Click here to load reader

lise_de_frequên · PDF file

  • View
    0

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of lise_de_frequên · PDF file

  • 0

    INSTITUTO DE CONTROLE DO ESPAÇO AÉREO

    DIVISÃO DE ENSINO

    ARTIGO CIENTÍFICO

    ANÁLISE DE FREQUÊNCIA DA OCORRÊNCIA DE RAJADAS DE VENTO NO AEROPORTO DE PORTO SEGURO (BAHIA)

    Título do Trabalho

    Clayton Wagner Melo Gonçalves

    Nome do Aluno

    CLIMATOLOGIA

    LINHA DE PESQUISA

    MET001-2012

    Curso e Ano

  • 1

    ARTIGO CIENTÍFICO

    ANÁLISE DE FREQUÊNCIA DA OCORRÊNCIA DE RAJADAS DE VENTO NO AEROPORTO DE PORTO SEGURO (BAHIA)

    TÍTULO

    CLIMATOLOGIA

    LINHA DE PESQUISA

    21/JUNHO/2012

    DATA

    MET001/2012

    CURSO

    Este documento é o resultado do trabalho do aluno do Curso de

    Especialização em Meteorologia Aeronáutica do ICEA. Seu conteúdo reflete a

    opinião do autor, quando não for citada a fonte da matéria, não representando,

    necessariamente, a política ou prática do ICEA e do Comando da Aeronáutica.

  • 2

    RESUMO

    Durante as ocorrências de rajadas de vento próximo à superfície, as operações de um aeródromo tais como pouso e decolagem são fortemente afetadas, especialmente quando estas operações são realizadas por aeronaves de pequeno porte. Tendo em vista o grande número de ocorrências deste fenômeno meteorológico no Aeroporto de Porto Seguro, na Bahia e, por se tratar de uma localidade que recebe grande movimento turístico, foi realizado este trabalho de pesquisa, que visa estudar as rajadas de vento neste aeródromo e identificar variáveis meteorológicas de superfície que exerçam alguma influência sobre o fenômeno. Foi observado o ciclo sazonal, mensal e horário que associaram as rajadas com o aquecimento do continente, indicando boa correlação entre os períodos mais quentes com a ocorrência de rajadas. Esta correlação foi evidenciada também na análise das rajadas distribuídas de acordo com a temperatura do ar. Outra observação relevante nesta pesquisa mostrou boa correlação entre a orientação do vento médio e as rajadas, as quais ficaram concentradas nas direções nordeste e sul. Também foi constatado que grande parte das rajadas ocorreu na primavera e no verão, indicando correlação significativa entre a intensidade das rajadas com as estações anuais mais quentes. Com isso, espera-se agregar conhecimento sobre o comportamento das rajadas em baixos níveis para a segurança e planejamento de voo neste aeródromo.

    Palavras-Chave: Aviação, Rajada de Vento, Variáveis de Superfície.

    ABSTRACT

    During the occurrence of wind gusts near the surface, certain airport operations such landing and takeoff are strongly affected, especially when these operations are carried out by small aircraft. Given the large number of occurrences of this weather phenomenon at the airport of Porto Seguro, in Bahia, and because this town receive great movement of tourists, was conducted this research, which aims to study the wind gusts at this aerodrome and identify surface meteorological variables that exercise some influence on the phenomenon. We observed a seasonal, monthly e hourly cycle that associated the gusts with the warming of the continent, indicating a good correlation between the warmer periods with occurrence of gusts. This correlation was observed also in the analysis of gusts distributed according to the air temperature. Another relevant observation in this study showed good correlation between the orientation of the average wind and gusts, which were concentrated in the north and south directions. It was found that most gusts occurred in the spring and summer, indicating a significant correlation between the intensity of the gusts with warmer seasons. Thus, it is expected to join knowledge about the behavior of gusts at low levels for safety and flight planning at this aerodrome.

    Key words: Aviation, Wind Gust, Surface Variables.

  • 3

    1. INTRODUÇÃO

    Rajadas de vento são caracterizadas por variações súbitas na intensidade

    do vento, podendo ocasionar diversas situações de perigo às aeronaves e à

    estrutura aeroportuária. O fenômeno afeta praticamente todos os elos da aviação,

    atingindo operações de pouso, decolagem, abastecimento em solo, além de causar

    inúmeros danos materiais em aeronaves e edificações do aeroporto.

    Conforme Romão e Setzer (2005), as rajadas de vento em baixos níveis da

    atmosfera atuam principalmente durante os procedimentos de pouso e decolagem,

    provocando desconforto aos aeronavegantes e influenciando diretamente na

    sustentação das aeronaves.

    A busca pela segurança e conforto na aviação passa pela necessidade de se

    fazer estudos mais frequentes das rajadas de vento, correlacionando seus registros

    com outros parâmetros meteorológicos de superfície. Este trabalho de pesquisa tem

    como foco estudar as rajadas de vento à superfície no Aeroporto de Porto Seguro,

    na Bahia, que, historicamente apresenta um número elevado de ocorrências deste

    fenômeno, além de ser considerado o portal de entrada da cidade de Porto Seguro,

    que é um dos principais polos turísticos do nordeste brasileiro.

    O estudo foi realizado através da análise das ocorrências de pico de vento no

    período de 2007 a 2011. Os dados utilizados foram extraídos do banco de dados da

    Rede Meteorológica do Comando da Aeronáutica (REDEMET), os quais

    propiciaram realizar a distribuição da frequência de ocorrência de rajadas no

    Aeroporto de Porto Seguro, através da confecção de planilhas eletrônicas, gráficos

    e tabelas, possibilitando, desse modo, caracterizar os registros de acordo com a

    época do ano e horário de ocorrência. O passo seguinte buscou correlacionar as

    rajadas com algumas variáveis meteorológicas de superfície, visando identificar

    padrões estatísticos relevantes associados ao fenômeno. Os dados de superfície

    utilizados nesta pesquisa envolveram somente mensagens meteorológicas METAR

    e SPECI que registraram ocorrências de rajadas de vento.

    Em face do exposto, a pesquisa teve como problema o estudo do

    comportamento das rajadas de vento à superfície no período compreendido entre

    2007 e 2011 no aeroporto de Porto Seguro, na Bahia.

    Tendo em vista uma solução para o problema levantado, este trabalho tem

    como objetivo geral: Caracterizar a frequência de ocorrência de rajadas de vento à

  • 4

    superfície no Aeroporto de Porto Seguro. Para atingir o objetivo geral, os seguintes

    objetivos específicos serão investigados:

    a) Coletar dados de uma série histórica de mensagens meteorológicas

    METAR e SPECI, obtida na REDEMET;

    b) Fazer a distribuição percentual de frequência das rajadas de vento e

    analisar seu comportamento horário, mensal e sazonal;

    c) Correlacionar as ocorrências de rajadas de vento com a temperatura do ar e

    com a pressão atmosférica;

    d) Correlacionar as ocorrências de rajadas com a direção do vento médio;

    e) Analisar a magnitude das rajadas para cada estação do ano.

    O resultado obtido nesta pesquisa poderá auxiliar os serviços de meteorologia

    dos Centros Meteorológicos de Vigilância de Recife (CMV-RE) e de Aeródromo de

    Recife (CMA-RF), órgãos subordinados ao Terceiro Centro Integrado de Defesa

    Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (CINDACTA III), pois através da determinação

    do perfil estatístico de rajadas em baixos níveis para o Aeroporto de Porto Seguro,

    será possível traçar um padrão de comportamento deste importante fenômeno da

    Meteorologia Aeronáutica, melhorando de forma significativa a segurança e o

    planejamento de voo neste aeródromo.

    2. REFERENCIAL TEÓRICO

    Rajada de vento pode ser definida como uma brusca variação na magnitude

    e/ou direção do vento médio em pelo menos 10 kt (MONIZ, 2010). Este tipo de

    fenômeno meteorológico representa grande risco à segurança de voo,

    especialmente durante procedimentos de pouso e decolagem, pois, dependendo da

    intensidade da rajada, pode provocar alterações significativas na sustentação das

    aeronaves. Entre os fatores causadores das rajadas de vento se destacam:

    tempestades convectivas, tempestades associadas a sistemas frontais, brisas,

    inversões de temperatura, corrente de jato de baixos níveis, ondas de montanha,

    etc.

    Para delimitar esta revisão, serão citadas somente as rajadas relacionadas

    às brisas, às tempestades convectivas e às tempestades associadas com sistemas

    frontais, por serem fenômenos típicos e mais relevantes na região estudada.

  • 5

    As tempestades convectivas aparecem distribuídas de forma aleatória em

    zonas de ar turbulento e se desenvolvem a partir de regiões que absorvem maior

    aquecimento solar, dando origem ao desenvolvimento de células convectivas

    conhecidas por nuvens cumulunimbus (SIPAER, 1998). De acordo com Faria

    (2003), as nuvens cumulunimbus possuem grande extensão vertical com seus topos

    podendo atingir até a tropopausa