Gestão de Projetos com MS-Project 2010

  • View
    2.836

  • Download
    3

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Tutorial ministrado na PUC-Campus Toledo, em 2011

Text of Gestão de Projetos com MS-Project 2010

  • 1. UNIVERSIDADE TECNOLGICA FEDERAL DO PARANFilho, antes alguns conceitos parasua vida... Prof. Fabio Alexandre Spanhol, M. Sc. 2

2. UNIVERSIDADE TECNOLGICA FEDERAL DO PARANProjetos nas Organizaes ... na empresa atual e,com muito mais intensidade,na empresa do futuro,todos devero ser capazesde gerenciar projetos ouparte deles.(DaltonValeriano Alves) Prof. Fabio Alexandre Spanhol, M. Sc. 3 3. UNIVERSIDADE TECNOLGICA FEDERAL DO PARANAfinal, o que umProjeto? Projeto um esforo temporrio,visando criao de um produto, servio ouresultado com exclusividade A humanidade sempre esteve envolvidacom projetosalgumas obras sobreviveram s marcas dostempos e nos deixam surpresos at hojeProf. Fabio Alexandre Spanhol, M. Sc.4 4. UNIVERSIDADE TECNOLGICA FEDERAL DO PARANSo Projetos! Prof. Fabio Alexandre Spanhol, M. Sc. 5. UNIVERSIDADE TECNOLGICA FEDERAL DO PARANProjetos... ExemplosConstruo de uma casaInstalao de uma nova planta industrialRedao de um livroInformatizao de um determinado departamento de umaempresaRealizao de uma viagemLanamento de um novo produto ou servioElaborao de um plano de marketingEtc.Prof. Fabio Alexandre Spanhol, M. Sc.6 6. UNIVERSIDADE TECNOLGICA FEDERAL DO PARANProjeto ...Um empreendimento temporrio no repetitivo, com uma sequncia bem definida de eventos com incio e fim, conduzido por pessoas, para se obter um novo produto, servio ou resultado (nico) que se caracteriza por Possuir objetivo e requisitos claramente definidos (Escopo) Obedecer ao oramento aprovado (Custo) Ser concludas em prazo especificado (Tempo) Prof. Fabio Alexandre Spanhol, M. Sc. 7 7. UNIVERSIDADE TECNOLGICA FEDERAL DO PARANProjeto e... A santa trindade das RestriesProf. Fabio Alexandre Spanhol, M. Sc.8 8. UNIVERSIDADE TECNOLGICA FEDERAL DO PARANProjeto deve ser...Temporrio!Comeo e fim definidosO fim alcanado quando Os objetivos so atingidos (SUCESSO) Fica claro que os objetivos no podem ou no sero atingidos (INSUCESSO) A necessidade que originou o projeto no existe mais (INSUCESSO)No necessariamente curto! Prof. Fabio Alexandre Spanhol, M. Sc. 9 9. UNIVERSIDADE TECNOLGICA FEDERAL DO PARANProjeto ProcessoProjeto ProcessoTemporrioPermanenteOriginal RepetitivoMultifuncional FuncionalResultado incertoResultado previsvelFoco na integrao Foco na disciplina Prof. Fabio Alexandre Spanhol, M. Sc. 10 10. j falharam? UNIVERSIDADE TECNOLGICA FEDERAL DO PARANSeus Projetos Qual o motivo? Prof. Fabio Alexandre Spanhol, M. Sc. 11 11. j falharam? UNIVERSIDADE TECNOLGICA FEDERAL DO PARANSeus Projetos Causas comuns deinsucesso Objetivos e metas mal definidos Escopo mal definido Falta de recursos Mudanas nos requisitos Falta de envolvimento da alta gerncia Falta de uma metodologia para gerenciar projetos Falta de comunicao entre os interessados M conduo por parte do gerente Falta de anlise dos riscos Etc. Prof. Fabio Alexandre Spanhol, M. Sc. 12 12. UNIVERSIDADE TECNOLGICA FEDERAL DO PARANSucesso do Projeto Fatores crticos desucessoAtendimento dos Requisitos Tcnicos e FuncionaisCumprimento do OramentoCumprimento do CronogramaSatisfao dos stakeholdersBenefcios para o sponsor Prof. Fabio Alexandre Spanhol, M. Sc. 13 13. UNIVERSIDADE TECNOLGICA FEDERAL DO PARANStakeholders (Interessados) So pessoas e organizaes ativamente envolvidasno projeto ou cujos interesses podem ser afetados comoresultado da execuo ou do trmino do projetoGerente de projetosConsumidor (usurio final e seu cliente)ParceirosEquipePatrocinadorConcorrentesEtc.Prof. Fabio Alexandre Spanhol, M. Sc.14 14. UNIVERSIDADE TECNOLGICA FEDERAL DO PARANSuperman ... O Gerentede Projetos!um profissional que atua em reasbastante diversas no h um curso base de formao so recrutados profissionais experientes em sua rea que apresentem diferenciais como a habilidade para coordenar pessoas, negociao e grande flexibilidade Prof. Fabio Alexandre Spanhol, M. Sc. 15 15. UNIVERSIDADE TECNOLGICA FEDERAL DO PARANO Gerente de Projetos Um projeto conduzido pelo gerentede projetos, que poucas vezes participadas atividades diretasSua funo gerenciar o progresso doprojeto e atravs de dados verificar seusresultadosSeu objetivo minimizar possveisocorrncias de falhasProf. Fabio Alexandre Spanhol, M. Sc.16 16. UNIVERSIDADE TECNOLGICA FEDERAL DO PARANSponsor (Patrocinador) o indivduo/grupo interno ouexterno que prov os recursosfinanceiros para o projeto Facilitador e defensor ativo do projeto Entende o benefcio do projeto Entusiasta do projetoInfluente na organizao Conhece a poltica da organizao o irmo mais velho do Gerente deprojeto Prof. Fabio Alexandre Spanhol, M. Sc. 17 17. UNIVERSIDADE TECNOLGICA FEDERAL DO PARANCiclo de Vida do Projeto Prof. Fabio Alexandre Spanhol, M. Sc. 18 18. UNIVERSIDADE TECNOLGICA FEDERAL DO PARANFases de um Projeto Prof. Fabio Alexandre Spanhol, M. Sc. 19 19. UNIVERSIDADE TECNOLGICA FEDERAL DO PARANInicializao Primeira fase de um projetoLevanta-se uma demanda que transformada em problema estruturadopara ser resolvido Nesta etapa define-se osobjetivos e a misso do projeto eas melhores estratgias Prof. Fabio Alexandre Spanhol, M. Sc. 20 20. UNIVERSIDADE TECNOLGICA FEDERAL DO PARANInicializao Projetos so tipicamente AUTORIZADOS comoresultado de uma ou mais das seguintes situaesdemanda de mercadosolicitao de um clienteavano tecnolgicorequisito legal/regulatrionecessidade social Necessidade do negcio: problema ouoportunidade!Prof. Fabio Alexandre Spanhol, M. Sc.21 21. UNIVERSIDADE TECNOLGICA FEDERAL DO PARANInicializao ObjetivoDescreve o que o projeto deve fazer ou produzir Seguir a regra SMARTSpecific (especfico)Measurable (mensurvel)Accurate (exato)Realistic (realista)Time bounded (limitado no tempo) Prof. Fabio Alexandre Spanhol, M. Sc. 22 22. UNIVERSIDADE TECNOLGICA FEDERAL DO PARANInicializao Objetivoresultado quantificvelaferir o sucesso do projeto O qu se quer? MetaSo avanos seguros no horizonte de incertezas doprojeto, associadas a quantidades mensurveis e a prazosdefinidos, geralmente desafiadores Como? Quando? Quanto? Prof. Fabio Alexandre Spanhol, M. Sc. 23 23. UNIVERSIDADE TECNOLGICA FEDERAL DO PARANPlanejamento Detalha tudo o que vai ser feito pelo projetoCronogramaInterdependnciaRecursosRiscosQualidadeRecursos humanos e materiaisComunicaoEtc. Prof. Fabio Alexandre Spanhol, M. Sc. 24 24. UNIVERSIDADE TECNOLGICA FEDERAL DO PARANExecuo Esta fase transforma em realidade o que foiplanejadoos maiores investimentos so feitosos eventuais erros aparecemProf. Fabio Alexandre Spanhol, M. Sc.25 25. UNIVERSIDADE TECNOLGICA FEDERAL DO PARANMonitoramento e Controle Extremamente importante Ocorre de forma acentuada noplanejamento das aes na execuoProcura evitar anormalidadesCorrige aes que estejam desviando do planejado Prof. Fabio Alexandre Spanhol, M. Sc. 26 26. UNIVERSIDADE TECNOLGICA FEDERAL DO PARANFinalizaoNesta fase so avaliados osresultados, os erros, falhas, etc.Auditorias feita a aceitao do produtoentregue ao clienteSo gerados conhecimentos paranovos projetosProf. Fabio Alexandre Spanhol, M. Sc.27 27. UNIVERSIDADE TECNOLGICA FEDERAL DO PARANGesto de Projetos Gesto de Projetos um conjunto de ferramentas gerenciais que permitemque a organizao desenvolva um conjunto dehabilidades, incluindo conhecimento e capacidadesindividuaisdestinados ao controle de eventos no repetitivos,nicos e complexos, dentro de um cenrio de tempo,custo e qualidade predeterminadosGerenciar Projetos a aplicao deconhecimentos, habilidades e tcnicas de umamaneira formal e estruturada Prof. Fabio Alexandre Spanhol, M. Sc. 28 28. UNIVERSIDADE TECNOLGICA FEDERAL DO PARANGesto de Projetos O primeiro projeto que utilizou oconceito isolado de gesto deprojetos foi o lanamento dosatlite Sputnik (1957), pela entoURSS, durante a Guerra FriaProf. Fabio Alexandre Spanhol, M. Sc.29 29. UNIVERSIDADE TECNOLGICA FEDERAL DO PARANGesto de Projetos Predecessores da GP como conhecemos hojesoPERT (Program Evaluation and Review Technique) criado pelo DoDCPM (Critical Path Method) desenvolvido pelaDuPont e semelhante ao PERT Prof. Fabio Alexandre Spanhol, M. Sc. 30 30. UNIVERSIDADE TECNOLGICA FEDERAL DO PARANPMI Project Management Institute (PMI) a maisimportante associao mundial de gerenciamento deprojetos fundada nos EUA (1969)mais de 48 mil associados que compartilham teorias,melhores prticas e experincias em gerenciamento deprojetosO PMI emite certificaes, publica documentaesperidicas, promove seminrios internacionais e organizaoficinas de estudowww.pmi.org Prof. Fabio Alexandre Spanhol, M. Sc. 31 31. UNIVERSIDADE TECNOLGICA FEDERAL DO PARANPMBOK Criado pelo PMI, o Guia doConhecimento em Gerenciamentode Projetos (PMBOK) tornou-seuma norma reconhecida para aprofisso de gerenciamento deprojetosum documento formal quedescreve normas, mtodos,processos e boas prticasestabelecidas Prof. Fabio Alexandre Spanhol, M. Sc. 32 32. UNIVERSIDADE TECNOLGICA FEDERAL DO PARANSoftware para GPOrganiza/Controla as atividades necessrias a execuo deprojetosrecursos Programao de tarefas Alocao de recursos Diagrama de Gantt Gesto de oramento Gesto da qualidade PERT Versionamento de documentos Relatrios Etc. Prof. Fabio Alexandre Spanhol, M. Sc. 33 33. UNIVERSIDADE TECNOLGICA FEDERAL DO PARANE o que eu ganho com isso? Vantagensprodutividadecomunicaointegraosimulaoacurcia Prof. Fabio Alexandre Spanhol, M. Sc. 34 34. UNIVERSIDADE TECNOLGICA FEDERAL DO PARANSoftware para GP Podem serDesktop No computador do usurio Melhor usabilidade Interface familiar para o usurioWeb Acessado pelo navegador Web (Firefox, Chrome, Safari,Opera, etc...) Aquele outro No, no use Drogas ! Em qualquer computador, em qualquer lugar Prof. Fabio Alexandre Spanhol, M. Sc. 35 35. UNIVERSIDADE TECNOLGICA FEDERAL DO PARANSoftware para GP : Desktop Principais caractersticasorganizao da programao das atividades aserem desenvolvidas (scheduling)o gerenciamento dos recursos necessrios aconcluso das tarefas (resource management) Ex.:OpenProjMS-Project Prof. Fabio Alexandre Spanhol, M. Sc. 36 36.