Textos de apoio linguagem comunicação (2)

Embed Size (px)

Text of Textos de apoio linguagem comunicação (2)

  • Lin

    gu

    ag

    em

    e C

    om

    un

    ica

    o n

    o J

    ard

    im-d

    e-I

    nf

    ncia

    Textos de Apoiopara Educadores de Infncia

    Linguagem e Comunicaono Jardim-de-Infncia

    42-08-Capa 08/05/07 11:51 Page 1

  • Textos de Apoiopara Educadores de Infncia

    Linguagem e Comunicaono Jardim-de-Infncia

    Direco-Geral de Inovao e de Desenvolvimento CurricularLisboa/2008

  • Ficha Tcnica

    Linguagem e Comunicao no Jardim-de-Infncia Textos de Apoio para Educadores de Infncia

    EditorMinistrio da EducaoDireco-Geral de Inovao e de Desenvolvimento Curricular

    CoordenaoIns Sim-Sim

    AutoresIns Sim-SimAna Cristina SilvaClarisse Nunes

    OrganizaoLiliana MarquesHelena Gil

    DesignManuela Loureno

    Execuo GrficaEditorial do Ministrio da Educao

    Tiragem7500 Exemplares

    Depsito Legal274 703/08

    ISBN978-972-742-288-3

    SIM-SIM, Ins, 1946- , e outros

    Linguagem e comunicao no jardim-de-infncia:textos de apoio para educadores de infncia/InsSim-Sim, Ana Cristina Silva, Clarisse Nunes

    ISBN 978-972-742-288-3

    II SILVA, Ana Cristina Conceio da, 1964-II NUNES, Clarisse, 1963-

    CDU 811.134.334811.134.324159.946371

    Biblioteca Nacional de Portugal Catalogao na Publicao

  • Nota de apresentao

    Produzida no mbito do trabalho desenvolvido pela DGIDC na rea da Educao Pr--Escolar, a brochura Linguagem e Comunicao no Jardim-de-Infncia constitui-se como umimportante recurso para a aco do educador.

    Procurando-se realar a importncia da integrao do conhecimento no desenvolvimentodo trabalho do educador, esta brochura foi elaborada em articulao com outras trs: A Descoberta da Escrita, Sentido de Nmero e Organizao de Dados, Geometria e Lin-guagem e Comunicao no Jardim-de-Infncia. Para alm da concepo de uma estrutura eorganizao semelhantes, as quatro publicaes terminam com a explorao de uma tarefaintegradora comum. Deste modo, pretende-se exemplificar como o mesmo contexto nestecaso, uma histria pode ser explorado intencionalmente nos domnios da Linguagem Oral e Abordagem Escrita e da Matemtica.

    Da autoria de Ins Sim-Sim, Ana Cristina Silva e Clarisse Nunes e com a coordenao de Ins Sim-Sim, Linguagem e Comunicao no Jardim-de-Infncia articula teoria e prticaincluindo, de forma integrada, informao terica e didctica e sugestes de tarefas para asala de aula.

    A Subdirectora-Geral de Inovao e de Desenvolvimento Curricular

    (Joana Brocardo)

    3

    Linguagem e Comunicao no Jardim-de-InfnciaNota de apresentao

  • ndice

    Prembulo 7

    Introduo 9

    Seco

    I O aprendiz de falante 111.1 O percurso do aprendiz de falante 131.2 Marcos de desenvolvimento 241.3 Conversar com a criana: a atitude do adulto 27

    Seco

    II Falar e ouvir falar para comunicar 292.1 Comunicar um jogo de aprendizagem a dois 302.2 De aprendiz de falante a comunicador fluente 342.3 Estimular o desenvolvimento da comunicao verbal 37

    2.3.1 Aprender a saber ouvir 372.3.2 Aprender a saber expressar-se oralmente 40

    2.4 Algumas questes para reflexo 44

    Seco

    III Brincar com a lngua: desenvolver a conscincia lingustica 473.1 Dimenses da conscincia lnguistica: a conscincia fonolgica 48

    3.1.1 Nveis de conscincia fonolgica 493.1.2 A importncia da conscincia fonolgica para a aprendizagem da leitura 523.1.3 Princpios orientadores de interveno no domnio da conscincia

    fonolgica e exemplos de jogos fonolgicos 553.2 Dimenses de conscincia lnguistica: a conscincia de palavra 60

    3.2.1 A importncia da conscincia da palavra para a aprendizagem da leitura 623.3 Dimenses de conscincia lnguistica: a conscincia sintctica 63

    3.3.1 A importncia da conscincia sintctica para a aprendizagem da leitura 643.3.2 Breve sntese sobre as prticas promotoras do desenvolvimento

    da conscincia lingustica 663.4 Algumas questes para reflexo 67

    3

    2

    1

    5

  • Seco

    IV Tarefas integradoras 69

    Bibliografia 73

    Anexos 75

    4

    6

  • Prembulo

    A educao pr-escolar, ainda que de frequncia facultativa, o primeiro degrau de umlongo caminho educativo com um peso decisivo no sucesso escolar e social dos jovens, e ojardim-de-infncia configura-se como um espao de tempo privilegiado para aprendizagensestruturantes e decisivas no desenvolvimento da criana. Nesse processo, so inquestionveiso papel e a importncia da linguagem como capacidade e veculo de comunicao e de acessoao conhecimento sobre o mundo e sobre a vida pessoal e social.

    As Orientaes Curriculares para a Educao Pr-escolar (OCEPE) compaginam as grandeslinhas nacionais orientadoras das prticas educativas no jardim-de-infncia e as presentesbrochuras, Linguagem e Comunicao no Jardim-de-Infncia e A Descoberta da Escrita, soum contributo para a operacionalizao das OCEPE, visando a actualizao dos conheci-mentos cientficos e didcticos dos educadores nos domnios do desenvolvimento da lin-guagem oral e escrita das crianas em idade pr-escolar. Como objectivos especficos, asbrochuras procuram enquadrar e promover prticas intencionais e sistemticas de estimu-lao do desenvolvimento da linguagem e enfatizar a necessidade da continuidade de apren-dizagens no domnio da lngua entre a educao de infncia e a sala de aula no 1. ciclo daEducao Bsica.

    Sem actualizao de conhecimentos, a profisso docente corre o risco de prticas roti-neiras, ineficazes e desinteressantes, quer para as crianas, quer para os profissionais de edu-cao. A construo destes materiais espelha um esforo no sentido de convocar recursos emprol da formao em servio dos educadores. Que as presentes brochuras possam contribuirpara a actualizao cientfica e didctica dos educadores e, simultaneamente, para a dimi-nuio de alguma descontinuidade nas aprendizagens da lngua entre os nveis e ciclos deensino no sistema educativo nacional!

    Ins Sim-Sim

    7

    Linguagem e Comunicao no Jardim-de-InfnciaPrembulo

  • Introduo

    Ao longo da histria da humanidade encontramos registos sobre a curiosidade humanaacerca do fenmeno da linguagem. , contudo, nas ltimas dcadas que assistimos a umaexpanso prodigiosa do conhecimento sobre a forma como as crianas adquirem e desen-volvem a linguagem. Entende-se aqui por linguagem a capacidade que qualquer ser humanopossui para adquirir e usar a lngua da sua comunidade. A aquisio tem lugar durante operodo da infncia e ocorre de forma natural e espontnea, bastando apenas que a crianaesteja exposta e conviva com falantes dessa lngua. A lngua adquirida pela criana a sualngua materna.

    Com base na investigao produzida nas ltimas dcadas, hoje possvel descrever indi-cadores e marcos de desenvolvimento lingustico, comparar desempenhos em lnguas e popu-laes diversas, estudar particularidades especficas em sujeitos com caractersticas prprias.Infelizmente, nem sempre a informao disponibilizada pelos investigadores chega aos ges-tores e aos profissionais da educao, o que significa que as prticas educativas no tmbeneficiado conveniente e eficazmente do conhecimento produzido.

    Diminuir o fosso entre o manancial de conhecimento revelado pela investigao e as pr-ticas dos educadores o objectivo desta publicao. Atravs dela procuraremos levar aoseducadores conhecimentos essenciais no s sobre o crescimento lingustico das crianas,mas tambm sobre como os profissionais de educao podero estimular o desenvolvimentoda linguagem de todas as crianas, esbatendo assimetrias e proporcionando as bases para umfuturo sucesso escolar.

    Esta brochura est organizada em trs seces que visam dar uma perspectiva do cresci-mento lingustico das crianas no perodo que antecede a escolaridade bsica e, simultanea-mente, disponibilizar para os educadores caminhos de estimulao para esse crescimento. Naseco O aprendiz de falante, abordamos o processo de aquisio da linguagem nos primeirosanos de vida e referenciamos os grandes marcos de desenvolvimento da linguagem nacriana. Na seco Falar e ouvir falar para comunicar, salientada a importncia da comuni-cao verbal no jardim-de-infncia e exemplificadas actividades pedaggicas nesse sentido.Na seco Brincar com a lngua, explora-se a importncia do desenvolvimento da conscincialingustica no jardim-de-infncia e exemplifica-se como, atravs de atitudes ldicas, se podepromover esse mesmo desenvolvimento.

    9

    Linguagem e Comunicao no Jardim-de-InfnciaIntroduo

  • I O aprendiz de falante

    Adquirir e desenvolver a linguagem implica muito mais doque aprender palavras novas, ser capaz de produzir todos ossons da lngua ou de compreender e de fazer uso das regrasgramaticais. um processo complexo e fascinante em que acriana, atravs da interaco com os outros, (re)constri,natural e intuitivamente, o sistema lingustico da comunidadeonde est inserida, i.e., apropria-se da sua lngua materna. Ao mesmo tempo que adquire a lngua materna, a crianaserve-se dessa lngua para comunicar e para, simultaneamente,aprender acerca do mundo.

    Na vida da criana, comunicao, linguagem e conhecimentoso trs pilares de desenvolvimento simultneo, com umpendor eminentemente social e interactivo. As crianas adqui -rem a respectiva lngua materna ao mesmo tempo que desen-volvem competncias comunicativas, atravs de interacessignificativas com outros falantes que as escutam e que vo aoencontro do que elas querem expressar. Ao conversar com acriana, o adulto desempenha o papel de andaime1, interpe-lando-a, clarificando as suas produes, expandindo os enun-ciados que a criana produziu e providenciando modelos queela testa. Esta funo do adulto determinante no processo dedesenvolvimento do jovem aprendiz de falante. Tomemos osseguintes exemplos:

    11

    Papel do adulto

    Lngua materna

    SECO1

    1 Quando J. Bruner se refere a andaimes, ou Vygotsky a zona potencial de desenvolvi