etc. O assunto est to no dia-a-dia do brasileiro que muitos j esto dizendo que o mal mesmo da corrupo, estar fora dela. No ir e vir do cidado brasileiro, em qualquer esquina das ruas de uma cidade, a qualquer momento do dia, algum est comentando um assunto sobre corrupo. O pai de famlia honesto, comenta sobre a sua decepo que teve ao ajudar o ciclano. O amigo ouvinte, que tambm um corrupto, pois vendeu seu voto a um poltico, ajuda a colocar fogo na fogueira dissertando sobre um outro poltico que ajudou eleger. Apesar da aparente desiluso, nada mais pode fazer, pois foi corrupto a participar de

    um ato ilegal, criminoso. Aqui, a corrupo, apesar de ser crime e com leis para combat-la, ela est por todos os lados, inclusive dentro dos poderes constitudos no pas. Veja o leitor, o presidente do Congresso, senador Renan Calheiros, est sendo citado como um deles. Da mesma forma, o parlamentar presidente da Cmara dos Deputados, deputado Cunha Melo tambm est sendo citado como um deles que apareceram na lista dos envolvidos na Operao Lava Jato. Quem deve investigar ento? A corrupo o mal que se propaga no Pas. Vale a pena combat-la para o bem da nao. Quem se submete a cumprir essa nobre misso? Voc? claro que no! Pois sois um deles, um corrupto de marca maior.

    No h como no falar em corrupo

    Grimpa

    Educar requer uma grande dose de pacincia, sabedoria, amor, perseverana e coerncia. Como fazer isso num pas, onde o professor no consegue nem mesmo o mnimo necessrio para manter um nvel econmico estvel, para encarar uma das mais nobres misses e seu legado: o de formar uma nao culta, prspera e desenvolvida?

    !

    Nos ltimos dias ficou notrio a vontade do prefeito Toni Duarte em realizar a edio 27 da Festa Nacional do Pinho. Ningum sabe o motivo, e cada um tem o direito de realizar isso ou aquilo quando tem uma oportunidade. No caso, o prefeito interino, por estar no cargo at quando no se sabe, bom que realize o que lhe passe pela sua cabea. Se for um evento bem sucedido, ter o apoio de todos, at mesmo de quem no gosta de Festa do Pinho. Se for um fracasso, coitado do prefeito interino Toni Duarte. Festado Pinho ...

    Cobradorese motoristas

    ?A difcilarte de educar

    Chegou redao do Vitrine Lageana, uma sugesto. Ou melhor tambm um pedido: pedem que a direo administrativa da empresa que presta servio no transporte urbano de Lages, a Transul, passe a adotar um crach, tanto em cobradores como em motoristas, para que os mesmos sejam identificados quando esto prestando servios. Segundo quem deu a brilhante ideia, diz ter sigo vtima de uma discusso com um cobrador, e que, no momento de saber com quem estava discutindo, no conseguiu saber o nome do cobrador, e o mesmo no quis dizer como era o seu nome, logicamente para evitar uma possvel advertncia da chefia do Departamento Pessoal da Transul, ou at mesmo uma demisso. Resta saber se a Transul adotar a ideia ou no. claro que os diretores da empresa diro que, basta lembrar o horrio, a linha e o nmero do nibus, que eles tm condio de saber nomes do cobrador e do motorista.

    A cada dia que passa, o cidado brasileiro percebe que o nosso Pas, est perdendo a credibilidade perante o restante do mundo. O que mais causa perplexidade populao brasileira, a existncia de polticos incompetentes e desonestos eleitos a cada pleito eleitoral. E, o pior, essa mesma populao que hoje critica os corruptos, a mesma que ajuda a eleger um postulante a cargo eletivo. at um motivo para se indagar: quem mais corrupto, o poltico ou o eleitor? Geralmente, a culpa acaba caindo em quem vota, pois o candidato, apresenta suas falsas intenes de realizaes e o eleitor acaba caindo no conto do postulante. Sem contar que, muitas das vezes, o eleitor at vende o seu voto, em troca de favores, como a compra de medicamentos, pagamentos de contas de gua, luz e outras. Depois desse passo dado pelo candidato e pelo eleitor, acontecendo as eleies vem a vitria ou a derrota. Em caso de resultado favorvel ao candidato, vem a posse, e, em seguida, comea as aes de corrupes propriamente ditas. E o pior que, muitas dessas

    aes, so oficiais, ou seja, tem as aprovaes pelos prprios poderes constitudos. No caso da Cmara Federal, os deputados aprovam e o governo federal sanciona a lei.Diante dessas situaes, aquele poltico que comprou o voto do eleitor, comea a ter direito de uma srie de mordomias. Alto salrio, gratificaes, pagamentos de assessores, contas telefnicas, passagens areas, ajuda de custo de moradia, alimentao, etc. Hoje, um deputado federal no sai por menos de R$ 200 mil mensais, incluindo todas

    esses gastos desnecessrios, pagos pela Nao. E veja bem que, entre deputados e senadores, so quase 600 que vivem s custas dessas mordomias oficiais. O total que a Nao gasta com essas parasitas algo inacreditvel. Nesses gastos faranicos, no esto includos, o que as duas Casas Legislativas gastam com milhares de servidores ali lotados. Portanto, o Congresso Nacional a instituio onde reside o maior mal do Pas.Nulvany Lopes Pael (Chico Pael)

  • VITRINE LAGEANA - LAGES, SEXTA-FEIRA, 27 DE MARO DE 201503DESTAQUE

    PSDB tambm envolvido em escndalo financeiroDocumentos recebidos da Sua pelo Ministrio da Jus-tia comprovam a existncia de uma conta bancria no pas europeu para abastecer o propinoduto do governo do PSDB em So Paulo. Segundo reportagem publicada na edio desta semana da revista Isto, a conta batizada de Marlia movimentou o equivalente a R$ 64 milhes de reais (20 milhes de euros) entre 1998 e 2002, e garantiu o pagamento por lobistas a agen-tes pblicos subornados para favorecer empresas envolvidas no esquema de cartel e corrup-o no transporte pblico.O MP j havia descoberto uma conta no mesmo banco da conta Marlia, o Leumi Pri-vate Bank AG, em nome de Jos Geraldo Villas Boas e de Jorge Fagali Neto, ex-secretrio de Transportes Metropolitanos na

    Foto

    s D

    ivul

    ga

    o

    gesto de Luiz Antnio Fleury Filho. Durante o governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, Fagali foi diretor dos Correios e da rea de projetos de educao superior no Minis-trio da Educao. Alm disso, ele irmo de Jos Jorge Fagali, que presidiu o Metr durante o governo de Jos Serra, e acusado pelo MP e pelo Tribunal de Contas de

    assinar contratos superfatu-rados e fraudar licitaes.De acordo com a Polcia Federal, mesmo fora do governo de So Paulo, Fagali Neto manteve contatos nesta esfera de poder e foi indiciado por formao de quadrilha, lavagem de din-heiro e evaso de divisas.Uma anlise preliminar indica que Alstom e Siemens compartilharam a conta para

    garantir uma operao de lava-gem de dinheiro que benefi-ciou, segundo fontes do Minis-trio Pblico Estadual, Robson Marinho, o conselheiro do Tri-bunal de Contas que foi homem da confiana e coordenador de campanha do ex-governador tucano Mrio Covas. Segundo a Polcia Fed-eral, Fagali, mesmo fora do governo paulista, manteve

    ascendncia e contatos, ten-do sido indiciado por forma-o de quadrilha, lavagem de dinheiro e evaso de divisas. Ele irmo de Jos Jorge Fagali, que presidiu o Metr na gesto de Jos Serra. Jos Jorge acusado pelo MP e pelo Tribunal de Contas Estadual de fraudar licitaes e assi-nar contratos superfaturados frente do Metr.A leitura de que h fortes indcios de que as fraudes ocorreram em contratos assi-nados por Jos Serra (2007-2010) e pelo governador Ger-aldo Alckmin. Entram na lista os acordos para reformar as linhas 1, Azul, e 3, Vermelha, firmados em 2008 e 2009, com vigncia de cinco anos e meio, somando R$ 1,7 bilho, e divididos entre as empresas participantes do cartel tra-zido tona pela Siemens.

    Todos os tucanos esboam sorrisos, podem chorar de tristeza se confirmados os escndalos em que esto envolvidos

    AS

    CO

    M/S

    impr

    oel

    San

    dro

    Sch

    euer

    man

    n

    Professores municipais no compasso de espera

    Rede Municipal de Ensino: as indefinies continuam

    Servidores municipaisaprovam reajuste salarial

    Os servidores vinculados prefeitura de Lages apr-ovaram a proposta de rea-juste salarial da administra-o municipal. A assembleia dos representantes do Sin-dicato dos Servido