Capítulo 7 - Poliuretano, Poliestireno, Policarbonato, Grama Sintética

Embed Size (px)

Text of Capítulo 7 - Poliuretano, Poliestireno, Policarbonato, Grama Sintética

  • 8/16/2019 Capítulo 7 - Poliuretano, Poliestireno, Policarbonato, Grama Sintética

    1/22

     

    Capitulo 7 Materiais de Revestimentos ® Todos os direitos reservados Página 1

    Abertura Capitulo 7

    Olá,

    Agora vamos conhecer os assuntos abordados neste sétimo Capitulo da DisciplinaMateriais de Revestimentos. Os assuntos que veremos serão:

    1.1 Poliuretano: definição, aplicações e características técnicas.1.2 Poliestireno: definição, aplicações e características técnicas.1.3 Policarbonato: definição, aplicações e características técnicas.1.4 Grama sintética: aplicações, comercialização, instalação e características técnicas.

    Relembrando

    No capítulo 6, abordamos as cerâmicas e porcelanatos: aplicação, instalação e tambéma manutenção.

    Objetivos do Capitulo 7

    Neste capitulo desenvolveremos os seguintes objetivos:

    1. Aplicação e características técnicas do poliuretano e do poliestireno. Como fazera instalação e a manutenção desses materiais.

    2. Aplicação e características técnicas do policarbonato. Seus diversos usos, aforma de comercialização e os principais fabricantes.

    3. Definição e tipologias de grama sintética. Instalação e manutenção.

    Você está ciente dos objetivos propostos para esta unidade? Então vamos em frente.

    Nesta sessão vamos falar sobre o uso das resinas sintéticas, o poliuretano e opoliestireno. Veremos também quais são os usos e qualidades do policarbonato assimcomo da grama sintética.

  • 8/16/2019 Capítulo 7 - Poliuretano, Poliestireno, Policarbonato, Grama Sintética

    2/22

     

    Capitulo 7 Materiais de Revestimentos ® Todos os direitos reservados Página 2

    Contextualizando:

    1.1 Poliuretano e poliestireno.

    Desenvolvido na Segunda Guerra Mundial para ser o substituto da borracha, opoliuretano ganhou nas ultimas décadas um uso muito diferente. As indústriasdesenvolveram variações do poliuretano para usos como vernizes, colas, borrachas ecolchões. Na área da decoração, tanto o poliuretano como o poliestireno, são usadoscomo revestimentos para isolamento acústico, para a confecção de molduras a atémesmo como elementos decorativos.

    O poliuretano e poliestireno são parecidos mas não são exatamente iguais!Basicamente podemos pensar o poliuretano como uma espuma de alta densidade e opoliestireno como pequenas bolhas prensadas em um molde, o nosso conhecido

    Isopor!

    Ambos os materiais podem ser utilizados na decoração para confecção de molduras esancas, rodateto, rosetas e florões decorativos usados para centro de lustres efechamento de buracos no teto. O poliuretano tem ainda a vantagem de poder serutilizado em ambientes úmidos como banheiros e saunas e ambientes externos, vejamnos exemplos abaixo:

  • 8/16/2019 Capítulo 7 - Poliuretano, Poliestireno, Policarbonato, Grama Sintética

    3/22

     

    Capitulo 7 Materiais de Revestimentos ® Todos os direitos reservados Página 3

    1. Sancas em polisetireno. Fonte  

  • 8/16/2019 Capítulo 7 - Poliuretano, Poliestireno, Policarbonato, Grama Sintética

    4/22

     

    Capitulo 7 Materiais de Revestimentos ® Todos os direitos reservados Página 4

    2. Sanca em poliestireno. http://4.bp.blogspot.com 

  • 8/16/2019 Capítulo 7 - Poliuretano, Poliestireno, Policarbonato, Grama Sintética

    5/22

     

    Capitulo 7 Materiais de Revestimentos ® Todos os direitos reservados Página 5

    3. Sanca em poliestireno. http://4.bp.blogspot.com 

    4. Sanca em poliestireno. http://4.bp.blogspot.com 

  • 8/16/2019 Capítulo 7 - Poliuretano, Poliestireno, Policarbonato, Grama Sintética

    6/22

     

    Capitulo 7 Materiais de Revestimentos ® Todos os direitos reservados Página 6

    5. Sanca em poliestireno.  http://4.bp.blogspot.com 

    6. Rosetas em poliuretano. Fonte   

  • 8/16/2019 Capítulo 7 - Poliuretano, Poliestireno, Policarbonato, Grama Sintética

    7/22

     

    Capitulo 7 Materiais de Revestimentos ® Todos os direitos reservados Página 7

    7. Rosetas em poliuretano. Fonte   

    8. Rosetas em poliuretano. Fonte   

  • 8/16/2019 Capítulo 7 - Poliuretano, Poliestireno, Policarbonato, Grama Sintética

    8/22

     

    Capitulo 7 Materiais de Revestimentos ® Todos os direitos reservados Página 8

    9. Mãos francesas em poliuretano. Fonte   

  • 8/16/2019 Capítulo 7 - Poliuretano, Poliestireno, Policarbonato, Grama Sintética

    9/22

     

    Capitulo 7 Materiais de Revestimentos ® Todos os direitos reservados Página 9

    10. Almofadas em poliuretano. Fonte   

  • 8/16/2019 Capítulo 7 - Poliuretano, Poliestireno, Policarbonato, Grama Sintética

    10/22

     

    Capitulo 7 Materiais de Revestimentos ® Todos os direitos reservados Página 10

    11. Sancas e lambris em poliuretano. Fonte   

    Em ambos os materiais as molduras medem de comprimento 2,0m e possuem larguravariável. Já o diâmetro das rosetas chega a 66,5cm. Infelizmente não existem modelospara paredes curvas ou a possibilidade de encomendar modelos diferentes. È

    importante lembrar que o poliuretano também pode ser usado como revestimento

  • 8/16/2019 Capítulo 7 - Poliuretano, Poliestireno, Policarbonato, Grama Sintética

    11/22

  • 8/16/2019 Capítulo 7 - Poliuretano, Poliestireno, Policarbonato, Grama Sintética

    12/22

     

    Capitulo 7 Materiais de Revestimentos ® Todos os direitos reservados Página 12

    O policarbonato é um material moldável, pode ser curvado a frio e cortado na obra. Porser muito leve é de fácil manuseio e instalação. O seu peso é bem menor que o peso deum vidro.

    Algumas placas de policarbonato possuem cavidades internas como alvéolos que dãoao policarbonato uma resistência a impactos superior ao do vidro! Essas placastambém recebem o mesmo tipo de instalação do vidro: são fixadas em perfis dealumínio ou aço e depois seladas com silicone para evitar vazamentos.

    Hoje as placas já são comercializadas em diversas cores como o azul, o bronze, o cinzaescuro e o verde! Com essas cores é possível criar projetos incríveis!

    Devido a sua transparência têm sido muito usado na construção civil em projetos decoberturas, passarelas, divisórias, clarabóias etc. substituindo o vidro com as mesmascaracterísticas de luminosidade. Possui ainda como característica o fato de ser ummaterial moldável, podendo ser curvado a frio.

    Tipos e aplicações do policarbonato:

    1. LEXAN THERMOCLEAR

    Chapa em policarbonato alveolar, com tratamento em um dos lados contra ataques dos

    raios ultravioleta (garantia de 10 anos contra amarelecimento).

    Esta chapa é lisa, porém com cavidades internas (alvéolos) que dão ao material aaparência similar à de um vidro canelado, com uma resistência a impacto muito superiorà do vidro e com possibilidade de ser curvada a frio.

    É recomendada para utilização em coberturas em geral (planas ou curvadas),passarelas, domus, fechamentos laterais, sheds e divisórias.

    É comercializada na dimensão padrão de 2,10m x 5,80m e nas espessuras de 4, 6, 8,

    10 e 16mm. São oferecidas as seguintes cores: cristal, azul, bronze, cinza escuro,verde e opal.

  • 8/16/2019 Capítulo 7 - Poliuretano, Poliestireno, Policarbonato, Grama Sintética

    13/22

     

    Capitulo 7 Materiais de Revestimentos ® Todos os direitos reservados Página 13

    Policarbonato alveolar. Fonte  

    Cobertura em policarbonato alveolar. Fonte  

  • 8/16/2019 Capítulo 7 - Poliuretano, Poliestireno, Policarbonato, Grama Sintética

    14/22

     

    Capitulo 7 Materiais de Revestimentos ® Todos os direitos reservados Página 14

    Cobertura em policarbonato alveolar. Fonte  

    2. LEXAN XL10

    Chapa em policarbonato compacta, com tratamento em um dos lados contra o ataquedos raios ultravioleta (garantia de 10 anos contra amarelecimento).

    Por sua transparência, o XL10 é muito semelhante a um vidro temperado, porém compossibilidade de ser curvado a frio e com uma resistência a impactos muito maior.

    É recomendada para utilização em coberturas em geral (planas ou curvadas),

    passarelas, domus, fechamentos laterais, luminosos e placas de sinalização.

    É comercializada em várias dimensões (de 1,22m x 2,44m a 2,05m x 5,00m) e nasespessuras de 2,4 a 12,7mm. São oferecidas as seguintes cores: cristal, azul, bronze,cinza, cinza escuro, verde e opal.

    Chapas de policarbonato. Fonte  

  • 8/16/2019 Capítulo 7 - Poliuretano, Poliestireno, Policarbonato, Grama Sintética

    15/22

     

    Capitulo 7 Materiais de Revestimentos ® Todos os direitos reservados Página 15

    Cobertura em chapa de policarbonato  

    Cobertura em chapa de policarbonato  

  • 8/16/2019 Capítulo 7 - Poliuretano, Poliestireno, Policarbonato, Grama Sintética

    16/22

     

    Capitulo 7 Materiais de Revestimentos ® Todos os direitos reservados Página 16

    Telhas de policarbonato

    Cobertura em chapa de policarbonato. Fonte  

    3. Telha em policarbonato  (compacto corrugado), com tratamento em um dos ladoscontra o ataque dos raios ultravioleta (garantia de 10 anos contra amarelecimento).

    É recomendada para utilização em coberturas industriais, comerciais e residenciais,fechamentos laterais e sheds.

    Telhas em policarbonato. Fonte  

  • 8/16/2019 Capítulo 7 - Poliuretano, Poliestireno, Policarbonato, Grama Sintética

    17/22

     

    Capitulo 7 Materiais de Revestimentos ® Todos os direitos reservados Página 17

    Cobertura em telhas de policarbonato. http://www.nuancetoldos.com.br  

    Cobertura em telhas de policarbonato. http://www.nuancetoldos.com.br  

    4. Policarbonato refletivo

    A proteção solar integrada às chapas alveolares, compactas ou corrugadas (telhas) depolicarbonato foi desenvolvida para oferecer ao policarbonato a qualidade do vidro

    refletivo. Conseguiu-se, assim, a redução da absorção do calor e o bloqueio de 100%da radiação U.V.

    Muito utilizado em pórticos de acesso, coberturas zenitais, coberturas planas e curvas,coberturas para piscinas, marquises, pérgulas e domus.

  • 8/16/2019 Capítulo 7 - Poliuretano, Poliestireno, Policarbonato, Grama Sintética

    18/22

     

    Capitulo 7 Materiais de Revestimentos ® Todos os direitos reservados Página 18

    1.3 Grama sintética.

    A venda no mercado desde meados dos anos 70, a grama sintética é hoje o resultadode décadas de estudos e aperfeiçoamentos. O gramado artificial é um produtocomposto em sua totalidade por materiais sintéticos; os fios são confeccionados em

    polietileno de varias espessuras e dimensões permitindo diversos usos e diversaspráticas esportivas.

    O uso deste produto nos últimos anos, tem demonstrado um crescimento considerávelno mundo inteiro, devido a suas amplas aplicações, tolerâncias as variações climáticase uma notável resistência.

    Temos também como outro revestimento a grama sintética. Esse material é fabricadocom fios de polietileno ou polipropileno. Como base temos uma superfície de látexderretido sobre uma manta de ráfia, vejam:

    Fios de grama sintética. Fonte  

    A manta possui poros de 3mm permitindo o escoamento da água, por isso as quadrasde grama sintética não empoçam!

    A grama sintética não é somente usada em quadras esportivas e playgrounds, hojetemos muitos exemplos desse material na decoração de interiores. Vejam algunsexemplos que trouxe:

  • 8/16/2019 Capítulo 7 - Poliuretano, Poliestireno, Policarbonato, Grama Sintética

    19/22

     

    Capitulo 7 Materiais de Revestimentos ® Todos os direitos reservados Página 19

    Piso revestido com grama sintética. Fonte WWW.futrico.wordpress.com 

  • 8/16/2019 Capítulo 7 - Poliuretano, Poliestireno, Policarbonato, Grama Sintética

    20/22

     

    Capitulo 7 Materiais de Revestimentos ® Todos os direitos reservados Página 20

    Piso revestido com grama sintética. Fonte  

    Piso revestido com grama sintética branca.

    Fonte  

    A grama sintética é vendida como carpete, em rolos de 9,30m de largura e comprimentode até 60,0m, e em diversas espessuras. O revestimento mais fino é adequado paraáreas cobertas, enquanto que o mais espesso é indicado para áreas esportivas.

  • 8/16/2019 Capítulo 7 - Poliuretano, Poliestireno, Policarbonato, Grama Sintética

    21/22

     

    Capitulo 7 Materiais de Revestimentos ® Todos os direitos reservados Página 21

    Antes de colar a grama ao piso deve-se preparar um contrapiso de concreto com umacamada permeável de brita e emulsão asfáltica para uma boa drenagem. Depois aplica-se o carpete de grama sintética; cada rolo é unido ao outro através de fita adesivadupla face especial para esse material. As faixas são fixadas no chão somente nas

     junções com cola especial.

    Dica

    Para fazer um sistema de drenagem cavam-se valas no concreto ou na superfície queservirá de contrapiso. Pode-se ainda usar tubos de PVC para escoamento de águapluvial.

    Apesar de estar exposta as variações de temperaturas, é muito resistente aos raiosultravioletas e as chuvas, durando em média 10 anos! Vale lembrar que a gramasintética deve ser limpa somente com água e detergente neutro e deve ficar afastada deobjetos cortantes e ácidos para que se garanta sua vida útil!

    Campo com grama sintética. Fonte  

    Campo com grama sintética. Fonte  

    Exercício 1: Montagem do Fichário

  • 8/16/2019 Capítulo 7 - Poliuretano, Poliestireno, Policarbonato, Grama Sintética

    22/22

     

    Capitulo 7 Materiais de Revestimentos ® Todos os direitos reservados Página 22

    Selecione imagens de materiais de revestimento referente a este capítulo estudado, ecomponha seu portfólio (fichário) preenchendo a ficha técnica desses materiais. Estefichário, ao final do módulo deverá estar completo para avaliação.

    Resumo do capitulo

    Neste sétimo capitulo do módulo de Materiais de Revestimentos estudamos a aplicaçãoe características técnicas do poliuretano e do poliestireno. Como fazer a instalação e amanutenção desses materiais. Também conhecemos o policarbonato, aplicação ecaracterísticas técnicas, seus diversos usos e forma de comercialização. Por últimoestudamos a grama sintética com suas tipologias, instalação e manutenção.

    Estamos fechando o sétimo capitulo deste módulo. Você pode acessar as informaçõesdisponibilizadas nesta aula quantas vezes necessitar. Leia, releia, não fique comduvidas. No próximo capítulo estudaremos sobre Pisos e lambris de Madeiras, até lá!