Curso Agencias Reguladores para Concurso Anatel

  • View
    582

  • Download
    0

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Aula demonstrativa do Curso de Agencias Reguladores para Concurso Anatel 2014. Curso completo no site: http://www.estrategiaconcursos.com.br/cursosPorConcurso/anatel-77/

Text of Curso Agencias Reguladores para Concurso Anatel

  • 1. Aula 00 Agncias Reguladoras p/ ANATEL Professores: Heber Carvalho, Jetro Coutinho 00000000000 - DEMO
  • 2. Agncias Reguladoras p/ ANATEL Analista e Especialista em Regulao Profs Heber Carvalho e Jetro Coutinho Aula 00 Profs. Heber e Jetro www.estrategiaconcursos.com.br 1 de 51 G AULA 00 Teoria econmica da regulao (parte I): Pr-requisitos tericos SUMRIO RESUMIDO PGINA 1. Apresentao 01 2. Conceitos bsicos (pr-requisitos) 03 3. Resumo da Aula 44 4. Questes apresentadas na aula 46 5. Gabarito 51 1. APRESENTAO Ol caros(as) amigos(as), Iniciamos hoje nosso curso de Agncias Reguladoras para ANATEL. O contedo a ser ministrado no extenso, de tal modo que teremos um curso de curta durao: apenas 04 aulas, assim distribudas: AULA 00 (06/07) Abordagens: teoria econmica da regulao (parte I). AULA 01 (20/07) Abordagens: teoria econmica da regulao (parte II). Teoria da captura, teoria do agente principal. AULA 02 (27/08) As agncias reguladoras e o princpio da legalidade. rgos reguladores no Brasil: histrico e caracterstica das autarquias. AULA 03 (03/09) Formas de regulao: regulao de preo; regulao de entrada; regulao de qualidade. Boas prticas regulatrias: anlise do impacto regulatrio. Regulao do setor de telecomunicaes no Brasil: Lei n 9.472/1997 e suas alteraes; exposio de motivos da Lei n 9.472/1997 Tentaremos adiantar as duas ltimas aulas para que vocs tenham mais tempo para a preparao, ok? Antes de comear o curso, segue nossa breve apresentao: Meu nome Heber Carvalho, sou bacharel em Cincias Militares, formado pela AMAN (Academia Militar das Agulhas Negras). Aps pouco mais de 08 anos no Exrcito, fui aprovado no concurso para Auditor Fiscal do Municpio de So Paulo (AFTM-SP, 4. Lugar), cargo que exero nos dias de hoje atuando na fiscalizao de instituies financeiras. 00000000000 00000000000 - DEMO
  • 3. Agncias Reguladoras p/ ANATEL Analista e Especialista em Regulao Profs Heber Carvalho e Jetro Coutinho Aula 00 Profs. Heber e Jetro www.estrategiaconcursos.com.br 2 de 51 G Paralelamente, ministro aulas de Economia e matrias relacionadas (Economia do Trabalho, Economia Brasileira, Micro e Macroeconomia) em cursos preparatrios de So Paulo, no Eu Vou Passar e aqui no Estratgia Concursos. J ministrei vrios cursos em PDF que abordaram temas de regulao econmica (cursos para o concurso de gestor do MPOG, agente da Polcia Federal, auditor federal de controle externo do TCU, tcnico e especialista em regulao da ANAC, ANTT, ANVISA, ANCINE e ANS). Meu nome Jetro Coutinho, sou bacharel em Administrao pela Universidade de Braslia (2011). Estudo para concursos desde o segundo semestre de 2009, quando fiz o concurso de Tcnico do Banco Central, ainda durante o 4 semestre da faculdade. Aps ser nomeado, conclu os estudos na UnB e, desde ento, venho estudando para um concurso especfico: O Tribunal de Contas da Unio. Nesse caminho, fui aprovado, dentro das vagas, para Analista de Finanas e Controle da Secretaria do Tesouro Nacional rea Econmico-Financeira. No entanto, no assumi o Tesouro, pois tomei posse no concurso que sempre sonhei: Tive uma imensa beno, que foi ser aprovado para o Tribunal de Contas da Unio em 13 lugar de um total de 18 vagas para Braslia. Isso aos 22 anos de idade. J estudei muito a cincia econmica, tanto para a faculdade e para o meu TCC quanto para concursos. O professor Heber me convidou para formarmos, ento, uma parceria para trazer ao aluno um excelente curso de Economia aqui no Estratgia. Essa parceria, agora, est sendo estendida para o curso de Agncias Reguladoras p/ Anatel. Segue abaixo o contedo que trabalharemos nestas 04 aulas: AGNCIAS REGULADORAS: 1 As agncias reguladoras e o princpio da legalidade. 2 rgos reguladores no Brasil: histrico e caracterstica das autarquias. 3 Abordagens: teoria econmica da regulao, teoria da captura, teoria do agente principal. 4 Formas de regulao: regulao de preo; regulao de entrada; regulao de qualidade. 5 Regulao setorial: regulao do setor de telecomunicaes no Brasil: Lei n 9.472/1997 e suas alteraes; exposio de motivos da Lei n 9.472/1997. 6 Boas prticas regulatrias: anlise do impacto regulatrio. Nesta aula demonstrativa, trabalharemos apenas a teoria econmica da regulao. Na verdade, veremos apenas alguns conceitos bsicos necessrios para entender a teoria da regulao. Este item do edital bastante subjetivo, pois permite que a banca nos cobre praticamente qualquer coisa sobre regulao econmica. Em nossas aulas, trabalharemos com a teoria e, no meio dela, colocaremos vrias questes do CESPE/Unb, que a banca responsvel pelo concurso. Teremos vrias questes do ano de 2014 e tambm muitas questes dos concursos das agncias reguladoras realizados pelo Cespe. 00000000000 00000000000 - DEMO
  • 4. Agncias Reguladoras p/ ANATEL Analista e Especialista em Regulao Profs Heber Carvalho e Jetro Coutinho Aula 00 Profs. Heber e Jetro www.estrategiaconcursos.com.br 3 de 51 G E a, todos prontos? Ento, vamos aula! 2. CONCEITOS BSICOS (PR-REQUISITOS) Antes de falar em regulao propriamente dita, precisamos, antes, aprender alguns conceitos de Economia. Eles sero necessrios para um entendimento mais fluido da teoria da regulao econmica. A regulao econmica acontece quando o governo intervm no mercado, a fim de corrigir ou melhorar o seu funcionamento. Em outras palavras, o governo, em regra, intervm em um mercado para melhorar sua eficincia. Ou seja, se o governo intervm no mercado, sinal que alguma coisa neste mercado no est funcionando em suas perfeitas condies, ou em condies eficientes, caso contrrio no seria necessria a interveno do governo na forma da regulao econmica. Estes fatores que afastam os mercados de seu resultado mais eficiente so chamados de falhas de mercado. endemos que devemos estudar o assunto, at porque ele teoria da captura e teoria do agente principal nosso edital. Ao mesmo tempo, para falarmos de falhas de mercado, tambm devemos ter uma noo do que , em termos abstratos, um mercado perfeitamente eficiente, conseguiremos entender de modo mais intuitivo que as falhas de mercado acontecem justamente quando alguns dos p Isto , antes de falarmos de falhas de mercado, devemos entender quais so as situaes em que o mercado opera de modo perfeito, ou de modo eficiente. igual ao motor de um veculo. Para entender a falha de um motor de carro, devemos, antes, entender como seria o seu funcionamento perfeito. A partir desta viso, teremos condies de identificar as suas possveis falhas. Em Economia, quando analisamos o mercado, a mesma coisa. Assim, antes de entendermos as falhas de mercado, devemos entender a situao em que ele opera de modo perfeito (ou eficiente). Desta forma, antes de adentrar no nosso edital propriamente dito, vamos passar para vocs os seguintes assuntos, a ttulo de assuntos pr- requisitos (que podem cair na sua prova, e so necessrios para o bom entendimento da teoria econmica da regulao): Tipos de mercados 00000000000 00000000000 - DEMO
  • 5. Agncias Reguladoras p/ ANATEL Analista e Especialista em Regulao Profs Heber Carvalho e Jetro Coutinho Aula 00 Profs. Heber e Jetro www.estrategiaconcursos.com.br 4 de 51 G O mercado de concorrncia perfeita Falhas de mercado 2.1. TIPOS DE MERCADOS Aqui, ns veremos apenas as diferenas de cada mercado. Basicamente, so trs as variveis que diferenciam as estruturas (ou tipos) de mercado: Nmero de firmas produtoras no mercado; Diferenciao do produto; Existncia ou no de barreiras entrada de novas empresas. Alguns autores ainda colocam outras variveis1, mas, para fins de concursos, estas trs so suficientes. Podemos classificar os mercados em: concorrncia perfeita, monoplio, concorrncia monopolstica, oligoplio, oligopsnio e monopsnio. Vejamos, sucintamente, as caractersticas principais de cada um deles: i. Concorrncia perfeita: nmero infinito de produtores e consumidores, produto transacionado homogneo, no h barreiras entrada de firmas e consumidores, perfeita transparncia de informaes entre consumidores e vendedores, perfeita mobilidade de fatores de produo. Exemplo mais prximo: mercado agrcola. ii. Monoplio: o oposto da concorrncia perfeita. H apenas uma empresa para inmeros consumidores. O produto no possui substitutos prximos e h barreira entrada de novas firmas. Exemplo: Companhias de energia eltrica dos municpios ou estados. iii. Oligoplio: pequeno nmero de firmas que dominam todo o mercado, os produtos podem ser homogneos ou diferenciados, com barreiras entrada de novas empresas. iv. Concorrncia monopolstica (ou imperfeita): muito semelhante concorrncia perfeita, com a diferena que o produto transacionado no homogneo2. Isto , cada firma possui o monoplio do seu produto/marca, que diferenciado dos demais. Exemplo: lojas de roupas (muitas firmas, muitos compradores, porm o produto diferenciado, cada loja possui o monoplio da sua marca). 1 Mobilidade dos fatores (ou insumos) de produo e conhecimento de tecnologia. 2 Apesar de no serem homogneos, os produtos transacionados so semelhantes e facilmente substituveis entre si. 00000000000 00000000000 - DEMO
  • 6. Agncias Reguladoras p/ ANATEL Analista e Especialista em Regulao Profs Heber Carvalho e Jetro Coutinho Aula 00 Profs. Heber e Jetro www.estrategiaconcursos.com.br 5 de 51 G v. Monopsnio: a