Disciplina De GerêNcia E AvaliaçãO Ambiental1

  • Published on
    21-Oct-2014

  • View
    4.068

  • Download
    4

Embed Size (px)

DESCRIPTION

 

Transcript

Slide 1

GERNCIA E AVALIAO AMBIENTAL

Rodrigo Francalacci Fortunatohttp://rodrigofortunato.wordpress.com/

CONCEITOS BSICOSCONCEITO MODERNO DE ECOLOGIA: que expressa as relaes entre o homem moderno e o seu meio ambiente, incluindo aspectos sociais e naturais. Nesse sentido a ecologia no seria apenas umramo da biologia, mas uma viso antropologizada da natureza.(Pedro Leito, 1993)MEIO AMBIENTE: o conjunto de condies naturais e de influnciasque atuam sobre os organismos vivos e os seres humanos.(Dicionrio Aurlio)

MEIO AMBIENTE: o conjunto de condies, leis, influncias e intera-es de ordem fsica, qumica e bolgica que permite, abriga e rege a vida em todas as suas formas.(Lei n. 6.938, de 31/08/81)GERNCIA E AVALIAO AMBIENTAL

Rodrigo Francalacci Fortunatohttp://rodrigofortunato.wordpress.com/

QUESTES AMBIENTAIS GLOBAIS aquecimento da temperatura da Terra perda da biodiversidade destruio da camada de oznio contaminao dos recursos dos oceanos escassez, mau uso e poluio das guas superpopulao mundial urbana baixa qualidade da moradia e ausncia de saneamento bsico degradao dos solos agricultveis destinao do lixo Rodrigo Francalacci Fortunatohttp://rodrigofortunato.wordpress.com/

BREVE HISTRICODcada de 60: - Conflito entre Preservacionistas e Desenvolvimentistas- 1962/9 - Rachel Carson - A primavera Silenciosa- DDT - dimetildicloroetileno - desenvolvido em 1942Dcada de 70: - Reunio do Clube de Roma, 1970 - Limites do Crescimento - Primeira Conferncia das Naes Unidas, 1972 - Estocolmo- Crise do Petrleo- Despertar LegislativoDcada de 80:- EPA : 1986 - Estabeleceu uma Poltica Ambiental- ICC : 1986 - Diretrizes para Indstria Mundial- WCED: 1987 - Our Common Future- Despertar scio-econmicoRodrigo Francalacci Fortunatohttp://rodrigofortunato.wordpress.com/

Dcada de 90:- ICC : 1991 - Carta Empresarial para o Desenvolvimento Sustentvel

- BCDS :1991- Mudando o Rumo: uma perspectiva empresarial global sobre desenvolvimentoe meio ambiente

- ISO: 1991 - Grupo Estratgico Consultivo sobre o MeioAmbiente (SAGE)

- ONU: 1992 - Conferncia do Rio de Janeiro ECO-92

- RIO+5: 1997 - Conferncia do Clima em Kyoto, Japo- A Dcada da Ao ConstrutivistaBREVE HISTRICORodrigo Francalacci Fortunatohttp://rodrigofortunato.wordpress.com/

FATOS QUE FIZERAM A HISTRIAMinamata- Lanamento de Mercrio, Japo, 50s- 700 mortos, 9.000 doentes crnicosO anunciar de uma crise

Seveso- Desastre Industrial, Itlia, 1976- Incndio numa Fabrica de PesticidasA Dioxina entra em cena

Bhopal- Desastre com gs metil isocianeto, 1984- Inda, Union Carbide- 3.300 mortos e 20.000 doentes crnicosInternational Responsible CareRodrigo Francalacci Fortunatohttp://rodrigofortunato.wordpress.com/

Chernobyl- Acidente Nuclear, Ucrnia, 4/1986 - 29 mortes, 200 condenados - 135.000 casos de cncer e 35.000 mortesVulnerabilidade Terrestre

Basilia- Incndio e derramamento, Sua, 11/1986- 30 toneladas de pesticida no Rio Reno- 193 km do rio morto- 500.000 peixes e 130 enguiasO Paraso ameaadoFATOS QUE FIZERAM A HISTRIARodrigo Francalacci Fortunatohttp://rodrigofortunato.wordpress.com/

FATOS QUE FIZERAM A HISTRIAValdez - Desastre com leo no Alasca, 1989- 37 milhes litros de leo- 23.000 aves migratrias- 730 lontras e 50 aves de rapina

Rodrigo Francalacci Fortunatohttp://rodrigofortunato.wordpress.com/

AUMENTO DA PREOCUPAO COM O MEIO AMBIENTEALEMANHA OCIDENTAL (3 vertentes do panorama poltico na dcada de 80) aumento da conscientizao ambiental, mudana na preferncia do consumidor e ascenso de um vigoroso movimento ecolgico;

protestos tecnolgico contra energia nuclear e outras megatecnologias;

ascenso do Partido Verde introduzindo temas ecolgicos crticos nodilogo poltico e no processo legislativo.Rodrigo Francalacci Fortunatohttp://rodrigofortunato.wordpress.com/

AUMENTO DA PREOCUPAO COM O MEIO AMBIENTEANTES DOS ANOS 80:VISO REATIVA

- proteo ambiental vista como custosa, indesejvel

A PARTIR DA DCADA DE 80:VISO PR-ATIVA

- investimentos no futuro

- vantagem competitivaRodrigo Francalacci Fortunatohttp://rodrigofortunato.wordpress.com/

AUMENTO DA PREOCUPAO COM O MEIO AMBIENTESenso de responsabilidadeecolgica1Exigncias legais2Proteo dos interesses da empresa3Imagem4Proteo dos funcionrios5Presso do mercado687LucroQualidade de vidaLutz (1990)Rodrigo Francalacci Fortunatohttp://rodrigofortunato.wordpress.com/

POLTICA DE CRESCIMENTO ECONMICO Baixos salrios

Impostos elevados

Emprstimos e Financiamentos externos

POBRESMILIONRIOSRodrigo Francalacci Fortunatohttp://rodrigofortunato.wordpress.com/

CRESCIMENTO X DESENVOLVIMENTOentende-se por crescimento econmico o crescimento contnuo do produto nacional em termos globais ao longo do tempo, enquanto desenvolvimento econmico representa no apenas o crescimento da produo nacional, mas tambm a forma como esta distribuda social e setorialmente(Pereira, 1981)Rodrigo Francalacci Fortunatohttp://rodrigofortunato.wordpress.com/

CRESCIMENTO X DESENVOLVIMENTOSegundo Souza (1993), o desenvolvimento econmico passou a ser complementado por indicadores que expressam a qualidade de vida dos indivduos:

diminuio dos nveis de pobreza

desenvolvimento

desigualdade

elevao das condies de sade, nutrio, educao e moradia E A DEGRADAO DOS RECURSOS NATURAIS ?Rodrigo Francalacci Fortunatohttp://rodrigofortunato.wordpress.com/

DESENVOLVIMENTO NO BRASILDCADA DE 40 A 70: NACIONAL DESENVOLVIMENTISMO- industrializao como porta de entrada para recursos- nenhuma preocupao ambiental

APS DCADA DE 70: DESENVOLVIMENTO SUSTENTVEL- Rio-92- indstria como fonte de preocupao- conscincia ecolgica- agravamento da crise ambiental- maior preocupao com a pobrezaRodrigo Francalacci Fortunatohttp://rodrigofortunato.wordpress.com/

DESENVOLVIMENTO SUSTENTVELDESENVOLVIMENTOSUSTENTVELAMBIENTALISMODESENVOLVI-MENTISMORodrigo Francalacci Fortunatohttp://rodrigofortunato.wordpress.com/

DESENVOLVIMENTO SUSTENTVELRelatrio Founex (1970-71): estabeleceu um caminho intermedirioentre o pessimismo da advertncia dos malthusianos a respeito doesgotamento dos recursos e o otimismo da f na tecnologia.

Declarao de Estocolmo (1971): Declarao sobre a Confernciadas Naes Unidas sobre Meio Ambiente Humano.ECODESENVOLVIMENTO DESENVOLVIMENTO SUSTENTVELRodrigo Francalacci Fortunatohttp://rodrigofortunato.wordpress.com/

DESENVOLVIMENTO SUSTENTVELPrimeiro Conceito (1980):Unio Internacional para Conservao da Natureza - UICNFundo Mundial para Vida Selvagem - WWFPrograma das Naes Unidas para o Meio Ambiente - PNUMApara ser sustentvel, o desenvolvimento precisa levar em conta fatoressociais e ecolgicos, assim como econmicos; as bases dos recursosvivos e no-vivos; as vantagens de aes alternativas, a longo e a curtoprazosRodrigo Francalacci Fortunatohttp://rodrigofortunato.wordpress.com/

DESENVOLVIMENTO SUSTENTVEL1987: Relatrio da Comisso BrundtlandComisso sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento - convocao da Conferncia das Naes Unidas sobre Meio Ambiente e DesenvolvimentoECO-92aquele que atende s necessidades do presente sem comprometer a possibilidade de geraes futuras atenderem as suas prpriasnecessidadesRodrigo Francalacci Fortunatohttp://rodrigofortunato.wordpress.com/

VISO NORTE-SUL SOBREDESENVOLVIMENTO SUSTENTVELNORTE:- riscos ambientais globais- responsabilidade compartilhada- reduo de emisses tambm aos do sul

SUL:- desenvolvimentismo- industrializao- pobreza e desigualdade socialSoluo: maior justia econmica para os pases em desenvolvimento, caso contrrio, esses pases no sero capazes nem tero interesse emunir-se aos esforos dos pases industrializados para salvar o planeta.Rodrigo Francalacci Fortunatohttp://rodrigofortunato.wordpress.com/

AS CINCO DIMENSES DO DESENVOLVIMENTO SUSTENTVEL(Ignacy Sachs, 1993)Todo planejamento de desenvolvimento precisa levar em conta,simultaneamente, as cinco dimenses de sustentabilidade:SustentabilidadesocialSustentabilidade econmicaSustentabilidadeecolgicaSustentabilidadeespacialSustentabilidadeculturalRodrigo Francalacci Fortunatohttp://rodrigofortunato.wordpress.com/

DESENVOLVIMENTO SUSTENTVEL NA PRTICASegundo Rattner (1993) para formulao de estratgias e diretrizes dedesenvolvimento sustentvel:

multidisciplinaridade pensar em escala global preocupao com a criao de novos empregos distanciar-se da perspectiva econmica rejeitar a estratgia de inovao-produtividade-competitividade a qual induz a polticas convencionais recessivas investimentos em estudos no campo das cincias sociais, tecnologia, educao superior, planejamento, etc. conferir maior peso ao desenvolvimento e implementao de tecnologias sociais, organizaes comunitrias e ONGs discutir e definir o significado do desenvolvimento e da democracia entendidos como vias para a emancipao da humanidade e para a realizao pessoal de cada indivduoRodrigo Francalacci Fortunatohttp://rodrigofortunato.wordpress.com/

IMPORTANTES ATORES NO PROCESSO DEVIABILIZAO DO DESENVOLVIMENTO SUSTENTVELUNEP - formado aps a Conferncia de Estocolmo em 1972, tem o propsito de elevar a conscincia e ao ambientalistas emtodos os nveis da sociedade mundial, promovendo o cuidadoao meio ambiente.

ISO - com sede em Genebra, Sua, uma organizao no governamental fundada em 1947 cuja misso promover odesenvolvimento mundial da normalizao, facilitando a trocainternacional de bens e servios,

GATT- fundado em 1947 o General Agreement on Tariffs and Trade um rgo autnomo, porm filiado ONU, que tem como principal proposta o comrcio livre como forma de promover o crescimento econmico.Rodrigo Francalacci Fortunatohttp://rodrigofortunato.wordpress.com/