Click here to load reader

Projecto educativo do Agrupamento de Escolas Fragata do Tejo

  • View
    275

  • Download
    4

Embed Size (px)

Text of Projecto educativo do Agrupamento de Escolas Fragata do Tejo

  • 1. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS FRAGATA DO TEJO Projecto Educativo 2010/2014 1

2. NDICE DE CONTEDOS 1 PREMBULO.................................................................................................................3 2 - INTRODUO................................................................................................................4 3 - PRINCPIOS QUE ORIENTAM O PROJECTO EDUCATIVO.....................................6 4 - CARACTERIZAO DO CONCELHO.........................................................................7 5 - CARACTERIZAO DO AGRUPAMENTO..............................................................12 5.1 DIMENSO E CONDIES FSICAS DAS ESCOLAS....................................13 5.2 CARACTERIZAO DA POPULAO............................................................18 6 - POTENCIALIDADES, PROBLEMTICAS E TEMA.................................................19 6.1- MISSO/VALORES................................................................................................21 6.2- FINALIDADES ......................................................................................................22 7- PRIORIDADES DE ACO E MELHORIA.................................................................23 RESULTADOS ESCOLARES..................................................................................25 ORGANIZAO DA DIMENSO PEDAGGICA...............................................27 DIMENSO ORGANIZACIONAL GLOBAL.......................................................28 8- DIVULGAO ..............................................................................................................29 9- AVALIAO...................................................................................................................29 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS FRAGATA DO TEJO Projecto Educativo 2010/2014 2 3. 1 PREMBULO O Projecto de escola corresponde ao tempo e s actividades necessrias emergncia de um ncleo agregador de princpios, valores e polticas capazes de orientarem e mobilizarem os diferentes membros da organizao Escola. (Barroso, Joo 1992) A escola tem como objectivo a formao de cidados competentes, esclarecidos, participativos, tolerantes e reflexivos. Neste contexto, o Projecto Educativo enquanto documento estruturante e orientador da poltica educativa do Agrupamento deve contribuir para o desenvolvimento e crescimento de um movimento de autonomia, onde impere a diversidade, a democraticidade, a participao e a eficcia. O Projecto Educativo do Agrupamento deve reflectir, questionar, identificar problemticas, identificar / propor solues, avaliar os resultados e mobilizar toda a comunidade em torno de objectivos comuns de forma a perspectivar o futuro tendo em vista a qualidade. Neste sentido, um trabalho colectivo que deve ser desenvolvido em benefcio dos alunos e que pressupe o conhecimento das caractersticas, interesses e expectativas dos mesmos, o conhecimento do contexto (interno e externo) em que se desenvolve o processo educativo, o estabelecimento de prioridades educacionais, a identificao de estratgias de interveno e a participao de todos os intervenientes. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS FRAGATA DO TEJO Projecto Educativo 2010/2014 3 4. 2 - INTRODUO Actualmente, as sociedades modernas enfrentam desafios que esperam ser a escola a promover a sua resoluo enquanto instituio socializadora por excelncia, reformista e atenta s realidades sociais e culturais. Procura-se sobretudo que a escola seja uma instituio capaz de formar cidados solidrios, responsveis e desprovidos de atitudes discriminatrias sendo bvia a responsabilidade da escola na formao dos cidados e nesse sentido deve envolver os alunos num processo dinmico capaz de gerar cidados preparados para intervir, interpretar e conhecer a vida e o mundo tendo sempre presente a dignificao do ser humano. O mundo da informao tem vindo a alterar as regras sociais e culturais, transformando a sociedade e com ela a emergncia de uma nova viso da educao em geral e da aprendizagem em particular, da que to importante como aceder e adquirir essa informao aprender a utiliz-la com sentido e integr-la numa perspectiva de aprendizagem ao longo da vida. Neste mundo em constante mutao onde se vislumbra o emergir da sociedade da informao, impe-se uma mudana conceptual que conduza a uma educao de qualidade assente em saberes e competncias, ao mesmo tempo que se combate a desvalorizao social e cultural dos valores que at h bem pouco constituram um dos pilares fundamentais da nossa sociedade. Por outro lado, os tempos actuais pressionados pela competitividade global colocam novos desafios Escola quanto maneira como estamos a preparar as geraes do futuro. Na verdade, as relaes transformam-se, so mais abrangentes, os papis diluem-se misturando-se as fronteiras relacionais e, com a globalizao da informao as responsabilidades aumentam. Ao encontrar o caminho, o trilho certo, um modelo educacional coerente com base na cooperao, colaborao, troca e partilha de experincias e saberes entre o agrupamento e a comunidade em geral e em particular com os alunos, assente na responsabilidade, rigor e respeito, conseguiremos alcanar e ganhar o futuro. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS FRAGATA DO TEJO Projecto Educativo 2010/2014 4 5. Neste sentido, o Projecto Educativo do Agrupamento de Escolas Fragata do Tejo pretende promover uma dinmica de inovao orientadora da actividade escolar em todas as suas vertentes, no pressuposto de uma vontade colectiva, envolvimento comunitrio e uma administrao educativa participada, assente numa cultura organizacional de agrupamento associada a uma competncia tcnica de gesto de processos eficazes de lideranas e avaliao. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS FRAGATA DO TEJO Projecto Educativo 2010/2014 5 6. 3 - PRINCPIOS QUE ORIENTAM O PROJECTO EDUCATIVO No por as coisas serem difceis que ns no ousamos, mas porque no ousamos que elas so difceis (Sneca, s.d.) Sendo a Escola o espao onde se operam todas as mudanas preconizadas pelo Sistema Educativo consignados na Lei de Bases, no possvel que o Projecto Educativo do Agrupamento esquea os princpios e finalidades nele expressas, que traduzem os valores orientadores de uma sociedade. Este Projecto deve reflectir sobre a forma e o processo que o Agrupamento dever seguir para tornar exequvel a concretizao dessas finalidades e princpios, conferindo-lhe assim uma identidade prpria. Nesse sentido o Projecto Educativo do Agrupamento deve no s respeitar os princpios e finalidades constantes da Lei de Bases do Sistema Educativo, como assumir-se como um instrumento orientador e personalizado desses mesmos princpios. O Projecto Educativo deve assim responder s necessidades resultantes da realidade social, contribuindo para o desenvolvimento pleno e harmonioso da personalidade dos indivduos, incentivando a formao de cidados livres, responsveis, autnomos e solidrios, valorizando a dimenso humana do trabalho (LBSE, art 2, ponto 4), promovendo o desenvolvimento do esprito democrtico e pluralista, respeitador dos outros e das suas ideias, aberto ao dilogo e livre troca de opinies, formando cidados capazes de julgarem com sentido crtico e criativo o meio social em que se integram e de se empenharem na sua transformao progressiva. (LBSE, art 2, ponto5) Subjacente a estes princpios est um ideal de cidado livre, reflexivo, tolerante, responsvel, autnomo, solidrio, com esprito crtico, defendendo os princpios de vivncia democrtica, respeitador dos outros e de si prprio, aceitando e respeitando as diferenas de ideias e culturas, aberto ao dilogo e tolerncia. o indivduo completo no campo moral e cvico tanto a nvel pessoal como social. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS FRAGATA DO TEJO Projecto Educativo 2010/2014 6 7. 4 - CARACTERIZAO DO CONCELHO O Concelho da Moita onde se localiza o Agrupamento de Escolas Fragata do Tejo est situado na regio da Grande Lisboa, pertence ao distrito de Setbal e confina a norte com o concelho do Montijo, a nascente e a sul com o concelho de Palmela e a poente com o concelho do Barreiro. O concelho tem uma rea de 55,4 Km e constitudo pelas freguesias de Alhos Vedros, Baixa da Banheira, Moita, Gaio/Rosrio, Sarilhos Pequenos e Vale da Amoreira. No ps 25 de Abril, o Municpio viu a sua populao aumentar, em parte devido chegada de residentes das ex-colnias. Este aumento foi principalmente sentido nas freguesias da Moita, Baixa da Banheira e Vale da Amoreira. Esta tendncia foi alterada entre 1991-2001. Neste perodo, o Concelho da Moita registou um crescimento de 3,6%, muito abaixo da mdia registada na Pennsula de Setbal, com um crescimento de 11,6%, enquanto que na regio de Lisboa se verificou um crescimento de 5,4% e em Portugal de 5%. Este ritmo de crescimento foi dos mais baixos dos ltimos 100 anos, podendo ser explicado por uma diminuio do crescimento natural, com o acentuar do envelhecimento da populao a um ritmo bastante significativo. importante referir que, embora o crescimento que apresenta at ao ano de 2007 seja muito residual, no existe um decrscimo da populao semelhana de Concelhos prximos geograficamente. Conclui-se que o Concelho da Moita composto por freguesias com carcter marcadamente urbano, como o caso da Baixa da Banheira e Vale da Amoreira, onde reside a maior parte da populao (53% da populao residente do Concelho) e cuja estrutura etria marcadamente mais jovem do que nas restantes. Por outro lado, temos as freguesias do Gaio Rosrio e de Sarilhos Pequenos, com um carcter marcadamente rural, com uma percentagem reduzida do total da populao (3%) e onde se registam ndices de envelhecimento muito acima da mdia. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS FRAGATA DO TEJO Projecto Educativo 2010/2014 7 8. Densidade populacional No que respeita densidade populacional (nmero de habitantes/km2), o aumento consistente com o aumento da populao residente no concelho, registando-se entre 2001 e 2006 um aumento de 4,3%. No ano de 2001, o Concelho da Moita registava uma densidade populacional de 1231,9 habitantes/km2 enquanto que, no ano de 2007, j se verificava uma densidade populacional de 1291,6 habitantes/km2. Verifica-se que o Concelho da Moita tem cerca de 3 vezes mais densidade populacional que a mdia da Pennsula de Setbal, sendo contudo ligeiramente inferior mdia da Grande Lisboa. No entanto, se considerarmos em termos da evoluo entre 2001 e 2007, verifica-se que na Grande Lisboa a densidade populacional aumentou, em mdia 0,7%, enquanto no Concelho da Moita aumentou 4,3% em igual perodo (para 4,1% de aumento na Pennsula de Setbal). Actividades Econmicas Existe um fenmeno de terciarizao, que pode ser comprovado pela anlise do quadro e do grficos abaixo, que mostram a evoluo da distribuio da populao do Concelho por sectores de actividade e a partir dos quais se constata a evoluo crescente da populao activa no sector tercirio. Salienta-se, por outro lado, a fraca expresso do sector primrio, que tem vindo progressivamente a perder populao activa e que hoje assume um papel pouco relevante no Concelho, relativamente ao nmero de activos que emprega e ao nmero de exploraes em actividade. A actividade agrcola existente efectua-se em pequenas propriedades (a dimenso mdia da propriedade no Concelho de 2.800 m2) que se localizam na Zona Norte da Vila da Moita e a sul nos Brejos e Barra Cheia. A criao de gado leiteiro e a produo de produtos hortcolas so as actividades mais significativas. No sector secundrio, as empresas sedeadas no Concelho so na sua maioria de pequena e mdia dimenso, de produo bastante diversificada, sendo as mais significativas as de construo civil, metalomecnica e alimentares, localizadas na sua maioria na freguesia de Alhos Vedros e Moita. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS FRAGATA DO TEJO Projecto Educativo 2010/2014 8 9. Grfico n. 1 Distribuio da populao por sectores de actividade 2001 No sector do comrcio e servios, a dependncia do Concelho relativamente a outros centros urbanos reflecte-se no tipo de servios prestados e na fragilidade do comrcio local, sendo as unidades comerciais, em regra, pequenas e o comrcio pouco especializado. Este sector apresenta um maior peso nas vilas da Moita e Baixa da Banheira, sendo no entanto o mais representativo em todas as freguesias. Caracterizao educativa No Concelho da Moita, registou-se um decrscimo no nmero de indivduos que no sabem ler e escrever e nos que no possuem nenhum nvel de ensino. No que respeita ao nvel de ensino atingido pela populao residente, a Moita registou um aumento sobretudo nos nveis de escolaridade mais elevados, nomeadamente ao nvel do Ensino Secundrio e do Ensino Superior. Salientamos a superioridade da populao feminina que registou um valor de 58,4% em 2001 no Ensino Superior, tendncia verificada tambm na Pennsula de Setbal, Regio de Lisboa e em Portugal. Tambm em relao ao Ensino Superior, o Concelho acompanhou a tendncia nacional ao verificar-se um aumento, uma vez que a populao com este grau de ensino duplicou. Na educao pr-escolar mantm-se um ligeiro desequilbrio entre a oferta de estabelecimentos da rede pblica e da rede particular: em 2008/2009, a rede de educao AGRUPAMENTO DE ESCOLAS FRAGATA DO TEJO Projecto Educativo 2010/2014 9 10. pr-escolar concelhia constituda por 31 e 19 salas respectivamente, num total de 50 salas. A taxa de cobertura para o ano lectivo 2008/2009 foi de cerca de 58%. Este valor aproximar-se- da mdia da regio da Pennsula de Setbal, embora continue claramente abaixo da mdia nacional. Nos ltimos anos, tem-se registado a concretizao de uma poltica de iniciativa municipal atravs da abertura de novas salas, nomeadamente duas salas na freguesia da Moita, em 2006/2007 e trs na freguesia de Alhos Vedros, em 2007/2008. Perspectiva-se ainda a abertura de novas salas na freguesia da Moita. Todo o Concelho apresenta cobertura ao nvel do 1 ciclo. A taxa mdia de ocupao dos estabelecimentos tendencialmente elevada, o que indicia alguma sobrelotao dos estabelecimentos existentes (nmero elevado de salas em regime duplo). Relativamente aos 2 e 3 Ciclos do Ensino Bsico, de um modo geral, tem-se assistido, recentemente, a um ligeiro decrscimo ao nvel do nmero de alunos matriculados no 2 ciclo, mantendo-se relativamente estvel ao nvel do 3 ciclo. Os dados de reteno e desistncia referentes ao concelho da Moita so muito superiores aos valores mdios do Pas e da Pennsula. Grfico n. 2 Taxa de Reteno e Desistncia no Ensino Bsico 2005/2006 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS FRAGATA DO TEJO Projecto Educativo 2010/2014 10 11. Grfico n. 3 Nmero de alunos por nvel de ensino no Concelho em 2006/2007, 2007/2008 e 2008/2009 Nota: A informao da caracterizao do concelho e grficos (n1,n2 e n 3) foram retirados do Diagnstico Social do concelho da Moita, divulgado em Setembro de 2009. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS FRAGATA DO TEJO Projecto Educativo 2010/2014 11 12. 5 - CARACTERIZAO DO AGRUPAMENTO O Agrupamento de Escolas Fragata do Tejo com o cdigo 171300 foi constitudo no ano lectivo 2004/2005 e situa-se na vila da Moita, cuja sede a Escola Bsica dos 2 e 3 Ciclos Fragata do Tejo. O Agrupamento composto por sete escolas, nomeadamente Escola Bsica do 2 e 3 Ciclos Fragata do Tejo, situada na vila da Moita, freguesia da Moita; Escola Bsica do 1 Ciclo N1 da Moita, situada na vila da Moita, freguesia da Moita; Escola Bsica do 1 Ciclo do Gaio, situada na freguesia do Gaio/Rosrio; Escola Bsica do 1 Ciclo com Jardim-de-infncia do Rosrio, situada na freguesia do Gaio/Rosrio; Escola Bsica do 1 Ciclo das Arroteias, situada na freguesia de Alhos Vedros; Escola Bsica do 1 Ciclo dos Brejos, situada na freguesia da Moita; Escola Bsica do 1 Ciclo com Jardim-de-infncia da Barra Cheia, situada na freguesia de Alhos Vedros. Relativamente s condies fsicas das unidades escolares do Agrupamento o quadro seguinte indica para cada estabelecimento de ensino do agrupamento o nmero de salas existente, o nmero de turmas e o seu regime de funcionamento em 2009/2010. Estabelecimentos de ensino N. de salas N de turmas Regime de funcionamento Jardim de Infncia J. I. Rosrio 1 1 Normal J. I. Barra Cheia 1 1 Normal 1 Ciclo N 1 Moita 7 7+7 Duplo EB1 B Cheia 2 2 Normal EB1 Gaio 2 2 Normal EB1 Arroteias 2 2 Normal EB1 Rosrio 2 2 Normal EB1 Brejos 2 2 Normal 2 3 Ciclos Fragata do Tejo 43 30 Normal Quanto ao regime de funcionamento das unidades escolares do agrupamento, como se pode verificar no quadro acima, exceptuando a Escola Bsica N 1 da Moita que funciona em regime duplo todos os estabelecimentos de ensino funcionam em regime normal. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS FRAGATA DO TEJO Projecto Educativo 2010/2014 12 13. 5.1 DIMENSO E CONDIES FSICAS DAS ESCOLAS Escola Bsica do 2 e 3 Ciclos Fragata do Tejo A Escola Bsica do 2 e 3 ciclo Fragata do Tejo constituda por um edifcio monobloco em forma H, com rs-do-cho e 1 andar interligados. Nesta escola no existe pavilho gimnodesportivo, sendo as aulas de Educao Fsica leccionadas em dois campos exteriores, um court de tnis e uma sala polivalente adaptada e utilizada para as aulas desta disciplina. Nos espaos exteriores existem reas de lazer e espaos verdes ajardinados. Os espaos fsicos existentes no rs-do-cho do edifcio so 8 salas de aula, Laboratrio de Matemtica, 2 seminrios onde so leccionadas as Actividades de Enriquecimento Curricular, 1 seminrio adaptado a sala de trabalho dos Departamentos de Lnguas e Cincias Sociais e Humanas, 2 gabinetes onde funciona o do rgo de direco, o gabinete onde funciona a Aco Social Escolar, Gabinete de Interveno Disciplinar, Gabinete onde funciona o ensino especial, gabinete onde funciona a Associao de Pais, sala de professores, sala de assistentes operacionais e funcionrios, 2 espaos de convvio destinados aos alunos, hall de entrada, PBX, elevador, secretaria, reprografia, papelaria, refeitrio, cozinha, bar, 2 WC para professores, 2 WC para assistentes operacionais, 8 WC para alunos/alunas, 2 WC para deficientes sala de arquivo, 5 arrecadaes de material diverso e 4 arrecadaes no vo da escada destinadas a material de limpeza. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS FRAGATA DO TEJO Projecto Educativo 2010/2014 13 14. No primeiro andar existem 22 salas de aula, 3 seminrios, a biblioteca/centro de recursos, 6 arrecadaes de material diverso, a sala de directores de turma, WC para assistentes operacionais, WC para professoras e elevador. No exterior existe a portaria, 2 campos de jogos destinados prtica da Educao Fsica, 1 campo de tnis, pista de atletismo com 80 metros, balnerio para alunos e balnerio para alunas e uma pequena diviso destinada aos professores de Educao Fsica, para alm de zonas verdes ajardinadas. Escola Bsica do 1 ciclo N.1 da Moita A Escola Bsica N1 da Moita constituda por um edifcio de plano centenrio, rodeada por um ptio remodelado, onde existe um campo de jogos equipado com duas balizas, dois cestos de basquetebol, duas filas de bancada e um edifcio de construo recente onde funciona o refeitrio e a sala de informtica. Existem sete salas de aula, dois telheiros abrigam os alunos nos dias de chuva, encontrando-se a escola limitada por um muro e uma vedao que assegura a proteco dos alunos. Existem dois blocos de 4 casas de banho, cada um, e ainda mais duas casas de banho individuais, uma de cada lado. Possui um espao/hall onde os professores se renem e que d acesso por uma escada ao 1 andar, onde existe um espao que utilizado para apoios educativos fazendo ligao a uma pequena arrecadao. Uma antiga cozinha encontra-se dividida num espao para a Coordenao da Escola e Apoio Educativo e noutro onde se podem desenvolver actividades de Expresso Plstica e preparar lanches. Uma sala de aula foi adaptada para Biblioteca. Existe um edifcio de construo recente onde funciona o refeitrio com vestirio e uma casa de banho tendo AGRUPAMENTO DE ESCOLAS FRAGATA DO TEJO Projecto Educativo 2010/2014 14 15. como divisria uma porta de correr que o separa da Sala de Informtica. Este edifcio dispe de trs casas de banho, sendo, uma delas destinada a portadores de deficincia. Funcionamento: a escola possui sete salas de aula, nmero manifestamente inferior ao necessrio para o nmero de alunos, pelo que funciona em regime duplo havendo sete turmas de manh e sete turmas no turno da tarde sendo o horrio de funcionamento o seguinte: turno da manh das 8:15 h s 13:15 h e o turno da tarde das 13:30 h s 18:30 h. As Actividades de Enriquecimento Curricular, por falta de espaos, realizam-se fora do espao fsico da escola. Escola Bsica do 1 ciclo com Jardim-de-infncia do Rosrio A Escola Bsica do 1 ciclo com Jardim-de- infncia do Rosrio, situa-se na freguesia do Gaio- Rosrio. uma escola de plano centenrio, composta por trs salas: duas do 1 ciclo e uma do jardim-de-infncia. O edifcio do 1 ciclo independente do pr-escolar, tendo cada um deles, hall de acesso com porta. O edifcio do 1 ciclo composto por 2 pisos, cada um com uma sala de aula. No rs-do-cho, existe ainda uma pequena dispensa para guardar os produtos de limpeza de desgaste e material de desporto. O edifcio do pr escolar composto por uma sala de aula, um hall de entrada e um alpendre que d acesso a trs casas de banho e uma arrecadao. Todo o edifcio est rodeado de um muro com rede para evitar a entrada de pessoas estranhas. O cho do recreio de areia e existe uma sebe junto da vedao, com algumas rvores de pequeno porte, um campo de futebol, baloios e escorregas de plstico. Nas traseiras da escola existe um pequeno alpendre fechado que foi adaptado para refeitrio, e h ainda neste alpendre trs casas de banho. No hall do primeiro andar existe ainda uma mini biblioteca. Nesta escola o jardim-de-infncia tem horrio normal das 9:00 h s 15:30 h. As actividades no 1 ciclo funcionam em horrio normal das 9:00h s 15:30 h, e das 15:30h at s 17.30h funcionam as Actividades de Enriquecimento Curricular. O intervalo para almoo das 12:30h s 14:00h. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS FRAGATA DO TEJO Projecto Educativo 2010/2014 15 16. Escola Bsica do 1 ciclo com Jardim-de-infncia da Barra Cheia A escola constituda por trs edifcios, um dos quais pr fabricado onde funciona o jardim-de- infncia. O 1 ciclo funciona em dois edifcios: um edifcio de plano centenrio, com uma sala de aula, um hall de entrada, um alpendre coberto, uma casa de banho para alunos, uma para professores e uma adaptada para deficientes; o outro edifcio de construo mais recente, tem uma sala de aula, uma pequena rea que funciona como espao multiusos e uma arrecadao. No recreio as crianas usufruem de espaos para brincar e realizar actividades ldicas. A escola possui ainda pequenos espaos verdes e um campo de areia rodeado de pneus que o limitam e utilizado como campo de jogos, um espao com areia e alguns canteiros. O refeitrio funciona numa colectividade no exterior, junto escola. Funcionamento: nesta escola o jardim-de-infncia funciona das 9:00h s 15:30h. O 1 ciclo funciona das 9.00h s 15:30h, e das 15:30h at s 17:30h funcionam as Actividades de Enriquecimento Curricular. O intervalo para almoo das 12:00h s 13:30h. Escola Bsica do 1 ciclo dos Brejos A escola constituda por dois edifcios, um de plano centenrio e outro de construo mais recente. Em cada um destes edifcios existe uma sala de aula. No edifcio de plano centenrio existe um espao adaptado onde so fornecidas as refeies, tem um alpendre coberto, 4 casas de banho e o recreio. Funcionamento: a escola funciona em horrio normal, das 9:00h s 15:30h. A partir das 15:30h at s 17:30h funcionam as Actividades de Enriquecimento Curricular. O intervalo para almoo das 12:00h s 13:30h para uma das turmas e das 12:30h s 14:00h para a outra. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS FRAGATA DO TEJO Projecto Educativo 2010/2014 16 17. Escola Bsica do 1 ciclo N. 1 das Arroteias A escola constituda por um nico edifcio de um s piso tipo plano centenrio. Existem duas salas de aula, uma sala adaptada para servir as refeies aos alunos e de apoio aos professores. Existem tambm duas casas de banho para alunos, uma para os professores e ainda duas entradas cobertas. O recinto da escola encontra-se vedado com rede para segurana dos alunos. Funcionamento: a escola funciona em horrio normal das 9:00h s 12:00h e das 13:30h s 15:30h. A partir das 15:30h e at s 17:30h funcionam as Actividades de Enriquecimento Curricular. O intervalo para almoo das 12:00h s 13:30h. Escola Bsica 1 do Gaio A escola constituda por um edifcio tipo plano centenrio, composto por duas salas de aula, cada uma delas com um hall. Num destes hall funciona a biblioteca e no outro uma pequena sala de informtica. Na escola existem duas casas de banho normais e uma adaptada para deficientes, para alm de uma dispensa para guardar material diverso e de limpeza. Existem tambm dois alpendres, um coberto adaptado a sala de refeies e outro descoberto. Todo o edifcio est rodeado por um muro com rede para evitar a entrada de estranhos. O recreio de areia e nele existem duas balizas, dois baloios e um escorrega. Funcionamento: a escola funciona em horrio normal, das 9:00h s 15:30h. A partir das 15:30h at s 17:30h funcionam as Actividades de Enriquecimento Curricular. O intervalo para almoo das 12:00h s 13:30h. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS FRAGATA DO TEJO Projecto Educativo 2010/2014 17 18. 5.2 CARACTERIZAO DA POPULAO Por referncia aos sectores profissionais da actividade econmica verifica-se que 49% dos encarregados de educao esto ligados ao sector tercirio, 30% ao secundrio e 2% ao primrio, sendo que 19% no se conhece a sua profisso ou esto desempregados. A escolaridade dos pais dos alunos do agrupamento com base nos inquritos feitos no mbito do processo de auto-avaliao mdia/baixa apontando para uma maioria (cerca de 57%) com habilitaes ao nvel do 1, 2 e 3 ciclos, respectivamente 12,2%, 14,3% e 30,7%. Nvel de Escolaridade dos Encarregados de Educao Conjugando o nvel socioeconmico das famlias e a baixa escolaridade dos pais, embora no exista nenhum estudo, acredita-se que estes tero certamente algum impacto ao nvel da motivao/interesse pelas actividades e sucesso escolar dos alunos. A situao scio-econmica das famlias reflecte-se no elevado nmero de alunos beneficirios da Aco Social Escolar, sendo no presente ano lectivo de 241 alunos do Escalo A e 165 do Escalo B, representando respectivamente 21% e 14,5% do total de alunos. Da anlise comparativa dos ltimos trs anos verifica-se um aumento muito significativo de alunos subsidiados do ano lectivo 2007/2008 para 2008/2009, com uma ligeira diminuio no ano lectivo seguinte. Ano lectivo Pre escolar e 1ciclo 2 e 3 ciclos TOTAL Escalo A Escalo B Escalo A Escalo B Escalo A Escalo B 2007/2008 109 29 144 9 253 38 2008/2009 127 40 128 112 255 152 2009/2010 105 74 136 91 241 165 A situao scio-econmica dos alunos por referncia aos que so ou no beneficirios da Aco Social Escolar no ano lectivo de 2008/2009 e da anlise dos resultados reflectidos no sucesso/insucesso pode verificar-se que o insucesso nestes alunos est ligeiramente acima da mdia do agrupamento, excepto no 6 ano de escolaridade que menor e no 7 ano que muito semelhante. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS FRAGATA DO TEJO Projecto Educativo 2010/2014 18 19. 6 - POTENCIALIDADES, PROBLEMTICAS E TEMA Considerando a avaliao do projecto educativo em vigor at 2009/10, o resultado do tratamento da informao recolhida, atravs da aplicao de questionrios, no quadro da avaliao interna e auto-avaliao do agrupamento e o contedo do relatrio sobre a avaliao externa recentemente elaborado e publicitado sobressaram como principais potencialidades/pontos fortes: Relativa estabilidade do corpo docente; Boas relaes interpessoais entre os diferentes elementos da comunidade educativa; Empenho e dedicao do pessoal docente e no docente no exerccio das suas funes; Encarregados de educao empenhados na procura de solues conjuntas; Trabalho de monitorizao dos resultados escolares; Capacidade de iniciativa de realizao de Actividades/projectos diversificados; Transversalidade e abrangncia das actividades desenvolvidas pela BE/CRE; Qualidade no atendimento efectuado pelos diferentes servios da escola sede do Agrupamento (bar, refeitrio, secretaria, papelaria); Trabalho desenvolvido pelo GID; Empenho e disponibilidade de todos os membros/entidades representadas no Conselho Geral para a consolidao da identidade do Agrupamento. Com base no mesmo levantamento destacamos como principais pontos fracos/problemticas: Taxas de transio (abaixo das mdias nacionais) Resultados na avaliao externa (provas de aferio e exames nacionais) das disciplinas de Lngua Portuguesa e Matemtica, abaixo das mdias nacionais; Insuficiente/escassa articulao curricular e sequencialidade entre ciclos; Ausncia de prticas consolidadas de utilizao de planos de aco e melhoria; Prticas de diferenciao pedaggica com pouca expresso ao nvel dos 2 e 3 ciclos; Abandono Escolar (residual); AGRUPAMENTO DE ESCOLAS FRAGATA DO TEJO Projecto Educativo 2010/2014 19 20. Percepo de alguma indisciplina nos espaos escolares; Lideranas pouco mobilizadoras e valorizadoras da dinmica educativa; Insuficiente identidade/cultura de Agrupamento; Deficitrias infra-estruturas a nvel de instalaes fsicas, nomeadamente, espaos para a realizao das Actividades de Enriquecimento Extra Curricular na EB1n1 da Moita, pavilho Polidesportivo na Escola sede, instalaes sanitrias Tendo por base as potencialidades, a caracterizao do Agrupamento e as expectativas da comunidade educativa traamos as seguintes reas de interveno, como prioritrias, de modo a dar sentido nossa aco educativa: Resultados Escolares Organizao da dimenso pedaggica Dimenso organizacional global Pretende-se que este Projecto Educativo se constitua como uma resposta adequada especificidade das problemticas, dos contextos e das situaes vividas nas diferentes escolas do Agrupamento e suas comunidades. Entendemos fundamental colocar em evidncia a importncia da aco e a possibilidade da concretizao de objectivos. Nesta perspectiva, propomos a considerao de trs ideias- chave, traduzveis nos verbos e nas intencionalidades de aco que constituem o tema do Projecto: MelhorarMelhorar resultados, processos, qualidade de servios AprenderAprender com o que se faz, com os outros DesenvolverDesenvolver as ideias e as prticas, o pessoal e o colectivo, o profissional e a organizao. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS FRAGATA DO TEJO Projecto Educativo 2010/2014 20 21. 6.1- MISSO/VALORES MISSOMISSO O Projecto Educativo constitui-se como um documento orientador e funcional daquilo que acreditamos ser o nosso caminho/a nossa misso, que ser desenvolver um trabalho promotor de uma verdadeira igualdade de oportunidades, firmarmo-nos como factor decisivo capaz de provocar rupturas com a reproduo de desigualdades sociais e ciclos geracionais de excluso. nossa misso contribuir para a formao de cidados sociveis, atentos, reflexivos, informados, pensadores crticos e utilizadores efectivos da informao em todos os suportes. VALORESVALORES Pretendemos: Educar pela diversidade e incluso uma escola para todos; Promover o gosto de aprender; Valorizar a tica e a cultura do trabalho; Valorizar o sentido da responsabilidade; Valorizar a solidariedade, a tolerncia e o sentido da cooperao; Desenvolver a conscincia crtica; Preservar e manter os espaos e desenvolver actos de civismo, nvel de linguagem e saber estar; Desenvolver o gosto pela pesquisa e construo do conhecimento cientfico; Desenvolver a criatividade e a inovao; Valorizar a cultura e o patrimnio locais. Queremos Fomentar e organizar a aprendizagem permanente que contribua para a formao integral dos alunos nas vertentes cognitiva, cultural, ambiental e humanista. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS FRAGATA DO TEJO Projecto Educativo 2010/2014 21 22. 6.2- FINALIDADES O vento s sopra a favor, de quem sabe para onde ir. (Sneca, s.d.) Promover a participao de todos e aceitao de compromissos possveis em torno dos objectivos de aco; Definir objectivos de aco claros e exequveis, que possam simultaneamente constituir-se como referncias fundamentais, quer para o trabalho individual quer para o colectivo; Promover polticas de comunicao interna; Promover polticas de comunicao e colaborao com as instituies do meio; Promover a qualidade dos espaos e instalaes e acessibilidades para pessoas com mobilidade condicionada; Promover a formao dos recursos humanos do Agrupamento; Desenvolver ofertas curriculares diversificadas; Promover a educao integral e uma cidadania responsvel, informada e interventiva. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS FRAGATA DO TEJO Projecto Educativo 2010/2014 22 23. 7- PRIORIDADES DE ACO E MELHORIA No sentido de prosseguir as finalidades definidas, as dinmicas do Agrupamento vo incidir nas reas de interveno identificadas. Resultados Escolares Melhorar resultados escolares em todos os ciclos, nveis e disciplinas (assumir como referncias principais os resultados de mbito nacional: resultados finais de ano e ciclo, exames, provas de aferio); Melhorar resultados por disciplina, prioritariamente aquelas que anualmente so identificadas pela seco de monitorizao de resultados como apresentando menor sucesso; Melhorar resultados e condies de transio de ciclo (n de nveis inferiores a 3 nos alunos que transitam); Melhorar tratamento personalizado dos casos de abandono. Organizao da dimenso pedaggica Promover, assegurar e melhorar a sequencialidade e articulao de prticas e procedimentos, quer do ponto de vista administrativo como pedaggico, particularmente no que se refere s prticas pedaggicas em contexto de sala de aula, mas tambm no domnio das actividades extracurriculares, entre diferentes nveis e ciclos de educao e ensino. Diversificar a oferta educativa, especialmente ao nvel dos 2 e 3 ciclos, orientada para a promoo de uma formao mais abrangente e integral dos alunos (criao de ncleos, clubes, projectos de realizao de actividades continuadas e regulares dirigidas aos alunos), mas tambm na afirmao de uma disponibilidade mais abrangente associada a conceitos de servio escolar e educativo integrados na comunidade local de que so exemplos mais recentes as ofertas no quadro da formao de adultos. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS FRAGATA DO TEJO Projecto Educativo 2010/2014 23 24. Dimenso organizacional global Construir e aprofundar a identidade de agrupamento de escolas (atravs de valorizao/integrao de diferentes profissionais em diferentes contextos de trabalho, iniciativas de divulgao de actividades e participao conjunta, quer em fases de conceptualizao como de realizao e avaliao de diferentes projectos e actividades, reforo das actividades efectivamente promotoras de maior sequencialidade e articulao entre ciclos); Continuar a assumir a centralidade da relao Escola Famlia, enquanto condio para o sucesso escolar e educativo dos alunos e de valorizao da escola enquanto espao e instituio fundamentais para o desenvolvimento da comunidade local e do pas; Valorizar todas as aces, actividades e projectos que concorram para a criao, consolidao e aprofundamento de um clima/ambiente e cultura de escola e de agrupamento orientados por valores de bem-estar e realizao pessoal e profissional de todos os que integram a populao e comunidade escolares; Diversificar e aprofundar a poltica interna de parcerias, apostando entre outros aspectos na sua visibilidade interna e externa; Promover e valorizar uma formao profissional em contexto, orientada pela resoluo de problemas e melhoramento de processos e resultados, no quadro do presente projecto educativo e das suas principais finalidades e orientaes estratgicas; Integrar as orientaes, programas e projectos de mbito nacional, regional e local na dinmica e actividade das escolas e do agrupamento no seu conjunto, numa perspectiva de adequao e articulao com as finalidades e objectivos definidos no projecto educativo do agrupamento. Refiram-se, apenas a ttulo de exemplo, os Planos Nacionais de Leitura e de Matemtica, a Educao para a Sade, a Rede Nacional de Bibliotecas Escolares, o Desporto Escolar, SABE AGRUPAMENTO DE ESCOLAS FRAGATA DO TEJO Projecto Educativo 2010/2014 24 25. RESULTADOS ESCOLARES Melhorar Resultados Escolares em todos os ciclos, nveis e disciplinas. Quadro1 Objectivos Estratgias/Aces Metas Indicadores/Avaliao Melhorar / manter as taxas de sucesso. Implementar projectos e actividades que respondam s necessidades dos alunos. Melhorar os resultados dos alunos que as frequentam. N (identificao) de frequncia de alunos e resultados obtidos. Implementar/ Fomentar Apoios Educativos. Manter/melhorar a taxa de sucesso das reas curriculares do 1., 2. e 3. ciclos. % de alunos aprovados/transio na avaliao interna. Promover as adequaes relativas ao processo de ensino e de aprendizagem, de carcter organizativo e de funcionamento, necessrias para responder adequadamente s necessidades educativas especiais de carcter permanente das crianas e jovens, com vista a assegurar a sua maior participao nas actividades de cada grupo ou turma e da comunidade escolar em geral; Adaptao de estratgias, recursos, contedos, processos, procedimentos e instrumentos, bem como a utilizao de tecnologias de apoio; Protocolo no mbito do Centro de Recursos para a Incluso (CRI) que proporciona meios tcnicos especializados para apoiar a integrao de alunos NEEcp - Necessidades Educativas Especiais de carcter permanente - (Terapeuta da Fala e terapeuta ocupacional) . Melhorar o sucesso educativo e o bem- estar fsico, mental e social dos alunos com NEE; Incluso educativa e social: Autonomia; Estabilidade emocional; Igualdade de oportunidades. % de alunos abrangidos pela modalidade de educao especial, com transio/aprovao; % de alunos que participam nos diferentes projectos e actividades desenvolvidas. Diversificar estratgias educativas de resposta diversidade dos alunos proporcionando melhorias nos resultados escolares em disciplinas com menores taxas de aproveitamento (LP/MAT/HGP); Correcta utilizao da BE/CRE e em parceria com as professoras bibliotecrias promovendo a utilizao e articulao na preparao de actividades. Melhorar as taxas de sucesso nas disciplinas; Aproximar as taxas de transio s mdias nacionais. Avaliao final tendo em conta os critrios de avaliao do Agrupamento(taxas de transio); Classificaes dos alunos no exame nacional de Mat e LP iguais ou superiores a trs. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS FRAGATA DO TEJO Projecto Educativo 2010/2014 25 26. RESULTADOS ESCOLARES Quadro1 (Continuao) Objectivos Estratgias/Aces Metas Indicadores/Avaliao Melhorar as taxas de transio. Melhorar os resultados escolares obtidos pelos alunos nos exames nacionais e provas de aferio do Ensino Bsico. Reduzir a percentagem de avaliaes negativas nos exames; Melhorar as classificaes positivas nas provas de aferio de LP e Matemtica; Aumentar o n. de crianas do pr- escolar que ingressam no 1 ciclo sem a meno de No Consegue. Classificaes positivas dos alunos nas provas de aferio de LP e M do 4 e do 6 ano; N de alunos que ingressaram no 1 ciclo sem meno de No Consegue. Aumentar a qualidade do sucesso educativo Promoo da discusso/reflexo e do trabalho de equipa na prossecuo de metodologias de trabalho, de planificao, programao e de estratgias comuns para combater o insucesso e promover a qualidade do sucesso escolar. No 1 ciclo aumentar a % de alunos que transitam sem NS; Aumentar a % de alunos que transitam com SB/E nos 2 e 3 ciclos; Aumentar % de alunos que transitam sem qualquer nvel inferior a 3; Melhorar a qualidade de sucesso nas disciplinas. Taxa de alunos com parmetros de avaliao NS; Taxa de alunos com parmetros de avaliao SB/E; % de alunos que transitaram sem qualquer nvel inferior a 3; % de alunos sem nvel inferior a 3. Estratgias a definir nos Planos de Aco/melhoria dos departamentos/disciplinas Aumentar a taxa de alunos sujeitos a PR/PA que transitam de ano; Melhorar a recuperao dos alunos sinalizados para apoio. N de alunos que superaram as dificuldades s disciplinas referidas Promover a continuidade/ melhoria do PAM/PNL Alargar o PAM (assessorias) aos alunos de todos os ciclos. Objectivos do PAM e PNL Relatrio de Avaliao do PAM e PNL Diversidade de actividades e avaliao AGRUPAMENTO DE ESCOLAS FRAGATA DO TEJO Projecto Educativo 2010/2014 26 27. ORGANIZAO DA DIMENSO PEDAGGICA Quadro 2 Objectivos Estratgias/Aces Metas Indicadores/Avaliao Promover, assegurar e melhorar a sequencialida de e articulao de prticas e procedimento s entre diferentes nveis e ciclos de educao e ensino. Reunies entre coordenadores de Ano e de Departamento para definio de linhas de actuao; Promover/alargar aos diferentes ciclos iniciativas adequadas; Dinamizar mostras conjuntas de trabalhos sobre diferentes temticas; Promover a articulao intra e interdepartamental nomeadamente do ponto de vista curricular, do planeamento/construo do PCA e da definio do PAA. Promover reunies entre coordenadores de Ano e de Departamentos; Promover a construo e aferio de materiais produzidos pelos Departamentos. N de reunies e registos (actas ou outros) das articulaes efectuadas; N de actividades transversais ao Agrupamento; Articulao dos contedos visvel nas planificaes e PCT; Avaliao do PAA. Estabelecer um trabalho funcional entre o SPO e os professores titulares de turma e Directores de Turma Promover a oferta educativa diversificada, a nvel curricular. Manter a aco do SPO na orientao escolar e profissional dos alunos Relatrios de avaliao e pareceres N de alunos acompanhados Diversificar a oferta educativa, especialment e ao nvel do 2 e 3 ciclos Promover a oferta educativa diversificada, a nvel curricular, para alunos com CEI, no mbito das suas necessidades educativas especiais de carcter permanente, preparando a transio dos alunos para a vida activa e combatendo as sadas precoces do sistema educativo: Oferta de reas curriculares especficas: Autonomias Jardinagem Introduo s Tecnologias de Informao e Comunicao Manualidades Oferta de reas curriculares adaptadas: Lngua Portuguesa Funcional Matemtica Funcional Incluso educativa e social Autonomia; Estabilidade emocional; Igualdade de oportunidades. Relatrios circunstanciados de final de ano lectivo AGRUPAMENTO DE ESCOLAS FRAGATA DO TEJO Projecto Educativo 2010/2014 27 28. DIMENSO ORGANIZACIONAL GLOBAL Quadro 3 Objectivos Estratgias/Aces Metas Indicadores/Avaliao Construir e aprofundar a identidade de agrupamento de escolas . Jornal do Agrupamento; Definir actividades transversais, a desenvolver em cada ano lectivo, visveis no PAA; Divulgar as actividades, nomeadamente, das transversais a todos os ciclos. Promover a construo do Jornal do Agrupamento Periodicidade Levantamento de actividades/trabalhados divulgados Actualizao da informao Continuar a assumir a centralidade da relao Escola Famlia, enquanto condio para o sucesso escolar e educativo dos alunos e de valorizao da escola, da comunidade local e do pas. Envolver os EE/Famlia na realizao de iniciativas diversas (culturais, de solidariedade,); Integrar os EE/ Famlia nos contextos escolares (biblioteca, sala de aula); Motivar e sensibilizar para a importncia da assuno de responsabilidades conjuntas no domnio das aprendizagens. Aumentar progressivamente o n de envolvidos; Incrementar actividades abertas comunidade educativa, valorizando-as; Divulgar as actividades/trabalhadas de forma conjunta. N de actividades organizadas de forma conjunta pelos EE/F e Profs % de EE/F que participam nas actividades Registo de presenas nas reunies de EE e outras Diversificar e aprofundar a poltica interna de parcerias, apostando entre outros aspectos na sua visibilidade interna e externa. Planificar conjuntamente actividades envolvendo os diferentes projectos/recursos do Agrupamento Dinamizar o trabalho articulado com parceiros no mbito da sade, preveno/segurana, ambiente, cultura, Promover novas parcerias Estabelecer protocolos que possibilitem o enriquecimento da oferta educativa Reforar laos institucionais com o poder local Utilizar os rgos de comunicao local para divulgao das actividades Utilizar de forma mais efectiva dos recursos existentes no Agrupamento Promover /manter parcerias que asseguram aces/intervenes nas diversas reas N de actividades planificadas/n de turmas envolvidas N de Aces e actividades em parceria Recursos de apoio prestados pela comunidade N de actividades publicitadas Promover e valorizar uma formao profissional em contexto, orientada pela/para resoluo de problemas e melhoramento de processos e resultados. Criar espaos e momentos de trabalho de aprendizagem partilhados que mobilizem a construo e desenvolvimento de uma cultura profissional, sempre que possvel creditados (Oficinas de produo de materiais, projectos de grupo, seminrios...) Estabelecer relaes construtivas, permitindo a construo/formao de uma comunidade de aprendizagem que valorize a diversidade Registos AGRUPAMENTO DE ESCOLAS FRAGATA DO TEJO Projecto Educativo 2010/2014 28 29. 8- DIVULGAO Ser feita a divulgao do PE atravs da Plataforma Moodle. Ser colocado um exemplar na Biblioteca/Centro de Recursos da EB2,3 Fragata do Tejo, outro na Biblioteca/Centro de Recursos da EB1 n1 da Moita e um exemplar em cada uma das Escolas que integram o Agrupamento. Ser enviado um exemplar a todos os elementos do Conselho Pedaggico e do Conselho Geral; Estar um exemplar na reprografia da Escola sede, para poli copiar mediante solicitao dos diferentes elementos da Comunidade Educativa. Estar um exemplar na Biblioteca da Escola sede em suporte de Cd-rom, para possvel gravao. 9- AVALIAO Anualmente, o Projecto Educativo ser alvo de anlise, avaliao e eventual reformulao/actualizao, atravs da elaborao de um relatrio. Para o efeito, so definidas estratgias que permitem a sua concretizao e, no sentido de uma maior eficcia, identificadas evidncias que podem contribuir para avaliao. Assim, a avaliao do Projecto Educativo ser feita a partir do que se espera obter e do que efectivamente foi conseguido. Esta avaliao ser da responsabilidade de todos os rgos de administrao e gesto, de todas as estruturas de orientao educativa e das restantes estruturas da comunidade educativa, que executaro a avaliao em diversas modalidades de acordo com os contextos. So exemplificativos destes contextos: a monitorizao peridica dos resultados escolares; relatrios emitidos pelo GID; relatrios de avaliao de projectos, a avaliao do Plano Anual de Actividades e ainda os relatrios de auto-avaliao das Bibliotecas. De acordo com o Decreto-lei n 75/2008, o presente Projecto Educativo foi aprovado em reunio do Conselho Geral de 30 de Setembro de 2010. O seu processo ser acompanhado por uma equipa designada pelo Conselho Pedaggico. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS FRAGATA DO TEJO Projecto Educativo 2010/2014 29