Click here to load reader

Biomas do Brasil - 282 - Biomas do Brasil.pdf · PDF fileOs biomas brasileiros podem ser agrupados em sete ... mais do que em outros biomas de florestas ... São onívoros, o que

  • View
    222

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Biomas do Brasil - 282 - Biomas do Brasil.pdf · PDF fileOs biomas brasileiros podem ser...

  • Biomas do Brasil

    O Brasil pela sua localizao geogrfica e seu tamanho continental (8.514.877 km2) abriga seis biomas, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatstica (IBGE).

    Os biomas brasileiros podem ser agrupados em sete categoria bsicas:

    1. Amaznia,

    2. Mata Atlntica,

    3. Cerrado,

    4. Caatinga,

    5. Pantanal,

    6. Campos Sulinos e

    7. Zona Costeira.

  • 1. Amaznia

    A Amaznia compreende, em sua maior parte, florestas midas, mas tambm apresenta florestas de altitude, vrzeas e manchas de cerrado.

    A Floresta Amaznica a maior floresta pluvial tropical do planeta, com 4,1 milhes de km2 territrio.

    Por outro lado, a Bacia Amaznica - a maior bacia hidrogrfica do mundo - cobre uma extenso ainda maior (aproximadamente 6 milhes de km2).

    Sendo que, mais da metade deste bioma est localizado em terras brasileiras.

    A Amaznia no s uma floresta, l est localizado a maior bacia hidrogrfica do mundo, a bacia amaznica, com mais de 1.100 afluentes.

    Para se ter uma idia, dos mais de 2.000 mm de chuva que caem na floresta por ano, 50% oriunda da gua evaporada da prpria bacia.

    Amaznia o maior bioma brasileiro

  • A Amaznia pode ser dividida em dois tipos de relevo:

    1) as vrzeas que se estendem ao longo dos rios e esto sempre inundadas e

    2) as florestas de terra firme, que cobrem a maior parte da floresta.

    Estes relevos, dependendo da viso, poderiam ser considerados dois biomas diferentes.

    Apesar da grande riqueza da floresta, o solo, mais do que em outros biomas de florestas tropicais, extremamente pobre, sendo que apenas 10% da Amaznia possuem solos frteis o bastante para atividade agrcola.

    2. Mata Atlntica A Mata Atlntica, que pode ser considerada uma floresta pluvial tropical, , na verdade, um complexo de formaes com floras e faunas muito variadas: florestas midas, matas araucria e florestas costeiras.

    Ocupava originalmente cerc de 1,3 milho de km2 do territrio brasileiro, mas atualmente apenas 7% a 8% dessa rea continua coberta pela Mata Atlntica. Seus ndices de biodiversidade esto entre os maiores do planeta.

    Mata Atlntica

    A Mata Atlntica j cobriu cerca de 15% do territrio nacional. Hoje, restam apenas cerca de 7% da cobertura original da Mata.

    Por isso, a floresta tropical mais ameaada do mundo, sendo considerada um dos cinco principais hotspots de biodiversidade do planeta.

  • Este bioma se formou sobre uma extensa cadeia de montanhas que acompanha quase todo o litoral brasileiro.

    Por isso alguns autores a considerem como um mosaico de biomas, como as florestas midas de Araucria, as matas de encosta e a floresta estacional semidecdua, que encontrada principalmente no interior de So Paulo, sendo classificada como uma floresta tropical sazonal.

    Nela so encontrados diversos animais ameaados de extino, como o mico-leo-dourado, o cachorro-vinagre e o mono-carvoeiro.

    Mico-leo-dourado

  • O Mico-leo-dourado (Leontopithecus rosalia) um primata encontrado originariamente na Mata Atlntica, no sudeste brasileiro. Encontra-se em perigo de extino.

    Tem hbitos diurnos e arborcolas. Organizam-se em grupos de at 8 individuos e vivem cerca de 15 anos, sendo a maturidade da fma atingida com cerca de 1 ano e meio e a do macho com cerca de 2 anos, sua poca reprodutiva de setembro a maro e a gestao demora cerca de 4 meses e meio, gerando, normalmente, entre 1 e 3 filhotes.

    O mico-leo-dourado um animal leve, o adulto pesa entre 360 e 710 gramas, sendo 60 gramas o peso considerado normal para um filhote.

    So onvoros, o que significa que sua alimentao muito variada, neste caso comem frutas, insetos, ovos, pequenas aves e lagartos (em cativeiro as aves e lagartos so substitudos por carne).

    Tem uma pelagem sedosa e brilhante, de cor alaranjada e uma juba em torno da cabea, o que deu origem ao seu nome popular.

    O mico-leo conhecido popularmente por sau, sagi, sagi-piranga, sau vermelho, mico e outras denominaes regionais.

    Animal mongamo, uma vez formado o casal, mantm-se fiel. Entre os micos-lees, pequenos primatas americanos, o recm-nascido no passa mais que quatro dias pendurado ao ventre materno. depois disso, o pai que o carrega, cuida dele, limpa-o e o penteia.

    A me s se aproxima na hora da mamada. Ele estende os braos e o pai lhe entrega o filhote, que mama durante uns quinze minutos. mas, mesmo nessa hora, o pequeno no gosta que o pai se distancie.

    Atualmente, resta apenas um nico local de preservao deste animal, (restam cerca de 1000 no mundo, metade dos quais em cativeiro) a Reserva Biolgica de Poo das Antas, que representa cerca de 2% do habitat original da espcie.

    Cachorro-vinagre

  • O cachorro-vinagre ou cachorro-do-mato (Speothos venaticus) um candeo nativo da Amrica do Sul, que habita as florestas e pantanais entre o Panam e o norte da Argentina.

    So animais semi-aquticos que conseguem nadar e mergulhar com grande facilidade. O IUCN lista a espcie como vulnervel, devido ao isolamento e esparsa densidade das suas populaes e destruio do seu habitat.

    O cachorro-vinagre um candeo de pequeno porte, com cerca de 30 centmetros de altura, 60 de comprimento e 5 a 7 kg de peso.

    A pelagem avermelhada e a cauda relativamente curta castanha. A cabea tem um formato quadrado, com orelhas pequenas, e as patas so curtas. Os dedos do cachorro-vinagre esto ligados por membranas interdigitais que facilitam a sua natao.

    A principal presa destes animais so roedores de grande porte como cutias, pacas e capivaras, mas tambm consomem aves, anfbios e pequenos rpteis.

    Os cachorros-vinagre so animais gregrios que vivem e caam em bandos de at dez indivduos. A estrutura social dos grupos fortemente hierarquizada tal como nos lobos-cinzentos e os membros do grupo comunicam entre si atravs de latidos.

    Os seus hbitos so diurnos e de noite recolhem-se para dormir em tocas ou cavidades nas rvores.

    O grupo formado por vrios casais monogmicos e pelas crias do par dominante. Como o co domstico, o cachorro-vinagre tem dois perodos de cio por ano, que variam ao longo do ano conforme o stio onde vivem.

    A gestao dura em mdia 67 dias e resulta em ninhadas de 4 a 6 crias, que nascem em tocas e so alimentadas pelos adultos at aos cinco meses. A maturidade sexual atingida aos 12 meses e a esperana de vida mdia de 10 anos.

    A espcie foi descrita pela primeira vez em 1842, a partir de fsseis encontrados em cavernas no Brasil e s depois se descobriram os animais vivos.

    O cachorro-vinagre nunca foi caado por interesse econmico e sabido que algumas tribos de nativos brasileiros conservam-nos como animais de estimao.

    Mono-carvoeiro ou Muriqui-do-sul, encontrado na regio de Caratinga-MG.

  • O muriqui-do-sul ou mono-carvoeiro um primata cujo nome cientfico Brachyteles arachnoides. Considerado o maior entre os primatas do continente americano, encontrado originariamente na Mata Atlntica brasileira, consta da Lista Vermelha da UICN na categoria Em perigo crtico.

    um dos primatas mais ameaados do mundo.

    Endmico da Mata Atlntica do sudeste do Brasil (do sul da Bahia at o Paran), sofre os efeitos do antropismo por vrias vertentes:

    destruio da floresta que seu habitat original

    caa ilegal na reas estatais preservadas

    comrcio ilegal em reas privadas

    um animal dcil, de cor clara, plo longo e macio, e tem a face negra contornada de branco.

    De cauda prensil, braos e pernas longos e finos, gosta de sa balanar nas rvores pela cauda.

    O adulto chega a medir 1,5 metro de altura e com uma cauda de um metro, e pesa 15 kg.

    De hbitos diurnos, come folhas, frutas e flores. Vive em pequenos grupos, no estrato superior da floresta, chegam a dar saltos de at dez metros na copa das rvores. Dorme boa parte do dia.

    3. Cerrado Ocupando 2 milhes de km2 na regio central do Brasil, o Cerrado caracteriza-se por suas diferentes paisagens, com variados tipos de vegetao, de solo, de clima e de topografia. Genericamente, corresponde s formaes do tipo savana; um bioma tropical com estaes bem definidas de seca (inverno) e chuvas (vero).

    cerrado

  • O bioma Cerrado se caracteriza por diversas fisionomias. Estas formaes variam desde o cerrado, que se assemelha a uma floresta, no entanto mais seca, passando pelo cerrado mais comum no Brasil central, com rvores baixas e esparsas, at o campo cerrado, campo sujo e campo limpo com uma progressiva reduo da densidade arbrea. Ali, ainda encontram-se as florestas de galeria que seguem os cursos dos rios.

    Apesar de possuir uma aparncia rida e ter solo pobre apresenta uma rica biodiversidade, sendo considerado o bioma de savana mais diverso do planeta com mais de 10 mil espcies de plantas.

    Como a Mata Atlntica, o Cerrado sofreu profundas alteraes em decorrncia da ocupao antrpica e hoje restam menos de 20% da formao original, apontando com um dos hotspots de biodiversidade.

    Veado campeiro

  • O veado-campeiro (Ozotoceros bezoarticus) um veado campestre, encontrado em grande parte da Amrica do Sul, ao sul da Amaznia.

    Tais cervdeos medem cerca de 1 metro de comprimento, com pelagem dorsal marrom, contorno da boca, crculo ao redor dos olhos e barriga brancos e galhada com trs pontas e cerca de 30 cm de altura.

    Hbitos

    Este veado encontrado mais comumente sozinho ou em grupos de at trs animais; porm, j foram encontrados grupos de at 11 indivduos.

    Possuem chifres de trs pontas que podem alcanar 30 cm de comprimento; sua galhada composta de dois chifres: um galho cuja ponta voltada para frente e o outro com duas pontas, para trs.

    Esta composio comea a aparec