Click here to load reader

Campeonatos Nacionais Escolares de Inic · PDF fileDa Pré-História aos dias de hoje foram o mar e os seus recursos que definiram a economia, a ... reinado de D. Duarte. Mas, segundo

  • View
    212

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Campeonatos Nacionais Escolares de Inic · PDF fileDa Pré-História aos dias de...

PROGRAMA GERAL

Campeonatos Nacionais Escolares de Iniciados 2016

1 Desporto Escolar

ORGANIZAO

Direo de Servios da Regio Alentejo

COLABORAO E APOIO

Campeonatos Nacionais Escolares de Iniciados 2016

2 Desporto Escolar

NOTA INTRODUTRIA

A Direo-Geral da Educao e a Direo-Geral dos Estabelecimentos Escolares (Direo de

Servios da Regio do Alentejo), sob a gide do Ministrio da Educao, apresentam-se numa

organizao conjunta, em parceria com a Cmara Municipal de Sines e a Cmara Municipal de

Santiago do Cacm, para realizar os Campeonatos Nacionais Escolares 2016, no escalo de

iniciados, de 22 a 25 de junho, nas cidades de Sines, Santiago do Cacm e Vila Nova de Santo

Andr.

Esta organizao contar ainda com as escolas parceiras: o Agrupamento de Escolas de Santiago

do Cacm, o Agrupamento de Escolas de Sines, Escola Secundria Poeta AlBerto, o

Agrupamento de Escolas Santiago do Cacm e o Agrupamento de Escolas Vila Nova de Santo

Andr.

A Direo de Servios da Regio Alentejo, como entidade organizadora, definiu como parceiros

fundamentais estes Agrupamentos de Escolas que, ao aceitarem o desafio de acolher os

participantes de vrias modalidades, tornaro possvel no s uma dinamizao desportiva local

mas tambm o convvio entre jovens de todo o pas, segundo princpios desportivos e de

cidadania, de estilos de vida saudveis e da formao integral dos indivduos.

Os concelhos anfitries, que assumem o papel de coorganizadores, e os Agrupamentos de

Escolas, esto fortemente envolvidos nesta inteno de transformar o evento num

acontecimento marcante tanto a nvel regional como a nvel nacional.

Estaro em competio, os alunos apurados nos Campeonatos Regionais das 5 Direes de

Servio Regional, nas modalidades de Andebol, Badminton, Basquetebol, Futsal, Patinagem,

Tnis e Voleibol.

Ser, sem dvida, um grande momento do Desporto Escolar, numa articulao simultnea de

9 locais de competio, permitindo quadros competitivos de 7 modalidades.

Associado ao programa competitivo haver, ainda, lugar para os participantes desfrutarem de um

programa sociocultural preparado com muitas surpresas.

Ser, pois, a Festa do Desporto Escolar.

Campeonatos Nacionais Escolares de Iniciados 2016

3 Desporto Escolar

Sines

Da Pr-Histria aos dias de hoje foram o mar e os seus recursos que definiram a economia, a

cultura, a composio e at o carter das gentes de Sines.

Em meados do sculo XIII, Afonso III conquista esta zona para o estado cristo de Portugal e

integra a povoao de Sines na Ordem de Santiago. A autonomia administrativa em relao a

Santiago do Cacm adquirida em 24 de novembro de 1362, quando Dom Pedro I concede

carta de elevao de Sines a vila interessado na sua funo defensiva da costa, numa altura

em que o comrcio martimo est em expanso e necessrio fixar gente na costa para

proteg-lo. A construo do Castelo, fortaleza defensiva, a condio que o rei coloca aos

homens-bons de Sines para a promoo a concelho.

O sculo XX comea, praticamente, com a restaurao do municpio, em 1914. A indstria da

cortia, a pesca e alguma agricultura constituem, ento, a base da vida de Sines.

No incio da dcada de 70 d-se um choque, a todos os nveis, na vida de Sines. O governo de

Marcello Caetano resolve criar um grande complexo porturio e industrial, com a inteno de

dotar Portugal de autonomia em setores fundamentais como a energia e a transformao de

matrias-primas. Sines a localizao escolhida, sobretudo devido s guas profundas que

detinha, ideais para a atracagem de barcos de grande calado.

Desde o final dos anos 90 e incio do sculo XXI assiste-se a um relanamento do complexo, em

especial, na componente porturia, fase que ainda hoje se vive, marcada pelo crescimento do

Porto de Sines, na sua componente comercial.

(retirado de: http://www.sines.pt/frontoffice/pages/311)

Campeonatos Nacionais Escolares de Iniciados 2016

4 Desporto Escolar

Santiago do Cacm

Santiago do Cacm tornou-se sede de concelho em 1512, data em que lhe foi concedida por D.

Manuel I a carta de foral. Em 1594, a vila e o castelo foram doados por D. Filipe II aos Duques

de Aveiro. Em 1759, passou a pertencer Coroa e, em 1832, definitivamente ao Estado.

Depois da notvel expanso urbana, que apresentou no sc. XVIII, o concelho afirmou-se

destacadamente, na regio, durante as invases francesas, discordando das juntas de Beja e

Faro, procurando concentrar na zona de Melides/Comporta/Alccer, considerada o ponto

estratgico de defesa do Alentejo, o maior nmero possvel de homens armados.

No sc. XIX, no tempo dos morgadios, Santiago do Cacm era uma pequena corte onde os

senhores da terra praticavam o luxo e a ostentao.

Neste perodo de desenvolvimento econmico, a par de tcnicas inovadoras de explorao

agropecuria, fundamentalmente de cereais, frutas, cortia e gado cavalar, muar, asinino,

bovino, ovino, caprino e suno, desenvolveu-se, tambm a indstria e o comrcio (cortia,

serralharia, moagem, etc.). Aps 40 anos de estagnao, o concelho conheceu na dcada de 70

uma nova fase de expanso urbana, a maior de sempre, mas agora planeada e ordenada.

(Texto: Dr. Srgio Pereira Bento, retirado de: http://www.cm-santiagocacem.pt/municipio/historia/)

Campeonatos Nacionais Escolares de Iniciados 2016

5 Desporto Escolar

Vila Nova de Santo Andr

A Freguesia de Santo Andr, segundo o Padre Antnio Macedo e Silva, precioso informador sobre o concelho de Santiago do Cacm, ter sido criada, ou no reinado de D. Joo I, ou no reinado de D. Duarte. Mas, segundo outros registos, as freguesias do concelho de Santiago do Cacm j tinham sido criadas no ano de 1528, exceo da de Santo Andr.

Com o terramoto de 1755, a freguesia padeceu muita runa, especialmente nas casas dos moradores, na residncia do proco e na prpria igreja, que ficou por consertar at princpios do sculo XIX.

O nome de Santo Andr, para patrono da igreja que deu nome freguesia, deve-se ao facto de este santo, irmo de S. Pedro, pescador como ele e cuja vida estava ligada ao mar e arte pisccola, ter sido o primeiro dos dois irmos apstolos a conhecer Cristo.

Com a deciso da construo da Plataforma Industrial de Sines, no incio dos anos 70 do sculo XX, e da consequente construo do Centro Urbano de Santo Andr, hoje cidade de Vila Nova de Santo Andr, a freguesia desenvolve-se com dinmicas empreendedoras, sendo a maior, em termos demogrficos, a do Municpio de Santiago do Cacm.

(retirado de: http://santoandre.pt/junta-de-freguesia/historia/historia-da-freguesia/)

Campeonatos Nacionais Escolares de Iniciados 2016

6 Desporto Escolar

1. Comisso de Honra

Tiago Brando Rodrigues

Ministro da Educao

Nuno Mascarenhas

Presidente da Cmara Municipal de Sines

lvaro Beijinha

Presidente da Cmara Municipal de Santiago do Cacm

Joo Costa

Secretrio de Estado da Educao

Joo Paulo Rebelo

Secretrio de Estado da Juventude e do Desporto

2. Comisso Organizadora

Jos Vtor Pedroso

Direo-Geral da Educao

Maria Manuela Faria

Direo-Geral dos Estabelecimentos Escolares

Manuel Maria Barroso

Direo de Servios da Regio Alentejo/ Direo-Geral dos Estabelecimentos Escolares

Paulo Gomes

Diviso do Desporto Escolar/ Direo-Geral da Educao

Campeonatos Nacionais Escolares de Iniciados 2016

7 Desporto Escolar

3. Comisso Executiva

Tiago Castro

Diviso do Desporto Escolar/ Direo-Geral da Educao

Nuno Santinha

Direo de Servios da Regio Alentejo/ Direo-Geral dos Estabelecimentos Escolares

Pedro Mira

Coordenao Local do Desporto Escolar de Baixo Alentejo e Alentejo Litoral

Manuel Cordovil

Coordenao Local do Desporto Escolar de Baixo Alentejo e Alentejo Litoral

Logstica

Pedro Kay- Diviso do Desporto Escolar/ Direo-Geral da Educao

Manuel Cordovil - Coordenao Local do Desporto Escolar do Baixo Alentejo e Alentejo Litoral

Desportiva

Antnio Areia - Diviso do Desporto Escolar/ Direo-Geral da Educao

Pedro Mira Coordenao local do Desporto Escolar do Baixo Alentejo e Alentejo Litoral

Comunicao e Eventos

Raquel Vaz - Diviso do Desporto Escolar/ Direo-Geral da Educao

Rui Sande - Coordenao Local do Desporto Escolar do Alto Alentejo

Secretariado

Vtor Barbosa- Coordenao Local do Desporto Escolar do Alentejo Central

Segurana e Apoio Mdico

Justino Oliveira - Coordenao Local do Desporto Escolar de Leiria

Campeonatos Nacionais Escolares de Iniciados 2016

8 Desporto Escolar

4. Comisses e Subcomisses

Secretariado Vtor Barbosa CLDE Alentejo Central Armando Riscado CLDE Castelo Branco Sandra Monteiro - Diviso do Desporto Escolar Isabel Antunes CLDE Braga Teresa Santos CLDE Aveiro Eugnia Pires DSR Algarve

Segurana e Apoio Mdico Justino Oliveira CLDE Leiria Paulo Carreiro DSR Alentejo Lus Moreira CLDE Castelo Branco David Silva CLDE Leiria Rui Piedade Diviso do Desporto Escolar

Comisso Logstica

Alojamento e Alimentao Hugo Batalha CLDE Alentejo Central Vtor Nunes CLDE/Professor de apoio Fernando Soares CLDE/professor de apoio

Recursos Hum