Japão e Tigres Asiáticos

  • View
    18.098

  • Download
    20

Embed Size (px)

Text of Japão e Tigres Asiáticos

  • 1. Geografia Homem & Espao 9 ano - Unidade III Captulo 10 Japo e Tigres Asiticos Elian Alabi Lucci e Anselmo Lazaro Branco ParteintegrantedaobraGeografiaHomemeEspao,EditoraSaraiva

2. ParteintegrantedaobraGeografiaHomemeEspao,EditoraSaraiva Aspectos socioeconmicos do Japo e dos Tigres Asiticos Essa situao de crescimento econmico e comercial expressivo passou a ocorrer tambm nos Tigres Asiticos. Japo A partir do final da Segunda Guerra Mundial Transformou-se em exemplo de crescimento econmico. A partir dos anos 1960 3. ParteintegrantedaobraGeografiaHomemeEspao,EditoraSaraiva Observe a tabela. 4. ParteintegrantedaobraGeografiaHomemeEspao,EditoraSaraiva * No h dados de IDH disponveis para Taiwan, esse pas ainda luta pelo seu reconhecimento internacional como Estado- nao, uma vez que foi obrigado a se retirar da ONU em 1971, com a entrada da Repblica Popular da China na Organizao. Obs.: IDH elevado 0,800 a I; IDH mdio 0,500 a 0,799; IDH baixo 0 a 0,499. Brasil: IDH 0,775 (72 posio). Relatrio do Desenvolvimento Humano 2007/2008. 5. ParteintegrantedaobraGeografiaHomemeEspao,EditoraSaraiva Conversa Em que pases o nmero de habitantes superior a 70 milhes? Esses apresentam nveis semelhantes de IDH? Quais pases tm IDH elevado? Qual pas com melhor IDH? Que pases apresentam os piores indicadores? 6. ParteintegrantedaobraGeografiaHomemeEspao,EditoraSaraiva O Japo: pas desenvolvido, grande potncia econmica, um dos principais centros das finanas globais. Evidente significativas diferenas entre esses pases. 7. ParteintegrantedaobraGeografiaHomemeEspao,EditoraSaraiva Malsia Tailndia Indonsia Filipinas Vietn Apresentam indicadores sociais bem inferiores ao Japo e aos quatro Tigres Asiticos; podem ser considerados aspirantes a Tigres. So economias dependentes dos investimentos estrangeiros, sobretudo de capitais japoneses e dos Tigres. 8. ParteintegrantedaobraGeografiaHomemeEspao,EditoraSaraiva TIGRES: apresentam indicadores sociais prximos aos dos pases desenvolvidos; economia bastante diversificada; exportao de grandes quantidades de bens industrializados. Indstria de produtos eletrnicos na Coreia do Sul (2003). ChoiJae-KU/AFP/GettyImages 9. ParteintegrantedaobraGeografiaHomemeEspao,EditoraSaraiva Apresentam uma caracterstica em comum: A economia est bastante orientada pelo mercado externo, com grande capacidade de competio no mercado mundial. Entre o Japo e os Tigres h outra caracterstica em comum: a forte presena do Estado na economia. Porto na Coreia do Sul (2008). JeonHeonKyun/epa/Corbis/LatinStock 10. ParteintegrantedaobraGeografiaHomemeEspao,EditoraSaraiva Japo, grande potncia industrial Ao final da Segunda Guerra os japoneses haviam sido derrotados. O pas estava com sua infraestrutura e capacidade produtiva em boa parte desestruturadas. No entanto, graas a um conjunto de fatores, o Japo atingiu uma vigorosa recuperao econmica, que o elevou ao posto de segunda potncia econmica mundial. 11. ParteintegrantedaobraGeografiaHomemeEspao,EditoraSaraiva Entre esses fatores, podemos destacar: a mo-de-obra barata, abundante, que se submetia a longas jornadas de trabalho; o grande valor que se tem pelo trabalho em grupo; os fortes investimentos em educao; o amparo do Estado economia, com forte apoio deste s empresas privadas; a adoo de uma poltica econmica protecionista; a enorme capacidade de poupana interna, que fez do pas um dos maiores investidores nacionais; o auxlio financeiro-econmico dos Estados Unidos. 12. ParteintegrantedaobraGeografiaHomemeEspao,EditoraSaraiva Operrias japonesas em linha de produo de eletrnicos. TWPhoto/Corbis/LatinStock 13. ParteintegrantedaobraGeografiaHomemeEspao,EditoraSaraiva Aproveitamento do espao O Japo constitudo por um arquiplago vulcnico, situado no oceano Pacfico. Esse arquiplago compreende cerca de 3 400 ilhas de vrios tamanhos, que se estendem paralelamente ao litoral oriental da sia na forma de um grande arco. Quatro ilhas do arquiplago japons possuem grandes dimenses, correspondendo a 97% do territrio do pas. 14. ParteintegrantedaobraGeografiaHomemeEspao,EditoraSaraiva Efeitos do terremoto em Kobe, no Japo (1995). GammaTokyo-Fuji-Kurita/Gamma/OtherImages 15. ParteintegrantedaobraGeografiaHomemeEspao,EditoraSaraiva A questo demogrfica Japo Um dos pases mais populosos do mundo. Em 2003, possua cerca de 127 milhes de habitantes. Pequena extenso territorial Sua densidade demogrfica , consequentemente, bastante elevada. 16. ParteintegrantedaobraGeografiaHomemeEspao,EditoraSaraiva A reduo da natalidade e o envelhecimento populacional A escassez de terras no Japo ocasionou uma grande elevao dos preos de imveis, obrigando as famlias jovens a alugar ou comprar apartamentos minsculos. No perodo entre 1995 e 2003, o Japo vinha apresentando taxas de crescimento demogrfico muito baixas. H dcadas essas taxas vm apresentando declnio. O governo japons chegou a desenvolver campanhas de incentivo natalidade, porm sem obter resultados satisfatrios. Com uma taxa de fecundidade de apenas 1,3 filho por mulher. 17. ParteintegrantedaobraGeografiaHomemeEspao,EditoraSaraiva Japo distribuio populacional MrioYoshida Fonte: Christian Bouvet. Geographie Tales. Paris: Hatechette ducation. P.147 (adaptado). 18. ParteintegrantedaobraGeografiaHomemeEspao,EditoraSaraiva Por causa da falta de espao, existem hotis em Tquio que, em vez de quartos, oferecem cubculos aos seus hspedes. Levando em conta o aspecto econmico, muitos executivos optam pelos cubculos, que dispem de cama, espelho, televiso e despertador. Koichi Kamoshida/Getty Images Hotel-cubculo no Japo (2007). 19. ParteintegrantedaobraGeografiaHomemeEspao,EditoraSaraiva O espao econmico A agropecuria Apenas 16% do territrio japons apropriado para as prticas agrcolas. Apesar disso, o Japo consegue obter grandes colheitas de seu solo, com o auxlio de tcnicas modernas, mquinas e fertilizantes. O principal produto cultivado no pas o arroz, alimento bsico de sua populao. 20. ParteintegrantedaobraGeografiaHomemeEspao,EditoraSaraiva Japo - agropecuria e pesca MrioYoshida Fonte: Atlas 2000. La France et le Monde. Paris: Nathan, 1999. p. 86/Leda sola e Vera Caldini. Atlas geogrfico Saraiva. So Paulo: Saraiva, 2005. p. 102. 21. ParteintegrantedaobraGeografiaHomemeEspao,EditoraSaraiva Barco pesqueiro japons (2006).EverettKennedyBrown/epa/Corbis/LatinStock O Japo o primeiro produtor mundial de pescado, sendo considerado o pas mais desenvolvido tecnologicamente no setor. Para o progresso da atividade e a reproduo de espcies em vias de extino, o Japo vem desenvolvendo a criao de peixes em viveiros e a cultura de algas e ostras. 22. ParteintegrantedaobraGeografiaHomemeEspao,EditoraSaraiva Extrativismo Parte da cobertura vegetal do Japo aproveitada para a explorao da madeira no fornecimento de energia e na construo, e da polpa na fabricao de papel. Quanto ao extrativismo mineral, seus recursos so escassos, necessitando importar praticamente todas as matrias-primas essenciais ao desenvolvimento de sua atividade industrial, tais como: petrleo, carvo, minrio de ferro, cobre, nquel e bauxita. 23. ParteintegrantedaobraGeografiaHomemeEspao,EditoraSaraiva Indstria Em 1868, o pas comeou a se modernizar, construindo os alicerces de seu processo de industrializao. Nessa ocasio, o governo estimulou a formao dos zaibatsus, grandes conglomerados industriais, verdadeiros imprios com alto poder de competio. Entretanto, muitas das grandes companhias que compunham os zaibatsus continuaram a existir e tiveram um papel importante na reconstruo do pas no ps-guerra. Logo aps a Segunda Guerra Mundial, os zaibatsus, que haviam contribudo tambm para uma grande concentrao de riquezas nas mos de poucas pessoas, tiveram seu poder drasticamente reduzido, e a maior parte de suas propriedades passou para o domnio do governo. 24. ParteintegrantedaobraGeografiaHomemeEspao,EditoraSaraiva O toyotismo se estrutura preservando um nmero reduzido de trabalhadores dentro das empresas matrizes, mais qualificados, multifuncionais, bem como ampliando. Quanto mais se distancia das empresas principais, maior tende a ser a precarizao do trabalho. Por isso os trabalhadores da Toyota trabalham cerca de 2.300 horas por ano, enquanto os trabalhadores das empresas subcontratadas chegam a trabalhar 2.800 horas. Tahara City Aichi/Other Images 25. ParteintegrantedaobraGeografiaHomemeEspao,EditoraSaraiva Diversificao e distribuio espacial da indstria. No Japo, onde o parque industrial amplamente diversificado, destacam-se as indstrias: siderrgica e metalrgica; de construo; txtil, cujo principal produto a seda; 26. ParteintegrantedaobraGeografiaHomemeEspao,EditoraSaraiva eletroeletrnica, que competitiva e das mais modernas do mundo; automobilstica, cujos veculos, produzidos a baixo custo, so modernos e conquistaram parte dos mercados norte-americano e europeu. A robotizao da atividade industrial atinge no Japo o ndice mais elevado do mundo. 27. ParteintegrantedaobraGeografiaHomemeEspao,EditoraSaraiva Japo recursos minerais e atividade industrial MrioYoshida Fonte: Histoire/Geographie (initiation conomique). Paris: Bordas, 1987. p.281/Christian Bouve. Geographe Tales. Paris: Hachette ducation, 1998, p.146 e 159/Leda sola e Vera Caldini. Atlas Feogrfico Saraiva. So Paulo: Saraiva, 2005. p. 97. 28. ParteintegrantedaobraGeografiaHomemeEspao,EditoraSaraiva Conversa Em quais regies do territrio japons est localizada a maioria das indstrias? O pas autossuficiente na produo de matrias-primas e fontes de energia? 29. ParteintegrantedaobraGeografiaHomemeEspao,EditoraSaraiva Plder industrial em Osaka, no Japo. GettyImages/Sebun Em funo do contnuo crescimento das cidades, das indstrias e dos portos, as regies litorneas foram totalmente ocupadas, uma vez que as montanhas dificultam a expanso para o interior. Para solucionar o problema, os japoneses criaram novos esp