Guia trabalho acadmico

  • View
    257

  • Download
    3

Embed Size (px)

Text of Guia trabalho acadmico

  • 1.GUIA PARA APRESENTAO DE TRABALHOS ACADMICOS ORIENTAES METODOLGICAS PARA APRESENTAO DE ARTIGO CIENTFICO VRZEA GRANDE, 2011 Direito

2. 1. APRESENTAO No curso de Direito do UNIVAG Centro Universitrio de Vrzea Grande os estudantes so obrigados a preparar artigos cientficos durante e ao final do curso. Muitos no sabem como resolver esse problema e pedem instrues. Os docentes do curso conhecem a dificuldade dos estudantes, sabem que o bacharelado em Direito no visa apenas preparar o aluno para a atividade profissional estrita, e reconhecem que as atividades acadmicas oferecem ferramentas imprescindveis para o desenvolvimento cultural e profissional dos estudantes. De tal modo, em breve tempo possvel que sejam executadas aes pontuais para a organizao dos grupos de iniciao cientfica, alm das orientaes realizadas por docentes para assegurar bons resultados da produo do curso. Neste primeiro momento, como resposta solicitao dos alunos e imperativa garantia da qualidade das produes do curso de Direito, foi preparado este guia de orientaes metodolgicas para apresentao de artigo cientfico, adotando-se as normas produzidas pela Associao Brasileira de Normas Tcnicas ABNT. A ABNT (2003a) define o Artigo Cientfico como parte de uma publicao com autoria declarada, que apresenta e discute idias, mtodos, tcnicas, processos e resultados nas diversas reas do conhecimento. Obviamente que a produo acadmica inicial, exatamente por ser inicial, est longe de ter as caractersticas de um trabalho original de pesquisa, resultado da maturidade dos estudos e que faz avanar a disciplina estudada e o campo do Direito. Este guia traz informaes elementares sobre metodologia cientfica e tem o escopo de auxiliar os graduandos em Direito a compor um documento com critrios grficos ou layout de pginas e estrutura organizacional dos contedos textuais, considerando apenas os elementos obrigatrios. Prof. Dr. Aristides Januario da Costa Neto Setembro de 2011 3. 2. O LAYOUT DAS PGINAS Na preparao imediata da elaborao escrita do artigo a primeira coisa a fazer organizar as pginas de apresentao desse documento. Utilizando ferramentas computacionais disponveis, o documento comea a ser preparado em formato digital, com utilizao de programa do Microsoft Office ou equivalente; extenso Word (doc., docx. Etc.); fonte: Time New Roman ou Arial. Tamanho do papel: - A4 (21 x 29,7 cm) Margens Medidas em cm Superior 2,5 Inferior 2,0 Esquerda 3,0 Direita 2,0 Folha Guia Superior 2,5 cm Esquerda 3,0 cm Direita 2,0 cm Inferior 2,0 cm 4. 3. SOBRE A ORGANIZAO ESTRUTURAL DO ARTIGO CIENTFICO Para o artigo cientfico possvel indicar os seguintes elementos estruturais: pr- textuais, textuais e ps-textuais. 3.1. ELEMENTOS PR-TEXTUAIS Elementos pr-textuais de artigos so: o ttulo e o subttulo (se houver), nome do autor, o resumo e as palavras-chave. Cada um desses elementos obrigatrio e disposto de modo diverso. O Ttulo e o Subttulo devem aparecer na pgina de abertura do artigo, diferenciado tipograficamente e na lngua do texto. A fonte: tamanho 14, estilo negrito, efeito maiscula; o pargrafo: com alinhamento centralizado. Autor (a) a pessoa(s) fsica(s) responsvel(eis) pela criao do contedo intelectual ou artstico de um documento. O nome do autor apresentada abaixo do ttulo. Fonte: tamanho 12, estilo normal; o pargrafo: com alinhamento direita. O nome seguido de asterisco, que o sinal em forma de estrela (*), com parntese. O asterisco indica uma nota no p da pgina. Nessa nota: breve currculo que qualifica o autor na rea de conhecimento do artigo com informaes sobre: formao, vnculo institucional, endereo postal e eletrnico, e, se for o caso, rgo financiador da pesquisa. REPENSANDO A RELAO ENTRE ESTADO, DIREITO E DESENVOLVIMENTO: OS LIMITES DO PARADIGMA RULE OF LAW E A RELEVNCIA DAS ALTERNATIVAS INSTITUCIONAIS Mrio Gomes Schapiro (*) ______________ (*) Professor doutor em tempo integral da Direito GV. Mestre e doutor em direito econmico pela Faculdade de Direito da Universidade de So Paulo (FDUSP) Ttulo e subttulo do artigo Nome do(s) autor(es) Rodap Espaamento entre linhas de 12 pontos aps ttulo. 5. O Resumo elemento obrigatrio, uma seqncia de frases concisas com o verbo na voz ativa e terceira pessoa do singular, relativa aos objetivos, metodologia e resultados alcanados na pesquisa. O total de palavras pode variar entre 100 e 250, sem citaes. Espaamento entre linhas: Simples; fonte: tamanho 12, normal; pargrafo: alinhamento justificado e sem recuos, conforme norma NBR 6028 (ABNT, 2003b). Logo abaixo do resumo devem constar as palavras-chave ou descritores, termos ou expresses substantivas, separadas entre si por ponto e finalizadas tambm por ponto, escritas na lngua do texto antecedidas da expresso Palavras-chave. As palavras-chave so palavras ou termos retirados do texto para representar o seu contedo. Podem tambm ser escolhidas em listas de vocabulrio controlado, conforme a NBR 6028 (ABNT, 2003b). REPENSANDO A RELAO ENTRE ESTADO, DIREITO E DESENVOLVIMENTO: OS LIMITES DO PARADIGMA RULE OF LAW E A RELEVNCIA DAS ALTERNATIVAS INSTITUCIONAIS Mrio Gomes Schapiro (*) RESUMO Assumindo a primazia da abordagem institucionalista na agenda contempornea do desenvolvimento, este artigo procurar discutir alguns de seus limites, descritivos e normativos, no que tange, em especial, ao sistema financeiro. Particularmente, procura-se sugerir que os programas de difuso do rule of law tem se constitudo em um paradigma estreito do papel exercido pelo direito, segundo a qual cabe ao ambiente jurdico cumprir, apenas e to somente, a funo de garantidor dos interesses de investidores privados, entendidos como atores centrais de um modelo de financiamento baseado em transaes de mercado. O texto sugere que o paradigma rule of law, como estratgia de promoo do desenvolvimento, tem dificuldade em lidar com a existncia de alternativas institucionais de organizao econmica e financeira, para alm de um modelo de mercado baseado em atores atomizados e carentes de segurana jurdica. Um exemplo disso, que escapa do instrumental tradicional, o modelo brasileiro de financiamento, que, apesar de ter vivenciado inmeras reformas institucionais, dedicadas a elevar o nvel de proteo de investidores, ainda concentra em um banco de desenvolvimento o BNDES grande parte do financiamento de longo prazo do Pas. O artigo assume, portanto, que, sim, o direito e as instituies, de fato, importam para o desenvolvimento, mas h uma variedade de possibilidades e funes a serem exercidas pelos arranjos institucionais e ferramentas jurdicas muito alm do que supem os programas de rule of law. Uma bem sucedida organizao institucional baseada em um banco de desenvolvimento um exemplo disso. Palavras-chave: Direito e desenvolvimento. Rule of law. Alternativas institucionais. Banco de desenvolvimento. Financiamento do desenvolvimento. ______________ (*) Professor doutor em tempo integral da Direito GV. Mestre e doutor em direito econmico pela Faculdade de Direito da Universidade de So Paulo (FDUSP) Resumo Palavras-chave Modelo de resumo e Palavras-chave baseado na NBR 6028 (ABNT, 2003b) Espaamento entre linhas de 12 pontos aps o nome do autor. 6. 3.2. ELEMENTOS TEXTUAIS So considerados elementos textuais: a introduo, o desenvolvimento e a concluso. 3.2.1. Introduo A introduo a primeira parte do corpo do artigo e na qual esto expostas informaes fundamentais: a problemtica estudada e sua contextualizao, a justificativa pela escolha do tema (assunto), os trabalhos anteriores sobre assunto e problemtica, o objetivo pretendido, o mtodo utilizado e a razo de sua escolha, e principais resultados. A elaborao da introduo costuma ser feita ao final do trabalho, por causa da necessidade de desenvolver a viso geral e sinttica do tema abordado. 3.2.2. Desenvolvimento a parte mais longa e que contm a exposio ordenada e pormenorizada de argumentos sobre o assunto tratado, com mobilizao de saberes tericos e empricos. Divide- se em sees e subsees que variam em funo da abordagem do tema e do mtodo (ABNT, 2003c). a) Numerao progressiva de sees e alneas Sees primrias. A introduo, consideraes finais, notas e referncias bibliogrficas devem ser dispostas no lado esquerdo, em letras maisculas, fonte tamanho 12 e estilo negrito. A numerao e o ttulo do captulo devem ser dispostos no lado esquerdo, em letras maisculas, fonte tamanho 12 e estilo negrito. Sees secundrias: A numerao e o ttulo da seo secundria devem ser dispostos no lado esquerdo da folha em letras maisculas, fonte tamanho 12 e estilo normal. Sees tercirias: A numerao e o ttulo da seo terciria devem ser dispostos no lado esquerdo da folha em letras minsculas, fonte tamanho 12 e estilo negrito. Alneas: As alneas so escritas em letras iniciais maisculas, fonte tamanho 12 e estilo normal. Observe-se que as subdivises de captulos podem ou no ter recuo maior b) Sobre o discurso e sua fundamentao No desenvolvimento do trabalho ocorre a fundamentao do estudo mediante argumentao que deve ser feita a partir da seleo de bibliografia adequada, de livros, peridicos, legislao, documentos de gneros diversos etc., com discurso que visa fixar bem o tema, explicitar as terminologias e a problemtica relativa ao assunto. 7. No h um modelo para esta seo, pois todo o discurso depende de como o autor pretende elabor-lo. necessrio, porm, que sua estrutura argumentativa seja organizada de modo que o todo estabelea relaes com as partes e vice-versa. As ideias obtidas por meio da leitura, copiadas ou parafraseadas no texto, devem ser apresentadas em forma de citaes diretas, indiretas ou citao de citao, de autores e obras. Na subseo 3.8 das NBR 6022, citao a meno de uma informao extrada de outra fonte (ABNT, 2003a), que ser apresentada abaixo. J a referncia a ser indicada no corpo do texto, em sua forma curta, deve ser apresentada no final do trabalho sob forma mais completa (ABNT, 2002b). INTRODUO o tema do desenvolvimento, aps um perodo de ostracismo acadmico e poltico, voltou recente