Apostila resumo para soldado

  • View
    5.493

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Apostila resumo para soldado

  • Resumo de Direito Administrativo

    PM-PA (Soldado)

    Prof. Herbert Almeida

    Prof. Herbert Almeida www.estrategiaconcursos.com.br Pgina 1 de 17

    APOSTILA DE DIREITO ADMINISTRATIVO

    PM/PA (SOLDADO)

    Sumrio ESTADO, GOVERNO E ADMINISTRAO ........................................................................................ 2

    PRINCPIOS DA ADMINISTRAO PBLICA ................................................................................... 7

    PODER DE POLCIA E USO E ABUSO DE PODER ............................................................................ 11

    QUESTES DA FADESP ............................................................................................................... 15

    Ol pessoal, tudo bem? Aqui o Prof. Herbert Almeida, do Estratgia

    Concursos. Elaborei um resumo sobre o contedo de Direito

    Administrativo, previsto no edital para Soldado da POLCIA MILITAR

    DO PAR, cuja prova ser aplicada pela Fadesp (em 31/7/2016).

    Alm disso, inclui as questes exigidas pela banca Fadesp sobre o

    contedo do nosso edital. So poucas questes (apenas trs), mas de

    todas as questes de Direito Administrativo elaboradas pela banca,

    somente essas se aplicam ao contedo do edital de Soldado.

    Caso queira estudar de forma mais completa o contedo de Direito Administrativo,

    no deixe de ler a nossa aula demonstrativa do curso para Soldado da PM-PA:

    https://www.estrategiaconcursos.com.br/curso/direito-administrativo-p-pm-pa-

    soldado-com-videoaulas/

    Bons estudos!

    Prof. Herbert Almeida

    Obs.: este material de distribuio gratuita, de exclusividade do

    Estratgia Concursos e do Prof. Herbert Almeida.

    https://www.estrategiaconcursos.com.br/curso/direito-administrativo-p-pm-pa-soldado-com-videoaulas/https://www.estrategiaconcursos.com.br/curso/direito-administrativo-p-pm-pa-soldado-com-videoaulas/

  • Resumo de Direito Administrativo

    PM-PA (Soldado)

    Prof. Herbert Almeida

    Prof. Herbert Almeida www.estrategiaconcursos.com.br Pgina 2 de 17

    ESTADO, GOVERNO E ADMINISTRAO

    O Estado um ente personalizado, que se apresenta exteriormente, nas relaes

    internacionais com outros Estados soberanos, e, internamente, como pessoa jurdica de

    direito pblico, capaz de adquirir direitos e contrair obrigaes na ordem pblica.

    De acordo com Hely Lopes Meirelles, apresentando os ensinamentos de outros

    doutrinadores, o conceito de Estado varia segundo o ngulo em que considerado:

    sociolgico corporao territorial dotada de um poder de mando originrio

    (Jellinek); poltico comunidade de homens, fixada sobre um territrio, com poder

    superior de ao, de mando e de coero (Malberg); e constitucional pessoa

    jurdica territorial soberana (Biscaretti di Ruffia).

    Nesse contexto, o Estado constitudo de trs elementos originrios e indissociveis:

    Povo: o seu componente humano, demogrfico;

    Territrio: a sua base fsica, geogrfica;

    Governo soberano: o elemento condutor do Estado, que detm e exerce o

    poder absoluto de autodeterminao e auto-organizao emanado do Povo.

    A evoluo institucional, a partir das correntes liberais, substituiu o poder quase

    ilimitado dos reis e monarcas (absolutismo) para dar lugar ao que chamamos de Estado

    de Direito, que, segundo Jos dos Santos Carvalho Filho, se baseia na regra de que, ao

    mesmo tempo em que o Estado cria o direito, deve sujeitar-se a ele.

    Com efeito, a ideia de Estado de Direito se traduziu, originalmente, na relao de trs

    postulados fundamentais1: a generalizao do princpio da legalidade; a

    universalidade de jurisdio e a tripartio dos poderes.

    Segundo o princpio da legalidade, a atuao estatal exige autorizao legislativa para

    as suas aes ou omisses. Em outras palavras, a atividade do Estado deve se realizar

    em estrita observncia ao que estabelece a lei.

    A universalizao de jurisdio, por sua vez, significa que todos os atos estatais

    devem submeter-se a controles que permitam a responsabilizao dos sujeitos que

    atuarem de modo inadequado.

    Por fim, a tripartio dos poderes consiste na dissociao da atuao estatal, gerando

    a diferenciao de competncias (funes), atribudas a rgos diversos. Dessa forma,

    nenhum rgo estatal possui poder ilimitado, estando sujeito ao sistema de freios e

    contrapesos que gera o equilbrio aos chamados trs poderes: Legislativo, Executivo e

    Judicirio.

    1 Justen Filho, 2014, p. 100.

  • Resumo de Direito Administrativo

    PM-PA (Soldado)

    Prof. Herbert Almeida

    Prof. Herbert Almeida www.estrategiaconcursos.com.br Pgina 3 de 17

    Poderes/Funes do Estado

    De acordo com a Constituio Federal de 1988, so poderes da Unio, independentes e

    harmnicos entre si, o Legislativo, o Executivo e o Judicirio (art. 2).

    A cada um desses poderes foi atribuda uma funo principal. Dessa forma, o Poder

    Legislativo se encarrega da funo legislativa (normativa); o Poder Judicirio

    desempenha a funo jurisdicional; e o Poder Executivo exerce a funo administrativa.

    A funo legislativa (normativa, legiferante) pode ser entendida como aquela em que

    o Estado edita atos jurdicos primrios, de carter geral (aplicvel a sujeitos

    indeterminados) e abstrato (possuem uma previso hipottica, aplicando-se a todos os

    casos concretos que se enquadrarem na situao nela prevista), que inovam na ordem

    jurdica, com fundamento na prpria Constituio.

    A funo jurisdicional, por sua vez, consiste na resoluo de controvrsias com a fora

    jurdica da definitividade. Trata-se de ato subsidirio dos atos primrios, em que o

    Estado chamado a decidir litgios decorrentes de conflitos na aplicao da lei.

    Finalmente, a funo administrativa consiste na execuo das leis. De forma mais

    tcnica, ocorre quando o Estado, no interior de uma estrutura hierrquica, desenvolve

    atos complementares lei, ou, excepcionalmente, Constituio, com a finalidade de

    lhes dar aplicao.

    Formas de Estado

    A partir da organizao poltica do territrio, podemos falar em Estado unitrio e

    Estado federado (complexo ou composto).

    A caracterstica do Estado unitrio a centralizao poltica, pois existe um nico

    poder poltico central sobre todo o territrio nacional e sobre toda a populao o qual

    controla todas as coletividades regionais e locais.

    O Estado federado, por outro lado, marcado pela descentralizao poltica, em que

    ocorre a convivncia de diferentes entidades polticas autnomas, distribudas

    regionalmente, em um mesmo territrio.

    Vale destacar que no existe subordinao ou hierarquia entre os entes federados. O

    que ocorre coordenao, sendo que cada ente possui autonomia poltica,

    financeira e administrativa.

    Governo

    O governo se relaciona com a funo poltica de comando, de coordenao, de

    direo e de fixao de planos e diretrizes para a atuao estatal (as chamadas

    polticas pblicas).

    Enquanto o governo formado pelos rgos governamentais superiores, com funes

    eminentemente polticas, de fixao de diretrizes e elaborao de planos de ao; a

    administrao pblica, em sentido estrito, formada pelos rgos e entidades

    administrativas, subalternos, que desempenham funes de execuo das decises e

    dos planos governamentais.

  • Resumo de Direito Administrativo

    PM-PA (Soldado)

    Prof. Herbert Almeida

    Prof. Herbert Almeida www.estrategiaconcursos.com.br Pgina 4 de 17

    Sistema de governo

    O sistema de governo representa o modo como se d a relao entre o Poder

    Legislativo e o Poder Executivo no exerccio das funes governamentais, sendo

    classificado em dois tipos: presidencialismo e parlamentarismo.

    No sistema presidencialista, as funes de Chefe de Estado e Chefe de Governo

    encontram-se nas mos de uma nica pessoa, chamada de Presidente da Repblica.

    Assim, a caracterstica do presidencialismo o predomnio da diviso dos

    Poderes, que devem ser independentes e harmnicos entre si.

    Por outro lado, o sistema parlamentarista marcado pela colaborao entre os

    Poderes Executivo e Legislativo. Nesse caso, as funes de Chefe de Estado e Chefe

    de Governo so exercidas por pessoas distintas. A chefia de Estado cabe ao Presidente

    da Repblica ou monarca, enquanto a chefia de Governo exercida pelo Primeiro

    Ministro ou Conselho de Ministros.

    Forma de governo

    A forma de governo representa a maneira como se d a instituio e a transmisso

    do poder na sociedade e como se d a relao entre governantes e governados2.

    Podemos caracterizar duas formas de governo distintas: repblica e monarquia.

    So caractersticas da forma republicana de governo: eletividade, temporalidade no

    exerccio do poder, representatividade popular e responsabilidade do governante

    (dever de prestar contas).

    As caractersticas da monarquia, por outro lado, so: hereditariedade, vitaliciedade,

    inexistncia de representao popular, irresponsabilidade do governante

    (ausncia do dever de prestar contas).

    Administrao Pblica

    Administrao pblica em sentido amplo e em sentido estrito

    Em sentido amplo, a Administrao Pblica abrange (a) os rgos governamentais, ou

    simplesmente Governo, superiores, que exercem suas funes eminentemente

    polticas, isto , de comando, direo, fixao de diretrizes e elaborao de planos de

    ao