Voo Noturno Especial Ostara

  • View
    824

  • Download
    1

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Jornal Vo Noturno Edio Especial Sabs Celtas - Ostara

Transcript

Vo NoturnoO Seu Jornal Pago Brasileiro Virtual sobre Herbologia Mgica e Bruxaria

Especial Sabs Celtas OstaraEDIO ESPECIAL 04 ANO 01

Setembro 2011

Vo NoturnoESPECIAL SABS CELTAS OSTARAEDITORIALNamast!

O inicio da primavera marca tambm a volta do Sol e uma poca do ano em que dia e noite tem a mesma durao depois do inverno. Para os Bruxos o despertar da Terra com sentimentos de equilbrio e renovao. Ostara, tambm conhecida como Eostre (Deusa AngloSax, que significa Deusa da Aurora) ou Easter (Pascoa, em ingls), pois a pscoa no hemisfrio norte realizado nesta poca(maro), primavera em setembro no hemisfrio sul, so deusas da primavera, da ressurreio e renascimento e tem como smbolo o coelho. Uma das principais tradies desse festival a decorao de ovos. O ovo representa a fertilidade da Deusa e do Deus. Outra tradio muito antiga a de esconder os ovos e depois ach-los.(Talvez veio da o costume dos Norteamericanos de esconderem os ovos de chocolate no dia da Pscoa para que as crianas os achem.) Mesmo os no Bruxos sentem-se diferentes neste perodo, mais dispostos, comem menos, dormem menos e acordam mais cedo. Para os Bruxos tambm poca de comear a plantar, poca do amor, de promessas e de decises, pois a Terra e a natureza despertam para uma nova vida. Feliz Ostara! At o prximo Sab!! Bnos Plenas de Airmid a Senhora das Ervas Marcelo Giusepp Lechinski (Saman) Editor - Mundo Pago

NESTA EDIOEditorial Ostara - O Equincio da Primavera Histrias e Simbolismos de Ostara EostreA Deusa da Fertilidade Smbolos de Ostara Tradies de Ostara Incensos e leos para Ostara Banquetes e Refeies Atividades para Ostara Ritual de Ostara 1 Ritual de Ostara 2 Ritual de Ostara 3 Parcerias Edies Anteriores Campanhas e Comunidades Pag 02 Pag 03 Pag 05 Pag 06 Pag 08 Pag 09 Pag 10 Pag 11 Pag 14 Pag 15 Pag 16 Pag 16 Pag 17 Pag 17 Pag 17

Vo Noturno uma publicao do Blog Mundo Pago e seu autor Marcelo Giusepp Lechinski. Todos os direitos reservados. Proibida a reproduo parcial ou total de qualquer artigo aqui publicado sem autorizao de seu editor ou autor. http://mundupagao.blogspot.com/02

Ostara - O Equincio da PrimaveraPor Gede ParmaO Equincio da Primavera, Ostara, marca o equilbrio da luz e e da escurido (dia e noite) e considerado um sab solar. Ele celebrado por volta de 20 a 23 de Setembro no Hemisfrio Sul e 20 a 23 de Maro no Hemisfrio Norte. Outros nomes que se referem a este evento incluem: Eostre (nome Saxnico da Deusa da fertilidade e renascimento), Dia da Senhora, Alban Eilir (Druida/Gals), Mean Earraigh (Galico Irlands), e a Ascenso da Deusa (em muitas culturas). Em muitas partes do mundo como na antiga Prsia e Roma, O Equincio da Primavera era considerado o comeo do ano novo. Ostara cosiderado por muitos neopagos como o incio da poca do mito cclico (da Deusa e do Deus) no qual a Senhora ascende e devolve mais uma vez ao mundo a vida e a vitalidade. O Deus jovem e viril faz a corte a recm Deusa ressurgida no momento do equilbrio csmico, a fertilidade da terra celebrada e a esperana das colheitas restabelecida. Na Tradio Silvestre da Bruxaria, ns marcamos essa ascenso da Deusa com muita orgia e reverncia. Em nossa tradio de mitos da Deusa Crescente Coroada e do Deus Cornudo espiritualmente significante no que d significado a mudana das estaes (o modo como o mundo caminha) e tambm para a imutvel natureza do ambiente interno (os meios como o interno se desenvolve). O interno pode ser visto no imenso mundo e vice versa; eles se refletem - assim como acima abaixo; assim como no interno no externo. O significado mtico de Ostara na Tradio Silvestre relaciona-se com o despertar puro dos aspectos ocultos de si mesmo em resposta dos primitivos e originais sentimentos do reino fsico,o qual a manifestao do Esprito.

Ostara o Sab no qual celebramos o fato de que somos seres de esprito e carne e que eles se unem para criar a totalidade dentro do nosso interior. Nossos desejos humanos, quando compreendidos como expresso do inconsciente, podem nos conduzir iluminao da alma. Ostara o segundo festival da fertilidade o ponto mdio do ciclo de semeadura no Oeste Europeu. no Imbolc, o Despertar da Terra, quando os fazendeiros mais umaa vez voltam sua ateno para a idia da semeadura das sementes que viro, com o alto vero, a dar frutos. Beltane marca o incio da estao do vero e sendo assim, a Terra declara tanto a sua potncia viril e sua habilidade de trazer a abundncia. Ostara a poca que celebramos entre estes dois festivais, o ponto mdio do equilbrio, para abenoar as sementes que semeamos e para testemunhar o despertar da Terra. 03

Acredita-se que os Sabs Solares (os equincios e os solstcios) nunca foram verdadeiramente celebrados pelo povo Celta. Entretanto, as tribos germnicas e escandinavas foram historicamente conhecidas por celebrar o Equincio da Primavera como o momento do renascimento e da fertilidade renovada. O povo pr Celta do Oeste Europeu, os construtores dos megalitos, orientaram seus crculos de pedra na direo do nascimento do Sol em ambos equincio e solstcio. Um exemplo claro disto A Tumba de Newgrange na Irlanda. No hemisfrio sul, o Equincio da Primavera traz consigo a limpeza das chuvas. O jasmim e o jacaranda comeam, a florescer e os doces aromas da primavera tornam-se evidentes no ar. As pequenas lagartixas retornam de sua hibernao do inverno e os gambs recomeam Na poca do equincio, o avestruz comea a seus jogos de caa um ao outro pelos celeiros e colocar seus ovos, os jovens koalas deixam as bolsas paredes das casas do subrbio, fazendo muito maternas pela primeira vez e os koalas maduros, barulho e perturbando o sono dos humanos. diversas espcias de tartarugas e cobras marrons Apesar do nosso clima subtropical e comeam a acasalar. relativamente at mesmo as horas do dia e da Na tradio Europia, as lebres, patos e noite, as Bruxasem minha rea ainda sentem-se frangos (criaturas infantis de todas as espcies) so bastante inclinadas a banir o inverno e dar as boas especialmente sagrados ao festival de Ostara. vindas primavera na poca do equincio. Outras correspondncias para atrair durante este sab incluem: Cores: Azul claro, verde, rosa e amarelo Ervas: Aafro, Narciso, Filipndula, Madressilva, lavanda, Erva cidreira, Lils, Manjerona, Tomilho, Tulipa e Verbena. Pedras: Cristais e pedras de cores similares as cores acima (gua marinha, aventurina, quartzo rosa e citrino) Astrologia: Libra (Sul)

04

Histrias e Simbolismos de OstaraO Sab do Equincio da Primavera, tambm conhecido como Sab do Equincio Vernal, o rito de fertilidade que celebra o nascimento da Primavera e o redespertar da vida na Terra. Nesse dia sagrado, os Bruxos acendem fogueiras novas ao nascer do sol, se rejubilam, tocam sinos e decoram ovos cozidos um antigo costume pago associado Deusa da Fertilidade. Os ovos, que obviamente so smbolos da fertilidade e da reproduo, eram usados nos antigos ritos da fertilidade. -

Como a maioria dos antigos festivais pagos, o Equincio da Primavera foi cristianizado Pintados com vrios smbolos mgicos, pela Igreja na Pscoa, que celebra a ressurreio eram lanados ao fogo ou enterrados como de Jesus Cristo. oferendas Deusa. A Pscoa (em ingls Easter, nome Em certas partes do mundo pintavam-se os derivado da deidade saxnica da fertilidade, Eostre) ovos do Equincio da Primavera de amarelo ou dourado (cores solares sagradas), utilizando-os s recebeu oficialmente esse nome da Deusa aps o fim da Idade Mdia. em rituais para honrar o Deus Sol. At hoje, o Domingo de Pscoa Os aspectos da Deusa invocados nesse determinado pelo antigo sistema do calendrio Sab so Eostre (a deusa saxnica da fertilidade) lunar, que estabelece o dia santo no primeiro e Ostara (a deusa alem da fertilidade). domingo aps a primeira lua cheia, ou aps o Em algumas tradies da Bruxaria, as Equincio da Primavera. (Formalmente isso marca deidades da fertilidade adoradas nesse dia so a a fase da gravidez da Deusa Trplice, atravessando a estao frtil.) Deusa das Plantas e o Senhor das Matas. A Pscoa, como quase todas as festividades religiosas crists, enriquecida com inmeras caractersticas, costumes e tradies pagos, como os ovos de Pscoa e o coelho. Os ovos, como mencionado, eram smbolos antigos de fertilidade oferecidos Deusa dos Pagos. A lebre era um smbolo de renascimento e ressurreio, sendo animal sagrado para vrias Deusas lunares, tanto na cultura oriental como na ocidental, incluindo a Deusa Ostara, cujo animal era 05 o coelho.

Eostre - A Deusa da FertilidadeEostre ou Ostera a deusa da fertilidade e do renascimento na mitologia anglo-sax, na mitologia nrdica e mitologia germnica. A primavera, lebres e ovos coloridos eram os smbolos da fertilidade e renovao a ela associados. De seus cultos pagos originou-se a Pscoa (Easter, em ingls e Ostern em alemo), que foi absorvida e misturada pelas comemoraes judaico-crists. Os antigos povos nrdicos comemoravam o festival de Eostre no dia 30 de Maro. Eostre ou Ostera (no alemo mais antigo) significa a Deusa da Aurora. uma Deusa anglo-sax, teutnica, da Primavera, da Ressurreio e do Renascimento. Ela deu nome ao Sabbat Pago, que celebra o renascimento chamado de Ostara. Posteriormente, a igreja catlica acabou por a Pscoa s festividades pags de Ostara e absorveu muitos de seus costumes, inclusive os Seu nome e funes tm relao com a ovos e coelhinho da Pscoa. Podemos perceber Deusa grega Eos, Deusa do Amanhecer na isso pelo prprio nome da Pscoa em mitologia grega. Alguns historiadores dizem que ela meramente uma das vrias formas de Frigg ingls,Easter, muito semelhante a Eostre. *deusa indo-europia esposa de Odin), ou que nome seria um epteto para O nome Eostre ou Ostara, como tambm a seu representarFrigg em seu aspecto jovem e Deusa chamada, tem origem anglo-sax provinda do advrbio ostar que expressa algo primaveril. Outros pesquisadores a associam Fencia) e Ishtar (deusa como Sol nascente ou Sol que se eleva, Muitos Astarte (Deu