C¢meras fotogrficas antigas

  • View
    2.030

  • Download
    25

Embed Size (px)

DESCRIPTION

História das câmeras fotigráficas

Text of C¢meras fotogrficas antigas

  • 1. Cmeras fotogrficas antigas (1840-1880)Cmera-obscura - 1800O texto foi transcrito do blog Ajuste o foco, e maravilhoso para serguardado por aqueles que se interessam pela histria da fotografia. Fao estapublicao em respeito memria da histria da fotografia, a qual cheia delacunas. Segundo a autora o texto foi adaptado de um artigo da revistaObvious.......Construir um aparelho fotogrfico j foi uma atividade artesanal querequeria grande paixo e entusiasmo. Mas hoje em dia, habituados a ver aspequenas cmeras compactas produzidas em larga escala, olhamos com umsorriso condescendente para as primeiras tentativas de construir a caixamgica que capturava as imagens numa chapa de vidro. No incio do sculoXIX, quando a fotografia dava os seus primeiros passos, vrios construtores selanaram nessa rdua tarefa. Com muitas dificuldades, muito engenho etambm alguma ingenuidade, produziram mquinas absolutamentefascinantes que, longe de nos fazer sorrir, deviam, pelo contrrio, suscitar anossa admirao.Os primeiros modelos, antepassados dos modernos aparelhos, eram grandes epesadas caixas de madeira polida com aplicaes em metal. Representavam aessncia da tcnica fotogrfica: uma abertura com uma lente que dirigia a luzpara o fundo da cmara escura onde se encontrava uma chapa de vidro com aemulso. As primeiras emulses, daguerretipos, caltipos ou coldio mido,eram ainda pouco sensveis luz. Somente no incio da dcada de 1870comearam a aparecer as primeiras chapas utilizando gelatina. Foi tambmpor essa altura que aumentou a sensibilidade das emulses e,consequentemente, a sua rapidez.

2. Essas chapas possuam grandes formatos e alojavam-se dentro das caixasatravs de uma ranhura com encaixe. "Rebobinar" era ento uma operaodemorada e delicada, e at cansativa, devido ao peso do material. Paratransportar a cmera, o conjunto dos acessrios e o nmero de chapassuficiente para fotografar, geralmente era necessria uma carroa puxada porum animal (no esqueamos que a essa altura o automvel ainda no tinhasido inventado).Mas os imaginativos fabricantes da poca tinham noo da poucafuncionalidade destes pesados equipamentos, e no descansaram enquantono encontraram solues mais prticas e rpidas. Surgiram ento cmerasportteis com outros suportes de captao de imagem (discos, filmes em rolo,etc.) e de tamanho mais reduzido. Tambm a madeira foi sendoprogressivamente substituda pelo metal, ganhando-se leveza e robustez. possvel vermos at em alguns destes modelos fortes semelhanas com ascompactas atuais. Existem esforos de miniaturizao verdadeiramentecomoventes, como as cmeras com forma de relgio ou de revlver.Abaixo, algumas imagens de cmeras da poca:Cmera para "cartes de visite" de Franois Anzoux - 1876 3. Tourograph n 1 - 1878Cmera-revlver de Thompson - 1862 4. Aparelho Dubroni n 1 - 1864"Chambre Automatique" estreo de Bertsch - 1864 5. Photo-Binocular - 1867Aparelho universal de Chavalier - 1856 6. Cmera microfotogrfica Dagron - 1860"Chambre Automatique" de Bertsch - 1860 7. Cmera de grande formato - 1840Cmera Voigtlnder para daguerretipos - 1841 8. Cmera Bourguin - 1845Cmeras fotogrficas antigas (1880-1900)Cmera porttil Walker - 1881Nas ltimas duas dcadas do sculo XIX as cmeras fotogrficas evolurambastante. Um dos principais fatores nesse processo foi o aperfeioamento daschapas e das emulses fotossensveis. As emulses em gelatina, o 9. pancromatismo (sensibilidade igual a todas as cores) e sobretudo os novossuportes em celulide caracterizavam os novos filmes, tornando obsoletos osdaguerretipos e os caltipos at ento usados. Alm disso, o Congresso deParis de 1889 normalizou os formatos das chapas, as aberturas das objetivas eas velocidades de obturao. A Indstria chegava Fotografia.A diminuio do tamanho e da velocidade dos filmes fez com queaparecessem pequenas cmeras muito engenhosas que, atendendo tecnologia da poca, eram verdadeiros prodgios da miniaturizao. Cmerascom formatos de revlver, de relgio, de saco de mo ou de disco - quepodiam ser guardadas no bolso - j no eram novidade na poca e faziam asdelcias de todo o amador extravagante de fotografia.Photosphere 9X12 - 1885 10. Cmera relgio Lancaster - 1886Cmera de bolso Stirn - 1886 11. Cmera Express Dtective de Nadar (verso Tropical) - 1888Houve ento quem se apercebesse das potencialidades comerciais dafotografia e a transformasse num negcio. A essa altura, na Frana, o atelierda Blanquart-vrard (uma grande empresa) executou muitos trabalhos sobencomenda. Porm, foi nos Estados Unidos que surgiu o homem querevolucionaria e industrializaria a fotografia: George Eastman. Seu objetivoera tornar a fotografia barata e acessvel a todos e, para isso, concebeu umapequena cmera que usava filme em papel com gelatina de brometo de prata.Foi comercializada a partir de 1888 com o nome de Kodak One.A comear pelo nome comercial que escolheu, Eastman teve intuio aoproduzir este pequeno aparelho que fazia fotos redondas. Os filmes que eramadquiridos incluam no preo a revelao e a substituio por um filme novo,uma ideia que vigorou at o aparecimento da fotografia digital. Mas Eastmanno se acomodou ao sucesso e, pouco tempo depois, lanou a Brownie, umacmera fotogrfica para crianas. 12. Cmera Kodak One - 1888Cmera Demon detective - 1889 13. Cmera Escopette 2 - 1890Vrios progressos ocorreram nesse perodo. A fotografia estereoscpica, porexemplo, teve muita aceitao entre o pblico e levou os fabricantes acomercializarem modelos com duas objetivas. Por vezes, o aspecto destesaparelhos tambm foi associado a imagens maliciosas...Cmera Photosphere 2 - 1892 14. Cmera Verascope - 1894Cmera Kauffer Photo (saco de mo) - 1895 15. Cmera escamotevel Kodak - 1897A tica tambm sofreu desenvolvimentos importantes. Um dos maissignificativos foi o surgimento do visor (conhecido como viewfinder). Naverdade, em quase todas as cmeras dessa poca o enquadramento era feitacom o auxlio de uma moldura metlica (geralmente no removvel) situadana parte superior da mquina. No era muito rigoroso, como evidente, mascom uma pequena lente incorporada o enquadramento passou a ser muitomais preciso. Apenas no sculo XX esse dispositivo se tornaria comum.Outra inovao importante foi a objetiva escamotevel, sistema que permitiaalojar uma tica de boa qualidade dentro de um corpo de tamanho reduzido.Esse sistema, onde a objetiva estava ligada a um fole de carto ou tecido quese distendia quando a tampa era aberta, foi norma em muitos aparelhosdurante bastante tempo. Eastman estava entre os pioneiros com a sua Kodak,claro. 16. Cmera Sigriste - 1899Cmera RB Cycle Graphic (4 x 5) - 1900 17. Cmeras fotogrficas antigas (1900-1923)Cmera panormica Al Vista - 1900Depois de 1900, a aventura da fotografia prosseguiu com a consolidao e oaperfeioamento das tcnicas e equipamentos inventados durante o XIX. Asmquinas j eram suficientemente pequenas, portteis e relativamenteacessveis, mas ainda bastante diferentes das nossas modernas cmerasfotogrficas. Durante as duas primeiras dcadas do sculo XX, foraminventados e/ou adotados tcnicas e formatos que predominaram at osurgimento da fotografia digital: os filmes em pelcula de celulide de 35 mm,as emulses a cores, o sistema reflex e as cmeras fotogrficas de corpometlico.Ainda que, no Congresso de Paris de 1889, os formatos das chapas, asaberturas das objetivas e as velocidades de obturao tenham sidonormatizados, ainda estavam venda numerosos formatos de pelculasfotogrficas. Alguns fabricantes faziam questo de usar formatos prprios,patenteados por si mesmos. As chapas de 6x6 cm ou 6x9 cm (por exemplo)eram muito comuns, mas era necessrio que fossem colocadas na mquinauma a uma - o que tornava o processo de fotografar bastante lento, limitandoo tamanho das cmeras. 18. Cmera de repetio New Gem - 1901Cmera Challenge Dayspool n1 Tropical - 1903O filme de 35 mm criado pelo fundador da Kodak, George Eastman, aprincpio no foi bem aceito no meio fotogrfico. Curiosamente, foi adotadoantes pelo cinema e s em 1913 passou a ser empregado em fotografias, coma cmera Tourist Multiple. Contudo, o filme s se popularizou depois dolanamento da Leica (1925), e desde ento se tornou um dos formatos maisutilizados; ainda hoje, seu uso amplamente difundido.Com a difuso do filme de 35 mm, o tamanho das cmeras foi reduzido. Osfabricantes passaram a utilizar metais (ao, alumnio, lato, etc.) paraconstruir o corpo dos equipamentos, abandonando progressivamente amadeira - mais frgil e sensvel a variaes de temperatura e umidade. 19. Os modelos em madeira - conhecidos pela designao Tropical - continuarama ser fabricados, mas a procura por esses artefatos diminuiu. O ao passou aser o material empregado na maioria das mquinas, e as vrias marcasexistentes no mercado produziam cmeras cada vez mais semelhantes. Aindaassim, alguns fabricantes continuaram a apostar na diferena e naextravagncia...Outra inovao desta poca foi o sistema de visualizao reflex, que mostraao fotgrafo a imagem no visor como captada atravs das lentes. A cmeraGraflex (1907) foi uma das primeiras a surgir com esse sistema - que s seriapopularizado pela fabulosa Ermanox. E foi a partir desse ponto que ascmeras comearam a se parecer com as que conhecemos atualmente.Cmera Kodak N 4 "Screen Focus" Modelo A - 1904 20. Cmera Quta Modelo B - 1906Cmera Graflex - 1907 21. Cmera Expo - 1911Cmera Tourist Multiple - 1913 22. Cmera UR Leica - 1913Cmera-espingarda Eastman - 1915Cmera-aeroplano Williamson - 1915 23. Cmera Makina Modelo 1 - 1920Cmera Cosmos 35 - 1922 e cmera Sico - 1923.Fonte http://ajusteofoco.blogspot.com.br