Prova CFO CBMMG 2011

Embed Size (px)

Text of Prova CFO CBMMG 2011

  • 1. CBMMG CFOCONCURSO PBLICO Edital 02/2010Prova ILEIA COM ATENO AS INSTRUES DESTE CADERNO. Elas fazem parte da sua prova.Este caderno contm a Prova Objetiva abrangendo os contedos de Lngua Portuguesa,Literatura Brasileira, Matemtica, Geografia, Histria, Direitos Humanos, Qumica, Biologia,Fsica, Lngua Estrangeira (Ingls e Espanhol).Use como rascunho a Folha de Respostas reproduzida no final deste caderno.Ao receber a Folha de Respostas:confira seu nome e nmero de inscrio;assine, A TINTA, no espao prprio indicado. Ao transferir as respostas para a Folha de Respostas: A BC D use apenas caneta esferogrfica azul ou preta;01preencha, sem forar o papel, toda a rea reservada letracorrespondente resposta solicitada em cada questo;02assinale somente uma alternativa em cada questo. Sua respostano ser computada se houver marcao de duas ou mais03alternativas. NO DEIXE NENHUMA QUESTO SEM RESPOSTA.04 A Folha de Respostas no deve ser dobrada, amassada ou rasurada.No perodo estabelecido para a realizao das provas objetiva e redao est includo o temponecessrio transcrio das respostas do rascunho para a Folha de Respostas (verso final). ATENO Nos termos do Edital n. 02/2010, [...] No dia das provas, em hiptese alguma, serpermitido: [...], d) ao candidato realizar as provas portando aparelhos eletrnicos como telefonecelular, [...] ou qualquer outro equipamento eletrnico transmissor ou receptor, bem como culosescuros ou quaisquer acessrios como, chapu, bon, [...], relgio e outros. e) o ingresso decandidato, portando arma (de fogo ou branca) [...] mesmo que possua o respectivo porte. (Item6.1.12). O candidato que, durante a realizao da prova, for encontrado portando qualquer um dosobjetos especificados nas alneas d e e [...], ser automaticamente eliminado do concurso. [...].(Item 6.1.13). DURAO MXIMA DAS PROVAS: CINCO HORAS

2. ATENO Sr.(a) Candidato(a),Antes de comear a fazer a prova, confira se este caderno contm,ao todo, 55 (cinqenta e cinco) questes de mltipla escolha cadauma constituda de 4 (quatro) alternativas assim distribudas: 5(cinco) questes de Lngua Portuguesa, 5 (cinco) questes deLiteratura Brasileira, 5 (cinco) questes de Matemtica, 5 (cinco)questes de Geografia, 5 (cinco) questes de Histria, 5 (cinco)questes de Direitos Humanos, 5 (cinco) questes de Qumica, 5(cinco) questes de Biologia, 5 (cinco) questes de Fsica e 10(dez) questes de Lngua Estrangeira sendo 5 (cinco) de Ingls e5 (cinco) de Espanhol todas perfeitamente legveis. Havendo algum problema, informe imediatamente ao aplicador de provas para que ele tome as providncias necessrias. Caso V.Sa. no observe essa recomendao, no lhe caber qualquer reclamao ou recurso posteriores.OBS: No que diz respeito Lngua Estrangeira, faa a prova segundo a sua opo no ato de inscrio para este concurso. (Edital, item 4.2.3) 2 3. Lngua PortuguesaINSTRUOAs questes de 01 a 05 relacionam-se com o texto abaixo. Leia atentamente todo o texto antes de responder a elas. A tragdia que veio da chuva e da omisso H um sculo, libertamos os escravos sem considerar que isso foraria migraes em direo s cidades. Desde os anos 30, iniciamos o salto para a industrializao, aumentando a migrao. E submetemos nossos projetos de infraestrutura urbana voracidade de um modelo de desenvolvimento perdulrio e 5 concentrador. Para no mudarmos o modelo de desenvolvimento e o imediatismo que norteiam nossas decises, vamos dando jeitinhos, como se as chuvas nunca viessem em densidades infernais, nem previsveis no longo prazo. A natureza paciente, mas no tolera jeitinhos.10 A consequncia que as cidades esto pagando pelos erros e omisses do passado. Nossas cidades so levantadas sobre o alicerce dos jeitinhos. Prisioneiros do imediato, ignoramos o futuro. No podemos jogar a culpa somente nos atuais governantes, nem nos governantes locais, nem mesmo em todos os governantes. A culpa da nossa15 cultura de preferncia pelo imediato e de pavor preveno. Fizemos a opo pelo imediatismo, pela concentrao, pela industrializao rpida, pela urbanizao apressada, com infraestrutura incompleta. E o resultado a tragdia. A tragdia vem da chuvomisso. Esse um problema que nenhum governante vai resolver se o Brasil continuar20 com a prtica do jeitinho suicida. Certamente, governadores e prefeitos precisam fazer seus deveres de casa, mas nenhum conseguir resolver os problemas de sua regio se o Brasil continuar desprezando o futuro. Enquanto isso no for feito, a chuva e a omisso continuaro a provocar25 tragdias cclicas, gritantes e visveis, ao lado de outras, permanentes, mas que nos negamos a ver: na sade, na pobreza, na educao, na migrao por necessidade de sobreviver. Essas, sim, as verdadeiras causas.(Cristovam Buarque Jornal O Tempo, Belo Horizonte, sexta-feira, 16 de abril de 2010) 3 4. Questo 01A tragdia vem da chuvomisso. (linha 18)O sentido da palavra sublinhada NO est diretamente explicitado, no texto,A) no ttulo.B) no quarto pargrafo.C) no penltimo pargrafo.D) no ltimo pargrafo.Questo 02A natureza paciente, mas no tolera jeitinhos. (linha 9)No texto, os jeitinhos citados nessa frase soA) condenados.B) decantados.C) extirpados.D) tolerados.Questo 03No podemos jogar a culpa somente nos atuais governantes, nem nos governanteslocais, nem mesmo em todos os governantes. (linhas 13 e 14)As conjunes sublinhadas nessa frase podem ser adequadamente classificadas comoA) aditivas.B) adversativas.C) conclusivas.D) explicativas. 4 5. Questo 04Fizemos a opo pelo imediatismo, pela concentrao, pela industrializao rpida, pelaurbanizao apressada, com infraestrutura incompleta. (linhas 15-17)Nessa frase, as palavras que indicam qualificao so em nmero deA) apenas duas palavras.B) trs palavras.C) quatro palavras.D) mais de quatro palavras.Questo 05Das formas verbais sublinhadas nas frases seguintes, a que se configura comoconstruo prpria da voz passiva :A) A consequncia que as cidades esto pagando pelos erros e omisses do passado. (linhas 10-11)B) Nossas cidades so levantadas sobre o alicerce dos jeitinhos. (linha 11)C) No podemos jogar a culpa somente nos atuais governantes [...] (linha 13)D) Certamente, governadores e prefeitos precisam fazer seus deveres de casa, [...] (linha 21)5 6. Literatura BrasileiraQuesto 06Com relao obra Cobra Norato, de Raul Bopp, CORRETO afirmar queA) se trata de um poema do movimento literrio conhecido como Modernismo Brasileiro.B) remete ao culto da serpente alada a qual foi chamada de Cobra Norato por Gonalves Dias.C) se inspira na natureza tropical a qual foi amplamente valorizada pelo Arcadismo tardio.D) se refere s lendas da cultura ribeirinha, tpica da confluncia do Solimes com o Tincu.Questo 07Leia com ateno o texto a seguir, retirado de Cobra Norato, de Raul Bopp.IIISigo depressa machucando a areiaErva-pico me arranhouCaules gordos brincam de afundar na lamaGalhinhos fazem psiuDeixa eu passar que vou pra longeMoitas de tiririca entopem o caminho- Ai Pai-do-mato!quem me quebrou com mau olhadoe virou meu rasto no cho?Ando j com os olhos murchosde tanto procurar a filha da rainha LuziaO resto da noite me enrolaCom relao ao texto citado, INCORRETO afirmar que eleA) constitui um trecho do poema pico intitulado Cobra Norato.B) usa expresses caractersticas da cultura popular brasileira.C) apresenta uma estrutura com variados recursos dialogais.D) relata a marcha interminvel da herdeira mtica da coroa.6 7. Questo 08Com relao aos contos Apenas um saxofone e O moo do saxofone da obra Antes dobaile verde, de Lygia Fagundes Telles, podemos afirmar queA) ambos contam com o mesmo tipo de narrador o qual, contudo, encontra-se em momentos distintos de sua vida.B) em O moo do saxofone, encontramos a personagem Luisiana ainda pobre e em companhia do saxofonista.C) o clmax de Apenas um saxofone coincide com o final da narrativa e, por isso, surpreende o leitor desavisado.D) o principal enigma de O moo do saxofone s resolvido na leitura atenta de Apenas um saxofone.Questo 09Em relao ao conto Helga da obra Antes do baile verde, de Lygia Fagundes Telles,assinale a alternativa CORRETA.A) Enquanto narra sua histria, o personagem principal descreve, com indiferena, os treinamentos nazistas.B) Embora no se lembre de qual perna Helga perdera, Paul Karsten conseguiu enriquecer graas a ela.C) Com a identidade de Paulo Silva Filho, o alemo Paul Karsten refugiou-se no Brasil aps a guerra.D) Quando a guerra termina, o personagem descobre que jamais seria o soldado implacvel do nazismo.Questo 10Em relao ao conto Verde lagarto amarelo da obra Antes do baile verde, de LygiaFagundes Telles, assinale a afirmativa CORRETA.A) Os personagens revivem a histria bblica de Abel e Caim.B) O ttulo do conto indica a falsidade do irmo de Rodolfo.C) A surpresa do conto reafirma o sentido geral do relato.D) A desavena entre os irmos nasceu do desejo paterno.7 8. MatemticaQuesto 11Considere a funo F(x) assim definida:F(x) = 10 se x um nmero racionalF(x) = 0 se x um nmero irracional F (0,21) F ( sen ) F (1,444...) F (2 )Ento o valor da expresso 4 F (log 2 128) F (0)A) 0.B) 1.C) 2/9.D) 2/11.Questo 12Antnio estava remando em um lago, noite, quando o barco encalhou.Para pedir socorro, disparou um foguete sinalizador, que descreveu um arco parablicoindo cair na gua, 200 metros adiante. A 20 metros do barco, o foguete j tinha alcanadoa altura de 60 m.Se o foguete atingir a altura de 122 m, poder ser visto por um barco que est por perto.Se a altura chegar a 146 m, o foguete poder ser visto tambm da margem do lago porpescadores. No caso de o foguete atingir a altura de 180 m ou mais, poder ser visto poruma guarnio de bombeiros postada a 3 km do lago.Nesse caso e de acordo com esses dados, pode-se afirmarA) que ningum viu o foguete disparado por Antnio.B) que somente o barco que est por perto viu o sinal do foguete.C) que, tanto o barco, como os pescadores viram o sinal.D) que todos, inclusive os bombeiros, avistaram o sinal do foguete 8 9. Questo 13Em uma cidade existem trs locais onde grande o risco de incndio: uma f