Resumão prova

  • View
    145

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Resumão prova

Apresentao do PowerPoint

2CAPTULOROMANTISMOE O SC. XIX

3UNIDADEAs execues de 8 de maio de 1808(Goya 1814 Recorte)

...o termo romantismo, no exclusivo das artes plsticas. Trata-se na realidade de um movimento scio cultural, responsvel por grandes mudanas na cena europeia em meados do sc. XVIII e XIX. Periodo marcado por duas grandes revolues que abalaram as estruturas do mundo ocidental.Revoluo Francesa e Revoluo Industrial.

1.1O ROMNTICO NAS ARTES...a rapidez das mudanas assustava e ao mesmo tempo motivava os lideres revolucionrios, intelectuais e artistas. O pensamento romntico invadiu a esfera literria e artstica de vrios pases, acompanhando os processos de formao das nacionalidades europeias e americanas.

Nas artes plsticas, caracterizou-se pela afirmao da subjetividade e liberdade do artista diante de seus temas, expressando sentimentos mais profundos ou at mesmo descontrolados.

A morte de Sardanapalo (Delacroix leo sobre tela 1827)

...mudar para acompanhar e transformar a sociedade e o individuo , em todos os seus nveis e expresses (politico, econmico, artstico e social) , sem que isso significasse negar outras experincias foi o que pretendeu o movimento romntico.Jaffa ( Antonie-Jean Gros 1804)

1.2CONTESTANDO A FORMA E O CONTEDO......a pintura como forma de manifestao do espirito revolucionrio romntico nasce na Frana quase ao mesmo tempo que o Neoclassisismo se afirmava como arte moralizante e reformadora. Diferente do tratamento didtico da pintura neoclssica, o romntico busca a reao do espectador pelo tratamento distinto dado as fontes de inspirao, a histria local, literatura, Antiguidade.

O Romantismo, na pintura francesa surgiu entre discpulos de David, grande expoente da arte Neoclssica, que tem vrios de seus exemplares, relacionados a iconografia napolenica.

Antoine-Jean Gros (1771 1835)

...adepto ao movimento, na pintura, retrata em sua obra as cores e a dramaticidade do Barroco. Tudo o que este viu dentro das campanhas napolenicas foi a emoo, o que ento tentava retratar de forma heroica ao romantismo.

Theodore Gricault (1791 1824)...este utilizou-se do movimento para recriminar a monarquia e ao mesmo tempo, explorar a misria fsica e mental da humanidade . Para realizar sua obra, executou vrios estudos preparatrios, a melhor maneira acadmica, com base, porm, na observao de cadveres.

Francisco Goya(1746 1828)

...a sensibilidade romntica, tambm se manifestou fora da Frana, pelas mos de Goya, na Espanha (pintor oficial da corte espanhola) fez de sua arte uma das mais acidas criticas ao sistema politico e clerical espanhol. Os retratos que desenvolveu para a famlia real, j sinalizavam seu mpeto reformista, ao traas imagens nada lisonjeadoras da monarquia.

1.3ARTE COMO EVASO...alm da temtica e sentido explicitamente politico, a arte romntica expressou-se , tambm, por meios exticos e fantasiosos. A sensao de frustao para com os acontecimentos polticos, e o crescente contato com outras partes do mundo , especialmente o oriente, estimulou os artistas a buscarem novos temas.

Mulheres de Argel (Delacroix 1834)

...as naes indgenas, americanas, sero igualmente inspiradoras dos pincis romnticos.; tambm as populaes no europeias tero cada vez mais espao na arte doo Velho Mundo, a busca pelo pitoresco , se torna uma constante entre estes artistas e sua arte alimentara a curiosidade do publico europeu, tocado pelas representaes de carter idealizado e muito pouco naturalista que lhe eram apresentadas.

Hamlet e Horcio no Cemitrio (Delacroix 1839)

...Johann Moritz Rugendas, artista alemo de formao e sensibilidade romntica, percorre longos trechos da Amrica do Sul, incluindo o Brasil. Como legado de suas viagens, Rugendas deixou um importante lbum ilustrado, dedicado ao Brasil e diversas obras em aquarela e leo, resgatando aspectos pitorescos da populao e paisagens sul americanas.

RESUMOPARA PROVA

...se comparado ao Romantismo, o Realismo destaca-se imediatamente pela adeso as duras realidades contemporneas, sendo esta imaginaria, fantasiosa ou idealizada. Arte que predomina na Europa entre 1850 e 1900. Com o domnio do conhecimento cientifico o ser humano convenceu-se que precisava ser realista at mesmo nas criaes artsticas.

REALISMONO BRASILO VIOLEIRO ALMEIDA JUNIOR

...no Brasil, a arte realista destaca-se nas mos de Almeida Jnior (1850-1899), que traz na realidade quase fotogrfica, cenas cotidianas, religiosas e paisagens (normalmente caracterizando a imagem do caipira brasileiro)

CAIPIRA PICANDO FUMO ALMEIDA JUNIOR

REALISMOFRANCS...o realismo francs teve como seu precursor, Coubert. O mesmo enxergava a dura realidade e a transportava em telas de grande formato e pinceladas expressivas.As Respigadeiras (Jean-Franois Millet)

...no Realismo francs, a adeso realidade deveria nortear o trabalho de todos que se incomodavam com o estado atual das artes. A realidade, porm, mltipla e os temas abordados por Coubert por exemplo, no se limitaram a classe trabalhadora, apesar de estar sempre preocupado com a verossimilhana em suas obras......Jean-Franois Millet, tambm colaborou com o movimento, em suas telas retratava a realidade cotidiana, principalmente aquela dos trabalhadores rurais franceses. Em suas telas predominavam os tons marrons e uma luz difusa que reflete certo sentimentalismo , construindo figuras humanas plenas de dignidade e magnitude, apesar de sua simplicidade.Jovem Shepherdess (Jean-Franois Millet)

...em 1860, o Realismo francs renuncia as temticas rurais e privilegia os temas urbanos.

Paris, o grande centro da modernidade, os artistas desejavam expressar, ao mesmo tempo, a exuberncia e a artificialidade da vida metropolitana moderna, focando na classe mdia urbana.Retrato de Nina de Callias (Manet)Edwuard Manet, foi um dos principais representantes, considerado o pintor da vida moderna.