of 27/27
Projetização da Iniciativa Estratégica para Ampliar a Utilização de ATM para a População de Baixa Renda Recapitulação dos Objetivos Visão Geral do Setor Financeiro Riqueza na Base da Pirâmide Possibilidades de Serviços Financeiros para o Mercado de Baixa Renda Etapas para Avaliação da Oportunidade

Consultoria Atm

  • View
    1.639

  • Download
    2

Embed Size (px)

DESCRIPTION

 

Text of Consultoria Atm

  • 1. Projetizao da Iniciativa Estratgica para Ampliar a Utilizao de ATM para a Populao de Baixa Renda Recapitulao dos Objetivos Viso Geral do Setor Financeiro Riqueza na Base da Pirmide Possibilidades de Servios Financeiros para o Mercado de Baixa Renda Etapas para Avaliao da Oportunidade
  • 2. Atrao de Investimento Recapitulao dos Objetivos Estrutura da Apresenta o Viso Geral do Setor Financeiro Riqueza na Base da Pirmide: a) Dimenso Macro Econmica e b) Dimenso Social Possibilidades de Servios Financeiros para o Mercado de Baixa Renda Etapas para Avaliao da Oportunidade 1 2 3 4 5
  • 3. Atrao de Investimento Recapitulao dos Objetivos Agenda Viso Geral do Setor Financeiro Riqueza na Base da Pirmide: a) Dimenso Macro Econmica e b) Dimenso Social Possibilidades de Servios Financeiros para o Mercado de Baixa Renda Etapas para Avaliao da Oportunidade 1 2 3 4 5
  • 4. Recapitulao dos Objetivos
    • Alavancar negcio dos acionistas, capturando oportunidades rentveis relacionadas ao pblico de baixa renda
          • Aumentar a utilizao da base dos clientes atuais dos bancos que pertencem ao segmento de baixa renda
          • Penetrar segmentos de mercados ainda no atendidos pela oferta de produtos / servios atuais
            • Bancarizao
            • Ofertas ativas
            • Novas transaes
    • Obter Ganhos de Escala
          • Buscar alternativas para otimizar a utilizao da rede.
    • Consolidar Vantagem Competitiva
          • Ocupar espaos vazios e criar mecanismos de perpetuao da marca.
  • 5. Atrao de Investimento Recapitulao dos Objetivos Agenda Viso Geral do Setor Financeiro Riqueza na Base da Pirmide: a) Dimenso Macro Econmica e b) Dimenso Social Possibilidades de Servios Financeiros para o Mercado de Baixa Renda Etapas para Avaliao da Oportunidade 1 2 3 4 5
  • 6. Viso Geral dos Bancos O setor financeiro passou por fuses e aquisies que o deixaram com sete principais players atuando, com intensidades distintas, em cinco grandes grupos de produtos/servios. Carte HSBC N/D Tokyo Marine Cartes ABN N/D Santander Seguros Ol Cartes Santander Lojas Maia Varejo Prod Consumo Seguros Financeira Carto Banco
  • 7. Montadoras, auto-peas Correio, lotricas, cooperativas, seguradoras, Vales e concessionrias Bens de consumo, indstria de base, Txtil, outros Varejo alimentar, bens durveis, semi-durveis, atacadistas, outros A grande concorrncia para os bancos ser originria de associaes do varejo Varejo Financeiro - Brasil As associaes de varejo tendem a entrar no mercado de servios financeiros. Varejistas Bens de Consumo Montadoras Outros Varejo Financeiro
  • 8. O cenrio desenhado pelos grandes players, ameaa da atuao do varejo em servios financeiros e mudanas econmico-demogrficas nos conduzem a vislumbrar dois grandes grupos de tendncias oriundas do ambiente externo e as principais aes internas de gesto. Tendncias 2. Produtos e Servios Tendncias Ambiente Externo 1. Relacionamento com clientes Tendncias Ambiente Interno 3. Gesto de Finanas 2. Gesto de Marketing 1. Gesto de Operaes
  • 9. Tendncias no Relacionamento com Clientes 1. Agncias
      • Expanso dos espao diferenciados
      • Redesenho dos ambientes de atendimento massificado
      • Agncias de nichos com ambientes diferenciados (universidades, dekasseguis, jovens, idosos)
      • Agncias Menores
      • Migrao do ambiente da agncia: ambiente consumo e ambiente do cliente
    2. Tecnologia
      • Foco no auto atendimento
      • Uso de dispositivos mveis
    3. Consumidor (1-2-1)
      • Relacionamento pessoal
      • Atendimento Customizado
      • Crescimento de programas de fidelizao
    4. Segmentao de clientes
      • Especializao em nichos
      • Inovar nas mdias (Interiores de transportes coletivos, homem sanduche, personificao, etc.)
      • Aproveitar ambientes de varejo e grande trnsito de pessoas para exposio da marca (Lojas de varejo, estaes de trens, nibus)
      • Utilizar contas de concessionrias de servios pblicos
    5. Comunicao 1. Relacionamento com clientes
  • 10. Tendncias no Relacionamento com Clientes 1. Consultoria Bancria 2. Educao Financeira 3. Crescimento de Produtos Relacionados ao Mercado Verde 4. Oferta de Produtos no Bancrios 5. Commodities 2. Produtos e Servios 6. Aumento do Valor Adicionado/Acessrios
  • 11. Tendncias do Ambiente Interno - Gesto
    • Ampliar a viso de receita marginal e lucro potencial
      • Benefcios: Melhoria da fixao de preos e diminuir custos de utilidade.
      • Desafios: Desconhecimento dos conceitos de custo de utilidade e lucro potencial e foco em resultados de curto prazo.
    • Migrar clientes para canais menos onerosos.
      • Benefcios:Utilizao racional dos canais e reduo de custos.
      • Desafios: Estabelecimento de estmulos para cliente e mudana de cultura.
    Reduo de Custos e Reduzir riscos operacionais e de crdito 3. Finanas
    • Desenvolver mecanismos de viso integral do cliente
      • Benefcios: Reduo de desgaste com cliente, aumento da penetrao de produtos e definio do valor do cliente.
      • Desafios: Captura e anlise das informaes, necessidade de ampliar a colaborao interna entre as reas.
    • Oferecer propostas de valor para clientes especficos
      • Benefcios: Ofertas de produtos e servios sob medida, diferenciao, relacionamento com clientes e aumento do share.
      • Desafios: Integrao de canais.
    • Deslocar modelo de atendimento para modelo de relacionamento
      • Benefcios: Ganhos de eficincia, ampliao da margem de contribuio por clientes.
      • Desafios: Mudana cultural, consolidar os canais de internet e call centers.
    Incremento de receita 2. Marketing
    • Adotar novas tecnologias ao longo de todos os Processos.
      • Benefcios: Viso integral do processo.
      • Desafios: Estabelecimento de mtricas para avaliao do impacto de tecnologia, custos para substituio de sistemas mais antigos .
    Ampliar nveis de produtividade 1. Operaes Aes Objetivo Pilar de Gesto
  • 12. Atrao de Investimento Recapitulao dos Objetivos Agenda Viso Geral do Setor Financeiro Riqueza na Base da Pirmide: a) Dimenso Macro Econmica e b) Dimenso Social Possibilidades de Servios Financeiros para o Mercado de Baixa Renda Etapas para Avaliao da Oportunidade 1 2 3 4 5
  • 13. Nunca os ricos dependeram tanto dos pobres (C.K. Prahalad, Professor do IESE Business School e referncia mundial sobre estratgias para mercados emergentes)
  • 14. Pirmide Brasileira e Renda Per Capita 95% da populao brasileira, 162 milhes de pessoas, possuem renda per capita de at 750 reais. Fonte: DIEESE, PNAD, Prahalad e Anlise DE Consulting Pirmide Brasileira Renda Per Capita 5% 4% 1% Faixa de Renda (Salrio em R$) Acima de 3000 At 3000 At 1200 Qual a oportunidade que a base da pirmide representa? 162 milhes de pessoas possuem renda at R$750. 80% da populao 10% At 750 At 500 Camada 1 Camada 2 Camada 3 Camada 4 Camada 5
  • 15. Embora as camadas 4 e 5 representem um mercado de R$500 Bilhes a.a ., o esforo em atender essa populao ainda isolado. Qual o tamanho da riqueza da Base da Pirmide? Pirmide Brasileira Renda Per Capita Riqueza na Base da Pirmide A renda da populao pertencente as camadas 4 e 5 da pirmide representa R$500 Bilhes ao ano. A riqueza na Base da Pirmide pode ser explorada com empresas atuando de formas criativas e inditas.
    • At a dcada de 80, 75% do consumo era proveniente das camadas 1 e 2.
    • A partir dos anos 90, observou-se um mudana de cenrio e, atualmente, os consumidores de baixa renda representam:
      • Mais de 40% do consumo do pas
      • 77% dos lares urbanos.
    Fonte: DIEESE, PNAD e Anlise DE Consulting
  • 16. Fonte: Prahalad, empresas e Anlise IDEA. Base: 2002 Empresas bem sucedidas em explorar a riqueza na base da pirmide foram capazes de conjugar o benefcio econmico e a responsabilidade social atuando de forma indita na prestao de servios/produtos. Exemplos de Casos de Sucesso Fabricao de prteses Oftalmologia Fabricao de cimento Ramo de negcio Maior e mais produtivo sistema oftalmolgico do mundo Realiza cerca de 190 mil cirurgias por ano Concentrou-se em inovaes na organizao do fluxo de trabalho, desde a identificao do paciente at o tratamento ps-operatrio R$388 milhes Aravind US$480 mil US$600 milhes Tamanho do mercado criado Desenvolveu o processo de fabricao de prteses Permite por meio de crditos e prazos que pessoas de baixa renda paguem por servios e materiais de construo Programa O custo de uma prtese nos EUA de US$8.000 enquanto da Jaipur de US$30 16.000 prtese por ano Jaipur No h 36 mil clientes nos primeiros anos 1.600 novos clientes so atendidos por ms CEMEX Observaes Pessoas atendidas Empresa
  • 17. Populao de Baixa Renda Comunidade Aspiraes Famlia Trabalho
    • A baixa renda concentra-se nos grandes centros em regies perifricas e de excluso social.
    • Nessas regies h carncia de infra-estrutura urbana e servios pblicos.
    • Essa populao encontra na comunidade o que necessita em relao a comrcio, lazer e amigos.
    • Existe nessas comunidades um forte sentimento de solidariedade e de incluso.
    • Melhor futuro para os filhos
    • Casa prpria
    • Estabilidade financeira
    • Bens de consumo durveis
    • Mais opes de lazer, inclusive viagens
    • Plano de sade
    • Posse de produtos que representem status
    • A populao de baixa renda formada por trabalhadores informais e, por isso, no conseguem comprovar renda.
    • Aspiram por trabalhos formais ou abrir seus prprios negcios.
    • As mulheres costumam trabalhar na rea de vendas ou em atividades que representam extenso de atividades do lar (diarista, cozinheira e costureira)
    • Os homens costumam trabalhar na rea de vendas ou artfices (pedreiro, camel e ambulante).
    Realidade Social da Base da Pirmide Para atuar no mercado da base da pirmide fundamental entender a realidade dessa populao.
    • Costumam ser numerosas.
    • Representam a estabilidade e a identidade.
    • A mulher costuma exercer os seguintes papis fundamentais:
      • Gerencia as tarefas.
      • Define oramento.
    • Aumento do nmero de lares chefiados por mulheres. Apenas em So Paulo, j so 30% dos lares.
    • Os filhos so causa de preocupao com drogas, violncia e sade e representam um futuro melhor
  • 18. Atrao de Investimento Recapitulao dos Objetivos Agenda Viso Geral do Setor Financeiro Riqueza na Base da Pirmide: a) Dimenso Macro Econmica e b) Dimenso Social Possibilidades de Servios Financeiros para o Mercado de Baixa Renda Etapas para Avaliao da Oportunidade 1 2 3 4 5
  • 19. Possibilidades As possibilidades de inovao para o mercado de baixa renda vo desde a criao de um banco (modelo 7bank) alcanando servios e canais customizados para atender esse pblico. Servios Canais
    • Utilizao do carto telefnico para saques
    • Ampliao das transaes
    • Terminais com funo depsitos
    • Pagamentos de contas na funo crdito
    • Cartes de circulao local/restrita (emissor)
    • Parcerias com private label e demais bandeiras
    • Fornecimento de 2a via de contas e impostos
    • Prestao de servio a concessionrias de servios
    • Substituio do carto pelo celular pr-pago
    • Parceria com financeiras
    • ATM mvel
    • Correspondente bancrio multibancos (mobile payment e lojas de varejo)
    • Parcerias com o varejo (portal internet)
    • Interiorizao
    • PAE estratgico
    • Banco Popular
  • 20. Atrao de Investimento Recapitulao dos Objetivos Agenda Viso Geral do Setor Financeiro Riqueza na Base da Pirmide: a) Dimenso Macro Econmica e b) Dimenso Social Possibilidades de Servios Financeiros para o Mercado de Baixa Renda Etapas para Avaliao da Oportunidade 1 2 3 4 5
  • 21. Etapas de Desenvolvimento Etapa I Avaliao da Oportunidade Etapa II Modelagem do Negcio Etapa III Planejamento de Entrada no Mercado Etapa IV Implementao ! ! ! Deciso Estratgica: Apresentao para Diretoria. Legenda ! Entendimento Profundo do Setor 1 Anlise da Atratividade e Potencial do Mercado 2 Elaborao e Avaliao de Alternativas de Modelo de Negcio 3 Estrutura de Atendimento aos Clientes Estrutura de Custo Elaborao do Planejamento Estratgico 4 Elaborao do Planejamento Ttico-Operacional 5 Estabelecimento de Sistema de Controle e Informao Gerencial 7 Montagem do Time Executivo 6 Tamanho Crescimento Rentabilidade Cadeia de Valor Identificao de Benchmarkings Definio de Viso e Objetivos Estratgicos Defini o da Meta Oramentaria Elaborao do Plano de Ao A DE Consulting trabalhar em estreita colaborao com o Cliente, transferindo tecnologia e focando em resultados. Alinhamento Estratgico do Quadro de Pessoal 8 Viso Geral do Projeto Para projetos dessa natureza, propomos uma abordagem em quatro etapas. As medida em que as etapas avanam a equipe do cliente ter participao ativa em sua execuo. Posicionamento do segmento baixa renda dentro do portflio dos acionistas
  • 22. Etapa I
    • Atividades
    • Entendimento profundo do setor.
        • Mapeamento dos elos componentes da cadeia de valor
          • Conhecimento do mercado de baixa renda
            • Tamanho dos segmentos em domiclios e poder de compra
          • Mapeamento das necessidades de produtos e servios do pblico de baixa renda
            • Aplicaes em poupanas e investimentos
            • Obteno de Crditos
            • Obteno de seguros
            • Hbitos de compra e pagamento
            • Caractersticas scio-econmicas
            • Acesso a meios de pagamentos
            • Percepes e atitudes sobre produtos bancrios
        • Identificao dos benchmarkings
          • Identificao e avaliao dos planos e posicionamento dos players
          • Lies aprendidas e best-practices.
    • Anlise da atratividade e potencial do mercado.
        • Mensurao e avaliao do tamanho do mercado de baixa renda para servios financeiros
        • Mensurao e avaliao do crescimento do segmento
        • Mensurao e avaliao da rentabilidade potencial
    Etapa I Avaliao da Oportunidade
  • 23. Etapa II
    • Atividades
    • Elaborao e avaliao de alternativas de modelo de negcio
        • Definio das alternativas de estrutura de atendimento aos clientes
          • Potencial de receita dos principais produtos de baixa renda
          • Elaborao de proposta de valor para clientes
        • Definio das alternativas de estrutura de custo
          • Nvel de investimento e despesas necessrios
          • Anlises de rentabilidade, break-even, crescimento e retorno
        • Definio de alternativas de relacionamento com acionistas
          • Avaliao de posicionamento do segmento baixa renda dentro do portflio dos acionistas
          • Elaborao de proposta de valor para acionistas
    Etapa II Modelagem do Negcio
  • 24. Etapa III
    • Atividades
    • Elaborao do planejamento estratgico
      • Definio de viso de futuro de negcio
      • Definio de objetivos estratgicos
    • Elaborao do planejamento ttico operacional
      • Definio da meta oramentria
      • Elaborao do plano de ao
    Etapa III Planejamento de Entrada no Mercado
  • 25. Etapa IV Etapa IV Implementao
    • Atividades
    • Montagem do time executivo
      • Recrutamento e seleo do time de 1 escalo do negcio.
    • Estabelecimento de sistemas de controle e informao gerencial
      • Desenho da estrutura de controle e informao necessrios para a gesto do negcio.
    • Alinhamento Estratgico do Quadro de Pessoal
      • Avaliao das competncias necessrias para atuao no mercado.
      • Avaliao do gap de competncias atual e necessrias
    Estabelecimento de Sistema de Controle e Informao Gerencial 7 Montagem do Time Executivo 6 Alinhamento Estratgico do Quadro de Pessoal 8
  • 26. Estrutura da Equipe Comit de Direo
    • Sponsor TecBan
    • Scio Respons vel
    Grupo de Apoio
    • Scios
    • Lderes
    • Consultores
    • Grupo de Empresas Parceiras
    Equipe TecBan Lder de Projeto
    • Equipe diretamente envolvida
    • Demais funcion rios
    Scio Respons vel Consultores Snior/Pleno
    • Conduzir a equipe de projeto de acordo com objetivos do projeto (estticos e dinmicos)
    • Assegurar inrcia e dinamicidade
    • Comunicar sucessos
    • Fornecer experincia adicional
    • Contribuir com melhores prticas
    • Assegurar apoio do capital intelectual
    • Assessorar a equipe de projeto na resoluo efetiva de problemas
    • Potencializa a curva de aprendizagem da equipe fornecendo experincia e modelos.
    • Foca na resoluo de problemas e obteno de resultados
    • Foca no alcance das metas
    • Assegurar progresso contnuo e qualidade no trabalho
    • Analisar dados e testar hipteses
    • Assegurar qualidade e velocidade dos resultados
    • Assegurar o alcance e retro-alimentao do escopo do projeto
    • Estabelece processo gerencial coordenado entre Comit de Direo e Equipe
    • Desenvolver hip teses e prioridades de trabalhos
    • Idias criativas e experincias externas
    • Comprometimento com trabalho em parceria com cliente
    • Assegurar qualidade e velocidade dos resultados
    • Assegurar o alcance e retro-alimentao do escopo do projeto
    • Gerencia as reas e processos do projeto (prazos, RH, custo, riscos, comunicao, qualidade, escopo, aquisi es e integrao).
    • Desenvolver recomendaes
    • Compartilha expertise existente
    • Oferece suporte necess rio
    • Advogados do Diabo para garantir adequao do projeto
    • Disponibilizao de dados
    Equipe Conjunta do Projeto Recomendamos, para esse tipo de projeto, a forma o de uma Equipe de Projeto, com membros da Empresa Equipe
  • 27. Marcos Tadeu de Siqueira [email_address] (61) 8168.9036