Manual trabalho domestico web

  • Published on
    18-Dec-2014

  • View
    295

  • Download
    0

Embed Size (px)

DESCRIPTION

 

Transcript

  • 1. MINISTRIO DO TRABALHO E EMPREGO Trabalho DoMSTICo Direitos e Deveres
  • 2. Trabalho DOMSTICO Direitos e Deveres
  • 3. Edio revista em conformidade com as alteraes trazidas pela Emenda Constitucional n 72, de 02 de abril de 2013. Braslia - 2013 2013 Ministrio do Trabalho e Emprego permitida a reproduo parcial desta obra, desde que citada a fonte. 1 Edio: 1.000 exemplares dezembro 2004 2 Edio: 50.000 exemplares abril 2005 3 Edio: 50.000 exemplares janeiro 2007 4 Edio: 70.000 exemplares abril 2012 5 Edio: 10.000 exemplares abril - 2013 Edio e Distribuio: Secretaria de Inspeo do Trabalho (SIT) Esplanada dos Ministrios Bloco F, Anexo, Ala B, 1 Andar, Gabinete CEP: 70059-900 Braslia/DF Impresso no Brasil/Printed in Brazil Dados Internacionais de Catalogao na Publicao (CIP) Biblioteca. Seo de Processos Tcnicos MTE T758 -Trabalho domstico : direitos e deveres: orientaes. 5. ed. Braslia: MTE, SIT, 2013. 36 p. 1. Trabalho domstico, legislao, Brasil. 2. Trabalho domsti- co, inspeo, Brasil. I. Brasil, Ministrio do Trabalho e Emprego (MTE). II. Brasil, Secretaria de Inspeo do Trabalho (SIT). CDD 341.65183
  • 4. sUMRIO O(a) Empregado(a) Domstico(a)......................................................................................7 Direitos do(a) Empregado(a) Domstico(a)...................................................................8 Deveres do(a) Empregado(a) Domstico(a)................................................................20 Obrigaes do(a) Empregador(a)....................................................................................21 Descontos................................................................................................................................22 Contribuies Previdencirias..........................................................................................22 Informaes Importantes para Empregado(a) e Empregador(a)........................24 Informaes Complementares sobre Resciso do Contrato de Trabalho.........25 Assdio Moral e Assdio Sexual.......................................................................................25 Condies Mnimas de Segurana, Sade, Conforto e Alimentao.................27 ANEXOS.....................................................................................................................................29 CTPS Contrato de Trabalho............................................................................................29 Instrues para Preenchimento da CTPS.....................................................................31 Contrato de Experincia.....................................................................................................31 Controle Individual de Frequncia..................................................................................32 Recibo de Salrio...................................................................................................................32 Recibo de Entrega de Vale-Transporte..........................................................................34 Recibo de Frias ....................................................................................................................34 Avisos Prvios Empregador(a) e Empregado(a)......................................................35 Termo de Resciso de Contrato de Trabalho...............................................................36 Mais Informaes..................................................................................................................38
  • 5. Apresentao O Ministrio do Trabalho e Emprego, em reconhecimento impor- tncia da categoria dos trabalhadores domsticos no mercado de trabalho brasileiro, lana uma nova verso da cartilha Trabalho Domstico Direitos e Deveres, publicada inicialmente em 2004. Esta cartilha, em sua 5 Edio, foi revista e atualizada para contemplar os direitos previstos na Emenda Constitucional n 72, de 02 de abril de 2013 estendidos aos trabalhadores (s) domsticos (as) e tem a inteno de contri- buir com trabalhadores e empregadores, reunindo em um nico documento, as informaes sobre as normas legais dos domsticos com o intuito de me- lhorar e fortalecer as relaes trabalhistas. Cabe ressaltar, no entanto, que esta edio ainda no contempla a re- gulamentao de todos os direitos previstos na Emenda Constitucional n 72, mas representa uma resposta rpida e objetiva do Ministrio do Trabalho e Emprego, com o intuito de esclarecer dvidas quantos aos direitos j em vigor. Manoel Dias MINISTRO DO TRABALHO E EMPREGO
  • 6. 7 Trabalho Domstico Ministrio do Trabalho e Emprego CONCEITO Considera-se empregado(a) domstico(a) aquele(a) maior de 18 anos que presta servios de natureza contnua (frequente, constante) e de finalida- de no-lucrativa pessoa ou famlia, no mbito residencial destas. Assim, o trao diferenciador do emprego domstico o carter no- -econmico da atividade exercida no mbito residencial do(a) empregador(a). Nesses termos, integram a categoria os(as) seguintes trabalhadores(as): cozinheiro(a), governanta, bab, lavadeira, faxineiro(a), vigia, piloto par- ticular de avio e helicptero, motorista particular, jardineiro(a), acompa- nhante de idosos(as), entre outras. O(a) caseiro(a) tambm considerado(a) empregado(a) domstico(a), quando o stio ou local onde exerce a sua ativi- dade no possui finalidade lucrativa. A Lei n 5.859, de 11 de dezembro de 1972, regulamentada pelo Decreto n 71.885, de 09 de maro de 1973, dispe sobre a profisso do(a) empregado(a) domstico(a), conceituando e atribuindo-lhe direitos. A Constituio Federal de 1988, por sua vez, concedeu outros, tais como: salrio-mnimo; irredutibilidade salarial; 13salrio; repouso semanal remunerado; gozo de frias anuais remuneradas com, pelo menos, 1/3 a mais do que o salrio normal; licena gestante, sem prejuzo do emprego e do salrio, com durao de 120 dias; licena-paternidade; aviso-prvio; aposen- tadoria e integrao Previdncia Social. Com a edio da Lei n. 11.324, de 19 de julho de 2006, que al- terou a Lei n. 5.859, de 11 de dezembro de 1972, os (as) trabalhadores(as) domsticos(as) adquiriram direito s frias de 30 dias, obtiveram a estabilida- de para gestantes, direito aos feriados civis e religiosos, alm da proibio de descontos de moradia, alimentao, vesturio e produtos de higiene pessoal utilizados no local de trabalho. Outra mudana significativa para incrementar a formalizao dos vnculos dos empregados domsticos foi a deduo no Imposto de Renda Pessoa Fsica de 12% do valor do recolhimento referente a um salrio mnimo mensal de um(a) empregado(a) domstico(a), includas as parcelas de 13 Salrio e 1/3 de frias. Tambm permitiu ao() empregador(a) recolher a contribuio referente a competncia de novembro de cada ano
  • 7. Trabalho Domstico 8 Ministrio do Trabalho e Emprego at o dia 20 de dezembro, juntamente com a contribuio referente ao 13 salrio, utilizando-se de um nico documento de arrecadao (GPS). Por fora da Emenda Constitucional n 72, de 02 de abril de 2013, foram estendidos aos(s) domsticos (as) outros direitos: relao de emprego protegida contra despedida arbitraria ou sem justa causa; seguro-desempre- go; FGTS; remunerao do trabalho noturno superior ao diurno; salrio fam- lia; jornada de trabalho, remunerao do trabalho extraordinrio; reduo dos riscos inerentes ao trabalho; assistncia gratuita aos filhos e dependentes; re- conhecimento das convenes e acordos coletivos; seguro contra acidente de trabalho; isonomia salarial, proibio de qualquer discriminao, proibio do trabalho noturno, perigoso ou insalubre ao menor de 18 anos. Direitos do(a) Empregado(a) Domstico(a) 1. Carteira de Trabalho e Previdncia Social 2. Salrio Mnimo 3. Irredutibilidade Salarial 4. Isonomia Salarial 5. Proibio de Prticas Discriminatrias 6. 13 (dcimo terceiro) Salrio 7. Remunerao do Trabalho Noturno 8. Jornada de Trabalho 9. Remunerao do Servio Extraordinrio 10. Repouso Semanal Remunerado 11. Feriados Civis e Religiosos 12. Frias 13. Vale-Transporte 14. Aviso-Prvio 15. Relao de Emprego protegida contra Despedida Arbitrria ou Sem Justa Causa 16. Fundo de Garantia do Tempo de Servio 17. Seguro-Desemprego 18. ProibiodeTrabalhoNoturno,PerigosoouInsalubreamenoresde18anos 19. ReconhecimentodasConvenesColetivaseAcordosColetivosdeTrabalho
  • 8. 9 Trabalho Domstico Ministrio do Trabalho e Emprego 20. Assistncia Gratuita aos filhos e dependentes 21. Reduo dos Riscos inerentes ao trabalho 22. Integrao Previdncia Social 23. Estabilidade no emprego em razo da gravidez 24. Licena-Gestante 25. Licena Paternidade 26. Salrio-Famlia 27. Auxlio-Doena 28. Seguro contra Acidentes de Trabalho 29. Aposentadoria CARTEIRADETRABALHOEPREVIDNCIASOCIAL devida- mente anotada, com os dados do(a) empregador(a), especificando-se a data de admisso, salrio ajustado e condies especiais, se houver (artigo 5, do Decreto n 71.885, de 09 de maro de 1973). As anotaes devem ser efetuadas no prazo de 48 horas, aps a