Mpe U2top1

  • View
    206

  • Download
    1

Embed Size (px)

DESCRIPTION

teste

Text of Mpe U2top1

  • 1. Carlos foi professor em uma escola estadual na periferia de uma grande cidade e um dia viveu a experincia de ser ameaado por um aluno depois da divulgao do resultado de uma avaliao.Esta experincia levou Carlos a questionar-se sobre o que ele poderia ter feito para levar o aluno a ter esta atitude to agressiva. Depois de uns dias, descobriu que este aluno dependia de boas notas em todas as disciplinas para continuar em um projeto de capacitao profissional oferecido por uma empresa visando a sua contratao aps terminar os estudos. Ser que toda esta agressividade dos alunos vem mesmo de fora da escola? Se que este aluno aoameaar-me no estaria reagindo a alguma atitude minha que tambm o agrediu?

2. Carlos comeou a interessar-se pelo tema da violncia escolar e encontrou um artigo que o ajudou a compreender melhor o problema que estaria vivenciando como professor. A citao abaixo um dos fragmentos deste artigo que contribuiu com suas reflexes ... Para muitos pais, alunos e profissionais de educao, a violncia vem de fora da escola. Ou seja, a escola vista como uma vtima de "maus elementos" que a atacam, depredam e roubam. E no entanto, a escola tambm produz a violncia no seu cotidiano. uma violncia sutil e invisvel, que se esconde sob o nome de "evaso". , inconscientemente, promovida pelos prprios educadores atravs de regulamentos opressivos, currculos e sistemas de avaliao inadequados realidade onde est inserida a escola e medidas e posturas que estigmatizam, discriminam e afastam os alunos. Fonte : Vaz, Jos C. A violncia na escola: como enfrent-la . Realmente, as situaes de violncia vivenciadas em uma sala de aula podem ter alguma relao com as prticas sociais e educativas protagonizadas pelos prprios professores!!! 3. Ao considerar a possibilidade da agressividade dos alunos em sala de aula ser uma reao s prticas sociais e educacionais adotadas por professores (as) na sala de aula, Carlos tomou a deciso de realizar uma pesquisa bibliogrfica sobre tema da violncia escolar. Ele esperava com esta pesquisa encontrar referenciais que lhe ajudasse a defender em sua escola mudanas na proposta pedaggica e curricular de sua escola, que pudessem contribuir com a diminuio da agressividade entre alunos e entre os alunos e os professores. Se eu mostrar isso para meus colegas atravs de outros autores quevmestudando este problema, talvez possa sensibiliz -los para necessidade de desenvolvermos e implementarmos aes que mudem essa realidade. 4. Gostaramos de fazer uma interrupo para analisar este relato at este momento. Aparentemente, o caminho seguido pelas reflexes de Carlos permitiriam a ele planejar uma pesquisa de qualquer tipo. Ns podemos afirmar isso porque ele refletiu e chegou a concluses que lhe permitiram cumprir duas etapas fundamentais e indispensveis para se iniciar uma pesquisa:1 - A escolha do assunto e delimitao do tema2 - Problematizao. Vamos ver como ele delineou sua pesquisa ao definir o assunto, o tema e o problema de sua pesquisa... 5. Dentro dotema da violncia escolar, arelao entre as prticas docentes e a produo da violncia na sala de aula o assunto que preciso pesquisar!!! Se eu vou defender na escola a necessidade de mudarmos nossas prticas curriculares e pedaggicas como professores, precisarei ser capasz de responder a seguinte questo para convenc-los: De que forma as prticas dos professores em sala de aula pode desencadear reaes agressivas dos alunos neste espao? 6. Como ele prosseguiria no planejamento de sua pesquisa? Voc no precisa concordar com a forma como Carlos definiu o assunto, o tema e o problema que decidiu tratar em sua pesquisa.Estamos apenas lhe provocando para refletir sobre como as diferentes etapas de uma pesquisa articulam-se e em particular sobre o quanto fundamental saber delinear claramente o assunto, o tema e o problema antes de se prosseguir uma pesquisa. Ser que Carlos conseguiu fazer isso ? Justificativa Hipteses, questes e objetivos Cronograma Oramento e recursos referncias Bibliografia Pressupostos Tericos Metodologia