A questão indígena

  • View
    100

  • Download
    2

Embed Size (px)

Text of A questão indígena

  • realidade socioeconmica e poltica brasileira

    Bianca Santanabsantana@casperlibero.edu.br

    a questo indgena

  • nossas principais referncias:

  • Quem ndio no Brasil?

  • Quem pergunta?E por qu?

  • Os ndios esto l, alvoroados. Meia dzia de ndios desocupados.

    Porque h um acampamento de ndios prximo dali. L eles recebem cesta bsica, ajuda do Estado. E tem uma mulherada barriguda danando

    pra l e pra c. Criana suja. No fazem nada, mas vivem l. E agora querem invadir outras

    reas para continuar no fazendo nada.

  • CARTA ABERTA DO POVO TUPINAMB DE OLIVENA AO POVO BRASILEIRO

    Ns Tupinamb de Olivena, esclarecemos ao Povo Brasileiro, que por estratgia dos que invadiram o territrio sagrado dos nossos antepassados, e que h muito vem usurpando nossa terra e espoliando nossas riquezas naturais, no permitem que nossa verdadeira histria seja contada, omitindo nossa contribuio cultural, negando a nossa existncia, nos chamando de Falsos ndios ou, Supohttp://www.midiaindependente.org/pt/red/2014/02/529352.shtmlstos ndios incitando-os contra ns, promovendo o Crime de dio, nos desqualificando e distorcendo o que verdadeiramente somos.

    1 de 2

  • (...) Os estudos antropolgicos de reconhecimento do territrio feito por instituio do governo comprovam e sustentam o que para

    ns sempre nos pertenceu, no somos os invasores, ou grileiros, somos a herana de uma histria de guerra que duram exatamente 513 anos. O Governo Federal tem sido omisso as questes relacionadas aos Povos Indgenas, muitos polticos nos vem como estorvo, afinal atrapalhamos os interesses dos que financiam campanhas eleitorais milionrias, e ainda aliciam o Povo, Juzes, etc., contra ns.

    2 de 2 21/02/2014

  • Pedimos ao Governo e Justia Federal para no decretar a ordem de despejo/expulso, mas

    decretar nossa morte coletiva e enterrar ns todos aqui.

    #SomosTodosGuaraniKaiowa

  • o que est em disputa?

  • Ressurgem agora etnias, sobretudo no leste e no

    nordeste, que reclamam terras em geral diminutas, mas por encontrarem-se em reas densamente povoadas, enfrentam oposio violenta. Os embates legais travam-se geralmente em torno da identidade indgena (...)

    Manuela Carneio da Cunha

  • Bem, o ndio isolado ningum tem coragem de dizer que no mais ndio, sobretudo porque ele nem ndio ainda. Ele no sabe que ndio; no foi contatado pela Funai ou coisa do gnero. Ou seja, primeiro se tem que virar ndio para depois deixar de ser. Eduardo Viveiros de Castro

  • MODO DE SER, NO MODO DE APARECEREduardo Viveiros de Castro

  • Os traos culturais tornam-se assim no mnimo bissmicos: um primeiro sentido prende-se ao sistema interno, um segundo ao sistema externo. Usar um cocar pariko em um ritual Bororo uma coisa, us-lo em uma coletiva de imprensa para

    reivindicar direitos indgenas na Assemblia Constituinte outra. Mas o cocar o mesmo e essa mesmice que nos induz em erro. Manuela Carneio da Cunha

  • NO H CULTURAS INAUTNTICAS, POIS

    NO H CULTURAS AUTNTICAS

    Eduardo Viveiros de Castro

  • NDIOCOMUNIDADEPOVOS

  • O que est em causa, na realidade, o modelo que o

    pas deseja para si mesmo e o papel das populaes indgenas

    nesse modelo.Manuela Carneio da Cunha