Click here to load reader

Comportamentos DemográFicos

  • View
    25.511

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Comportamentos DemográFicos

  • 1. COMPORTAMENTOS DEMOGRFICOS

2. Indicadores Demogrficos

  • Natalidade : nmero total de nascimentos ocorridos numa dada regio, num determinado perodo de tempo.
  • Mortalidade : nmero total de bitos ocorridos numa dada regio, num determinado perodo de tempo.
  • Crescimento natural ou saldo fisiolgico : diferena entre a natalidade e a mortalidade.
  • Calcula-se utilizando a seguinte frmula:CN=N-M
  • A variao da populao depende do nmero de nascimentos e do nmero de bitos.
  • A populao aumenta quando o nmero de pessoas que nascem superior ao nmero de pessoas que morrem.

3.

  • Taxa de natalidade : nmero de nados-vivos (nascimentos) por cada mil habitantes.
  • Taxa de Mortalidade: nmero de bitos por cada mil habitantes.
  • Taxa de crescimento natural:diferena entre a taxa de natalidade e a taxa de mortalidade.

O crescimento natural pode ser : -positivo(natalidade> mortalidade); - nulo (natalidade = mortalidade); -negativo(natalidade< mortalidade). 4.

  • Taxa de Mortalidade Infantil : o nmero de bitos de crianas com menos de um ano, por cada mil nascimentos.
  • Esperana mdia de Vida : o nmero mdio de anos que cada indivduo tem probabilidade de viver.
  • ndice de Fecundidade: o nmero mdio de filhos por cada mulher em idade frtil (dos 15 aos 49 anos).
  • ndice de Renovao de Geraes: a capacidade de renovao de uma populao.

Para que haja renovao de geraes necessrio que cada mulher frtil tenha pelo menos, em mdia,2,1 filhos . X 1000 bitos < 1 ano N nascimentos TMI = 5. ANATALIDADE 6. Distribuio da Taxa de Natalidade

  • Ocontinente africano, o Sul da sia e a Amrica Latina , onde predominam os pases em desenvolvimento, possuem astaxas de natalidade mais elevadas ;
  • AEuropa, a Rssia, a Amrica do Norte, a Austrlia e o Japo , que pertencem ao conjunto dos pases desenvolvidos, registam astaxas de natalidade mais baixas.

7. O Comportamento da Natalidade Enquanto que nospases desenvolvidosa taxa de natalidade tem vindo a descer drasticamente, apresentando, hoje em dia, valores a rondar os 10% 0 ,Nospases em desenvolvimentoas, pelo contrrio, as taxas de natalidade continuam bastante elevada, apresentando recentemente uma ligeira tendncia para a diminuio. Ainda assim, a mdia ronda os 35 40% 0 . 8. Factores explicativos

  • Natalidade elevada (associada aos pases em desenvolvimento):
  • - Tradio de famlias numerosas;
  • - Casamento precoce (entre os 15 e os 18 anos);
  • - Os filhos podem ser importantes para ajudar no trabalho familiar;
  • - A religio contesta o uso de contraceptivos e o recurso ao aborto;
  • - O analfabetismo dificulta o acesso informao sobre planeamento familiar;
  • - A prtica da poligamia.
  • Natalidade baixa (associada aos pases desenvolvidos):
  • - A idade tardia do casamento;
  • - Melhoria do nvel de vida e maior preocupao com a educao dos filhos;
  • - Entrada das mulheres no mercado de trabalho;
  • - Desejo de realizao pessoal e profissional dos casais;
  • - Planeamento familiar e generalizao do uso de contraceptivos;
  • -A reduo das taxas de nupcialidade e o aumento das taxas de divrcio.

9. AMORTALIDADE 10. Distribuio da Taxa de Mortalidade

  • - maisbaixa na Amrica do Norte e do Sul, na Europa, e na Ocenia.
  • - maiselevada no continente africano e em alguns pases asiticos , que registam as maiores taxas de mortalidade.

11. O Comportamento da Mortalidade

  • Nos pases desenvolvidos, a taxa de mortalidade comeou a diminuir logo aps ocorrncia da revoluo industrial nos finais do sculo XVIII, devido a uma melhoria considervel das condies de vida da populao. Nestes pases, a tendncia aponta para um aumento das taxas de mortalidade decorrentes do envelhecimento da populao.
  • Nos pases em desenvolvimento, as taxas de mortalidade s comearam a diminuir a partir de 1900, devido ajuda internacional. Ainda assim, existe um nmero considervel de pases (sobretudo africanos) que apresentam elevadas taxas de mortalidade.

12. Factores explicativos

  • Mortalidade elevada (associada aos pases pobres):
  • - Deficiente assistncia mdica;
  • - Deficincia das infra-estruturas de saneamento bsico;
  • - Escassez de alimentos e fome;
  • - Guerras e conflitos sociais;
  • - Catstrofes naturais e epidemias;
  • Mortalidade baixa (associada aos pases desenvolvidos):
  • - Boa assistncia mdica;
  • - Boas condies sanitrias;
  • - Existncia de uma alimentao equilibrada;
  • - Proibio do trabalho infantil;
  • - Elevado nvel de vida das populaes.

13. TAXA DE CRESCIMENTO NATURAL 14. Distribuio da Taxa de Crescimento Natural 15.

  • Ataxa de crescimento natural muito elevada em frica, no Sul da sia, no Mdio Oriente e numa parte significativa da Amrica Latina.
  • Isto deve-se a taxas de natalidade elevadas e de taxas de mortalidade baixas, o que origina um elevado crescimento.
  • A taxa de crescimento natural muito baixa na Amrica do Norte, na Europa no Norte e centro da sia.
  • Esta situao resulta de uma taxa de natalidade baixa e de uma taxa de mortalidade baixa, o que resulta num crescimento natural baixo.

16. A TAXA DE MORTALIDADE INFANTIL 17. A Taxa de Mortalidade Infantil

  • mais baixana Amrica do Norte, na Europa e na Ocenia, com valores abaixo dos 10% 0 .
  • mais elevadaem alguns pases asiticos e africanos, que registam as maiores taxas de mortalidade infantil, nalguns casos, superiores a 100% 0 .

18. Factores Explicativos Nos Pases Desenvolvidos a TMI baixa devido a: - Melhoria na alimentao da me e do recm-nascido; - Desenvolvimento da medicina preventiva; - Melhoria das condies de higiene; - Os partos so assistidos em maternidades ou hospitais; - Alargamento das campanhas de vacinao; - Melhor assistncia durante a gravidez e no parto. Nos Pases em Desenvolvimento a TMI elevada devido a: - Deficientes condies de assistncia materno-infantil; - Alimentao insuficiente e pobre em nutrientes; - Fracas condies de higiene; - Os partos so realizados em casa, assistidos por pessoas sem qualquer qualificao para o efeito e sem o mnimo de condies de higiene; - Inexistncia de campanhas de vacinao; - Inexistncia de assistncia mdica durante a gravidez e no parto. 19. A ESPERANA MDIA DE VIDA 20. Esperana Mdia de Vida

  • Tem aumentado em todo o mundo como consequncia da diminuio da mortalidade;
  • mais elevada nos pases desenvolvidos , EUA, Europa e Ocenia, chegando a atingir os80 anos ;
  • menor nos pases em desenvolvimento , sobretudo do continente africano, pois as condies de vida ainda so ms nestes pases;nestes pases a EMV inferior a 55 anos .

21. Diferenas entre os Sexos

  • Razes que justificam a EMV superior das mulheres:
  • Os homens so mais sujeitos a determinadas doenas devido ao tabagismo e ao consumo de lcool;
  • Os homens tm mais acidentes de trabalho pois desempenham profisses de maior risco;
  • As mulheres tm mais cuidados com a alimentao e sade;

Na maioria dos pases aesperana mdia de vida das mulheres superior dos homens , no entanto, os pases do Mdio Oriente e do Sul da sia so uma excepo, devido ao estatuto inferior da mulher na sociedade. 22. O NDICE DE FECUNDIDADE 23. O ndice de Fecundidade 24. BAIXA FECUNDIDADE Inferior a 2,1 filhos/mulher NO H RENOVAO DE GERAES ENVELHECIMENTO DA POPULAO Os Pases Desenvolvidos Europa Amrica do Norte Japo Ocenia 25. ELEVADA FECUNDIDADE Superior a 4 filhos/mulher A RENOVAO DE GERAES EST ASSEGURADA EXCESSO DE POPULAO JOVEM Que no acompanhado pelo aumento das infra-estruturas bsicas (escolas, hospitais, habitaes, emprego, etc) Os Pases em Desenvolvimento frica Sul da sia Mdio Oriente 26. QUARTOS DA MORTE - CHINA 27. FIM A Prof. Paula Tomaz

Search related