of 14/14
A cura magica na Umbanda Douglas Pereira Portella 201114011-9 Bruna Gonçalves 201214501-7 Danielle Faria Machado – 201214020-1 Maria Ivania Pedrosa de Paula 201214538-6 Maria Izabel Caixeta Dayrell 201214539-4

A cura magica na umbanda

  • View
    1.080

  • Download
    7

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Trabalho realizado para a disciplina de Antropologia Social

Text of A cura magica na umbanda

  • 1. Douglas Pereira Portella 201114011-9 Bruna Gonalves 201214501-7 Danielle Faria Machado 201214020-1 Maria Ivania Pedrosa de Paula 201214538-6 Maria Izabel Caixeta Dayrell 201214539-4

2. O que umbanda? A Umbanda a manifestao do esprito para a caridade. Nossa religio tem como propsito divino: 1-Amar a Deus sobre todas as coisas. 2-Seguir e respeitar os ensinamentos do nosso mestre Jesus de Nazar. 3- Respeitar a criao divina. _Umbanda no sacrifica animais! 4-Praticar a caridade, em nome de Jesus, sem receber nada em troca. 5- Promover a transformao interior dos irmos atravs da f e do amor. 6- Respeitar todo credo, etnia e posio social. A Umbanda no discrimina! 3. A cura na Umbanda mais ligada compreenso do ser humano, ao respeito pelo mundo que nos rodeia e a influncia das energias que atuam sobre o individuo. Sua finalidade no abrange somente a cura do corpo fsico, mas sobretudo a cura da alma. Essas prticas so um processo manipulativo de energias, que envolvem a relao dos homens entre si e a relao destes com o mundo dos espritos, que pretendem atingir determinados objetivos, benficos para todos aqueles que procuram a umbanda para auxiliar em problemticas terrenas e espirituais. 4. O passe uma transfuso de fluidos de um ser para outro. Emmanuel o define como uma "transfuso de energias fisio-psquicas". Beneficia a quem o recebe, porque oferece novo contingente de fluidos j existentes.Emmanuel o considera "equilibrante ideal da mente, apoio eficaz de todos os tratamentos" e compara sua ao a do antibitico e assepsia, que servem ao corpo, frustrando instalao de doenas 5. So procedimentos que visam curar o esprito e, indiretamente, o corpo. Os espritas acreditam que o corpo fsico est associado ao perisprito - espcie de aura formada por elementos qumicos desconhecidos que s existem no plano espiritual. As doenas seriam reflexos de alteraes perispirituais, causadas por desequilbrios morais. Ou seja, para cur-las, cura-se o perisprito. Para tanto, um mdium encarna o esprito de um mdico e assume o tratamento. Como a doutrina esprita no tem prticas homologadas e reguladas, as tcnicas cirrgicas variam de acordo com o mdium e o centro esprita. Alguns nem tocam o paciente, outros usam cristais e h ainda os que fazem incises com aparelhos cirrgicos. 6. Uma das formas de utilizao das ervas na Umbanda, so na forma de banho. Os banhos de descarrego so usados para eliminar vibraes negativas,limpando o perisprito de miasmas negativos,magia negativa ou mesmo da influncia de obsessores.Os banhos de fixao, para adquirir vibraes positivas,vitalizando os chacras do mdium de energia positiva para fortalecimento dos processos medinicos ou de ligao do esprito encarnado com seus guias e entidades atuantes 7. Em geral as ervas so indicadas por caboclos( espritos indgenas) ou pretos velhos (espritos em maioria de ex escravos) grandes conhecedores das ervas e seus benefcios. 8. Por ser o grande policial do astral, o cumpridor da lei , por ser amoral, e usar um tridente na mo ex tido como o diabo mas como diz um dito umbandista sem ex nada se faz pois ele quem faz a segurana de todo e qualquer trabalho