PÔR DO SOL - MARAVILHA DE DEUS

  • View
    491

  • Download
    1

Embed Size (px)

Transcript

Hermes, Deus da Cibercoisa

Entenda a Congregao Crist Volume II, por: Escriba Valdemir

FINALIDADE DESTA OBRAOs materiais literrios do autor no tm fins lucrativos, nem lhe gera quaisquer tipo de receita. Os custos do livro so unicamente para cobrir despesas com produo, transporte, impostos e revendedores. Sua satisfao consiste em contribuir para o bem da educao, uma melhor qualidade de vida para todos os homens e seres vivos, e para glorificar o nico Deus Todo-Poderoso.

AUTORIZAO

O livro pode ser reproduzido e distribudo por quaisquer meios, usado e traduzido por qualquer entidade religiosa, educacional ou cultural sem prvia autorizao do autor. Todos os meus livros so de domnio pblico.

Foto: meu sobrinho Rodrigo

AUTOR: Escriba de Cristo licenciado em Cincias Biolgicas e Histria pela Universidade Metropolitana de Santos; possui curso superior em Gesto de Empresas pela UNIMONTE de Santos; Bacharel em Teologia pela Faculdade das Assembleias de Deus de Santos; tem formao Tcnica em Polcia Judiciria pela USP e dois diplomas de Harvard University dos EUA sobre Epstolas Paulinas e Manuscritos da Idade Mdia. Radialista profissional pelo Senac de Santos, reconhecido pelo Ministrio do Trabalho. Nasceu em Itabaiana/SE, em 1969. Em 1990 fundou o Centro de Evangelismo Universal; hoje se dedica a escrever livros e ao ministrio de intercesso. No tendo interesse em dar palestras ou participar de eventos, evitando convvio social.

CONTATO: https://www.facebook.com/centrodeevangelismouniversal/https://www.facebook.com/escribade.cristo

Dados Internacionais da Catalogao na Publicao (CIP) CENTRO DE EVANGELISMO UNIVERSAL

-CGC 66.504.093/0001-08

INTRODUO

A hora que os anjos param para adorar.

As fotos mais lindas do pr do sol no mundo. Esta a proposta deste livro, mostrar a beleza do por do sol em todas as naes do planeta Terra. Um dos momentos mais sublimes do dia exatamente a hora em que o sol se pe e lentamente a noite toma conta. Infelizmente vivemos uma poca em que as pessoas esto ocupadas demais para ver o espetculo que Deus nos garante gratuitamente quase todos os dias, falo quase todos os dias porque algumas vezes e em alguns lugares nem sempre d para ver o pr do sol com tanta regularidade, devido os dias chuvosos e nublados.

Dentro de escritrios, lojas, shopping, fbrica, ou trancadas em casa, as pessoas deixam de visualizar o quadro do pr do sol. Quero convocar as pessoas ao verem e lerem este livro que procurem desocupar-se por alguns minutos no momento do pr do sol para fazer uma orao a Deus de agradecimento. O livro apcrifo Testamento de Abrao fala que o momento do pr do sol a hora em que os anjos adoram a Deus. Obviamente que o pr do sol ocorre em instantes diferentes em cada parte do mundo, mas acredito que os anjos que esto na faixa do planeta que est ocorrendo o pr do sol, param e louvam a Deus. Faz alguns anos que senti a atrao de parar o que fazia para orar no momento do pr do sol e vinha fazendo esta prtica sem conhecer o texto apcrifo citado, de maneira que fiquei espantado com a coincidncia. Muitas vezes convoco as pessoas em minha volta para orarmos nestes instantes, minha me, esposa e minhas filhas muitas vezes oraram comigo, especialmente no stio, porque na vida rural, o ritmo da vida outro. Muitas vezes na cidade o lado do apartamento ou da casa que a pessoa mora no d para v o pr do sol. Outros trabalham o dia todo sob luz artificial e nem viu a hora do pr do sol.

Pr do sol (tambm chamado de sol-pr, anoitecer, entardecer ou ocaso) o momento em que o Sol se oculta no horizonte na direo oeste, sendo o incio da noite. Pode ser considerado como um processo inverso do nascer do Sol, que quando o sol aparece no horizonte na direo leste, iniciando o dia. Este acontecimento verifica-se todos os dias em todas as regies compreendidas entre o Crculo Polar rtico e o Crculo Polar Antrtico. Ao perodo do dia em que ocorre o pr do sol, d-se o nome de "ocaso". Ele surge graas ao movimento de rotao da Terra, no qual o sol aparenta se mover em torno do nosso planeta atravessando o cu de leste a oeste, o que ocorre graas nossa observao se dar em um ponto no inercial.

Cor e brilho

O pr do sol , normalmente, mais brilhante do que o nascer do sol, pois a matiz de vermelho e laranja so mais vibrantes. A atmosfera responde de diversas formas exposio da luz solar. Em particular, no final do dia, a atmosfera tende a reter uma quantidade maior de partculas em suspenso do que no incio do dia. Durante o dia, o sol aquece a superfcie terrestre, diminuindo assim a umidade do ar e aumentando a velocidade e a turbulncia dos ventos, o que acaba por levantar a poeira para o ar. Contudo, as diferenas entre o nascer do sol e o pr do Sol, em alguns casos, tambm dependem das peculiaridades geogrficas do local de onde o evento esta sendo observado. Um bom exemplo a observao em uma praia onde o sol nasa no oceano e se ponha no continente. Como a luz do sol sofre um desvio gerado pela atmosfera, o sol ainda pode ser visto depois de j estar atrs do horizonte fsico. Este efeito tambm se manifesta durante o nascer do sol. Outra curiosidade gerada pela distoro da luz solar pela atmosfera que o sol tambm aparenta ser maior no horizonte, uma iluso de tica similar a que ocorre com a Lua.

Durao

A durao do pr do sol varia com relao ao perodo do ano e com a latitude da regio na qual o evento esta sendo observado. Mudanas na durao so geralmente ocasionadas pela inclinao e pelo movimento do planeta em sua rbita. Por exemplo, no hemisfrio norte, o pr do Sol mais precoce no ocorre durante o solstcio de inverno, no final de dezembro, mas sim durante o incio de dezembro. Outro exemplo o mais tardio pr do sol, que, em vez de ocorrer em torno de 21 de junho, surge no incio de julho. O mesmo fenmeno tambm ocorre no hemisfrio sul, com exceo das datas, que so trocadas. Durante uma ou duas semanas, durante ambos os solstcios, tanto o pr quanto o nascer do sol, ocorrem ligeiramente mais tarde ou mais cedo a cada dia, uma das caractersticas da troca de estaes. Este fenmeno ocorre at em regies equatoriais, onde a troca das estaes dificilmente notada. (1)

Por que o Sol muda de cor durante o dia?

A luz solar no amarela nem vermelha, branca. O branco resulta da soma das sete cores do arco-ris o violeta, o azul, o anil, o verde, o amarelo, o laranja e o vermelho. Ns enxergamos o Sol com tonalidades diferentes, ao longo de um dia, porque a atmosfera filtra os seus raios, separando as cores. A nossa percepo do Sol muda por causa das irregularidades na camada de ar que envolve a Terra e pela distncia que a luz percorre na atmosfera, explica o fsico Henrique Fleming, da Universidade de So Paulo. Existem partculas de poeira, poluio e gotculas dgua infiltradas entre as molculas de gs que compem a atmosfera. Quando o Sol est alto, as cores formadas por ondas de maior amplitude contornam essas partculas e as molculas. Mas as menores (o violeta, o azul e o anil) no conseguem se desviar e trombam, espalhando-se. Com isso, tingem o cu de azul e o Sol fica amarelo, que a soma das cores restantes: o verde, o amarelo, o laranja e o vermelho. medida que o Sol vai se pondo, seus raios tm que atravessar um pedao maior da atmosfera, colidindo com mais obstculos. Afinal, no crepsculo, at as ondas longas, laranja e vermelho, acabam trombando e se desviando, avermelhando gradativamente o horizonte (embora o resto do cu continue azul). A vermelha a ltima onda de luz que consegue cruzar a atmosfera e nos atingir, por isso o astro-rei fica vermelho no pr-do-sol. Por fim, o cu fica preto com a ausncia de luz: no chega mais nenhuma cor e nem se v mais nenhum espalhamento, pois o Sol est abaixo do horizonte. (2)

Viajemos pelo mundo acompanhando o pr do sol de diversos ponto de vista. um espetculo que devemos apreciar sempre. Agradea a Deus pelo dom da viso e poder enxergar a glria de Deus manifesta no sol..

Sindey na Austrlia

Sol se pondo no centro financeiro. A Ponte da Baa de Sydney (Sydney Harbour Bridge em ingls), sobre a Baa de Sydney, liga o centro financeiro de Sydney (Central Business District) com a costa norte, residencial e comercial. Concluda em 1932, demorou 8 anos a ser construda, onde o engenheiro responsvel foi John Jacob Crew Bradfield. O comprimento total do tabuleiro principal so 1 149m. O arco que suporta o tabuleiro, tem um comprimento de 503m e um peso de 39 000 toneladas. O ponto mais alto do arco est 134m acima do nvel do mar. (7)

Nova York

Por do sol ao lado da esttua da liberdade. Ela um monumento inaugurado em 28 de outubro de 1886, na Ilha da Liberdade, na entrada do Porto de Nova Iorque. O Monumento comemora o centenrio da assinatura da Declarao da Independncia dos Estados Unidos e um gesto de amizade da Frana para com os Estados Unidos. Foi projetada e construda pelo escultor alsaciano Frdric Auguste Bartholdi (1834-1904), que se baseou no Colosso de Rodes para edific-la.

Paris, FranaPr do sol em Paris, com a Torre Eiffel em primeiro plano. Ela foi inaugurada no dia 31 de maro de 1889, sendo a maior construo humana do mundo na poca, com 324 metros de altura e peso superior a 10 mil toneladas. O ttulo de estrutura mais alta do mundo s foi perdido pela torre 41 anos depois, quando foi inaugurado, em Nova York, o arranha-ceu Chrysler Building. (8)

Assuno, Paraguai.

Pr do sol, vista do palcio de los Lopez. Foi construdo no sculo XIX por ordem de Francisco Solano Lopez para sua residncia, mas ele no chegou a habita-la. Concludo em 1892, foi convertido na sede do governo.

Marrocos, deserto do sahara.

O Deserto do Saara localiza-se ao norte do continente africano e suas imensas extenses ultrapassam as fronteiras de muitos pases como : Argelia, Egito, Marrocos, Tunsia entre outros. Para alcanar o Saara a partir do Mar