a polifonia urbana revelada em imagens fotográficas

  • View
    236

  • Download
    5

Embed Size (px)

Text of a polifonia urbana revelada em imagens fotográficas

  • 1

    UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE FILOSOFIA E CINCIAS HUMANAS

    PROGRAMA DE PS-GRADUAO EM PSICOLOGIA CURSO DE MESTRADO

    Gisele Schwede

    O PARASO DAS CRIANAS NA CIDADE DOS PRNCIPES: A POLIFONIA URBANA REVELADA EM IMAGENS

    FOTOGRFICAS

    FLORIANPOLIS

    2010

    Dissertao apresentada ao Programa de Ps-graduao em Psicologia, Curso de Mestrado, Centro de Filosofia e Cincias Humanas da Universidade Federal de Santa Catarina, como requisito para a obteno do grau de Mestre em Psicologia. rea de concentrao: Prticas Sociais e Constituio do Sujeito Orientadora: Prof.a Doutora Andrea Vieira Zanella

  • Catalogao na fonte pela Biblioteca Universitria

    da

    Universidade Federal de Santa Catarina

    .

    S412p Schwede, Gisele

    O Paraso das crianas na Cidade dos Prncipes

    [dissertao] : a polifonia urbana revelada em imagens

    fotogrficas / Gisele Schwede ; orientadora, Andra Vieira

    Zanella. - Florianpolis, SC, 2010.

    291 p.: il.

    Dissertao (mestrado) - Universidade Federal de Santa

    Catarina, Centro de Filosofia e Cincias Humanas. Programa de

    Ps-Graduao em Psicologia.

    Inclui referncias

    1. Psicologia. 2. Fotografia. 3. Crianas - Desenvolvimento

    - Joinville (SC). I. Zanella, Andrea Vieira. II. Universidade

    Federal de Santa Catarina. Programa de Ps-Graduao em

    Psicologia. III. Ttulo.

    CDU 159.9

  • 4

  • 5

    Dedico este trabalho para as crianas que se constroem nas relaes

    estabelecidas com as cidades.

  • 6

  • 7

    AGRADECIMENTOS

    A minha orientadora, professora Andrea Vieira Zanella, por ter

    me escolhido/acolhido e pela confiana constantemente reiterada. Pela generosidade em compartilhar seu conhecimento e pelos livros emprestados, textos indicados e dicas fornecidas. Por ter transformado minha vida: hoje sou melhor psicloga, sou professora e sou mestre devido dedicao desta que me serve de exemplo e inspirao.

    s crianas do Bairro Jardim Paraso, que me acolheram e a

    mim confiaram aspectos de sua vida, o que me permitiu desenvolver esta pesquisa e saber mais sobre a criana e a cidade.

    Escola Municipal Sylvio Sniecikovski, especialmente

    direo e coordenao pedaggica, que abriu suas portas para me receber, a fim de desenvolver esta pesquisa.

    Secretaria de Estado da Educao de Santa Catarina, atravs

    do Programa de Bolsas do Fundo de Apoio Manuteno e ao desenvolvimento da Educao Superior - FUMDES, pela bolsa de estudos concedida.

    Aos professores do Programa de Ps-graduao em Psicologia

    da UFSC, pelo conhecimento compartilhado, em especial professora Ktia Maheirie, por sua participao em minha formao.

    s professoras Tnia Fonseca Galli e Silvia Zanatta da Ros,

    pelas preciosas dicas e sugestes na banca de qualificao do projeto de mestrado.

    s professoras Jaqueline Tittoni e Ktia Maheirie, pela

    participao na banca de defesa da dissertao, sua leitura atenta e suas ricas contribuies.

    Aos colegas do Ncleo de Pesquisa em Prticas Sociais,

    Relaes ticas, Estticas e Processos de Criao (NUPRA), em especial para Apoliana Regina Grof e Carlos Eduardo Mximo, pelas trocas de idias e amizade construda.

  • 8

    Ao Silvio Alessander Rigueira, por compartilhar sua vida comigo, por seu apoio e pacincia infinitos, por seu amor e generosidade.

    Ao apoio incondicional e incentivo de minha famlia. A meu

    pai (que j no est conosco h doze anos) e me sempre terem ensinado que deveramos estudar, antes de quaisquer outros planos na vida. presena de minha irm Carline e meu irmo Marcos.

    amizade de Nasser Haidar Barbosa. Juntos nos tornamos

    psiclogos e melhores pessoas. amizade de Ana Carolina Wolff Mota, que tive a sorte de

    conhecer e que se tornou minha companheira de viagem e de estada em Florianpolis, ao longo do mestrado; Andrea Araripe Lopes, pelas risadas compartilhadas; Andria Piana Titon e Joice Pacheco, pelas trocas de idias, textos e apoio mtuo.

    Aos professores Julio Schruber Junior e Rosnelda Ponick,

    pelo crdito de confiana em meu trabalho e pelas constantes oportunidades propiciadas.

    Aos colegas professores da Faculdade Guilherme Guimbala,

    muitos dos quais foram meus professores na graduao e que posteriormente me receberam calorosamente como colega na docncia.

    s professoras Aliciene Fusca Machado, Rosnia Campos e

    Roselane Campos pela especial participao em minha formao. Aos estudantes, meus alunos, que me ensinam a ser professora

    de Psicologia. Para os estudantes que se tornaram companheiros na aventura

    do pesquisar e, ainda mais, que se tornaram meus amigos: Alana Lazaretti Solvalagem, Anderson Andr Ranch, Hudelson dos Passos e Vanessa Cristine Borges Beck. Agradeo a vocs por terem estado comigo e tornado tudo melhor com sua presena.

  • 9

    De uma cidade, no aproveitamos as suas sete ou setenta e sete maravilhas, mas a

    resposta que d s nossas perguntas.

    talo Calvino (2009, p. 44)

  • 10

  • 11

    SCHWEDE, Gisele. O Paraso das crianas da Cidade dos Prncipes: a polifonia urbana revelada em imagens fotogrficas. Florianpolis, 2010. 291f. Dissertao (Mestrado em Psicologia) Curso de Ps-graduao em Psicologia, Universidade Federal de Santa Catarina. Orientadora: Prof.a Doutora Andrea Vieira Zanella Defesa: 28/09/2010

    RESUMO

    Esta pesquisa teve como objetivo investigar os sentidos que um grupo de crianas atribui s relaes que estabelecem com a cidade. Para isso, privilegiaram-se as teorias do autor Lev Semenovitch Vigotski e de autores do Crculo de Bakhtin como guias para a compreenso da constituio subjetiva das crianas participantes da pesquisa, todas com idades entre dez e doze anos e residentes na cidade de Joinville/SC. Para a coleta de informaes foram adotados os seguintes procedimentos: observaes no bairro em que elas vivem e na escola em que estudam; desenvolvimento de uma Oficina de Fotografias; entrevistas permeadas pela leitura das imagens fotogrficas por elas produzidas. As anlises a que foram submetidas estas informaes apontaram para a emergncia de quatro categorias: as possibilidades e impossibilidades de acesso cidade; a violncia; a cidade e o trabalho nela desenvolvido e; ser criana na cidade. As imagens fotogrficas produzidas pelas crianas pesquisadas mostram prioritariamente o bairro em que residem, o que suscitou a reflexo acerca das (im)possibilidades de uso e circulao na cidade e as experincias da decorrentes. Revelam ainda os jogos de visibilidade e invisibilidade que as imagens fotogrficas tm o potencial de desvelar acerca do que est disponvel para o exerccio do olhar de crianas que ocupam determinados espaos da cidade. Alm disso, a investigao indica que as crianas reconhecem haver circunstncias em que ocupam uma situao de excluso social e de falta de garantia de direitos, pois criticam tais circunstncias e os efeitos da decorrentes. Nas relaes que estabelecem com a cidade, as crianas revelam que o trabalho ocupa lugar central na organizao do cotidiano de suas famlias e delas prprias, que precisam se adaptar rotina de trabalho dos pais. Elas associam o trabalho gerao de renda e consequente subsistncia das famlias, bem como, dignificao da condio do sujeito trabalhador. As crianas denotam ainda que sentem os efeitos da violncia na cidade, medida que tomam conhecimento de atos

  • 12

    violentos acontecendo muito prximo a elas ou mesmo dentro de suas casas. A pesquisa realizada propiciou conhecer, atravs dos olhares das crianas, vrias cidades na cidade: a cidade idealizada, fomentada por certos discursos e que remete a seu mito fundador; a cidade real, que faz emergir o medo, que precria em alguns aspectos, que s vezes distante, s vezes bonita. Cidade, enfim, que o cenrio para mltiplas e diversificadas experincias. Palavras-chave: Cidade. Fotografia. Discurso. Criana. Constituio do sujeito.

  • 13

    SCHWEDE, Gisele. Childrens paradise in the City of the Princes: the urban polyphony revealed in photo images. Florianpolis, 2010. 291f. Dissertation (Master in Psychology) Psychology Postgraduate Program, Universidade Federal de Santa Catarina (Federal University of Santa Catarina).

    ABSTRACT

    This research aimed at investigating the meanings that a group of children impute to the relationships they establish with the city. Therefore, special attention was given to the theories of the author Lev Semenovitch Vigotski and authors of the Bakhtin Circle as guides for the comprehension of the subjective constitution of the children participating in the research, all of them age ten to twelve and residents of Joinville-SC. To collect information, the following procedures were adopted: observations in the neighborhoods where they live and at the school where they study; development of a Photo Workshop; interviews permeated by the reading of the photo images they produced. The analyses of this information indicated the emergency of four categories: the possibilities and impossibilities of access to the city; the violence; the city and the work developed in it and; being a child in the city. The photo images produced by the researched children show primarily the neighborhood they live in, which raised the reflection about the (im)possibilities of use and circulation in the city and the experiences arising out of that. They also reveal the visibility and invisibility games that the photo images have the potential to show about what is a

Search related