Click here to load reader

Questao 177 - Livro dos Espiritos

  • View
    570

  • Download
    0

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Reuniao Publica apresentada por Patricia Farias

Text of Questao 177 - Livro dos Espiritos

  • 1. Estudo de O Livro dos Espritose do Evangelho Segundo o Espiritismo Dubai, 10/02/2013

2. Cap. IV - Da Pluralidade das ExistnciasQuesto 177 - Para chegar perfeio e suprema felicidade,destino final de todos os homens, tem o Esprito que passar pelafieira de todos os mundos existentes no Universo?No, porquanto muitos so os mundos correspondentes a cadagrau da respectiva escala e o Esprito, saindo de um deles,nenhuma coisa nova aprenderia nos outros do mesmo grau.a) - Como se explica ento a pluralidade de suas existncias em ummesmo globo?De cada vez poder ocupar posio diferente das anteriores enessas diversas posies se lhe deparam outras tantas ocasies deadquirir experincia.GECD - Grupo Esprita Cristo Despertar2 3. Cap. IV - Da Pluralidade das ExistnciasA reencarnao de EliasJesus usa o exemplo de Elias para ensinar a Nicodemos sobre areencarnao. Velho TestamentoAcab Rei da Samaria, Influenciado por Jezabel, Acab iniciou-secasa-se com Jezabel, nos ritos do Baal e introduziu no templouma adoradora do Baal, israelita da Samaria, numa violao frontalum deus cultuado com aos preceitos mosaicos de um Deus nicoritos afrodisacos, na regio.lascivos e at sacrifcioshumanos. GECD - Grupo Esprita Cristo Despertar3 4. Cap. IV - Da Pluralidade das ExistnciasA reencarnao de Elias ento que surge Elias, o profeta, porta-voz divino, mdium que recebeu a instruo do plano espiritual para advertir ao Rei, de que se no se arrependesse de seus maus costumes e no interrompessem o culto de Baal, haveria terrvel fome, causada por longa estiagem. No atenderam e a estiagem durou trs anos causando grande fome em toda regio. GECD - Grupo Esprita Cristo Despertar 4 5. Cap. IV - Da Pluralidade das ExistnciasA reencarnao de Elias Jezabel revoltada manda matar Elias e todos aqueles que o seguissem. Mas no consegue matar o profeta. - Gloria e fraqueza Elias pede que se renam os 450 sacerdotes do Baal e o povo Israelita no monte Carmelo, para um desafio. Traz a proposta do desafio ao Rei Acab, de acordo com as palavras de Deus, ao qual ele como Profeta (medium) recebera dias antes, de Tendo vivido cerca de 875 anos antes de Jesus, modo a trazer ao povo a esperana eElias foi um dos maiores profetas do Antigo a confirmao num Deus nico.Testamento. Os livros de Reis (I e II) narram suahistria, e os seus muitos fenmenos eprofecias.GECD - Grupo Esprita Cristo Despertar5 6. Cap. IV - Da Pluralidade das ExistnciasPouco mais de 800 anos depois...O povo Israelita vinha agindo mal, desprezando as leis divinas, e os defeitos detantos erros se estavam acumulando. Se o povo no se corrigisse, no semodificasse, os efeitos passariam do limite de tolerncia previsto pela lei divina. ento que o anjo Gabriel anuncia a chegada de Elias a Zacarias, e a Maria. Isabelde idade avanada fica gravida.Deus ento envia Elias mais uma vez para convidar o povo ao arrependimento,dando a chance ainda para quem quisesse se modificar. GECD - Grupo Esprita Cristo Despertar6 7. Cap. IV - Da Pluralidade das ExistnciasA reencarnao de EliasReencarnado como o Batista, Joo continua mdium tanto de viso, como deaudio, mas no era mais de efeitos fsicos. Joo foi aprisionado por Herodes e sabia que em breve seria sacrificado. Do cativeiro enviara discpulos seus a Jesus, cujo intuito era de que o Mestre se firmasse diante deles como o Messias. E de que eles no ficassem rfos e o seguissem. E Jesus fala ao povo sobre Joo, exultando-lhes os valores, confirmando sua misso de precursor e concluindo:E se o quereis conhecer (compreender) ele mesmo o Elias que tinha devir (ou estava para vir). Quem tem ouvidos oua. (Mt 11:14)GECD - Grupo Esprita Cristo Despertar 7 8. Cap. IV - Da Pluralidade das Existncias Ambos eram arredios das situaes de riqueza ou poder, viveram em regies afastadas dos meios populosos e voltados para as coisas de Deus, os assuntos espirituais. Vestiam-se ambos em pele de animal, cinta de couro em volta dos rins. (Reis 2:8 e Mt 3:4)Defrontou-se com Herodes, um rei influenciado para o mal por uma rainha,como tinha sido o rei Acab e Jezabel ao tempo de Elias. Seriam eles tambmreencarnados? Enquanto Joo estava na missao de anunciador do Cristo ningum conseguiu lhe por a mo, mas assim que sua tarefa terminou, enfrenta ele a sua situao particular..GECD - Grupo Esprita Cristo Despertar 8 9. Cap. IV - Da Pluralidade das Existncias Joo preso e decapitado, tal como fizera morrer os 450 de Baal na reencarnao como Elias. Leis de causa e efeito: o sacrifcio sofrido pelo Batista era para deixar bem identificado diante do povo se tratar da mesma pessoa, que degolara e agora morria degolado, alertando para as consequncias da lei de causa e efeito. MT 17:10 a 13 10 Os discpulos lhe perguntaram: "Ento, por que os mestres da lei dizem que necessrio que Elias venha primeiro?" 11 Jesus respondeu: "De fato, Elias vem e restaurar todas as coisas. 12 Mas eu digo a vocs: Elias j veio, e eles no o reconheceram, mas fizeram com ele tudo o que quiseram. Da mesma forma o Filho do homem ser maltratado por eles". 13 Ento os discpulos entenderam que era de Joo Batista que ele tinha falado. GECD - Grupo Esprita Cristo Despertar 9 10. Cap. XIII - NO SAIBA A VOSSA MOESQUERDA O QUE D A VOSSA MO DIREITA Dubai, 05/02/2013 11. Fazer o bem sem ostentao (Cap. XIII) 1.Tende cuidado em no praticar as boas obras diante dos homens, para serem vistas, pois, do contrrio, no recebereis recompensa de vosso Pai que est nos cus. - Assim, quando derdes esmola, no trombeteeis, como fazem os hipcritas nas sinagogas e nas ruas, para serem louvados pelos homens. Digo-vos, em verdade, que eles j receberam sua recompensa. - Quando derdes esmola, - a fim de que a esmola fique em segredo, e vosso Pai, que v o que se passa em segredo, vos recompensar. - (S. MATEUS, cap. VI, vv. 1 a 4.)GECD - Grupo Esprita Cristo Despertar11