Click here to load reader

Vitrine Lageana

  • View
    218

  • Download
    4

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Edição 182

Text of Vitrine Lageana

  • VITRINE LAGEANA - LAGES, SEXTA-FEIRA, 29 DE MAIO DE 2015OpinioSadeSegurana Destaque CidadeEducaoEsporte Poltica

    Lages, sexta-feira, 29 de maio de 2015R$ 2,00

    Ano 05 - Edio 182

    Div

    ulga

    o

    FIM DA REELEIO

    Passa pela primeira votaoA Cmara dos Deputados aprovou o fim das reeleies para prefeitos, governadores e presidente da Repblica. Esperamos pelos prximos trmites. | Pg. (4)

    SADE

    Nova droga pode causar srias alteraes mentaisChama-se Flakka, est causando preocupao entre a comunidade mdica, j que leva muitos usurios a terem acessos de raiva, com gritos acompanhados de alucinaes vvidas. | Pg. (6)

    27 Festa Nacionaldo Pinho comeacom showsnacionais:As duas atraes principais da noite so Marcos & Belutti, e Lucas Lucco. Com apresentao prevista para as 21:30hs.

    Colombo entrega

    helicptero da PM e abre

    a 27 Festa Nacional do

    PinhoO governador e a equipe de segurana pblica do Estado fazem a entrega oficial de um helicptero para a PM. a quinta aeronave do Batalho de Aviao da PM de SC. Na ocasio, ser inaugurada tambm a 5 Companhia de Aviao, sediada em Lages. O governador tambm participar da abertura oficial da 27 Festa Nacional do Pinho, s 20h. Neste ano, o Estado destinou R$ 350 mil para a realizao do evento. O recurso proveniente do Fundo Estadual de Incentivo ao Turismo (Funturismo). | Pg. (3)

    Div

    ulga

    o

  • VITRINE LAGEANA - LAGES, SEXTA-FEIRA, 29 DE MAIO DE 2015OPINIO1202

    Os gastos realizados pelos poderes pblicos

    Nossa Opinio

    Para muitos pais de famlia, principalmente, aquele trabalhador assalariado, que no pode pagar o exorbitante preo do ingresso da 27 Festa Nacional do Pinho, assistir os shows que so apresentados no Recanto do Pinho ainda a melhor opo. Alm de poder assistir bons shows artsticos, o lageano est livre dos aproveitadores do evento temtico que, s pensam em levar o dinheiro da populao de Lages, e no com a qualidade da festa. Pode se comprovar com a qualidade dos shows que sero levados a efeitos de 29 de maio a 07 de junho no Parque Conta Dinheiro. Na verdade, a empresa que vai promover o evento, ainda no demonstrou para o que veio. No ano passado, a produo da 26 edio no foi das melhores. Pelo contrrio, foi uma das piores dos ltimos anos. Se a Prefeitura Municipal de Lages pudesse rescindir o contrato, era uma vantagem. de bom alvitre lembrar que,

    o evento, privatizado, no nenhuma vantagem para a cidade de Lages. Primeiro que, o dinheiro arrecadado nas bilheterias no ficar em Lages. Grande parte ser para pagar os artistas que faro os shows. O restante, ser levado para o Rio Grande do Sul, onde est a sede da empresa produtora da festa do pinho de 2015.Diante dessas circunstncias, resta ao lageano se contentar com as apresentaes que acontecem no Recanto do Pinho. Onde, na verdade, pode-se recordar os primrdios do evento temtico em idos tempos, onde a tradio era quase venerada. Agora, com o novo quadro de formatao da festa, a tradio, a alegria de ser serrano, foi para o espao; ou seja, a diverso e o prazer de participao de um grande evento, no existe mais. Daqui para a frente, vale mais o dinheiro no bolso de forneos que promover uma grande festa para lageanos e serranos.

    A festa do pinho dos lageanos

    Grimpa!

    A Festa Nacional do Pinho, principalmente desde a anterior, tornou-se um evento elitizado, ou seja, vale mais o dinheiro no bolso dos produtores, que proporcionar alegria e satisfao para quem pretende adentrar ao Parque Conta Dinheiro. No ano passado, a experincia comprova que, falta competncia para realizar um evento que j tem a marca conhecida a nvel nacional. Portanto, cabe at mesmo aos vereadores legtimos representantes do povo, iniciar um movimento junto ao Poder Executivo Municipal para que o contrato com a Gabi Produes seja rescindido e assim acontecer uma nova licitao pblica.Faltacompetncia?

    Sonhossepultados

    A privatizao da Festa Nacional do Pinho ainda no apresentou resultados benficos para Lages. A empresa produtora do evento, a qual venceu a ltima licitao no simptica aos olhos da maioria dos integrantes da imprensa serrana, muito enos da maioria da populao de Lages. A Prefeitura Municipal de Lages faria um grande negcio se rescindisse o contrato para permitir que outra empresa viesse a Lages e realizasse a 28Festa Nacional do Pinho em 2016.

    ...Privatizaoda festa no empolgou

    Com a votao na Cmara dos Deputados colocando fim reeleio dos prefeitos, alguns sonhos esto sendo sepultados. Acreditamos que no o caso do prefeito interino Toni Duarte, o qual temo seu direito lquido e certo de ser candidato, pois ele no o prefeito titular, sendo apenas interino. Desta feita, a votao no deu para alegrar alguns eventuais postulantes, principalmente em Lages, onde, seguramente Toni Duarte ser um forte candidato.

    Nulvany Lopes Pael (Chico Pael)

    Muitas das vezes do motivos para que hajam crticas de todos os segmentos da imprensa ou at mesmo de pessoas representativas da sociedade como um todo. Comeamos por exemplo, com um gasto que do conhecimento da populao, a elaborao do projeto da reforma do Mercado Pblico. O que deu no que deu, e nada resolveu. Hoje dito local est servindo para guardar veculos da Prefeitura Municipal. E a reforma, sabe-se l quando acontecer. Ou seja, o dinheiro gasto j foi para o ralo, e, jamais voltar aos cofres da municipalidade. No faz muito tempo, gastaram dinheiro com uma empresa de Blumenau para fazer um levantamento e apresentar solues ao trnsito de Lages. O certo que, o dinheiro viajou. E o trnsito continua insolvel. Talvez foi melhor assim, pelo menos, os guardas de trnsito tm o que fazer diariamente. Parece piada, mais no . E na realidade, mesmo piada o que fazem com o dinheiro pblico. Se gasta com tanta naturalidade,

    como se fosse patrimnio privado.Isso apenas dois gastos inteis que at hoje ainda no tiveram soluo. Imagina o leitor, aqueles outros que acontecem por debaixo dos tapetes!! Esses jamais tero notcias, pois ningum sabe a procedncia e nem a finalidade. Algum hoje diz, e outros diro ainda: assim foi, assim , e assim ser!!!!A gente sabe que, difcil de se controlar os gastos realizados por uma Prefeitura Municipal. As secretarias so inmeras, os

    gastadores so muitos. Entretanto, todos sabem que, a caneta est na mo do prefeito. E ele que d o OK para que as compras sejam realizadas ou que, os valores dos projetos sejam pagos. Portanto, depois de tantos maus exemplos que esto acontecendo pelo pas afora, bom no irem com muita sede ao pote. Quem tem pressa come cru.

  • VITRINE LAGEANA - LAGES, SEXTA-FEIRA, 29 DE MAIO DE 201503

    Helicptero da Polcia Militar coloca a Serra Catarinense em situao privilegiada no Brasil

    DESTAQUE 1203

    Helicpetro guia 04 patrimnio da 5 Cia de Aviao da PM em Lages

    Div

    ulga

    oA Serra Catarinense entrar nesta semana em uma seleta lista. A regio mais fria do Bra-sil ser uma das poucas do pas a contar com um helicptero prprio para atender grandes ocorrncias policiais e resgatar vtimas nas mais diversas situa-es de risco. E isso ser reali-dade a partir das 15h30min desta sexta-feira, dia 29, quan-do o governador Raimundo Colombo e a alta cpula da segu-rana pblica do Estado faro a

    entrega oficial da aeronave.O guia 04 foi viabilizado por meio de um Termo de Ajusta-mento de Conduta (TAC) entre duas empresas com passivos ambientais e a Fundao do Meio Ambiente (Fatma). a quinta aeronave do Batalho de Aviao da Polcia Militar de Santa Catarina que, paralela-mente entrega do helicptero, inaugura a 5 Companhia de Aviao, sediada no aeroporto Deter/Santa Catarina quer coibir transporte coletivo clandestino

    O ano de 2015 ficou marcado por dois acidentes graves com veculos de transportes cole-tivos de passageiros nas rodo-vias catarinenses. As causas nem sempre foram as mesmas, porm, as vidas das pessoas sempre esto em jogo. Na ten-tativa de coibir que novos aci-dentes ocorram nas rodovias estaduais, o Deter/SC est com uma fora tarefa de fiscalizao visando conferir as documenta-es de cada veculo que trafega nas principais vias de acesso a Lages, onde estar realizando a 27 Festa Nacional do Pinho.

    Evitar acidentesVale ressaltar que segundo informaes prestadas report-agem do JVL pelo presidente do Deter/SC, Flvio Rosar Neto, o objetivo principal da fiscaliza-o coibir o transporte cole-tivo clandestino. Temos uma

    Presidente do Deter/SC, Fulvio Rosar Neto

    Div

    ulga

    o

    Nota Oficial do Governo do Estado

    O Governo do Estado deter-minou que a Procuradoria Geral do Estado recorra da liminar que probe a Secre-taria de Estado da Educao de contratar professores em carter temporrio para sub-stituir os profissionais que esto fora das salas de aulas h dois meses.A Secretaria da Educao desenvolve todas as aes necessrias para garantir o direito aos estudantes catari-nenses de acesso educao dentro de um calendrio que permita aos concluintes do ter-ceiro ano do Ensino Mdio real-izar seus estudos em tempo de participarem do Exame Nacio-nal do Ensino Mdio (Enem) e dos processos seletivos de acesso ao ensino superior. Infelizmente, aps um acor-do entre Governo e Sinte para o fim da greve, a intransign-cia de um pequeno grupo de

    radicais, que se recusa a nego-ciar de forma minimamente razovel para evitar prejuzos aos estudantes, manteve uma paralisao, que, pela sua dura-o, j impede que o ano letivo seja concludo at dezembro de 2015 comprometendo o recesso escolar de julho e as frias de vero de 2016, indis-pensveis para o bom aproveit-amento pedaggico dos estu-dantes.A Secretaria da Educao observa que a adeso greve situa-se em torno de 5%, ou seja, os radicais que tm tomado conta das assembleias de pro-fessores no representam a imensa maioria a categoria.A liminar frustra os esforos legtimos do Governo do Estado para assegurar a continu