VT TERMOS TÉCNICOS

Embed Size (px)

Text of VT TERMOS TÉCNICOS

TV WEB CULTRA Documento interno Proibido Distribuio

VT TERMOS TCNICOS TV /CINEMA /ROTEIRO / PRODUO / EDIO

A AO - Termo usado para descrever a funo do movimento queacontece frente cmara. AO DIRETA - Roteiro que obedece ordem cronolgica. AO DRAMTICA - Somatrio da vontade do personagem, da deciso e da mudana. ADAPTAO - Passagem de uma histria de uma linguagem para outra. Assim, um conto pode ser adaptado para ser filmado como um longa metragem ou um seriado para televiso. NGULO ALTO - Enquadramento da imagem com a cmara focalizando a pessoa ou o objeto de cima para baixo. NGULO BAIXO - Enquadramento da imagem com a cmara focalizando a pessoa ou o o bjeto de baixo para cima. NGULO PLANO - ngulo que apresenta as pessoas ou objetos filmados num plano horizontal em relao posio da cmara. ANTECIPAO - A capacidade que tem a platia de antecipar uma situao. Criao de uma expectativa. ANTIPATIA - Reao ao personagem. ARGUMENTO - Percurso da ao, resumo contendo as principais indicaes da histria, localizao, personagens. Defesa do desenrolar da histria. Tratando de telenovela, chama-se sinopse. No -se confundir com story-line que o resumo resumido. UDIO - A poro sonora de um filme ou programa de tv. C CMARA OBJETIVA - Posicionamento da cmara quando ela permite a filmagem de uma cena do ponto de vista de um pblico imaginrio. CMARA SUBJETIVA - Cmara que funciona como se fosse o olh do ator. A cmara tratada como ar "participante da ao", ou seja, a pessoa que est sendo filmada olha diretamente para a lente e a cmara representa o ponto de vista de uma outra personagem participando dessa mesma cena. CAPA - Folha do roteiro que contm o ttulo, nome do autor, etc. CENA - Unidade dramtica do roteiro, seo contnua de ao, dentro de uma mesma localizao. Seqncia dramtica com unidade de lugar e tempo, que pode ser "coberta" de vrios ngulos no momento da filmagem. Cada um desses ngulos pode ser chamado de plano ou tomada. CENA MASTER - a filmagem em um nico plano de toda a ao contnua dentro do cenrio. A cena master d ao Diretor a garantia dele ter "coberto" toda a ao numa s tomada. CENAS DO PRXIMO CAPTULO - Pistas, indcios do que est para acontecer, pequenas revelaes do encaminhamento da ao. Essas pequenas insinuaes constituem verdadeiro trunfo das emissoras de TV, pois servem para prender o telespectador narrativa. O recurso foi ignorado na dcada de 60: seu o aproveitamento iniciou-se na dcada de 70, sendo novamente abandonado nos anos 90. Os antigos

Pgina 1

folhetins costumavam, tambm, insinuar o que estava para acontecer, ao suspenderem a narrao escrita. CENOGRAFIA - Arte e tcnica de criar, desenhar e supe rvisionar a construo dos cenrios de um filme. CHICOTE - Cmara corre lateralmente durante a filmagem de uma determinada cena, deslocando rapidamente a imagem. CLAQUETE - Quadro usado para marcar cenas e tomadas e cujo som, na montagem, serve como ponto para sincronizao de som e imagem. CLICH - Cacoetes verbais. Uso repetitivo e enfadonho de dilogos e solues cnicas em qualquer tipo de produo artstica. CLMAX - Ponto culminante da ao dramtica. "CLOSE-UP" - Plano que enfatiza um detalhe. Primei o plano ou plano de pormenor. Tomando a figura r humana como base, este plano enquadra apenas os ombros e a cabea de um ator, tornando bastante ntidas suas expresses faciais. COMPILAO - Tipo de montagem onde a imagem do filme passa a ser uma "ilustra " da narrao. o COMPOSIO - Caractersticas psicolgicas, fsicas e sociais que formam um personagem (composio da imagem/tipologia). CONFLITO - Embate de foras e personagens, atravs do qual a ao se desenvolve. CONSTRUO DRAMTICA - Realizao de uma estrutura dramtica. CONTINUIDADE - Seqncia lgica que deve haver entre as diversas cenas, sem a qual o filme tornase apenas uma srie de imagens, com pulos de eixo, ao e tempo. H diversos tipos de continuidade: de tempo, de espao, direcional dinmica, direcional esttica, etc. CONTRACAMPO - Tomada efetuada com a cmara na direo oposta posio da tomada anterior. CONTRASTE - Criao de diferenas explcitas na iluminao de objetos ou reas. CORTE - Passagem direta de uma cena para outra dentro do filme. CORTE DE CONTINUIDADE - Corte no meio de uma cena, retomando logo a seguir a mesma cena em outro tempo. CRDITOS - Qualquer ttulo ou reconhecimento contribuio de pessoas ao filme. Relao de pessoas fsicas e jurdicas que participam da - ou contribuem para a - realizao de um produto audiovisual. Geralmente, mostrada no final da produo. CRISE DRAMTICA - Ponto de grande intensidade e mudanas da ao dramtica. CURVA DRAMTICA - Variao da intensidade dramtica em relao ao tempo. CUT-AWAY CLOSE-UP - Este conceito s tem significado dentro do contexto da montagem. uma tomada em close-up de uma ao secundria que est desenvolvendo simultaneamente em outro -se lugar, mas que tem uma relao direta com a ao principal. O cutaway close-up deve ser montado entre duas tomadas da ao principal. CUT-IN CLOSE-UP - Como o item acima, este conceito s tem significado no contexto da montagem. uma tomada em close-up de uma parte importante da ao principal, e que deve ser montada entre duas tomadas normais dessa ao. D DECUPAGEM - Planificao do filme definida pelo diretor, incluindo todas as cenas, posies de cmara, lentes a serem usadas, movimentao de atores, dilogos e durao de cada cena. DESFOCAR - Cmara muda o foco de um obje para outro. to DILOGO - Corpo de comunicao do roteiro. Discurso entre personagens. DISSOLVE - Imagem se dissolve at o branco ou se funde com a outra. DIVISO DO QUADRO - Registro fotogrfico de duas ou mais imagens distintas em um mesmo fotograma. DOLLY - Veculo que transporta a cmara e o operador, para facilitar a movimentao durante as tomadas. "DOLLY BACK" - Cmara se afasta do objeto. Travelling ou grua de afastamento.

Pgina 2

"DOLLY IN" - Cmara se aproxima do objeto. Travelling ou grua de aproximao. "DOLLY OUT" - Cmara recua, abandona a cena. "DOLLY SHOT" - Movimento de cmara que se caracteriza por se aproximar e se afastar do objetivo, e tambm por movimentos verticais. DUBLAGEM - Incluso de dilogo, narrao, canto, etc. sobre a imagem filmada an teriormente. E EIXO DE AO - Linha imaginria traada exatamente no mesmo itinerrio de um ator, de um veculo ou de um animal em movimento. tambm a linha imaginria que interliga os olhares de duas ou mais pessoas paradas em cena. ELENCO - Conjunto de pessoas (atores, atrizes, figurantes) selecionados para uma produo, que representam as personagens e fazem a figurao de um filme. ELIPSE - Passagem muito rpida de tempo. EMISSOR - Quem transmite a mensagem no processo de comunicao. EMPATIA - Identificao do pblico com o personagem. ENCADEADO - Fuso de duas imagens, uma sobrepondo-se outra. ENQUADRAMENTO - Limites laterais, superior e inferior da cena filmada. a imagem que aparece no visor da cmara. ENTRECORTES - Tomadas da ao principal ou de uma ao secundria (ligada direta ou indiretamente ao principal), que permitem uma montagem mais flexvel em termos de continuidade. EPLOGO - Cenas de resoluo. EPSTOLA - Tcnica narrativa (narrativa epistolar), que consiste em abrir uma obra c m uma carta em o que o autor se dirige a um amigo seu, a fim de relatar uma histria pretensamente verdica. Este recurso foi largamente utilizado pelos autores romnticos (Jos de Alencar, por exemplo, entre ns) e, por sua vez, foi inspirado em narradores do sculo XVIII (Richardson, Goethe, Rousseau), que abusavam do estratagema, fazendo com que seus romances se constitussem inteiramente em troca de cartas entre as diversas personagens. ESFUMAR - A imagem dissolve-se na cor branca ou funde-se com outra. ESPELHO - Pgina de roteiro, geralmente de abertura, contendo informaes como personagens, cenrios, locaes, etc. ESTRUTURA - Fragmentao do argumento em cenas, arcabouo da seqncia de cenas. "ETHOS" - tica, moral da histria. EXPOSIO DE MOTIVOS - Cenas de informaes, explicativas. EXTERNAS - Cenas filmadas nas praas, ruas, parques, campos, estdios, rodovias, enfim, ao ar livre. EXTRAS - So os figurantes de um filme: pessoas contratadas para desempenhar papis secundrios, como os componentes de uma multido. F "FADE IN" - O surgir da imagem a partir de uma tela escura ou clara, que gradualmente atinge a sua intensidade normal de luz.. "FADE OUT" - Escurecimento ou clareamento gradual da imagem partindo da sua intensidade normal de luz. FICO - Inventar, compor e imaginar. Recriao do real. "FLASH-BACK" - Cena que revela algo do passado, para lembr situar ou revelar enigmas. -lo, "FLASH-FORWARD" - Cena que revela parcialmente algo que acontecer aps o tempo presente. O mesmo que flash para frente. FOLHA DE ROSTO - Pgina de roteiro contendo informaes de ttulo, nome do autor, etc. FOLHETIM - Longa histria parcelada, desenrolando segundo vrios tranamentos dramticos, -se apresentados aos poucos. a origem histrica das telenovelas. O vocb vem do termo francs ulo feuilleton e designava uma seo especfica dos jornais franceses da dcada de 1830 o rodap -, -

Pgina 3

introduzida pelo jornalista mile de Girardin, que aproveitou o gosto do pblico pelo romance como chamariz para vendas maiores. A peculiaridade do folhetim residia na explorao de histrias repletas de peripcias, com um sem-nmero de personagens, s voltas com temas que iam desde a orfandade, casamentos desfeitos por tramas diablicas, raptos, at vinganas altamente elaboradas, test mentos a perdidos e recuperados, falsas identidades, etc. O mais famoso folhetim- e mais aproveitado posteriormente pelo cinema e pela televiso- foi O conde de Monte Cristo, de Alexandre Dumas. O mais extraordinrio e mais bem elaborado foi a obra -prima Os mistrios de Paris de Eugne Sue. FOLHETIM EXTICO - Diz-se do folhetim que, via de regra, tem sua ao situada em lugares distantes, exticos, suscitando uma atmosfera misteriosa. Caso, por exemplo de narrativas localizadas no Oriente, como a novela O sheik de Agadir. FOLHETIM MELODRAMTICO - Narrativa excessivamente maniquesta, em que os personagens encarnam