Click here to load reader

Apostila Basico Violao

  • View
    1.734

  • Download
    7

Embed Size (px)

Text of Apostila Basico Violao

Apostila de Violo

Apostila de Violo

Apostila de Violo

MVHP

1

ndiceNDICE..........................................................................................................................................................................2 c)Oqueacifraestabeleceouno............................................................................................................................83 f)Quadrodosintervalosesmbolos.........................................................................................................................83 EscalaNaturaldeDo.........................................................................................................................................89 EscalaNaturaldeMi..........................................................................................................................................89 EscalaNaturaldeFa..........................................................................................................................................89 EscalaNaturaldeSol.........................................................................................................................................89 EscalaNaturaldeLa..........................................................................................................................................89 EscalaNaturaldeSi...........................................................................................................................................89 MODOS........................................................................................................................................................................53 TRANSPOSIO DE TONS.....................................................................................................................................55 TABLATURAS............................................................................................................................................................56 TCNICAS..................................................................................................................................................................65 BORDES (POWER CHORDS)..............................................................................................................................66 COMO MUDAR A TONALIDADE..........................................................................................................................74 COMO FORMAR ACORDES..................................................................................................................................78 ESTRUTURA DAS ESCALAS..................................................................................................................................86 COMO PRATICAR PESTANAS..............................................................................................................................97 CROMATISMOS........................................................................................................................................................98 COMO TROCAR DE ACORDES...........................................................................................................................104 OS TIPOS DE CIFRAS............................................................................................................................................105 AS CORDAS DO SEU INSTRUMENTO...............................................................................................................107 A LGICA DA NOMENCLATURA.......................................................................................................................108 DEDOS MAIS GEIS..............................................................................................................................................109 A ESCOLHA DO MELHOR VIOLO...................................................................................................................112 CONSIDERAES FINAIS...................................................................................................................................113 LISTA DE ACORDES...............................................................................................................................................118 CONCLUSO...........................................................................................................................................................136 MVHP 2

Histria do InstrumentoAntes de comearmos a abordar nossos assuntos referente ao violo, vamos dar um pequeno espao para falarmos sobre a histria dele. Bom o violo um instrumento musical de cordas, que so tangidas com os dedos ou com palhetas. Tem um corpo plano e entalhado com uma abertura no meio e um brao com trastes transversais. As cordas so presas, de um lado, a um cravelhal, e de outro, a um cavalete. Abrange uma extenso de trs oitavas e uma quinta. O instrumento existe desde tempos antigos, mas a primeira referncia escrita data do sculo VII na Espanha e em meados do sculo XVIII assumiu sua forma moderna e at hoje os melhores instrumentos so fabricados na Espanha. O grande responsvel pelo desenvolvimento do violo foi um carpinteiro chamado San Sebastian de Almeida(1817-1892). Conhecido como Torres, ele foi sem dvida a figura mais importante na histria do violo, e muitos instrumentos da atualidade so fabricados com base nos instrumentos de Torres. Ao contrrio do que muitos pensam, o acstico muito mais difcil de ser tocado do que o eltrico(guitarra, teclado, etc..) pois no conta com a ajuda e efeitos que s a eletrnica possui, a maior parte do "show" que voc v em um concerto de rock pura eletrnica e claro com algumas tcnicas J o acstico, todos arranjos e efeitos so executados pelo talento do msico, mas voc poder usar um pouquinho da eletrnica para dar um brilho na msica, usando um pedal ou um efeito, nada de exagero, s para dar um brilho especial na msica! Classificao quanto ao instrumento O violo pode ser: Violo nylon so aqueles que usam cordas de nylon, possuem um nmero reduzido de modelos e so usados em estilos leves como toda MPB e as msicas Clssicas. Violo ao so aqueles que usam cordas de ao, possuem um universo de modelos, o mais verstil o folk, pois ele aceita ser tocado em vrios estilosMVHP 3

principalmente o POP e ROCK, alm de poder-mos executar vrios arranjos de baixo e guitarra, como j foi dito antes, e ainda podemos usar palheta de guitarra para toca-lo, que particularmente no sobrevivo sem as palhetas pois elas do um som mais brilhante que ser tocado pelos dedos, alem de proporcionarem uma grande velocidade nos solos, como se fosse uma guitarra. Classificao quanto ao estilo Violo harmonia faz apenas o fundo da msica para dar um brilho, nelas so valorizadas as 3as e 5as arpejando as cordas e acordes. Violo Melodia o mtodo em que seguimos a msica, tocamos todos os acordes valorizando as notas reais da msica. Violo Solo o estilo onde tocamos apenas as notas principais da melodia. Violo Base o estilo que d mais peso msica, ele tocado com palhetas e batidas.

Captulo 1 INICIAO AO VIOLO

Antes de mais nada vamos fixar na cabea os conceitos bsicos que vocs vo encontrar no decorrer desta apostila e que precisam sabem para ir adiante. Msica - a arte de combinar sons de uma maneira agradvel. Melodia - Combinao de sons sucessivos; Harmonia - Combinao de sons simultneos; Ritmo - Uma combinao de valores das notas dispostas no tempo em que so executadas; Existem maneiras diferentes de tocar o violo onde temos: Violo Cifrado O mais usado pelos violonistas onde o instrumento usado para acompanhar seu canto, dispondo de acordes ou posies embutidos em um ritmo.

MVHP

4

Violo Solado Um mtodo mais aprofundado onde o intrprete executa a melodia da msica sem cantar. Muito usado em msica erudita onde os violonistas realizam verdadeiras "acrobacias" com o instrumento.

* PARTES DO VIOLO

CABEA OU MO Cravelha (Tarraxa)

O nome correto cravelha, e tem por finalidade aumentar ou diminuir a tenso das cordas do seu violo, e desta forma aumentar e diminuir a tonalidade do instrumento. H vrios modelos de cravelhas, as de fixao individuais ou agrupadas, abertas ou hermeticamente fechadas, os melhores fabricantes utilizam em grande maioria as fechadas pois estas mantm a lubrificao necessria internamente. Nas cravelhas abertas aconselhvel a limpeza e lubrificao com leo de mquina periodicamente, de forma a mante-las leves e livres do ferrugem. As cordas devem ser colocadas de forma que para apertar as cordas o instrumentista faa um movimento anti-horrio.MVHP 5

necessrio observar a seqncia que as cordas devero ser postas nas cravelhas, a 6 corda deve ser colocada sempre de forma a ficar na parte superior da cabea, a cravelha mais perto da pestana, e as cordas mais finas ficam nas prximas cravelhas, se houver cravelhas na parte inferior da cabea do violo, a terceira corda ficar na cravelha mais distante da pestana a segunda corda na intermediria e a primeira na mais prxima da pestana do violo. Esta seqncia utilizada universalmente, para evitar que tenhamos que ficar procurando visualmente onde esto presas as cordas. Uma dica. Coloque a ponta das cordas na perfurao do rolo da cravelha e enrrole o resto da corda, voc pode precisar de um pequeno pedao de corda para reaproveitamento de cordas que venham a arrebentar prximo ao cavalete.

Capelinha

Em alguns violes para cordas de ao, encontramos a cobertura do tirante tambm chamada de capelinha, que nada mais que uma placa de material sinttico, presa a cabea do violo com parafusos, que protege o encaixe onde fica um parafuso de ajuste do tirante ajustvel.

Tirante

Existem trs tipos de tirantes os ajustveis os em formato de "T" e os ocos em formato de "O". O tirante colocado numa concavidade ao longo do brao. O aumento