Demonstrações Financeiras Intermediárias - vale.· Demonstração dos Fluxos de Caixa Consolidado

  • View
    216

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Demonstrações Financeiras Intermediárias - vale.· Demonstração dos Fluxos de Caixa Consolidado

BRGAAP em R$

Demonstraes Financeiras Intermedirias 30 de setembro de 2017

2

Demonstraes Financeiras Intermedirias Vale S.A. Contedo

Pgina Relatrio sobre a reviso de informaes trimestrais - ITR 3 Demonstrao do Resultado Consolidado e da Controladora 5 Demonstrao do Resultado Abrangente Consolidado e da Controladora 7 Demonstrao dos Fluxos de Caixa Consolidado e da Controladora 8 Balano Patrimonial Consolidado e da Controladora 10 Demonstrao das Mutaes do Patrimnio Lquido 11 Demonstrao do Valor Adicionado Consolidado e da Controladora 12 Notas Explicativas Selecionadas s Demonstraes Financeiras Intermedirias 13 1. Contexto operacional 2. Base de preparao das demonstraes financeiras intermedirias 3. Informaes por segmento de negcios e por rea geogrfica 4. Eventos especiais ocorridos durante o perodo 5. Custos e despesas por natureza 6. Resultado financeiro 7. Tributos sobre o lucro 8. Lucro bsico e diludo por ao 9. Contas a receber 10. Estoques 11. Outros ativos e passivos financeiros 12. Ativos e passivos no circulantes mantidos para venda e operaes descontinuadas 13. Aquisies e desinvestimentos 14. Investimentos em coligadas e joint ventures 15. Intangveis 16. Imobilizado 17. Emprstimos, financiamentos, caixa e equivalentes de caixa e investimentos financeiros 18. Passivos relacionados participao em coligadas e joint ventures 19. Classificao dos instrumentos financeiros 20. Estimativa do valor justo 21. Instrumentos financeiros derivativos 22. Provises 23. Processos judiciais 24. Obrigaes com benefcios de aposentadoria 25. Patrimnio lquido 26. Partes relacionadas 27. Compromissos 28. Informaes da Controladora (informaes intermedirias individuais) 29. Informaes complementares sobre os instrumentos financeiros derivativos

3

Relatrio sobre a reviso de informaes trimestrais ITR Ao Conselho de Administrao e Acionistas da

Vale S.A.

Rio de Janeiro - RJ

Introduo

1. Revisamos as informaes contbeis intermedirias, individuais e consolidadas, da Vale S.A. (Companhia), identificadas

como Controladora e Consolidado, respectivamente, contidas no Formulrio de Informaes Trimestrais - ITR referente ao trimestre

findo em 30 de setembro de 2017, que compreendem os balanos patrimoniais individuais e consolidados em 30 de setembro de 2017

e as respectivas demonstraes individuais e consolidadas do resultado e do resultado abrangente para os perodos de trs e nove

meses findos em 30 de setembro de 2017, as demonstraes das mutaes do patrimnio lquido para o perodo de nove meses findo

naquela data e as demonstraes individuais dos fluxos de caixa para o perodo de nove meses e consolidadas para os perodos de trs

e nove meses findos naquela data, incluindo as notas explicativas.

2. A administrao da Companhia responsvel pela elaborao dessas informaes contbeis intermedirias de acordo com o

CPC 21(R1) Demonstrao Intermediria e a IAS 34 - Interim Financial Reporting, emitida pelo International Accounting

Standards Board - IASB, assim como pela apresentao dessas informaes de forma condizente com as normas expedidas pela

Comisso de Valores Mobilirios, aplicveis elaborao das Informaes Trimestrais - ITR. Nossa responsabilidade a de expressar

uma concluso sobre essas informaes contbeis intermedirias com base em nossa reviso.

Alcance da reviso

3. Conduzimos nossa reviso de acordo com as normas brasileiras e internacionais de reviso de informaes intermedirias

(NBC TR 2410 - Reviso de Informaes Intermedirias Executada pelo Auditor da Entidade e ISRE 2410 - Review of Interim

Financial Information Performed by the Independent Auditor of the Entity, respectivamente). Uma reviso de informaes

intermedirias consiste na realizao de indagaes, principalmente s pessoas responsveis pelos assuntos financeiros e contbeis e

na aplicao de procedimentos analticos e de outros procedimentos de reviso. O alcance de uma reviso significativamente menor

do que o de uma auditoria conduzida de acordo com as normas de auditoria e, consequentemente, no nos permitiu obter segurana de

que tomamos conhecimento de todos os assuntos significativos que poderiam ser identificados em uma auditoria. Portanto, no

expressamos uma opinio de auditoria.

KPMG Auditores Independentes Rua do Passeio, 38 Setor 2 17 andar 20021-290 - Rio de Janeiro, RJ - Brasil

Central Tel 55 (21) 2207-9400 Fax 55 (21) 2207-9000 Internet www.kpmg.com.br

4

Concluso sobre as informaes intermedirias

4. Com base em nossa reviso, no temos conhecimento de nenhum fato que nos leve a acreditar que as informaes contbeis

intermedirias individuais e consolidadas includas nas informaes trimestrais acima referidas no foram elaboradas, em todos os

aspectos relevantes, de acordo com o CPC 21(R1) e IAS 34, aplicveis elaborao de Informaes Trimestrais - ITR e apresentadas

de forma condizente com as normas expedidas pela Comisso de Valores Mobilirios.

Outros assuntos

Demonstraes do valor adicionado

5. As informaes contbeis intermedirias individuais e consolidadas, relativas s demonstraes do valor adicionado (DVA)

referentes ao perodo de nove meses findo em 30 de setembro de 2017, elaboradas sob a responsabilidade da administrao da

Companhia, apresentadas como informao suplementar para fins da IAS 34, foram submetidas a procedimentos de reviso

executados em conjunto com a reviso das informaes trimestrais - ITR da Companhia. Para a formao de nossa concluso,

avaliamos se essas demonstraes esto reconciliadas com as informaes contbeis intermedirias e registros contbeis, conforme

aplicvel, e se a sua forma e contedo esto de acordo com os critrios definidos no Pronunciamento Tcnico CPC 09 - Demonstrao

do Valor Adicionado. Com base em nossa reviso, no temos conhecimento de nenhum fato que nos leve a acreditar que no foram

elaboradas, em todos os seus aspectos relevantes, de forma consistente com as informaes contbeis intermedirias individuais e

consolidadas tomadas em conjunto.

Rio de Janeiro, 25 de outubro de 2017

KPMG Auditores Independentes

CRC SP-014428/O-6 F-RJ

Manuel Fernandes Rodrigues de Sousa

Contador CRC RJ-052428/O-2

KPMG Auditores Independentes Rua do Passeio, 38 Setor 2 17 andar 20021-290 - Rio de Janeiro, RJ - Brasil

Central Tel 55 (21) 2207-9400 Fax 55 (21) 2207-9000 Internet www.kpmg.com.br

5

Demonstrao do Resultado Em milhes de reais, exceto o lucro diludo por ao

Consolidado

Perodo de trs meses findos

em 30 de setembro de

Perodo de nove meses findos

em 30 de setembro de

Notas 2017 2016 2017 2016

(i) (i) Operaes continuadas Receita de vendas, lquida 3(c) 28.600 21.831 78.705 63.981 Custo dos produtos vendidos e servios prestados 5(a) (17.099) (14.100) (48.426) (44.271)

Lucro bruto 11.501 7.731 30.279 19.710 Despesas operacionais Com vendas e administrativas 5(b) (409) (444) (1.223) (1.309) Pesquisa e desenvolvimento (285) (258) (748) (726) Pr operacionais e paradas de operao (265) (377) (915) (1.144) Outras receitas (despesas) operacionais, lquidas 5(c) (484) 218 (1.002) (426)

(1.443) (861) (3.888) (3.605) Reduo ao valor recupervel e outros resultados de ativos no circulantes 13 e 16 (532) (110) 345 (338)

Lucro operacional 9.526 6.760 26.736 15.767 Receitas financeiras 6 4.838 1.187 9.327 26.113 Despesas financeiras 6 (4.084) (4.578) (14.808) (17.763) Resultado de participaes em coligadas e joint ventures 14 367 144 509 1.386 Reduo ao valor recupervel e outros resultados na participao em coligadas e joint ventures 18 (78) (106) (379) (4.105)

Lucro antes dos tributos sobre o lucro 10.569 3.407 21.385 21.398 Tributos sobre o lucro 7 Tributo corrente (1.654) (203) (3.461) (2.895) Tributo diferido (1.407) (1.211) (1.660) (6.516)

(3.061) (1.414) (5.121) (9.411) Lucro lquido das operaes continuadas 7.508 1.993 16.264 11.987 Lucro lquido atribudo aos acionistas no controladores 19 37 166 88

Lucro lquido das operaes continuadas atribudo aos acionistas da Vale 7.489 1.956 16.098 11.899

Operaes descontinuadas 12 Prejuzo proveniente das operaes descontinuadas (338) (127) (983) (154) Lucro lquido atribudo aos acionistas no controladores 8 (13) 21 7

Prejuzo das operaes descontinuadas atribudo aos acionistas da Vale (346) (114) (1.004) (161)

Lucro lquido 7.170 1.866 15.281 11.833 Lucro lquido atribudo aos acionistas no controladores 27 24 187 95

Lucro lquido atribudo aos acionistas da Vale 7.143 1.842 15.094 11.738

Lucro por ao atribudo aos acionistas da Vale: Lucro bsico e diludo por ao (reapresentado na nota 4): 8 Aes preferenciais (R$) 1,38 0,35 2,92 2,27 Aes ordinrias (R$) 1,38 0,35 2,92 2,27

(i) Perodo reapresentado conforme Nota 12. As notas explicativas so partes integrantes das demonstraes financeiras intermedirias.

6

Demonstrao do Resultado Em milhes de Reais, exceto o lucro diludo por ao

Controladora

Perodo de trs meses findos em 30 de setembro de

Perodo de nove meses findos em 30 de setembro de

2017 2016 2017 2