of 24/24
Prof. Hamilton F. Nobrega Anatomia do Esqueleto Apendicular

Aula 01 Radiologia - anatomia do esqueleto apendicular

  • View
    774

  • Download
    4

Embed Size (px)

Text of Aula 01 Radiologia - anatomia do esqueleto apendicular

  • Prof. Hamilton F. Nobrega

    Anatomia do

    Esqueleto

    Apendicular

  • Introduo ao Estudo da Anatomia

    do Esqueleto Apendicular:

    Acidentes sseos

  • Constituio dos ossos;

    Classificao (tipos) dos

    ossos;

    Diviso do esqueleto;

    Funes do esqueleto;

    Classificao dos ossos;

  • Formado por uma parte fixa e

    uma parte livre

    Cngulo ou cintura escapular

    Cintura plvica

    Braos, antebraos e mos

    Pernas, coxas e ps

  • Clavcula

    Osso par, alongado, de fcil identificao devido a

    sua localizao prxima ao subcutneo. Articula-se

    com o esterno e com a escpula.

    Escpula

    Osso par, laminar. Localizado na regio superior e

    lateral do dorso. Articula-se com a clavcula e com o

    mero diretamente e indiretamente comas costelas.

  • mero

    Articula-se com a cavidade glenoidal da escpula,

    na epfise proximal e com o radio, atravs do cndilo

    do mero (trclea e captulo).

    Radio

    Articula-se com o mero e a ulna e com os ossos do

    carpo (escafoide e semilunar) radiocarpal.

    Ulna

    Articula-se com o mero e o radio (cotovelo) atravs

    do olecrano.

  • Esqueleto da Mo

    Formado pelos ossos carpais, metacarpais e

    falanges.

  • Osso do quadril

    Fixam-se devido a articulao do sacro.

    Dividido em trs partes: lio, isquio e pbis.

  • Fmur

    Tbia

    Fbula

    Patela

  • Esqueleto do p

  • So relevos, projees,

    aberturas e outras

    marcas na superfcie

    dos ossos, aps o

    trmino do crescimento

    e desenvolvimento

    sseo.

    Tratam-se de estruturas naturais adaptadas a

    funes especficas: origem e insero de

    msculos e ligamentos ou ainda, trajeto de

    nervos ou vasos.

  • As superfcies sseas podem ser de duas

    ordens:

    Articulares e no-articulares

  • Superfcies Articulares

    Cabea:

    Extremidade articular globosa. Ex.: cabea do mero e do

    fmur

    Cndilo

    Projeo articular de grande porte, com aspecto

    arredondado. Ex.: cndilos femorais

    Face

    Superfcie articular achatada ou pouco profunda. Ex.: face

    articular do rdio.

  • Superfcies Articulares

    Captulo:

    Cabea articular pequena e arredondada. Ex.: captulo do

    mero.

    Malolo:

    Proeminncias arredondadas (interna e externa). Ex.:

    Articulao do tornozelo (final da tbia e fbula).

  • Superfcies Articulares

    .

  • Superfcies Articulares

  • Superfcies No-articulares

    Crista:

    Eminncia estreita e alongada. Ex.: crista ilaca.

    Espinha

    Projeo delgada e pontiaguda. Ex.: espinha isquitica.

    Epicndilo

    Processo proeminente acima do cndilo . Ex.: epicndilos

    do mero

  • Superfcies No-articulares

    Incisura :

    Entalhe na borda de um osso. Ex.: Incisura isquitica

    maior.

  • Superfcies No-articulares

    Linhas:

    Cristas pequenas e rasas. Ex.: linha spera do fmur.

    Processo

    Salincia ssea acentuada. Ex.: processo coracide e

    processo xifoide.

    Trocanter

    Grande processo de insero muscular. Ex.: Trocanter

    maior e menor do fmur.

  • Superfcies No-articulares

    Tuberosidade:

    Grande processo de superfcie spera e rugosa. Ex.:

    tuberosidade ulnar.

    Tubrculo

    Pequeno processo de formato arredondado. Ex.:

    tubrculo maior e menor do mero.

    Trclea

    Estrutura em formato de roldana. Ex.: Trclea umeral.

  • Cavidades, Depresses e Aberturas

    Cavidades articulares:

    Glenide: rasas. Ex.: cavidade glenide (escpula)

    Cotilide: profundas. Ex.: cavidade do osso ilaco

    (acetbulo)

    Forame

    So cavidades de transmisso (passagem de nervos e

    vasos. Ex.: forame magno

  • Cavidades, Depresses e Aberturas

    Fossa:

    Cavidade rasa. Ex.: fossa do olecrano.

    Fvea

    Pequena escavao formando uma cavidade (circular).

    Ex.: Fvea da cabea do fmur.

    Meato

    Passagem em formato tubular. Ex.:meato acstico

  • Cavidades, Depresses e Aberturas

    Seio:

    Cavidade ou espao oco. Ex.: seio frontal do osso frontal.

    Sulco

    Depresso alongada em forma de canaleta. Local onde

    deslizam tendes ou acomodam um vaso/nervo. Ex.:

    Sulco intertubercular do mero.