Click here to load reader

1 primeira aula do segundo semestre ftc - itabuna

  • View
    501

  • Download
    2

Embed Size (px)

Text of 1 primeira aula do segundo semestre ftc - itabuna

  • 1. No desejaria, com minha obra, poupar aos outros o trabalho de pensar, mas sim, se for possvel,estimular algum a pensar por si prprio.WittgensteinPrimeira Aula do segundosemestre de 2012 - Introduo Academia e ao estudo dasCincias Criminais Prof. Msc. Urbano Flix PuglieseFTC/ 2012 [email protected]

2. O que uma Faculdade? Universidade?Lugar diferente. Muito esforo. Artificial.Meio - ProcessoComo devo pautar os meus estudos? Fim -Incio - Acesso SucessoPara o barco que no sabe em qual portovai atracar, todo o vento intilSneca 3. Segundo a LDB (Lei n. 9.394/96) aEducao brasileira dividida em:a)Educao Bsica; eb)Educao Superior.A Educao superior dividida em:b) Graduao; eb) Ps-Graduao.A ps-graduao dividida em:a) Latosensu(aperfeioamento,atualizao e especializao); eb) Stricto sensu (Mestrado e Doutorado) 4. Art. 21. A educao escolar compe-se de:I - educao bsica, formada pelaeducao infantil, ensino fundamental eensino mdio;II - educao superior.Art. 22. A educao bsica tem porfinalidades desenvolver o educando,assegurar-lhea formaocomumindispensvel para o exerccio dacidadania e fornecer-lhe meios paraprogredir no trabalho e em estudosposteriores. 5. Art. 29. A educao infantil, primeira etapada educao bsica, tem como finalidade odesenvolvimento integral da criana at seisanos de idade, em seus aspectos fsico,psicolgico,intelectual esocial,complementando a ao da famlia e dacomunidade.Art. 30. A educao infantil ser oferecidaem:I - creches, ou entidades equivalentes, paracrianas de at trs anos de idade;II - pr-escolas, para as crianas de quatro aseis anos de idade. 6. Art. 32. O ensino fundamental obrigatrio, com duraode 9 (nove) anos, gratuito na escola pblica, iniciando-seaos 6 (seis) anos de idade, ter por objetivo a formaobsica docidado, mediante:(Redao dada pela Lei n 11.274, de 2006)I - o desenvolvimento da capacidade de aprender, tendocomo meios bsicos o pleno domnio da leitura, da escritae do clculo;II - a compreenso do ambiente natural e social, do sistemapoltico, da tecnologia, das artes e dos valores em que sefundamenta a sociedade;III - o desenvolvimento da capacidade de aprendizagem,tendo em vista a aquisio de conhecimentos e habilidadese a formao de atitudes e valores;IV - o fortalecimento dos vnculos de famlia, dos laos desolidariedade humana e de tolerncia recproca em que seassenta a vida social. 7. Art. 35. O ensino mdio, etapa final da educao bsica,com durao mnima de trs anos, ter comofinalidades:I - a consolidao e o aprofundamento dosconhecimentos adquiridos no ensino fundamental,possibilitando o prosseguimento de estudos;II - a preparao bsica para o trabalho e a cidadania doeducando, para continuar aprendendo, de modo a sercapaz de se adaptar com flexibilidade a novas condiesde ocupao ou aperfeioamento posteriores;III - o aprimoramento do educando como pessoahumana, incluindo a formao tica e odesenvolvimento da autonomia intelectual e dopensamento crtico;IV - a compreenso dos fundamentos cientfico-tecnolgicos dos processos produtivos, relacionando ateoria com a prtica, no ensino de cada disciplina. 8. Art. 43. A educao superior tem por finalidade:I - estimular a criao cultural e o desenvolvimento doesprito cientfico e do pensamento reflexivo;II - formar diplomados nas diferentes reas deconhecimento, aptos para a insero em setoresprofissionais e para a participao no desenvolvimentoda sociedade brasileira, e colaborar na sua formaocontnua;III - incentivar o trabalho de pesquisa e investigaocientfica, visando o desenvolvimento da cincia e datecnologia e da criao e difuso da cultura, e, dessemodo, desenvolver o entendimento do homem e do meioem que vive;IV - promover a divulgao de conhecimentos culturais,cientficos e tcnicos que constituem patrimnio dahumanidade e comunicar o saber atravs do ensino, depublicaes ou de outras formas de comunicao; 9. Art. 43. A educao superior tem por finalidade:V - suscitar o desejo permanente de aperfeioamentocultural e profissional e possibilitar a correspondenteconcretizao, integrando os conhecimentos que vosendo adquiridos numa estrutura intelectualsistematizadora do conhecimento de cada gerao;VI - estimular o conhecimento dos problemas domundo presente, em particular os nacionais eregionais, prestar serviosespecializados comunidade e estabelecer com esta uma relao dereciprocidade;VII - promover a extenso, aberta participao dapopulao, visando difuso das conquistas ebenefcios resultantes da criao cultural e da pesquisacientfica e tecnolgica geradas na instituio. 10. Art. 44. A educao superior abranger os seguintes cursose programas:I - cursos seqenciais por campo de saber, de diferentesnveis de abrangncia, abertos a candidatos que atendamaos requisitos estabelecidos pelas instituies de ensino,desde que tenham concludo o ensino mdio ouequivalente; (Redao dada pela Lei n 11.632, de 2007).II - de graduao, abertos a candidatos que tenhamconcludo o ensino mdio ou equivalente e tenham sidoclassificados em processo seletivo;III - de ps-graduao, compreendendo programas demestrado e doutorado, cursos de especializao,aperfeioamento e outros, abertos a candidatos diplomadosem cursos de graduao e que atendam s exigncias dasinstituies de ensino;IV - de extenso, abertos a candidatos que atendam aosrequisitos estabelecidos em cada caso pelas instituies deensino. 11. Como devo estudar?Todas as matrias so similaresEstudo bsico de Cincias Criminais/DireitoPenal: Leitura da norma bsica crua -; Leitura da norma comentada, anotada,articulada reflexionada -; Doutrina Manual da matria -, aps,artigos, dissertaes e teses; e Jurisprudncia vida real - filosofia. 12. Como devo estudar quando no derpara seguir o programa?Estudo bsicode CinciasCriminais/Direito Penal: Leitura denormascrticas(argumentos racionais indicando osporqus); Reflexo atravs da escrita (para quehaja poder crtico-reflexivo dosleitores); e Discusso pblica a respeito dosassuntos ainda no positivados. 13. Como devo responder s perguntas formuladas?Faa uma afirmao: A guerra um eventocatastrfico para as crianas envolvidas.Justifique d um porqu sua afirmao: Ascrianas, em verdade, so envolvidas pelosadultos em jogos de guerra nos quais o sangueaberto pelas feridas jorra mancheias.Exemplifique o que voc afirmou e justificou: Asmeninas e meninos do Lbano choram a dor daperda da parentela.Conclua finis coronat opus: Desta forma,podemos afirmar, seguramente, que nada pagaras lgrimas derramadas pelos novos espritoshumanos perdidos em meio s bombas. 14. Como devo justificar as respostas?Justificao (Teoria do Discurso):a)Convencimento: Auditrio universal(subjetivismo/emoo); eb)Racionalidade: Argumentosobjetivos/anlise do passado e noespeculao do futuro.Material de justificao jurdica:a)Norma (regras e princpios);b)Doutrina;c)Jurisprudncia; ed)Filosofia (conhecimento disponvel). 15. O que significa atualidade?Modernidade x ContemporaneidadeCaractersticas da ps-modernidade:a)Liquidez nos relacionamentos;b)Indiferena; ec)Risco (Cincias Criminais).Geraes de seres humanos:a)Baby booms: Dcada de 50 e 60;b)Gerao X: Dcada de 70;c)Gerao Y: Dcada de 80;d)Gerao Z: Dcada de 90;e)Gerao Zip-zap: Anos 2000. 16. As iluses do senso comum X CinciaHoje domingo.Domingo..................cachimbo.Hoje domingo. Domingo requer pede-cachimbo.Batatinha, quando nasce..................... pelocho.Batatinha, quando nasce espalha ramas pelocho. 17. Quem conhece esse senhor?Dentro da Noite veloz o nome deum livro de poemas de FerreiraGullar (1975)E este senhor, quem ?AsCinzasdasHoras um livro depoesias de ManuelBandeira (1917) 18. No me procure Narlan MatosNo me procure em Terras do Sem FimNem nas pginas das gramticasL ningum dar notcias de mimEu sigo o rastro das estrelasA rota do infinitoNo sou o poeta encantadoO bumba-meu-boi enluaradoE os meus dolos moram Rua dos Humildes, s/nNo me procure na primeira fila do programa de calourosNa porta do castelo pregando contra El-ReiOnde houver amizadeOnde houver vida, l estareiEu sigo em busca de almEu sigo em busca de algumNo me procure na sala 209, no escritrio de equivocacia do dcimo andarMesmo porque no h nenhum lugar onde voc possa me encontrarMeu endereo Avenida ExistnciaE meu ofcio caminhar

Search related