Microdermoabrasão e Ácido Glicólico nas Cicatrizes de Acne

  • View
    26.125

  • Download
    9

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Os benefícios da Microdermoabrasão associada ao Ácido Glicólico nas Cicatrizes de Acne

Text of Microdermoabrasão e Ácido Glicólico nas Cicatrizes de Acne

  • 1. INSTITUTO DE EDUCAO SUPERIOR DE BRASLIACurso de Esttica e CosmticaProjeto Integrador IIIProfessora: Aline Zulte
    Os Benefcios da Microdermoabraso Associada ao cido Gliclico na Pele Madura com Cicatrizes de Acne

    Helenice Oliveira
    Sandra Pimenta
    Suelly Figueiredo
    Braslia 2011

2. INTRODUO
Algumas pessoas desenvolvem formas mais graves de acne, que podem deixar seqelas cicatriciais, como manchas e alteraes da superfcie da pele, principalmente cicatrizes deprimidas. (LIMA, 2010)
A regenerao um processo complexo, porm essencial ao qual o corpo seria incapaz de sobreviver. Envolve aes integradas das clulas, matriz extracelular e mensageiros qumicos que visam restaurar a integridade do tecido lesionado o mais rpido possvel. Nela ocorre uma srie de eventos complexos envolvendo clulas originrias do tecido vascular e conjuntivo da leso. (NASCIMENTO et al., 2005)
3. Microdermoabraso tem por base o incremento da mitose celular fisiolgica, suscitando efeitos como atenuao de rugas superficiais, afinamento do tecido epitelial preparando-o para tratamentos de revitalizao e proporcionando uma textura fina e saudvel atravs do incremento de protenas de colgeno, elastina e reticulina, seqelas de acne, clareamento das camadas mais superficiais da epiderme. (BORGES, 2006)
O cido gliclico tambm aumenta a hidratao da pele, alm da capacidade de regular a queratinizao e diminuir a ligao entre os cornecitos, aumentando a elasticidade epidrmica. Essa ao se deve provavelmente estimulao direta na produo de colgeno, elastina e mucopolissacardeos nas camadas profundas da pele. (HENRIQUES, etal, 2007).
4. JUSTIFICATIVA

Esse estudo tem como objetivo realizar a reviso bibliogrfica dos procedimentos de microdermoabraso e do peeling qumico regulamentado para uso de esteticista nos tratamentos de cicatrizes de acne. Descreve-se a verificao da eficcia do uso do peeling diamantado associado ao peeling qumico com cido Gliclico no tratamento das cicatrizes de acne, contribuindo para que os profissionais da rea possam trabalhar obtendo melhores resultados.


5. OBJETIVOS
3.1 GERAL

  • Avaliar a eficcia do peeling diamantado associado ao peeling qumico com cido Gliclico nas cicatrizes de acne na pele madura.


3.2 ESPECFICOS

  • Conceituar as cicatrizes de acne.

6. Identificar os benefcios da Microdermoabraso (peeling de diamante). 7. Demonstrar atravs de reviso de literatura os benefcios do Acido Gliclico. 8. Registrar a eficcia do tratamento atravs da realizao do protocolo proposto. 9. Utilizar o recurso fotogrfico para analisar o resultado da pesquisa. 10. Documentar os resultados obtidos com o estudo de caso realizado para apresentao no seminrio e aprovao da disciplina Projeto Integrador III




11. REVISO DE LITERATURA: CICATRIZES DE ACNE

A acne vulgar uma doena crnica multifatorial e inflamatria da unidade pilossebcea. Geralmente surge na puberdade em ambos os sexos. Nessa faixa etria a queixa nos consultriosmdicos de 80%.
o comedo a leso fundamental da acne e que est associado hiper queratinizao folicular e presena de anticorpos especficos a P. acnes. Fatores hormonais influenciam no quadro da acne. A unidade pilossebcea apresenta atividade intrnseca na dependncia de hormnios andrognicos. O folculo piloso e a pele apresentam receptores para hormnios andrognicos e estrognicos.(SABATOVITCH, 2004)
12. Cicatrizes de acne ocorrem quando tecido cicatricial substitui a pele normal e a estruturas da pele. A cicatriz o resultado final da destruio do tecido. A destruio do tecido que acompanha a acne causada normalmente por vigorosa inflamao resultante de ambos o efeito local do P. Acnes e seus subprodutos e a reao excessiva do sistema imune a essa relativa benigna bactria. Muitos fatores podem influenciar a extenso das cicatrizes e o tipo de cicatriz produzida. A gentica tem algum papel, porque algumas pessoas tm peles que lesionam mais facilmente que outras, independente da idade, cor da pele ou etnia. No entanto, como regra geral, pessoas de cor branca tendem a desenvolver cicatrizes facilmente, enquanto que pessoas de pele escura tendem a desenvolver problemas de pigmentao. Leses de acne de longa durao e aquelas que so espremidas so as que deixam mais cicatrizes. (FRIED, 2005)
13. Pele Madura com Cicatrizes de Acne
Fonte: http://www.dermatologia.net
14. Segundo Kadune & Almeida, as cicatrizes de acne se dividem em trs grandes grupos:

  • Elevadas

15. Distrficas 16. DeprimidasElevadas dividem-se em hipertrficas, queloideanas, papulosas e pontes.
Hipertrficas: Elevam-se acima da superfcie cutnea limitando-se a rea do insulto original. So freqentes nas reas mandibular, malar e glabelar.
Queloideanas: Tais leses so encontradas em pacientes com predisposio gentica, sendo esta a principal caracterstica que as diferencia das anteriores.
Papulosas: so elevaes distensveis com aspecto papuloso. So comuns no tronco e na regio mentoniana.
Pontes so cordes fibrosos sobre a pele s.
Cicatrizes Distrficas: caracterizam-se pelos limites irregulares, s vezes em forma de estrela, fundo branco e atrfico. Podem tambm estar representadas por ndulos fibroticos com reteno de material sebceo e purulento.
Cicatrizes deprimidas dividem-se em distensveis e no distensveis.
Distensveis so os defeitos de contorno e volumes, podendo ser observadas em dois diferentes padres: ondulaes ou vales e retraes. Quando tracionadas desaparecem completamente, mostrando o relevo normal.
Retraes caracterizam-se pela aderncia da poro central do assoalho da cicatriz quando se distende a pele regional. So bastante comuns nas regies do sulco nasogeniano, temporal ou zigomtico.
No distensveis: No desaparecem com a trao da pele, caracterizando os defeitos do relevo cutneo. A projeo das bordas produz sombra escura no assoalho. Subdividem-se em: superficiais, mdias ou crateriformes e profundas fibrticas.
Superficiais: So cicatrizes rasas, constituindo o padro ideal para tratamentos.
Mdias ou Crateriformes se apresentam alargadas e com bases normal ou hipocrmica.
Profundas fibrticas so cicatrizes estreitas, rgidas e profundas que atravessam toda a derme e atingem o tecido subcutneo.(SABATOVITCH, 2004).
17. Um estudo recente informou que 40% de pacientes dermatolgicos com acne apresentaram problemas psicolgicos incluindo depresso clinica, pensamentos suicidas e baixa auto-estima, (Gupta e Gupta 2001b). Outro estudo, publicado nos Arquivos de Dermatologia, apontou que adultos que sofrem de acne apresentam pior qualidade de vida em relao a pacientes jovens com acne (Lasek e Chren 1998). (FRIED, 2005).
18. MICRODERMOABRASO
Embora no existam, ainda, estudos e pesquisas concludos sobre a Microdermoabraso, a prtica teraputica demonstra que seu manuseio consiste na aplicao direta sobre a pele atravs de umequipamento mecnico gerador de presso negativa.
composto por uma manopla com diferentes ponteiras diamantadas de granulometrias diferentes, denominado Peeling de Diamantes, proporcionando que a pele sejasuavemente sugada pela manopla, sendo o lixamento efetuado atravs dos movimentos executadospelo terapeuta, que manter contato direto dessa manopla com a pele (os terminais diamantados podemvariar de 50 a 200 micras sendo que, quanto maior a micragem utilizada, mais invasiva ser a abraso. (BORGES , 2006)
19. Os processos teraputicos utilizados para promover a renovao da pele, ou seja, de sua primeira camada - composta por clulas anucleadas e nutridas pela derme (sua segunda camada), possibilitam mais vio e hidratao, apresentando uma atenuao de suas marcas e seqelas, provenientes da constante exposio aos efeitos extrnsecos e intrnsecos.(BORGES, 2006) .
A Microdermoabraso tem sido utilizada com sucesso no tratamento de manchas de senectude, cravos pretos ou brancos e rugas finas ao redor dos olhos, dos lbios e no pescoo. Peles speras e secas tambm podem ser melhoradas mediante tratamento contnuo em um longo programa de Microdermoabraso. (...) Os melhores resultados so obtidos por meio de uma programao que inclua o condicionamento da pele e outros tratamentos associados. (DE SOUZA et al., 2010)
20. Tcnica de Aplicao
A presso ideal depender de fatores diversos tais
como: sensibilidade cutnea e tipo de pele a ser tratada, sendo que nas peles lipdicas h a possibilidade de um maior ajuste de presso devido exacerbao sebcea que age como um fator de proteo, alm da capacidade reacional do paciente. Devemos estirar a pele, com o objetivo de facilitar os movimentos de varredura da cnula. Esse procedimento remove os obstculos provenientes de uma possvel ptose tegumentar regional, permitindo maior destreza, rapidez e eficcia na aplicao. A quantidade de movimentos da cnula sobre a mesma regio proporcionar o tipo de abraso desejada; quanto mais se procede a varredura, sobre a mesma regio, maior ser a abraso local. (BORGES, 2006)
21. A velocidade/lentido na passagem da cnula importante, pois a prtica no manuseio do equipamento de Microdermoabraso permite observar que, quanto mais lento for o processo de deslizamento da cnula sobre a pele, estando o equipamento num ajuste mximo, maior ser a profundidade de ao por cm. Vale lembrar que a abraso obtida com esse mtodo poder no ser uniforme, sendo quaisquer desnivelamentos superficiais, invisveis a olho nu. (BORGES, 2006)
22. Peeling de Diamante
Fonte: http://www.tonederm.com
23. Tcnica que pode ser adotada para o rejuvenescimento superficial da pele, alm do clareamento desta. Utiliza-se um aparelho para esfoliar, provocando escoriaes. A inflamao que se instala na rea estimula a pele a se regenerar, formando novas fibra