of 28 /28
Revista Destinada a Profissionais da Área Ano 04 - Nº 11 | 2012 AAD 2012 - SAN DIEGO

Revista biotec 11

Embed Size (px)

Text of Revista biotec 11

  • Rev

    ista

    Des

    tin

    ada

    a Pr

    ofi

    ssio

    nai

    s d

    a

    rea

    An

    o 0

    4 -

    N

    11 |

    2012

    AA

    D 2

    012 -

    SA

    N D

    IEG

    O

    C

    M

    Y

    CM

    MY

    CY

    CMY

    K

    Revista Biotec 11 - Capa.pdf 1 13/4/2012 08:50:41

  • 2

    O nosso segmento, como outros tantos, tem avidez por novi-dades. Contudo, ele se torna peculiar medida em que as ltimas tendncias devem vir sempre chanceladas por pes-quisas tecnolgicas de ponta e aval de empresas idneas.

    Por esse motivo, trouxemos do congresso internacional da Academia Americana de Dermatologia (AAD) em San Diego este ano os temas de maior relevncia retratados. Ao apresent-los, no s denotamos as tendncias do mercado mundial dermocosmtico como fazemos um paralelo com o mercado brasileiro, aplicando as tecnologias mostradas na Califrnia s caractersticas e necessidades dos pacientes no Brasil.

    Dentre os destaques desta 70 edio do congresso americano esto luminosidade, proteo e reparao contra o IR-A, UVA e Luz Visvel e Fontes Marinhas, conceitos que vo ao encontro dos lanamentos Bio-tec. EVENSKIN A3 uniformiza a tonalidade e restaura a luminosidade da pele e ARTEMIA AQ-GP4G: fonte de energia celular, aumenta a produ-o de colgeno, melhora a vascularizao e cicatrizao.

    Este ano estamos ainda consolidando a importncia de OTZ 10 como neutralizador da produo de espcies reativas de oxignio geradas pelo UVA, IR-A e luz visvel.

    Assim, para cada tema abordado, a Biotec disponibiliza um portf-lio adequado aos conceitos diferenciados para um pblico cada vez mais exigente.

    Valeria FrancoDiretora Biotec Dermocosmticos

    O que esperar do mercado dermocosmtico nos prximos anos?

  • 3

    EXPEDIENTE

    A Revista Biotec Dermocosmticos distribuda exclusivamente entre profissionais da rea Mdica e Magistral.

    Diretoria: Valeria FrancoEditora: Gisele Franco MTB 23.601 - [email protected] Conselho Editorial: Mika Yamaguchi, Norma Lima e Valeria FrancoDireo de Arte: Amanda Higa e Michelle Ono Impresso: Ultraprint E-mail: [email protected]: Rua Gomes de Carvalho, 1069 - 5 andar, cjs 51/52- V. Olmpia- SP - Brasil - Telefone (11) 3047-2447

    A Revista Biotec uma publicao peridica da Biotec Dermocosmticos. Os artigos contidos nesta edio so de responsabilidade de seus autores. As dicas de formulao devem ser testadas previamente e utilizadas sob orientao mdica. www.biotecdermo.com.br

    No permitida a cpia ou a reproduo total ou parcial desta revista sem prvia autorizao. A reproduo dos artigos e das ilustraes publicadas reservada e no pode ser feita e nem traduzida sem autorizao prvia.

    MERCADO 04Trends by Biotec France. Por que Personalizar um Tratamento?

    LANAMENTO 05Aplicativo iPhone para Mdicos

    DESTAQUE 06Cobertura do Meeting AAD 2012

    TECNOLOGIA 10OTZ 10: Batalha Contra o Fotoe nvelhecimento

    EXPERINCIA CLNICA 12Uma Abordagem sobre o Envelhecimento Cutneo

    ESTTICA DERMOFUNCIONAL 14A Importncia de Esteticistas Habilitadas nas Clnicas Dermatolgicas

    GUIA DE PRESCRIO 15Ativos e Conceitos Dermatolgicos Consagrados no Meeting AAD

    TENDNCIAS 18Cold Case. Dermocosmticos la Carte

    PELO MUNDO 20Os Principais Lanamentos Mundiais em Produto Acabado

    COSMTICA VERDE 21Fosfolipdeos: Mais que Produtos Naturais, Ingredientes Skin Identicals

    EM FOCO 22Medicina Ortomolecular. Alternativas em Tratamentos para Prticas Clnicas

    CANAL ABERTO 24Farmacuticos do Brasil

    FLASHES 26Biotec na Mdia

    Nesta Edio

  • 4

    Mercado

    TrENds by bioTEc FraNcEPor que personalizar um tratamento?

    C om o advento da globalizao e da inter-net fica evidente que o mundo est co-nectado por um nico toque e voc tem disposio um arsenal de produtos de

    beleza de qualquer lugar do mundo. E nas idas e vindas entre Europa e os Estados Unidos fica claro que hoje os brasileiros tm disponvel os mesmos produtos dermo e nutricosmticos encontrados nestes pases.

    Que todas as marcas possuem produtos com qua-lidade assegurada por inmeros testes de eficcia e segurana, inquestionvel. O que pode mudar so os apelos e os ativos utilizados dependendo dos benefcios esperados. Mas o que torna o mercado brasileiro to diferenciado do europeu e americano? O que nos faz estar um passo frente do Velho Mun-do e do pas do Tio Sam?

    A resposta simples, comparada ao esforo tecno-lgico que dispomos para conseguir tal resultado. Alm do acesso a estes produtos industrializados ns, brasileiros, podemos personalizar o tratamen-to. Nossa grande vantagem que temos as farm-cias magistrais que possibilitam a manipulao de produtos dermo e nutricosmticos customizados. Enquanto o mundo caminha nessa direo ns j vivemos esta realidade. O mdico brasileiro tem a chance de adequar o tratamento ou as suas indica-es teraputicas de acordo com as necessidades

    reais do paciente e personalizar a dosagem e os ativos em uma nica formulao utilizando veculos dermocosmticos de acordo com o tipo de pele de cada paciente.

    Mas como ir mais longe e diferenciar cada trata-mento personalizado? Hoje temos uma infinidade de ativos disponveis no mercado, porm, como escolh-los de forma correta e adequ-los ao proto-colo mdico potencializando os resultados? Alguns pontos precisam ser avaliados em relao ao ati-vo: capacidade de permeao, biodisponibilidade, estabilidade da molcula e compartimentalizao (chegar no ponto de atuao seja pela liberao de mediadores ou atuando de forma efetiva no local).

    Assim, fundamental trabalhar com uma equipe multidisciplinar composta por mdicos, farmacuti-cos, nutricionistas e esteticistas na qual cada pro-fissional otimize e agregue os conhecimentos de sua rea de atuao e oferea ao paciente uma pre-veno ou um tratamento totalmente personalizado com ativos e dosagens adequados ao seu estado no momento da avaliao.

    Por que tratar todos da mesma forma se na essn-cia somos todos diferentes? Pequenas adequaes e associaes inteligentes podem criar uma siner-gia nica e resultados mais eficazes! Seja diferente. Crie o diferencial que o mundo todo est buscando.

    Graduada em Farmcia Bioqumica pela faculdade de Cincias Farmacuticas (USP), Ps-Graduada em Gesto de Processos Comunicacionais Escola de Comunicao e Artes (USP), Ps-Graduada em Design em Produo e Tecnologia Grfica (Anhembi Mo-rumbi), Consultora da Biotec Dermocosmticos.

    por Mika Yamaguchi*

  • 5

    Lanamento

    SKINPEDIA FRMULASBiotec lana aplicativo diferenciadopara o segmento mdico

    A Biotec inova mais uma vez, agora aliando tecnologia dermocosmtica portabilida-de to familiar classe mdica. J esto disponveis gratuitamente na App Store,

    da Apple, o aplicativo SKINPEDIA FRMULAS para iPhone e iPad. Dedicado exclusivamente para mdi-cos, o programa conta com uma extensa gama de frmulas dermocosmticas para dermatologistas, ortomoleculares, cirurgies plsticos, nutrlogos, endocrinologistas, geriatras e mdicos voltados medicina esttica.

    Para usufruir do aplicativo, o primeiro passo a ser dado a solicitao de senha que, aps liberada, permite a efetivao do download do SKINPEDIA FRMULAS. A aposta no lanamento dos dispositi-vos mveis tem como principal objetivo prestar um servio comunidade mdica, j que, a busca de sugestes de frmulas por nomenclatura dos ativos ou categoria ajudam o usurio na prescrio do tra-tamento mais adequado ao paciente. Assim, o m-dico poder optar pelo sistema de busca ao montar seu protocolo, baseado nas modalidades:

    especialistas no assunto, a fim de parametrizar a melhor forma de apresentao dos contedos. No Brasil, o acesso informao por meio de disposi-tivos mveis cresce em ritmo acelerado. Segundo dados de mercado, no ltimo quadrimestre de 2011, esse nmero chegou a 60%.

    Com o lanamento do nosso app SKINPEDIA FRMULAS, inovamos no segmento ao oferecer, gratuitamente, uma ferramenta til para a prescri-o de frmulas. Com essa nova tecnologia o mdi-co pode ter ao alcance de um toque, sugestes de ativos tecnolgicos de ponta, com origem garantida e resultado comprovado comenta a diretora da em-presa, Valeria Franco.

    O contedo, alm do iPhone, tambm poder ser baixado para iPad.

    Antiaging; Corporal; Despigmentao e luminosidade; Capilar; Unhas; Veculos dermocosmticos; Nutracuticos; Procedimentos (protocolos); Acne e controle de oleosidade.

    Alm disso, um glossrio de ativos dermocosmti-cos acompanha o aplicativo, com a descrio das matrias-primas e seus principais atributos.

    Foram meses para o desenvolvimento do aplicativo que contou com a consultoria de dermatologistas

  • 6

  • 7

    destaque

    PANORAMA: MEETING AMERICANODE DERMATOLOGIA

    C om a participao de aproximadamente 11.000 dermatologistas do mundo todo, o meeting da academia americana de dermatologia, que ocorreu em San Die-

    go/Califrnia, trouxe a inovao na abordagem da proteo relativa aos raios que abrangem os com-primentos de onda que variam do visvel ao infra-vermelho. Hoje no basta mais somente utilizar um filtro solar para nos proteger, necessrio ir alm com uma proteo biolgica e com a utilizao de antioxidantes mais abrangentes. Estes devem com-plementar o combate aos radicais livres e a cascata gerada pelo estresse oxidativo e, consequentemen-te, a glicao.

    As apresentaes feitas nos quatro dias de even-to mostraram que os pesquisadores desvendaram cada fase do envelhecimento, facilitando a escolha de um tratamento mais coerente para cada tipo de pele, faixa etria ou etnia.

    J na rea de produto acabado da feira, que ocorreu paralelamente ao congresso, as grandes vedetes fo-ram produtos direcionados s categorias:

    Luminosidade ou uniformidade do tom da pele; Tratamento pontual Dark Spot Corrector; Anti-UVA, proteo contra luz visvel e IR-A (calor); Inibio de MMP-1 (Matriz Metaloproteinase-1); Hidratao reparadora; Combate glicao e estresse oxidativo; Duo AM & PM (Dia & Noite).

    Quando abordamos o tema uniformidade do tom da pele notamos que este um padro de beleza que se busca de forma incansvel, j que demonstra a nossa jovialidade e aparncia saudvel. Seguindo esta tendncia a Biotec lana no mercado o ativo EvenSkin A3, uma associao de um peptdeo bio-mimtico com ALA-P (cido aminofosfnico).

    EvenSkin A3 tem a capacidade de estabilizar a dopa-croma inibindo a polimerizao espontnea e a for-mao da eumelanina. Ele age concomitantemente

    na diminuio do amarelamento da pele devido ao excesso de acar combatendo os processos de gli-cao causados pelas AGEs (produtos de glicao avanada).

    O estudo clnico foi conduzido em 21 voluntrios com avaliaes no tempo entre 0, 28 e 56 dias.

    ResultadosLuminosidade & Uniformidade: melhora em mais de 60% dos voluntrios. Mais de 85% deles apresen-taram uma tonalidade mais clara com o tratamen-to que contm EvenSkin A3. Mais da metade dos voluntrios apresentaram atenuao significativa das manchas escuras aps 28 dias de tratamento. Melhora significativa sobre as rugas profundas foi observada com o tratamento realizado com o mes-mo produto.

    Para potencializar esta ao iluminadora pode-se associar o Whitessence, uma protena extrada da semente da jaca que inibe a transferncia da mela-nina das camadas mais profundas para a superfcie.

    ALVO DE ESTUDOS E ALTERNATIVAS

    A exposio aos diversos comprimentos de onda atualmente muito pesquisada pelos danos causa-dos em nossa pele como um todo. H algum tempo

    A 70 edio do maior evento de dermatologia mundial abordou temas inovadores inspirando a Biotec na recomendao de ativos tecnolgicos de ponta.

    Diminuio em 85% da tonalidade e 50% das manchas.

  • 8

    destaqueseria suficiente utilizarmos um fotoprotetor que ti-vesse uma proteo UVB e UVA. Hoje, aps muitas avaliaes, sabemos que o calor gerado pelo IR-A tem um impacto forte sobre a derme, principalmen-te gerando altas concentraes de ROS (espcies reativas de oxignio) em todo o conjunto e tambm na mitocndria. Como consequncia, observamos o aumento de MMP-1, o grande vilo na destruio do colgeno. Concomitantemente, temos a formao de manchas geradas pelo IR-A e tambm pela luz visvel.

    A Exsymol empresa sediada em Mnaco vem nos l-timos 40 anos dedicando-se pesquisa de ativos que atuem em diferentes etapas do envelhecimento, des-de a reposio do silcio orgnico considerado um oligoelemento essencial na reestruturao da derme (cimento drmico) e epiderme, peptdeos biomim-ticos que atuem no combate glicao gerada pelos radicais livres proveniente do excesso de acar.

    Nestes ltimos anos desenvolveu o OTZ 10 (oxo-tiazolidina) que tem uma atuao diferenciada no combate das vrias espcies reativas provenientes do oxignio, nitrognio e carbono, sendo um antio-xidante que possui alta biodisponibilidade e defen-de a pele de forma eficiente do danos gerados pelo UVB, UVA, IR-A e Visvel e na neutralizao deste ra-dicais gera taurina um aminocido osmorregulador e protetor do DNA.

    Teste: Proteo contra IR-A Resultado de Expres-so de MMP-1.Concluso: OTZ 10 diminui a expresso de MMP-1 de forma dose dependente.

    HIDRATAO REPARADORAPONTO FORTE DO MEETING

    A hidratao ou a reconstituio da funo de bar-reira da pele o primeiro passo para restaurar a fun-cionalidade da epiderme. A amenizao de outros fatores que afetam o equilbrio do manto hidrolip-dico tambm fundamental. Variaes climticas drsticas, poluio e estresse so algumas das cau-sas que geram a agresso da pele. Portanto, para restaurarmos a hidratao de forma completa pode-mos trabalhar em trs etapas:

    1 Etapa: Reparar A Funo De Barreira Da Pele Pro Barrier Repair (P.B.R.) um ativo 100% natural concentrado em triterpenos do Butyrospermun Parkii Extract que fortalece a funo de barreira e ajuda na reepitelizao da epiderme, diminuindo o TEWL e a inflamao local.

    2 Etapa: Fortalecer A Defesa NaturalContra Variaes Climticas BruscasGPS Trealose um dissacardeo presente nos cactos

    Teste: Proteo do DNA irradiado por UVB.Tratamento Preventivo com OTZ 10 Medida dme-ros de piridina.Concluso: OTZ 10 protege o DNA da radio UVB.

    Teste: Proteo contra a luz visvel Medida de Espcie Fotoexcitada.Concluso: OTZ 10 tem a capacidade de quelar o oxi-gnio singleto e neutralizar os malefcios da luz visvel.

    Controle UVB (100mJ/cm2)Viabilidade da clula (24h): 90%

    UVB+ OTZ 10 (5mM)

    Sem OTZ 10 Com OTZ 10

  • 9

    destaquesem distino? por esse motivo que a dupla AM & PM foi alvo dos cientistas no encontro americano.

    A pele submetida a condies distintas durante o dia e a noite, o que faz com que os ativos sejam apro-veitados de uma forma diferente pelo ciclo celular.

    Dia (AM), temos necessidade de um sistema antio-xidante potente para combater todos os tipos de ra-dicais livres oriundos das mais diversas fontes e um ativo que fornea energia (ATP) para que as clulas funcionem melhor.

    OTZ 10, antioxidante de amplo espectro que atua nos comprimentos de onda que vo do UV ao Infra-vermelho; Alistin um antiglicante e desglicante que prote-ge as protenas e o DNA do estresse oxidativo; Artemia AQ-GP4G fornecedor de ATP, melhora a vascularizao e estimula o metabolismo em geral.

    Noite (PM), perodo em que as clulas necessitam de um sistema de depurao e reparao. a fase em que temos o momento de maior renovao celu-lar, preparando a pele para o dia seguinte.

    Anti-Ox Night favorece a restaurao do sistema imunolgico cutneo, estimula a atividade dos fibro-blastos, normaliza o metabolismo celular e favorece a biossntese de colgeno. Arct-Alg um agente detoxificante que elimina as toxinas e melhora a troca de nutrientes.

    Neste meeting, visitando a exposio, ficou eviden-te ainda que os ativos j consagrados continuaro sendo uma opo segura e certa na prescrio dos dermatologistas. Vantagem para os mdicos que possuem alternativas que complementam os pro-cedimentos potencializando os resultados junto ao paciente de forma efetiva a curto e longo prazo.

    e microorganismos que vivem em condies extre-mamente frias, tendo a capacidade de manter a via-bilidade celular das membranas. Aumenta ainda a produo de Heat Shock Protein (HSP), conhecidas como protenas protetoras da membrana que pro-tegem as mesmas da desnaturao e desidratao.

    3 Etapa: Auto-HidrataoHyaxel um cido hialurnico fracionado veto-rizado pelo silcio orgnico que tem a capacidade de aumentar a reepitelizao da epiderme e a auto-hidratao da derme criando reservatrios.

    COMBATE GLICAO E AO ESTRESSE OXIDATIVO

    Hoje o sistema antioxidante essencial em qual-quer tipo de formulao. lgico que necessitamos de uma dose de radicais livres para a mquina hu-mana funcionar de forma plena. Contudo, temos um excesso de radicais livres que so provenientes de vrias fontes internas como a ingesto em demasia de acar e alimentos industrializados, e externas como o sol, poluio e cigarro. Tal quadro se reflete negativamente em nossa sade.

    Fica assim, evidente que precisamos trabalhar com ativos tpicos e orais, e combater principalmente os radicais livres pois o nosso organismo no possui defesas naturais contra radical hidroxila e oxignio singleto (vide tabela abaixo). Para estes dois tipos de radicais recomendamos Alistin (tpico) e Glycoxil (oral). Ambos so peptdeos biomimticos derivados da carcinina e possuem atividades antioxidantes para estes radicais, antiglicante e desglicante.

    DUO AM & PM

    O comportamento da nossa pele diferente quando focamos a luz natural do dia e ausncia dela no pe-rodo noturno. Ento, porque trat-la com produtos

    Radical Livre

    Singleto -

    -

    -

    -

    Superxido

    Perxido de hidrognio

    Perxidos lipdicos

    Radical hidroxila

    Superxido dismutase (SOD)

    Catalase glutationa peroxidase

    Glutationa peroxidase

    Enzima antioxidante endgena Co-fator enzimtico

    Mangans (mitocndria), zinco e cobre (citosol)

    Ferro livre, selnio, cistena e riboflavina

    Selnio, cistena e riboflavina

  • 10

    O OTZ 10 um ingrediente funcional des-tinado combater os efeitos do envelhe-cimento dos malefcios das radiaes, em particular, solares, tais como o IR-A

    (infravermelho), os UVA, os UVB e os raios visveis. importante salientar que OTZ 10 no um filtro solar, j que ele no absorve os raios do sol. Em compensao, ele capaz de detoxificar os danos causados pela radiao, complementando a ao dos filtros solares que, infelizmente, no so capa-zes de cessar as radiaes em 100%. O ativo en-to mais indicado para produtos antiaging com foco na reverso dos danos do fotoenvelhecimento.

    Uma das caractersticas que tornam OTZ 10 um ati-vo original vem da sua capacidade de detoxificar os malefcios de todos os tipos de radiao, dos mais superficiais (UV-B), aos mais penetrantes e mais enrgicos (IR-A). Quanto mais elevada for a radiao mais malficas sero suas consequncias. Quanto maior for a onda da radiao maior ser a sua pene-trao em profundidade.

    Os infravermelhos so, assim, pouco energticos, porm, muito penetrantes. So justamente as radia-es penetrantes, como os UV-A, mas sobretudo os infravermelhos, os grandes viles do fotoenvelheci-mento, o alvo original de OTZ 10.

    No mbito do nosso conhecimento no existe, atu-almente, um ingrediente ativo capaz de detoxificar os efeitos das radiaes e de penetrar em profun-didade at onde os infravermelhos podem chegar. Desta forma, concebemos um produto que associa um efeito detoxificante da radiao, a uma exce-lente biodisponibilidade.

    A ao detoxificante foi colocada em evidncia em laboratrio quando pudemos mostrar que OTZ 10 era capaz de agir como um antioxidante (o efeito txico das radiaes se caracteriza essencialmente

    por um efeito oxidante) por meio dos modelos celu-lares submetidos aos IR-A, UV-B, ou UV-A.

    No caso dos infravermelhos, trabalhamos em con-junto com especialistas da Universidade de Dssel-dorf (Alemanha). Estes estudos nos permitiram mos-trar que os fibroblastos submetidos a uma radiao infravermelha podem ser protegidos, e tambm o metabolismo celular, em particular, a biossntese de colgeno poderia ser preservada.

    O impacto das radiaes sobre a derme ocasiona principalmente uma degradao das protenas da estrutura e conduz a um envelhecimento prematuro da pele. Ao inverso dos UVs, os infravermelhos no tm impacto direto sobre a matriz extracelular, e as protenas que a constituem (por exemplo o colge-no) so impactados por um mecanismo indireto. As radiaes infravermelhas atingem principalmente as mitocndrias dentro dos fibroblastos, induzin-do expresso das protenas quinases (MAPK) que iro, por sua vez, estimular a expresso e a produo de MMP-1, enzima responsvel pela de-gradao do colgeno.

    por Christophe Paillet*

    Tecnologia

    OTZ 10 (Pr-Taurina)Misso: Batalha Contra o Fotoenvelhecimento

    Efeito dos infravermelhos sobre os fibroblastos.

  • 11

    Foi desta forma que pudemos mostrar que os fibro-blastos drmicos humanos submetidos a um raio infravermelho tm uma superexpresso do MMP-1 (mais de 50%), j que no caso de uma pr-incuba-o com OTZ 10, uma inibio quase completa de MMP-1 poderia ser obtida quando submetida a do-ses mais altas.

    Paralelamente, ns mostramos que os infraverme-lhos eram capazes de inibir a expresso de certos genes caractersticos dentro da homeostase cut-nea (qualidade da pele, resposta inflamatria) e que a presena de OTZ 10 permitia recobrir uma expres-so genmica ideal.

    Foram realizados estudos complementares que mostram as propriedades detoxificantes de OTZ 10 frente aos malefcios das radiaes UVA e UVB. Ava-liamos a proteo do DNA ou das mitocndrias dos fibroblastos, um dos principais alvos dos raios UV por meio da tcnica de citometria de fluxo.

    Alm do mais, os estudos sobre explantes humanos submetidos radiao UV-A mostraram que as dife-rentes camadas cutneas, seja na epiderme, na jun-o dermoepidrmica, ou na derme, foram protegi-das por OTZ 10 quando comparadas a um controle. No caso das radiaes UV-B OTZ 10 apareceu como um suporte ideal ao protetora natural da mela-nina, tambm permitindo evitar a quase totalidade das alteraes de DNA dos queratincitos causadas pelos UV-Bs.

    A ao de OTZ 10 sobre os diferentes nveis cut-neos a correlao com a necessidade da presen-a do ativo onde os malefcios so provocados,

    e assim, onde as radiaes penetram. por isso que a molcula foi concebida de maneira a assegu-rar uma biodisponibilidade ideal. A medida do fator caracterstico da biodisponibilidade (fator de pene-trao, log P), assim como a distribuio da molcu-la sobre o explante humano, mostraram que 98% do produto se encontrava alm da epiderme.

    As medidas da distribuio transmembranria igual-mente mostraram que praticamente 50% do ativo OTZ 10 se encontram no interior da clula, no con-tato das mitocndrias e no DNA, os principais alvos das radiaes.

    Enfim, OTZ 10 um verdadeiro ativo inteligente ca-paz de se transformar, e devido sua ao detoxi-ficante, de liberar como um pop-up, a taurina, um aminocido osmorregulador e antioxidante agindo de forma complementar ao efeito protetor de OTZ 10.

    Nos ltimos estudos foi ampliado o campo de inves-tigao das radiaes abordando o domnio do vis-vel. Assim, podemos mostrar que OTZ 10 capaz de detoxificar os efeitos negativos dos raios visveis (como por exemplo a formao de oxignio single-to), precursor de radicais livres. Esse tipo de estudo mostra que OTZ 10, no sendo um filtro solar, no bloqueia os efeitos benficos do sol, mas se ope aos seus efeitos nefastos.

    OTZ 10 aconselhvel para as aplicaes antiaging e, principalmente, para os produtos antifotoenvelhe-cimento. Indicamos OTZ 10 tambm em produtos solares onde ele se apresenta como parceiro ideal aos filtros convencionais.

    *Christophe Paillet diretor de Comunicao e Relaes com os Clientes da Exsymol (Mnaco) e coordenador mundial de equipe de suporte tcnico da companhia.

    Tecnologia

  • 12

    Com o avano da idade, a pele comea a sofrer alteraes que modificaro seu as-pecto gradativamente caracterizando o envelhecimento cutneo.

    Esse problema deve-se causas multifatoriais, seja ele pelo desgaste natural do organismo, pelo foto-envelhecimento, e ainda por alguns hbitos adqui-ridos por ns seja no mbito social ou profissional. Sendo assim, para que tenhamos sucesso no trata-mento contra o envelhecimento, teremos que abor-dar o paciente de uma forma multidisciplinar.

    O conceito de beleza procurado pela grande maio-ria das pessoas que atendo o da pele jovem, sem manchas ou rugas. Cada um de ns, mdicos, tem um arsenal de produtos, procedimentos e apare-lhos como lasers, infravermelhos e radiofrequncia para ser oferecido. Eu, particularmente, divido meu tratamento em etapas que vo desde as simples orientaes sobre a importncia de fotoproteo e a necessidade do uso dos dermocosmticos at as mudanas de hbito. Todas essas orientaes so conjugadas com o meu protocolo de tratamento: peelings seriados, toxina botulnica, tcnicas de adi-o, sejam elas com preenchimentos ou lipoenxer-to, cirurgias dermatolgicas, lasers e radiofrequn-cia. Nunca inicio um protocolo sem antes preparar a pele do meu paciente a fim de otimizar meu trata-mento evitando, assim, complicaes.

    Em resumo, busco como finalidade essencial con-servar, rejuvenescer, restituir e acrescentar a beleza cutnea por meio de recursos higinicos, cosm-ticos ou teraputicos, onde o produto de escolha deve ser eficaz, multifuncional, compatvel e seguro, que atenda s necessidades da pele.

    Hoje, frente aos novos ativos confiveis podemos ob-ter resultados maravilhosos se soubermos associ-los

    e indic-los de forma adequada. O preparo dos meus pacientes, bem como a manuteno do resultado obtido, feito por meio de uma abordagem individu-al, lembrando que cada um deles responder de for-ma diferente aos vrios estmulos induzidos como:

    Preparando a pele para peelings seriados, lasers, infravermelhos (Co2, Titan, Tight Skin), radiofrequn-cia (Accent) e a luz pulsada:

    Alistin 1%Hyaxel 5%OTZ 10 1% Base Second Skin qsp.

    Quando comparado aos antigos despigmentantes e preparadores da pele, tenho uma pele preparada mais rapidamente com uma boa tolerabilidade e aceitao dos pacientes. Outra vantagem o fato de termos uma pele menos reativa s complicaes.

    Deve ser usado noite e retirado pela manh.

    Para aqueles pacientes com a pele extremamente reativa, utilizo a seguinte formulao:

    Proteo tpica:

    Experincia clnica

    Minha abordagem ao envelhecimento cutneo

    por Dr. Fabio Alex Marques* (SP)

    Ascorbosilane C 3 a 5% Whitessence 1 a 3%Niacinamida 4%Base Second Skin qsp.

    Algisium C2 2 a 6% Niacinamida 2%Base Second Skin qsp.

  • 13

    Para o perodo do dia, utilizo refirmantes e mode-ladores do contorno facial que me auxiliam no trata-mento e fazem com que o paciente obtenha os re-sultados mais precocemente. Indico que apliquem antes do uso da fotoproteo:

    Um ponto muito importante no pr e ps-trata-mento do envelhecimento so os cosmecuticos. Eles auxiliam muito no aumento da sntese de co-lgeno e na manuteno da elasticidade da pele. A possibilidade da associao de protetores orais tambm uma vantagem. Tal prtica no to uti-lizada ainda por alguns mdicos, mas certamente trar uma grande diferena nos resultados e recupe-rao dos pacientes.

    *Ps-graduado em Cirurgia Dermatolgica e Cosmiatria. Membro da Academia Brasileira de Esttica e membro da Sociedade Brasileira de Laser em Medicina e Cirur-gia. Membro ativo da ASIME - International Association of Esthetic Medicin e do CBMCE - Capitulo Brasileiro de Medicina e Cirurgia Esttica, onde faz parte do quadro de professores do curso de graduao. Professor de Cirurgia Dermatolgica pelo ISBRAE Instituto Brasileiro de Ensino. Consultor mdico do site: www.portalbraganca.com.br. Scio da clnica VISIA.

    Experincia clnica

    DensiSkin 4%Sculptessence 3 a 5%Base Hydra Fresh qsp.

    Bio-Arct 150mgExsynutriment 150mgFosfolipdeos do Caviar (F.C.Oral) 300mgVitamina C 100mgExcipiente qsp 1 cp.

    Devem ser tomados 2x ao dia longe das refeies.

    EVENTOS 2012

    A Biotec Dermocosmticos, sempre alinhada s novas tecnologias mundiais na rea, participa dos grandes eventos mundiais compartilhando e adquirindo novas experincias no segmento. Confira a nossa programa-o nos prximos meses.

    Maio Dia 11 - Seminrio Consulfarma 2012Local: Royal Golden Hotel - Belo Horizontewww.consulfarma.com

    De 17 a 19 - IV Congresso Internacional em Antiaging e Medicina RegenerativaLocal: Centro de Convenes Frei Caneca - So Paulo

    Dia 28 - Biotec InovaoLocal: So Paulowww.biotecdermo.com.br

    De 29 a 31 - FCE CosmetiqueLocal: Transamrica Expo Center - So Paulo www.fcecosmetique.com.br

    Julho De 05 a 07 - 7 Congresso Internacional Consulfarma 2012Local: Palcio das Convenes do Anhembi - So Paulowww.consulfarma.com

    De 04 a 07 - SBME - Sociedade Brasileira de Medicina EstticaLocal: Royal Tulip Rio de Janeiro - Rio de Janeirowww.sbme.org.br

    Agosto Dia 17 - Seminrio Consulfarma 2012 Local: Nobile Suite Hotel - Goiniawww.consulfarma.com

    Setembro De 1 a 4 - 67 Congresso da Sociedade Brasileira de Dermatologia Local: Rio de Janeirowww. sbd.org.br

    De 03 a 07 - Estgio InternacionalLocal: Exsymol e Frana www.consulfarma.com

    De 19 a 22 - 41st Anual Meeting of the European Society for Dermatological Research - ESDRLocal: Veneza - Itliawww.esdr.org

    De 27 a 30 - 21st EADV Congress Local: Praga - Repblica Tchecawww.eadvprague2012.org

  • 14

    Esttica dermofuncional

    O cliente busca permanentemente novida-des em tratamentos estticos, em cos-mticos e assessoramento no que diz respeito aos cuidados com a face e corpo.

    Hoje ele busca um profissional qualificado que possa inform-lo com argumentao cientfica, calcada no conhecimento da anatomia, fisiologia, cosmetologia e em recursos tcnico-estticos que proporcionem tratamentos especficos para suas necessidades.

    Uma esteticista motivada por sua profisso mostra-se inquieta por aprender, por reciclar-se e por su-perar possveis dificuldades que esta atividade pro-fissional possa oferecer. Hoje com o advento dos cursos tcnico, tecnlogo e, com o mais recente no mercado, o bacharel em esttica reconhecido pelo MEC, cada vez mais o profissional ir se aperfeio-ar e reforar que a excelncia, na atitude e prtica profissionais, passa pela boa formao acadmica. A seriedade, o conhecimento tcnico-cientfico, a objetividade, a obstinao, a tica, a motivao e o amor so ferramentas bsicas de que o profissional esteticista dispe para alcanar sucesso.

    Como sabemos, sobrevivero solicitao do mer-cado os melhores profissionais, aqueles mais pre-parados. Por essa razo, creio que cada vez mais o trabalho multidisciplinar e interdisciplinar tender a proporcionar resultados positivos ao nosso cliente. Mediante esta nova tendncia, devemos levar em conta que o papel do esteticista fundamental nes-tas equipes interdisciplinares, podendo contribuir de forma coadjuvante nos tratamentos prescritos pelo mdico inclusive, opinando e sugerindo tcni-cas complementares ao tratamento, possibilitando resultados mais eficazes e atuao mais tica.

    Hoje, com a alta tecnologia cosmetolgica e com o avano da esttica, temos obtido apoio de muitas especialidades mdicas como a dermatologia, a cirurgia plstica, endocrinologia e angiologia. Pode-

    mos mencionar que no somente temos o apoio dos mdicos, como eles nos solicitam para que interaja-mos no dia-a-dia no somente como parceiros pro-fissionais por sermos capacitados na promoo do estar bem como o bem-estar dos clientes/pacientes.

    Outra grande fonte de informao e tecnologia der-mocosmtica so as empresas que trabalham com ativos de alta performance tecnolgica, apresentan-do base cientfica comprovada e eficcia garantida dando segurana na aplicao dos produtos durante o procedimento.

    Ficamos felizes que h importante solicitao por parte dos mdicos na busca de profissionais qua-lificados para atuarem em seus consultrios que desenvolvem atividades coadjuvantes como uma limpeza da pele, com o objetivo de remover impure-zas da pele e/ou possibilitar afinamentos da camada crnea, fazendo uso de protocolos autorizados no exerccio da profisso.

    O profissional de esttica, nos tempos atuais, um profissional formado para interagir complementar-mente com diversas especialidades, com relao de interlocuo e harmonia. Sua esfera de atuao de-terminada pelos outros campos profissionais do se-tor da sade, mas sua autonomia muito abrangente no que se refere ao processo de preservao da be-leza para o bem-estar fsico e psicolgico do cliente.

    Teremos dado um grande passo na qualidade e pre-servao da sade e do bom atendimento ao nosso cliente, quando tivermos em mente que, Dar vida aos anos, vale muito mais a pena do que darmos anos vida.

    *Esteticista/Consultora Tcnica. Diretora da Esthetic Pro As-sessoria & Cosmetologia. Coordenadora Cientfica do 11 Congresso Internacional de Esttica da Hair Brasil. Profa. do Curso de Graduao em Esttica Universidade Anhembi Morumbi-Laurete Internacional Universities.

    por Dra. Maria de Ftima Lima Pereira* (SP)

    A importncia de esteticistas habilitadas nas clnicas dermatolgicas

  • 15

    FALL PREVIEW &MEETING AAD 2012Nesta edio damos destaque a formulaes especiais e de ponta, j que foram inspiradas nos conceitos abordados no 70 meeting americano de dermatologia que presenciamos ao vivo em SanDiego/EUA.

    Com base nos temas abordados Proteo & Reparao contra o IR-A, UVA e Luz Visvel, Luminosidade & Dark Spot Repair, Hidratao Reparadora, Fontes Marinhas e Inibidores de MMP-1 elaboramos prescries exclusivas para voc, mdico. Frmulas iluminadoras, antiaging, antimanchas, bem como o srum con-centr, esto sua disposio como sugesto ao paciente.

    Para tanto, aqui voc encontra os lanamentos exclusivos Biotec EVENSKIN A3, ARCT-ALG, PRO BAR-RIER REPAIR (P.B.R.) e ARTEMIA AQ-GP4G que trabalham os conceitos Dark Spot Corrector, Antiestresse Climtico, Equilbrio Energtico Celular e Reparao de Funo da Barreira da Pele, respectivamente, ex-plorados nos quatro dias de evento. Prepare a sua pele para o inverno com este arsenal de ativos de ltima gerao.

    Mais informaes sobre os produtos ou esclarecimentos de dvidas entre em contato [email protected]

    GUIA DE PRESCRIO

  • 16

    Guia de Prescrio

    Tpico

    Tpico

    Tpico - Diurno

    Oral

    Oral**

    *Administrar 2x ao dia. **Administrar 2x ao dia longe das refeies.

    Tpico - Noturno

    LUMINOSIDADE (USO DIRIO)

    HIDRATAO REPARADORA

    SRUM CONCENTR

    EvenSkin A3 3,0%Silpearl 5,0%OTZ 10 1,0%Essncia Flor de Ameixa 1,0%Base mega Gold qsp

    Pro Barrier Repair (P.B.R.) 2,0%G.P.S. Trealose 4,0%Hyaxel 5,0%Essncia Flor de Cerejeira 1,0%Base Second Skin qsp

    DensiSkin 7,0%OTZ 10 2,0%Artemia AQ-GP4G 2,0%Essncia Flor de Cerejeira 1,0%Lecigel a 1,7% qsp

    Glycoxil 200mgFosfolipdeos do Caviar (F. C. Oral) 140mgVitamina C 60mgVitamina E 100UIExcipiente qsp 1 cap.

    Fosfolipdeos do Caviar (F. C. Oral) 200mgExsynutriment 100mgBio-Arct 80mgLicopeno 5mgExcipiente qsp 1 cap.

    Anti-Ox Night 6,0%Sculptessence 5,0%Arct-Alg 1,5%Essncia Flor de Ameixa 1,0%Lecigel a 1,7% qsp

    Tpico Oral*

    ANTI IR-A E ANTI LUZ VISVEL

    OTZ 10 1,5%Alistin 1,0%Ascorbosilane C 4,0%Essncia Castanha 0,5%Base Hydra Fresh qsp

    Glycoxil 200mgBio-Arct 100mgFosfolipdeos do Caviar (F. C. Oral) 140mgZinco 10mgMangans 2mgSelnio 50mcgExcipiente qsp 1 cap.

  • 17

    Guia de Prescrio

    Tpico

    Tpico

    Tpico

    Tpico

    Oral**

    Oral**

    Oral**

    Oral*

    ANTIAGING 60 ANOS

    ANTIAGING 50 ANOS

    ANTIAGING 40 ANOS

    DARK SPOT CORRECTOR

    Pro Barrier Repair (P.B.R.) 1,0%Procollasyl 5,0%DensiSkin 7,0%Artemia AQ-GP4G 1,0%Alistin 1,0%Essncia Flor de Ameixa 0,8%Base Second Skin qsp

    Hydroxyprolisilane CN 6,0%Arct-Alg 2,0%DensiSkin 5,0%Essncia Antiaging 0,5%Base Second Skin qsp

    Algisium C2 6,0%Hyaxel 5,0%OTZ 10 1,0%Essncia Flor de Cerejeira 0,8%Base mega Gold qsp

    EvenSkin A3 6,0%Hyaxel 5,0%Whitessence 1,0%Essncia Flor de Ameixa 1,0%Lecigel a 2,0% qsp

    Exsynutriment 200mgBio-Arct 100mgGlycoxil 150mgFosfolipdeos do Caviar (F. C. Oral) 200mgResveratrol-Trans 2,5mgExcipiente qsp 1 cap.

    Exsynutriment 200mgBio-Arct 80mgGlycoxil 100mgFosfolipdeos do Caviar (F. C. Oral) 140mgExcipiente qsp 1 cap.

    Exsynutriment 150mgBio-Arct 150mgExcipiente qsp 1 cap.

    Bio-Arct 100mgGlycoxil 200mgPinus Pinaster 50mgVitamina C 100mgExcipiente qsp 1 cap.

  • 18

    Tendncias

    COLD CASEDERMOCOSMTICOS LA CARTE

    Nessa poca do ano, os problemas de pele mais frequentes so alergias, pele avermelhada, coceiras, ressecamento e muita poluio. Ento, chegou o mo-

    mento do ano para repararmos todos os abusos que cometemos durante o vero. Sonhamos com uma pele mais macia, uniforme e radiante para a estao mais elegante do ano, onde o rosto est em evidn-cia. Ento, a procura pelos procedimentos cresce neste perodo do ano. Mas preciso atentar para o fato de que cada pessoa tem uma necessidade es-pecfica, acrescido questo da idade que influen-ciar no diagnstico do tratamento mais adequado.

    Assim, vamos iniciar o ritual de beleza no qual tratare-mos as necessidades especficas de cada faixa etria e os cuidados bsicos que so fundamentais para todos os tipos de pele, independentemente da idade.

    1 Etapa: LimpezaUtilize um sabonete lquido suave que remova so-mente a sujidade e preserve a sua funo de barreira, utilizando agentes tensoativos suaves e Pro Barrier Repair (P.B.R.), um ativo rico em triterpenos que pro-tege a pele da vermelhido e do estado inflamatrio.

    2 Etapa: Preparar A Pele Para Os Procedimentos E Intensificar A RenovaoPreparar a epiderme fundamental para o bom re-sultado nos procedimentos estticos. Potencializar os protocolos que envolvem equipamentos e trata-mentos tpicos pode ter um diferencial se trabalhar-mos com ativos e aditivos que maximizem a perfor-mance do conjunto.

    cido Retinico + Pro-Lipo Duo uma nova forma de minimizar os efeitos indesejados do cido retini-co. A dupla diminui a vermelhido e ardncia carac-tersticas do ativo. Por se apresentar lipossomado ter um efeito long lasting.

    Hyaxel um cido hialurnico fracionado de baixo peso molecular vetorizado pelo silanol que apresen-ta excelentes propriedades reepitelizantes, hidratan-tes e de renovao celular, preparando a pele para uma maior permeabilidade dos ativos.

    3 Etapa: Hidratao E AntioxidantesPara qualquer faixa etria, h algo essencial que no pode faltar: a gua. A hidratao da nossa pele es-sencial para que a tonicidade se mantenha e a vida das nossas clulas seja preservada. E os sistemas de antioxidantes, como OTZ 10 e Alistin, se tor-nam essenciais para o combate dos radicais livres gerados a todo momento.

    DERMOCOSMTICOS LA CARTE 20 anos Preveno a palavra-chave para este tipo de pele. Nesta faixa necessrio o uso de pro-dutos que contemplem a hidratao e um sistema antioxidante efetivo para as agresses externas.

    30 anos Favorecer a luminosidade. Ativos que im-peam a formao de manchas e previnam o apare-cimento de linhas de expresso. Associaes como EvenSkin A3 (uniformidade e luminosidade na pele) e antioxidantes como OTZ 10, Ascorbosilane C (vitamina C pura biodisponivel) so recomendadas. Oral: nesta fase que iniciamos a reposio de silcio orgnico biodisponvel (Exsynutriment) e Vitamina C.

    40 anos Combater as linhas de expresso e rugas. Recomendvel a utilizao de ativos que cheguem na derme e principalmente que auxiliem na reposi-o do cimento drmico com o uso de silcio orgni-co. O Algisium C2 e Hyaxel so ativos que atuaro na reestruturao do tecido conjuntivo.

    Como a glicao um processo a longo prazo inicia-mos o combate ao excesso de acar e formao

    Com a chegada do outono e o inverno a pele pede mais que um creme. Ela clama por um batalho de cuidados especiais!

  • 19

    Tendncias

    das rugas mais profundas de forma efetiva utilizan-do o Alistin um peptdeo biomimtico que atuar como antiglicante (evitando que o acar se ligue protena) e desglicante (desligando o acar ligado protena), diminuindo o estresse oxidativo e a infla-mao subclnica.Oral: Incio do tratamento com Exsynutriment e Glycoxil (antiglicante e desglicante), F. C. Oral (modulador inflamatrio) e cofatores enzimticos.

    50 anos Suprir as carncias hormonais de nutrien-tes e senescncia celular. Nesta fase temos uma pele mais difcil de tratar devido ao desequilbrio hormonal da idade. justamente quando a flacidez comea a se instalar, dependendo do nvel de aten-o que foi dada pele ao longo dos anos. Portanto, de suma importncia fortalecer a juno dermo-epidrmica (DensiSkin), aumentar a produo de colgeno e o tempo de mitose (Hydroxyprolisilane CN). Arct-Alg potencializa a produo de energia nas clulas, fazendo com que elas funcionem de for-ma mais efetiva e absorva os nutrientes necessrios.Oral: Exsynutriment, Glycoxil, F. C. Oral, e Bio- Arct (energizante celular).

    A partir dos 60 anos a pele se torna mais fina e sensvel s agresses externas, e tambm mais amarelada e sem luminosidade e tonicidade. Fica vi-

    svel a fadiga. O equilbrio adequado de ativos que atuem em fases diferentes do envelhecimento ser necessrio para se obter resultados diferenciados. Hyaxel, cido hialurnico fracionado, atua na ree-pitelizao da epiderme, associado ao Pro Barrier Repair (P.B.R.) que ir combater a inflamao e pro-teger a pele das agresses externas. DensiSkin atuar na juno dermoepidrmica e Procollasyl na produo de colgeno. O lanamento Artemia AQ-GP4G vai agir no fornecimento de energia (ATP) e nos ativos que fortaleam as defesas naturais da pele, de um modo geral, em dosagens adequadas.Oral: Exsynutriment, Glycoxil, F. C. Oral e Bio-Arct.

    Caso a pele seja submetida ao laser, peeling, radio-frequncia e outros, no ps-procedimento imedia-to, uma opo ao petrolato a utilizao da Phyto Poma, uma pomada oclusiva dermocompatvel de origem vegetal. Ela melhora a recuperao e o con-forto da pele, conferindo elasticidade e lubricidade mesma.

    Aps os cuidados bsicos para cada faixa etria serem seguidos, fica a recomendao de um trata-mento de manuteno, sempre levando em conta as necessidades especficas do paciente, conforme avaliao mdica.

  • 20

    ATIVOS DISPONVEIS NO MERCADO COM TECNOLOGIA MUNDIAL

    Pelo Mundo

    BB LuminousProtective Liquid

    Foundation Blemish Balm Cream

    A fabricante Colour Zone investiu no Algisium C em sua

    frmula. Possui ao antirra-dicais livres e anti-inflamatria

    prevenindo a glicao das protenas.

    DermotonaIntensive Night

    da linha Biomarine, produzido pela LifeSkin, apresenta Alis-tin, Antioxidante Universal, com ao reversvel sobre os

    danos causados na membrana celular (reverse efect).

    Drain ActiveBuonavita

    contm Cafeisilane C, potente cafena biovetorizada que favo-rece a drenagem dos tecidos.

    Revitrat Antiaginge Revitrat Force

    da DermageSoftCAT SX - condicionante, desembaraante e anti-frizz ,

    Polmero W 25 - resinas hidros-solveis com toque lubrificante e sensorial acetinado e Proque-ratin - protena hidrolisada com

    aminocidos livres.

    Ovale LiftYves Rocher

    com Algisium C, atua como um cimento drmico da pele rees-truturando a membrana celular,

    tornando-a mais resistente.

  • 21

    cosmtica Verde

    * Magali Borel trabalha h 7 anos na Lucas Meyer Cosmetics como Gerente de Produto, responsvel pelas reas de comunicao cientfica e marketing da companhia. Mestra em Qumica em 2000, especializou-se no tema Ativida-de em Flavonides, poca em que co-meou a atuar na indstria cosmtica.

    qumica), os fosfolipdeos pre-servam totalmente a integridade da clula.

    SKIN IDENTICALS: BIOIDENTI-DADE E SENSORIAL NICO

    Fosfolipdeos dermocompatveis (Skin Identicals) possibilitam a for-mao de bicamadas similares estrutura da membrana celular da pele. Alguns fosfolipdeos basea-dos em emulsificantes tais como Biophilic ou Amisol Soft for-necem emulses biomimticas lamelares estrutura da pele. Sua similaridade ao maior rgo do corpo proporciona emulso um toque sedoso como se realmente fosse uma segunda pele.

    Sua estrutura lamelar, a alternncia das camadas da fase aquosa e as bicamadas fosfolipdicas, penetram perfeitamente e fundem-se com a pele. Forma-se um filme na super-fcie da pele que a protege da de-sidratao. So tambm liberados progressivamente ativos encapsu-lados para um efeito long lasting.

    ConclusoDentro do conceito Skin Identicals podemos considerar os fosfolpi-deos molculas naturais bioidnti-cas nossa pele, conferindo aos

    dermocosmticos uma perfeita funcionalidade que combina sen-sorial nico, alta tolerncia com a pele, efeito long lasting, agen-te hidratante e protetor ecologi-camente correto. perfeito para qualquer tipo de pele e principal-mente para aplicaes destinadas pele sensvel e baby care.

    por Magali Borel*

    FOSFOLIPDEOSMais que produtos naturais, ingredientes skin identicals

    A tolerncia da pele foi avaliada pela medida da viabilidade celular aps a apli-cao da mesma dose de diferentes sistemas emulsificadores.

    Estrutura lamelar de uma emulso.

    Emulso lamelar aplicada sobre a pele.

    E xtrados de vrios re-cursos naturais (gro da soja, girassol, leite e ovos), os fosfolipdeos

    so amplamente utilizados na in-dstria cosmtica especialmente devido s propriedades emulsifi-cantes leo em gua dado sua estrutura anflica e ao seu perfil sensorial caracterizado por um to-que aveludado nico e sofisticado oferecido pelas emulses. Os fos-folipdeos apresentam habilidade em formar lipossomas ou outros sistemas de vetorizao, suas propriedades ativas como hidra-tantes, formadores de filme, pro-tetores, reestruturadores e ao calmante. Desde que passaram a ser Ecocertificados, os fosfoli-pdeos so usados tanto em pro-dutos convencionais quanto em produtos naturais/orgnicos. Eles so tambm ecossustentveis do ponto de vista toxidade aqutica e biodegradabilidade.

    Alm da sua eficcia, o benefcio em usar fosfolipldeos na cosm-tica no somente devido sua origem natural, mas especialmen-te o fato de que so constituintes da pele humana.

    Fosfolipdeos so componentes es-senciais das membranas celulares e desempenham um papel-chave na funo da barreira cutnea, uma vez que protegem a pele e previ-nem a perda de gua da mesma.

    Todos os produtos formulados com fosfolipdeos apresentam uma afinidade particular com a pele e uma forte biocompatibili-dade com excelente tolerncia. Comparados a outros sistemas emulsificantes como os sucros-teres (tambm de origem natural) e os sistemas etoxilados (origem

    Emulso Lamelar

    Pele

  • 22

    Em Foco

    MEDICINA ORTOMOLECULARAlternativas em tratamentos para prticas clnicas

    Biotec: Como o excesso de acar afeta o corpo hu-mano e quais tipos de tratamentos e nutracuticos podem ser utilizados?Dr. Efrain: O problema do acar a conseqncia metablica, pois ele pode levar exausto da ativida-de do pncreas que produzir a insulina necessria para que as clulas possam aproveitar esse acar como fonte de energia. Mas as clulas tambm tm um limite at onde elas podem utiliz-los. O acar que no absorvido, automaticamente, ir virar trigli-crides que poder ser um problema para diferentes tipos de tecidos. Eles so fontes das lipoprotenas de baixa densidade que, eventualmente, acabaro tendo um efeito heterognico dentro do organismo.

    As clulas funcionam a partir dos megas 3, princi-palmente nos receptores da membrana celular que modulam os receptores PPAR peroxissomas, funo importante para fazer com que o acar entre nas c-lulas . Se esses peroxissomas param de funcionar as gorduras que so formadas a partir do acar entram nas clulas como uma grande massa que no utili-zada e simplesmente aumenta o tamanho das clulas gordurosas. Se os PPARs funcionam eles pegam a massa gordurosa que eventualmente foi formada por excesso de acar e vo cortando-a em pequenos pedacinhos para que vire glicerol e possa entrar no ciclo de KREBS dando lugar produo de energia. Ento, por exemplo, a associao do Cromo e Vandio substncias que aumentam a produo do mega 3 (fator que modula os PPRs) modula um neuropep-tdeo chamado resistina. Um dos grandes problemas hoje relacionados ao acar a resistncia insulina que tem a incapacidade de colocar o acar dentro da clula. Isso acontece porque dentro dela se produz esse neuropeptdeo que no reconhece a insulina e no permite a absoro do acar. Ento temos que procurar um outro neuropeptdeo que bloqueie a ativi-dade da resistina, que se chama adiponectina. Ento os mega 3 tm como finalidade aumentar a adipo-nectina e os PPRs.

    O grande problema dos meus pacientes a alta concentrao de hemoglobina glicada que eles acumulam no organismo. A hemoglobina glicada um excelente marcador da velocidade com a qual o organismo dele vai se degenerar. E um grande desafio de hoje inibir os fenmenos oxidativos associados glicao que acontecem principal-mente com as protenas.

    Hoje o mercado tem vrias substncias com alto potencial para modular os fenmenos oxidativos secundrios glicao das protenas, entre eles a carcinina que eventualmente pode ser usado de uma forma inteligente na manipulao para os pa-cientes. Mas no adianta s lidar com a hemoglo-bina glicada. Temos que lidar passo-a-passo com tudo o que levou a colocar a hemoglobina glica-da l em cima. Se a hemoglobina glicada est em 8, 9 no basta somente resolver o problema de estresse oxidativo. Temos que tentar baix-la e a temos que usar a insulina e qualquer outro tipo de medicamento que eventualmente possa ser potencializado. O mundo simplesmente foi bene-ficiado com a entrada dos nutracuticos como um complemento teraputico quilo que fazemos tra-dicionalmente na medicina.

    Biotec: Sabemos que a causa do estresse oxidati-vo, muito comum atualmente multifatorial. Assim, como podemos alivi-lo e melhorar a performance do nosso organismo?Dr. Efrain: Hoje, a melhora da expectativa de vida dos pacientes tem sido demonstrada pela restri-o calrica, pela reduo em 30 a 40% a ingesto de calorias. Em trabalhos feitos em experimenta-o com animais foi verificado que esse tipo de reduo aumenta consideravelmente a expectati-va de vida e reduz quase a zero a evoluo de um processo heterognico ou de uma diabetes. Esse trabalho foi publicado na revista Science em 2010. A restrio calrica modula os receptores da mem-

    por Dr. Efrain Olszewer Kantorovich*

  • 23

    Em Foco

    brana celular chamados sirtuinas. Se eles funcio-narem muito ativamente porque existe muito substrato, o qual a fonte para produo de radicais livres associado a um metabolismo aerbico. Ele vai gerar a entrada do cido pirvico que vai entrar no ciclo de KREBS e essa a maior fonte de radicais livres. Ento, sabe-se que a restrio calrica reduz cerca de 40% a produo de radicais livres diminuin-do o estresse oxidativo.

    Biotec: E como conseguir esta diminuio de es-tresse oxidativo? Dr. Efrain: Os nutracuticos tm a possibilidade de funcionar como um mimetizador da restrio calri-ca, quer dizer, o paciente, teoricamente, no vai pre-cisar comer 40% a menos de comida. Ele vai comer exatamente como de costume usando um mime-tizador. Este impediria que o paciente engordasse por meio da diminuio da atividade da mitocndria. H vrias substncias que so utilizadas para essa finalidade. Uma dessas substncias o resveratrol, e a outra o Bio-Arct. A prpria metformina um medicamento considerado um mimetizador da res-trio calrica.

    Biotec: Ento importante modular essa sirtuina e a mitocndria?Dr. Efrain: Digamos que esse um dos caminhos. At hoje ningum fez um trabalho no sentido de mostrar que a utilizao de um mimetizador seja to eficaz quanto a restrio calrica. muito dif-cil manter um paciente com somente 1500 calorias. Ele fica mais ou menos 1 ou 2 meses nesse tipo de dieta. Aquele que fantico 3 ou 4 meses. Um pesquisador americano fez um teste com seres humanos mantendo-os numa cpula de vidro em condies totalmente orgnicas. Depois do terceiro ms saram e no aguentaram. A combinao dos antioxidantes, dependendo das caractersticas clni-cas do pacientes e o eventual sucesso teraputico que levar possibilidade de um bom resultado. Assim , temos como fazer com que o tempo que o paciente tiver que viver seja dentro de um padro ideal na sociedade.

    Se voc vai usar o mega 3 por longo perodo ou se-mestre, ou anos, recomendvel sempre associ-lo a um antioxidante. Por exemplo, uma combinao de um Glycoxil com um fosfolipdeo para evitar uma oxidao sistmica.

    Antigamente esperava-se um paciente de 60 anos reclamar de memria. Hoje essa reclamao tem afetado os mais novos, com 30 anos. Mas verda-de que no existe uma alterao de memria verda-deira. O estresse cujo nvel muito alto acontece em decorrncia do aumento de cortisol que induz

    apoptose das clulas neuronais. A impresso que a memria est indo embora, mas o que est acontecendo que a sua capacidade de concentra-o est acabando. Quando se est cansado existe uma alterao e se cai no esquecimento. Aps os 60 anos os nicos remdios que temos no mercado para queda no ndice de memria so fracos como resultados e os custos so altos. Eles trabalham na inibio da colienesterase. O que temos que es-timular a acetidilcolina e a fosfatidilserina que pode auxiliar nesse sentido.

    Os produtos mais importantes para proteger o c-rebro - rgo mais rico em megas 3 (DHA) - so os megas. O crebro do homem o que mais facilmente pode sofrer peroxidao lipdica sendo 4x menos rico em antioxidantes que o crebro da mulher. Por isso, quando o homem tem um AVC o impacto maior do que na mulher. Apesar dela ter 4 bilhes de neurnios a menos que o homem - que no altera a sua capacidade cognitiva - ela tem 4x mais quantidade de catalase que o homem. Depois dos 30 anos todo mundo perde de 10 a 100 mil neu-rnios todos os dias. Isso regra. O neurnio a nica parte do crebro que no se reproduz, somen-te no tero materno. Por isso precisamos cuidar dele a partir dos 30, pois, aps os 60 no adianta cuidar dele pois ele j se degenerou. O neurnio tem capa-cidade de autorregenerar as clulas que no morre-ram e de recuper-las. Mas quando ela morre no adianta mais. Sem dvida, os megas 3, os estimu-lantes dos neurotransmissores so importantes para manter a capacidade de produo, a felicidade, para manter as clulas neuronais intactas.

    A resposta obtida pelo mdico junto aos pacientes no pode ser comparada a nenhuma resposta de pesquisa, porque s voc conhece as caractersti-cas do seu paciente. Se voc se pautar na Medicina Baseada em Evidncias, isto serve para se ter uma noo do que aceito pela grande maioria, mas no posso dar o mesmo remdio para todo mundo.

    Acho que a experincia pessoal insupervel!

    *Curso de Especializao em Cardiologia no INCOR - Hospital das Clnicas. Especialista em clnica mdica pela Associao Mdica Brasileira CRM. Introdutor da ortomolecular no Brasil em 1993. Di-retor Clnico do Centro de Medicina Preventiva em So Paulo. Di-retor cientfico e professor dos cursos de ps-graduao na FAPES (Fundao no apoio em estudos e pesquisas na rea de sade). Diretor cientfico da revista bioqumica mdica(atual revista de prtica ortomolecular). Autor de dezenas de trabalhos cientficos publicados em revistas indexadas. Autor de 50 livros de medicina, 4 de sade e 1 de contos. Conferencista nacional e internacional (com aulas em USA, Canad, Mxico, Cuba, Panam, Argentina, Peru, Bolvia, Paraguai, Alemanha, Grcia, Portugal, Japo, entre outros). Diretor dos cursos de ps-graduao em ortomolecular na Bolvia, Argentina e Paraguai.

  • 24

    A viso multidisciplinar dos farmacuticos magistrais

    FARMACUTICOS DO BRASIL

    canal aberto

    Dra. Rosane SurianFarmcia Unipharmus (SP)

    GARANTIA DE ORIGEM FUNDAMENTAL

    A farmcia de manipulao passou por uma sequn- cia de regulamentaes que desencadearam mu-danas profundas em seus alicerces como adapta-es s novas leis, alm de reviso de conceitos e procedimentos de qualidade. Tudo isso gerou um perodo difcil, mas que tem funcionado como um propulsor para uma nova realidade, onde essen-cial a aquisio de mais conhecimento e busca de produtos fidedignos. No podemos aceitar o uso de similares na manipulao. Devemos pensar na qualidade e benefcio do paciente em primeiro lugar.

    Na hora de comprar medicamentos manipulados, muitos ainda guardam na memria a imagem das antigas boticas. Por este motivo ainda surgem dvi-das e receios como, por exemplo, se a matria-pri-ma utilizada de boa procedncia. No entanto, hoje as farmcias de manipulao se transformaram. O constante aprimoramento no processo produtivo, a rastreabilidade e o cuidado com a aquisio dos pro-dutos com garantia de origem tornam-se cada vez mais distantes das lembranas das antigas boticas.

    Dra. Luisa SaldanhaFarmcia Pharmapele (RE)

    NECESSIDADE DE FORNECEDORES IDNEOS

    A Pharmapele reitera a qualidade e o cuidadoso con-trole de produo dos seus medicamentos manipu-lados. Possui pesagem computadorizada por meio de um sistema multi-checking, com tecnologia de-senvolvida exclusivamente para a rede, que garante total segurana e confiabilidade aos seus medica-mentos. Todos os medicamentos e dermocosmti-cos manipulados passam por um rigoroso processo totalmente controlado por computadores capazes de detectar qualquer falha e impedir a troca de subs-tncias ou erro na pesagem dos ativos. Todo este investimento em tecnologia permitiu uma grande inovao, a emisso de um Certificado de Qualidade que acompanha cada medicamento personalizado, que demonstra cada etapa da produo, para que o cliente perceba e acompanhe o rgido controle do processo de manipulao na Pharmapele.

    Por esse motivo temos a necessidade de trabalhar com fornecedores idneos que tambm tenham como prioridade a distribuio de matrias-primas com garantia de procedncia e selo de qualidade. Desta forma, o mdico tem a segurana na hora de receitar o produto, pois pode mensurar os resulta-dos sabendo que, de fato, o paciente est sendo tratado da maneira adequada.

  • 25

    canal aberto

    A nica maneira de garantir que seus pacientes estejam ingerindo o produto correto exigindo o Selo de Autenticidade do ativo.

    Comente esta matria em nosso blog: www.biotecdermo.com.br/blogP

    Dr. Jamar TejadaFarmcia Anjo da Guarda (SP)

    SELO DE AUTENTICIDADE COMO GARANTIA

    O mercado farmacutico est cada vez mais compe-titivo. Cientes deste fato, os consumidores acreditam que qualidade praticada em todo o meio farmacu-tico. Contudo, ns do setor, sabemos que no bem assim que funciona. Muitas empresas, na conquista pelo cliente, acabam abrindo mo desta para praticar um bom preo. Garantia de qualidade no s um laboratrio cheio de POPs. Qualidade em medica-mento principalmente clareza em saber que o que se toma aquilo que foi prescrito e no um produto taliban. Exigir um selo de autenticidade do produto o primeiro passo do consumidor que no se deixa enganar. O segundo seria pedir o laudo do certificado de anlise e o terceiro, que no tem como comprar, a confiana do cliente na sua farmcia, ficando a crdito da conscincia de cada um.

    Dra. Eliane CristovoFarmcia Artemsia (SP)

    COM A SADE NO SE BRINCA

    O farmacutico tem um compromisso muito srio com a sociedade num ponto fundamental, a sade. Oferecer produtos medicamentosos ou mesmo nu-tricosmticos com qualidade comprovada ques-to vital.

    A indstria farmacutica drasticamente invadida por pseudo-empresas que, na nsia de faturar, no se preocupam com a misso principal que fomen-tar a sade e o bem-estar das pessoas. Garantir que o produto dentro da embalagem o que correspon-de de fato ao que diz na frmula essencial para a credibilidade de qualquer estabelecimento, pois representa o cuidado e a ateno com o cliente.

    Felizmente, podemos contar com empresas que tm como ponto de partida esse compromisso com a qualidade e autenticidade dos produtos e o respei-to com as pessoas. Em nossas farmcias, devemos apostar em quem colabora para que a misso do farmacutico seja exercida com maestria e respon-sabilidade.

    Selo de garantia prova de que a sade da socieda-de coisa sria!

  • 26

    Shape / DezembroSabrina Sato revela que as cpsulas multi-funo fazem parte do seu arsenal de bele-za. Ela toma suplemento base de caviar,

    Glycoxil e colgeno, entre outros.

    Corpo a Corpo / JaneiroWhitessence, Hyaxel e Alistin so cita-dos como eficientes ativos para eliminao

    de olheiras.

    Veja So Paulo / JaneiroO Silcio Orgnico est em destaque na nota Trofu Ctis 2011 j que faz parte do tratamento de beleza de Regina Duarte.

    Uma / FevereiroCoffeeSkin e Power Paper ilustraram a materia Ah, l em casa. O primeiro traz um antioxidante que combate os radicais livres e retinol. O segundo um adesivo que vem

    com bateria e estimula a microcirculao.

    Flashes

  • 27

    Flashes

    Boa Forma / FevereiroNa matria, Rosto renovado com msca-ra, CoffeeSkin indicado para rejuvenes-

    cimento ao lado de vinho, caviar e ouro.

    Bianchinni / FevereiroA editora de beleza abordou o Bio-Arct como as cpsulas que renovam com ao an-tiaging, favorecendo a cicatrizao cutnea.

    Dicas de Viagem / MaroAdiporeguline, que age sobre o metabo-lismo dos adipcitos, destaque nas dicas para manter o corpo magro aps o vero.

    Bom Dia Brasil / FevereiroSilcio Orgnico (Exsymol) citado como ativo eficiente contra o envelhecimento

    pelo Dr.Jardis Volpe.

  • 28