Vitrine Lageana Edi§£o 138

  • View
    224

  • Download
    7

Embed Size (px)

DESCRIPTION

 

Text of Vitrine Lageana Edi§£o 138

  • VITRINE LAGEANA - LAGEs, SEXTA-FEIRA, 11 dE JUlHO de 2014OpinioSadeSegurana Destaque CidadeEducaoEsporte Poltica

    Lages, sexta-feira, 11 de julho de 2014R$ 2,00

    Ano 04 - Edio 138

    Em campo pela dignidadeA Seleo Brasileira ainda nossa e sempre ser. Na disputa pelo terceiro lugar, o time ter que olhar a torcida de frente, e tentar vencer a Holanda. | Pg. 03

    Copa do Mundo

    Divulgao

    Eleitor vai poder optar entre oito

    nomes ao governo

    Poltica 4

    SC tem oito candidatos ao

    governoMuitas das ruas esto

    localizadas nos bairros da cidade

    Cidade 6

    Asfaltamento novo em 40 ruas

    de LagesSfilis, sfilis congnita

    no beb e o HIV encabeam a listagem

    Sade 8

    Alerta paradoenas sexuais

    Brasil X HolandaSbado (12), s 17h

    JOGODA

    DESPEDIDA

  • VITRINE LAGEANA - LAGEs, SEXTA-FEIRA, 11 dE JUlHO de 2014Guardies da infncia e dos jovensComo ser humano, considero funda-mental a lei que torna hediondo o crime de explorao sexual de crianas, adolescentes ou pessoas vulnerveis, sancionada pelo governo brasileiro, no dia 21/5, quarta-feira. Trata-se de grande conquista em prol da integridade da cria-tura humana desde a infncia. A lei est a. Compete agora seja respeitada.Todos os pais, avs, parentes, pro-fessores, autoridades, enfim, todo cidado de bem, contam com uma forte ferramenta para proteger as crianas, os jovens ou qualquer um que esteja em

    situao de risco. Quando Jesus, o Cristo Ecumnico, o Divino Estadista, nos ens-inou, no Pai-Nosso, a suplicar a Deus que nos livrasse do mal, Ele no recomendou que aguardssemos de braos cruzados os fatos. Seu pragmtico Evangelho uma Academia que forma, em primeiro lugar, guardies da ordem civilizada. Mnica Souza, gerente de comuni-cao e marketing da Plan Inter-national Brasil, no programa Sociedade Solidria, da Boa Vontade TV (canal 20 da SKY), afirmou: A explorao sexual infan-til no vem de hoje. As campanhas de com-

    bate j existem h bastante tempo. Nesse momento, estamos nos preparando para ter uma resposta um pouco mais agressiva nesse perodo de Copa no Mundo. Um dos propsitos da Plan capacitar crianas e jovens para serem protagonistas de sua prpria histria.Tambm no contexto em pauta, o ensino e o conhecimento so providncias de real preveno. o que Mnica ressalta: Lugar de criana na escola. Ela no tem que estar na rua ou nas praias trabalhando. Conscientizar a comunidade, trabalhar com ela, propor-

    cionar seminrios, mostrar o que acar-reta o problema e trazer solues, so oportunidades educativas.Combatamos a explorao sexual. Por favor, anotem e tenham sem-pre s mos o Disque 100 (Disque Direi-tos Humanos). A ligao gratuita, e no preciso se identificar. As Centrais de Atendimento funcionam diariamente, 24 horas por dia.

    Jos de Paiva Netto, jornalista, radialista e escritor.

    Nossa Opinio

    A cidade de Lages vive a expecta-tiva de novos tempos com a chegada de empresas que possam fomentar ainda mais o mercado do trabalho. Alis, mesmo sem a efetivao de novos empreendimentos, o municpio j vive uma situao diferenciada. As informaes vindas do Banco de Emprego, uma repartio atrelada Secretaria de Desenvolvim-ento Econmico, Emprego e Renda, do conta de que mensalmente, cerca de 400 vagas esto disponveis, em todas as reas e nveis. Apesar da mobilizao de todos os segmentos educativos, como Senac, Senai, Sesc, Escolas Tcnicas e Univer-sidades, a demanda da qualifi-cao ainda insuficiente. Lages corre atrs de algo que poderia ser feito h muitos anos. O despertar para o novo tempo est acontecendo relativamente

    tarde. O importante que o esforo est se traduzindo em resultados. Projeta-se at o final deste ano de 2014, a abertura de mais de quatro mil vagas de emprego, somente em Lages.E a? Como fazer para suprir tamanha demanda? Com a palavra as autoridades competentes dos meios educa-cionais, polticos, empresariais, e demais intermedirios. No ms de agosto, por exemplo, o Lages Garden Shopping vai iniciar o recrutamento de pro-fissionais. D para imaginar o rebu no setor, uma vez que, muitos empregados hoje no comrcio vo querer experi-mentar a novidade e buscar novas oportunidades. Vo vestir um santo e desvestir outro. Por fim, uma situao que levar tempo para tudo volte normalidade, no que tange mig-rao do emprego no comrcio local.

    No est preparada

    Grimpa

    Difcil entender a razo de parte da sociedade de Lages que quer se livrar do monumento e do busto de Getlio Vargas, localizado na Praa Joo Ribeiro, em frente Catedral. A alegao de que as fotos da Igreja ficam prejudicadas. Mexer com aquilo tudo no to simples assim. Pois, altera at a histria. As cmeras de hoje tem ampla abertura, e, as fotos tiradas da calada, do outro lado da rua, pegam muito bem toda a Catedral. H muito mais o que se fazer ou pensar pelo municpio, ao invs de dar ouvidos a essa questo. Agora, revitalizar o monumento, isso sim pode ser feito. Pois, a conservao ...

    Bustode Getlio

    Para quem cruza a Av. Belizrio Ramos, e entra a Rua Otaclio Vieira da Costa, em direo Praa Joca Neves, perto de uma loja de materiais de construo, h uma parada de nibus, exatamente num barranco. Com tantos critrios para a confeco de passeios pblicos chega a ser ridculo ver as pes-soas no carreirinho espera do coletivo ou transitando. preciso que aquele ponto se transforme para os tempos de hoje, e permita que os cidados transitem den-tro da normalidade urbana, ou seja, por uma calada dentro dos padres. Ou no h quem fiscalize?

    !

    ...

    Semverde ?Cada caladaO que se v so ruas desertas de verde, tomadas apenas pelo concreto. H quem diga que a prpria populao no cuida as rvores plantadas e por isso no realizam campanhas de plantio na rea urbana, o que uma insen-satez. A Secretaria de Meio Ambi-ente tem feito um bom trabalho em vrias aes. Menos essa. No h sequer um viveiro de mudas que possa fazer frente s futuras possveis campanhas nesse sen-tido. O entendimento de que se comece j um forte trabalho nesse quesito, e que a imagem sem verde, no futuro, mude drasticamente!

    Opinio1202

  • VITRINE LAGEANA - LAGEs, SEXTA-FEIRA, 11 dE JUlHO de 201403DESTAQUE

    Maestro MadrugaBrasil em busca da dignidade

    Maestro Madruga acaba de lanar o seu terceiro CD, o Frente a Frente

    Brasil treina para enfrentar a Holanda na deciso do terceiro e o quarto lugar

    Div

    ulga

    oMarcelo R

    egua - Terra

    O msico, compositor e can-tor lageano, Clio Madruga de Oliveira, mais conhecido como Maestro Madruga, 42, acaba de lanar o terceiro CD. O novo trabalho com a titulao Frente a Frente est rotulado com 17 can-es inditas, todas prprias e criadas em parceria com o amigo dele, o Luizinho, da Tia Laurinda. Entre as can-es de destaque esto as que fazem uma homenagem a Lages e outra ao Estado de Santa Catarina. Refora ainda a faixa que conta a histria verdica de um velho gaiteiro que vendeu a gaita e posteri-ormente o filho a comprou de volta. Com mais este trabalho j estou com cerca de 60 com-posies prprias, todas com estilo sertanejo, salientou o cantor.Maestro Madruga no tem muitas queixas com a pro-fisso em Lages. H mais de 20 anos que ele ganha a vida tocando em bares e restauran-tes, em shows, aniversrios e casamentos. o nico sus-tento da famlia. Casado com Andreia h 22 anos, teve quatro filhos: Weslei (19), Evelin (18), Kevin (15) e Jhon Pietro (5). Para ele, a famlia tem sido o grande alicerce para continuar na carreira de msico. Hoje, no trabalho, tem tambm a companhia do filho mais velho, o Weslei, como acordeonista.

    O msico tambm fez questo de falar do parceiro de composies, o Luizinho. Um homem de vida simples que trabalha como guarda de uma

    Ao ser derrotada pela Argen-tina, nos pnaltis, na segunda partida decisiva da semifinal da Copa, a Holanda acabou sendo confirmada como a adversria do Brasil, na dis-puta do terceiro lugar. Para muitos, uma partida de conso-lao. Para o Brasil, o jogo deve significar muito mais, ou seja, recuperar parte da dignidade, caso vena. A equipe que no de Felipe Scolari, e sim de todos ns, ter que juntar os cacos da vexatria derrota para a Alemanha, e por em campo um time diferente; capaz de suportar a presso psicolgica em funo de todos os ltimos acontecimentos.Ningum, com certeza, es-

    pera um jogo fcil diante da Holanda, que por sua vez, at jogou bem diante dos argenti-nos, mas no teve competncia para traduzir seu futebol em vitria. Nos pnaltis, foi ainda mais incompetente. Portanto, ter que se contentar com uma disputa fora da grande final.Para o Brasil, alm de alento depois do vexame contra a Alemanha, por 7 a 1, a partida contra a Holanda ser uma revanche para os brasileiros. Vale lembrar que depois da eliminao nas quartas de final da Copa de 2010, quando os holandeses venceram de virada, por 2 a 1, no tempo reg-ulamentar. Independente de qualquer coisa, a derrota para a

    Alemanha e o adeus ao sonho do hexa, representa, acima de tudo, uma grande lio. O Brasil ter que reaprender a jogar futebol, bem diferente das grandes atu-aes no passado. A partir dessa Copa, os adversrios no iro mais tremer diante da camisa amarela. Ter que ressurgir das cinzas, e conquistar no s o terceiro lugar da competio no Brasil, e sim seu futebol e sua honra.A disputa de terceiro e quarto lugar com Brasil e Holanda acontecer durante a tarde deste sbado (12), s 17 horas (horrio de Braslia), no estdio Man Garrincha, com capacid-ade de 72.788 lugares, em Bra-slia (DF).

    escola, e tem uma grande vir-tude: o amor pelos cachorros. Todos os dias ele sai de madru-gada, de bicicleta, dando rao aos animais de rua, tudo por conta prpria. E, nas horas de folga, se dedica s com-posies, juntamente com o Maestro. Alm dele, agradece a todos os que o apoiaram neste novo trabalho.Sobre a divulgao do novo CD, disse que o principal meio tem sido o corpo a corpo. O valor de R$ 10 rea