Apostila de portugus e matemtica - Concurso Petrobras

  • View
    1.641

  • Download
    63

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Apostila preparatória para concurso da Petrobras de Português e Matemática

Text of Apostila de portugus e matemtica - Concurso Petrobras

  • 1. APOSTILA CONCURSOCARGO:TCNICO DE OPERAO JNIORPortugus - Matemtica Direitos Reservados CENTER7 - ELABORAO DE APOSTILAS Material Exclusivo.

2. INDCEPORTUGUS Compreenso, Interpretao e Reescritura de Textos................................................................ 03 Tipologia Textual....................................................................................................................... 11 Parfrase, Perfrase, Sntese e Resumo.......................................................................................14 Significao Literal e Contextual de Vocbulos.........................................................................17 Processos Coesivos de Referncia..............................................................................................20 Coordenao e Subordinao......................................................................................................21 Emprego, Estrutura, Formao e Representao de Palavras.................................................... 27 Ortografia Oficial........................................................................................................................33 Pontuao.................................................................................................................................. .41 Concordncia..............................................................................................................................48 Regncia.................................................................................................................................... 60 Crase ..........................................................................................................................................72 Significao das palavras (Semntica).......................................................................................80 Colocao pronominal................................................................................................................81MATEMTICA Conjuntos Numricos................................................................................................................79 Sistema Legal de Medidas........................................................................................................ 92 Razes e Propores..................................................................................................................96 Equaes e Inequaes do 1 e de 2 Graus............................................................................121 Sistemas Lineares.....................................................................................................................146 Funes e Grficos................................................................................................................... 113 Noes de Estatstica...............................................................................................................154 Progresses Aritmticas e Geomtricas................................................................................. ..157 Matemtica Financeira.............................................................................................................171 Princpios de Contagem e Probabilidade.................................................................................174 Geometria Plana.......................................................................................................................179 Geometria Espacial..................................................................................................................203 lgebra e Trigonometria Bsicos.............................................................................................247ATENO: A comercializao desta apostila exclusiva de CENTER7 APOSTILAS, caso voc a tenha comprado atravs de outro vendedor, favor envie um e-mail para center7@gmail.com com uma denncia. Esta medida visa coibir o plgio e dar incio s medidas cabveis contra a pirataria.CENTER7 APOSTILAS - Direitos Reservados center7@gmail.com2 3. Compreenso, Interpretao e Reescritura de Textos As questes de interpretao de textos vm ganhando espao nos concursos pblicos. Tambm a partir de textos que as questes normalmente cobram a aplicao das regras gramaticais nos grandes concursos de hoje. Por isso, cada vez mais importante observar os comandos das questes. Normalmente o candidato convidado a: idenficar: Reconhecer elementos fundamentais apresentados no texto. comparar: Descobrir as relaes de semelhanas ou de diferenas entre situaes apresentadas no texto. comentar: Relacionar o contedo apresentado com uma realidade, opinando a respeito. resumir: Concentrar as idias centrais em um s pargrafo. parafrasear: Reescrever o texto com outras palavras. continuar: Dar continuidade ao texto apresentado, mantendo a mesma linha temtica. Por isso, consideramos que so condies bsicas para o candidato interpretar textos: o conhecimento histrico (a includa a prtica da leitura), o conhecimento gramatical e semntico (significado das palavras, a includos homnimos, parnimos, sinnimos, denotao, conotao), e a capacidade de observao, de sntese e de raciocnio.Roteiro para interpretar textos: . 1. Ler atentamente todo o texto, procurando focalizar sua idia central. 2. Interpretar as palavras desconhecidas atravs do contexto. 3. Reconhecer os argumentos que do sustentao idia central. 4. Identificar as objees idia central; 5. Sublinhar os exemplos que forem empregados como ilustrao da idia central. 6. Antes de responder s questes, ler mais de uma vez todo o texto, fazendo o mesmo com o enunciado de cada questo. 7. Evite responder de cabea. Procure localizar a resposta no texto. 8. Se preferir, faa anotaes margem ou esquematize o texto. 9. Se o comando pede a idia principal ou tema, normalmente deve situar-se no primeiro pargrafo (introduo) ou no ltimo (concluso). 10. Se o comando busca argumentao, deve localizar-se os pargrafos intermedirios (desenvolvimento).Erros comuns de interpretao: EXTRAPOLAO (viagem): Ocorre quando o candidato sai do contexto, acrescentando idias que no esto no texto, normalmente porque j conhecia o tema por uso de sua imaginao criativa. Portanto, proibido viajar. REDUO: o oposto da extrapolao. D-se ateno apenas a um ou outro aspecto, esquecendo-se de que o texto um conjunto de idias. CONTRADIO: comum as alternativas apresentarem idias contrrias s do texto, fazendo o candidato chegar a concluses equivocadas, de modo a errar a questo. Portanto, internalize as idias do autor e ponhase no lugar dele. S contradiga o autor se isso for solicitado no comando da questo. Exemplo: Indique a alternativa que apresenta idia contrria do texto.INTERPRETAO DE TEXTOS A Interpretao de Textos e os Modernos Vestibulares Interpretar exige raciocnio, discernimento e compreenso do mundo. A interpretao de textos de fundamental importncia para o vestibulando. Voc j se perguntou por qu? H alguns anos, as provas de Portugus, nos principais vestibulares do pas, traziam uma frase, e dela faziam-se as questes. Eram enunciados soltos, sem conexo, to ridculos que lembravam muito aquelas frases das antigas cartilhas: "Ivo viu a uva". Os tempos so outros, e, dentro das modernas tendncias do ensino de lnguas, fica cada vez mais claro que o objetivo de ensinar as regras da gramtica normativa simplesmente o texto. Aprendem-se as regras do portugus culto, erudito, a fim de melhorar a qualidade do texto, seja oral, seja escrito. Nesse sentido, todas as questes so extradas de textos, escolhidos criteriosamente pelas bancas, em 4. funo da mensagem/contedo, em funo da estrutura gramatical. Ocorrem casos de provas contextualizadas, em que todos os textos abordam o mesmo assunto, ou seja, provas monotemticas - exemplo adotado pela PUC/RS. Por sua vez, a Unisinos prefere o tema nico nas 50 questes de humanas (Portugus, Lngua Estrangeira, Geografia e Histria ). Dessa maneira, fica clara a importncia do texto como objetivo ltimo do aprendizado de lngua.trs textos desse gnero. Geralmente um deles tratar de poltica; outro, de economia; um outro, de temas internacionais. A diferena em relao ao artigo que o autor, o editorialista, no expressa sua opinio, apenas serve de intermedirio para revelar o ponto de vista da instituio, da empresa, do rgo de comunicao. Muitas vezes, esses editoriais so produzidos por mais de um profissional. O editorialista , quase sempre, antigo na casa e, obviamente, da confiana do dono da empresa de comunicao. Os temas, por evidente, so a pauta do momento, os assuntos da semana.Quais so os textos escolhidos? Textos retirados de revistas e de jornais de circulao nacional tm a preferncia. Portanto, o romance, a poesia e o conto so quase que exclusividade das provas de Literatura (que tambm trabalham interpretao, por evidente). Assim, seria interessante observar as caractersticas fundamentais desses produtos da imprensa.Os Artigos So os preferidos das bancas. Esses textos autorais trazem identificado o autor. Essas opinies so de expressa responsabilidade de quem as escreveu chamado aqui de articulista - e tratam de assunto da realidade objetiva, pautada pela imprensa. Vejamos um exemplo: um dado conflito eclode em algum ponto do planeta (a todo o instante surge algum), e o professor Dcio Freitas, historiador, abordar, em seu artigo em ZH, os aspectos histricos do embate. Portanto, os temas so, quase sempre, bem atuais. Trata-se, em verdade, de texto argumentativo, no qual o autor/emissor ter como objetivo convencer o leitor/receptor. Nessa medida, idntico redao escolar, tendo a mesma estrutura: introduo, desenvolvimento e concluso.Exemplo de Artigo Os nomes de quase todas as cidades que chegam ao fim deste milnio como centros culturais importantes seriam familiares s pessoas que viveram durante o final do sculo passado. O peso relativo de cada uma delas pode ter variado, mas as metrpoles que contam ainda so basicamente as mesmas: Paris, Nova Iorque, Berlim, Roma, Madri, So Petesburgo.