ESCAVAES, FUNDAES E NR-18 DESMONTE DE FUNDAES E DESMONTE DE ROCHAS NR-18 wa nderso n.s esmt@ ou tlook. com 18.6 ESCAVAES, FUNDAES E DESMONTE DE

  • View
    219

  • Download
    2

Embed Size (px)

Text of ESCAVAES, FUNDAES E NR-18 DESMONTE DE FUNDAES E DESMONTE DE ROCHAS NR-18 wa nderso n.s esmt@ ou...

  • E S C A V A E S , F U N D A E S E D E S M O N T E D E R O C H A S

    NR-18

    DEZ/2014

  • E S C A V A E S , F U N D A E S E D E S M O N T E D E R O C H A S

    NR-18wanderson.sesmt@outlook.com

    18.6 ESCAVAES, FUNDAES E DESMONTE DE ROCHAS

    18.6.1 A REA DE TRABALHO DEVE SER PREVIAMENTE LIMPA, DEVENDO SER :

    RETIRADOS OU ESCORADOS SOLIDAMENTE

    rvores, Rochas, Equipamentos, Materiais E Objetos De Qualquer Natureza,

    Quando houver risco de comprometimento de sua estabilidade durante a execuo de servios.

    18.6.2 Muros, edificaes vizinhas e todas as estruturas que possam ser afetadas pela escavao devem ser escorados.

  • E S C A V A E S , F U N D A E S E D E S M O N T E D E R O C H A S

    NR-18wanderson.sesmt@outlook.com

    18.6.3 OS SERVIOS DE ESCAVAO, FUNDAO E DESMONTE DE ROCHAS DEVEM TER :

    RESPONSVEL TCNICO LEGALMENTE HABILITADO.

    18.6.4 QUANDO EXISTIR CABO SUBTERRNEO DE ENERGIA ELTRICA NAS PROXIMIDADES DAS ESCAVAES, AS MESMAS S PODERO SER INICIADAS :

    QUANDO O CABO ESTIVER DESLIGADO.

    18.6.4.1 NA IMPOSSIBILIDADE DE DESLIGAR O CABO :

    DEVEM SER TOMADAS MEDIDAS ESPECIAIS JUNTO CONCESSIONRIA.

  • E S C A V A E S , F U N D A E S E D E S M O N T E D E R O C H A S

    NR-18wanderson.sesmt@outlook.com

    18.6.5 Os taludes instveis das escavaes com profundidade superior a 1,25m (um metro e vinte e cinco centmetros) devem ter sua estabilidade garantida por meio de estruturas dimensionadas para este fim.

    18.6.6 Para elaborao do projeto e execuo das escavaes a cu aberto, sero observadas as condies exigidas na NBR 9061/85 - Segurana de Escavao a Cu Aberto da ABNT.

  • E S C A V A E S , F U N D A E S E D E S M O N T E D E R O C H A S

    NR-18wanderson.sesmt@outlook.com

    A ESTABILIDADE DOS TALUDES DEVE SER GARANTIDA POR MEIO DAS SEGUINTES MEDIDAS DE SEGURANA :

    O responsvel tcnico dever buscar a adoo de tcnicas de estabilizao que garantam a completa estabilidade dos taludes, TAIS COMO :

    Retaludamento, Escoramento, Atirantamento, Grampeamento E Impermeabilizao.

    AS FIGURAS A SEGUIR APRESENTAM EXEMPLOS DE TCNICAS DE ESTABILIZAO.

  • E S C A V A E S , F U N D A E S E D E S M O N T E D E R O C H A S

    NR-18wanderson.sesmt@outlook.com

    Escavao taludada (escavao com paredes em taludes)

    Escavao protegida com estruturas denominadas cortinas

    Escavao mista com paredes em taludes e com paredes protegidas por cortinas

  • E S C A V A E S , F U N D A E S E D E S M O N T E D E R O C H A S

    NR-18wanderson.sesmt@outlook.com

    Devem ser evitados trabalhos nos ps de taludes sem uma avaliao prvia pelo responsvel tcnico, pelos riscos de instabilidade que possam apresentar.

    A existncia de riscos constitui impedimento execuo dos trabalhos, at que estes sejam eliminados.

    DEVE SER EVITADA A EXECUO DE :

    Trabalho Manual Ou A Permanncia De Observadores

    Dentro do raio de ao das mquinas em atividade de movimentao de terra.

    Quando for necessrio rebaixar o lenol de gua (fretico), os servios devem ser executados por :

    Pessoas Ou Empresas Qualificadas.

  • E S C A V A E S , F U N D A E S E D E S M O N T E D E R O C H A S

    NR-18wanderson.sesmt@outlook.com

    18.6.7 As escavaes com mais de 1,25m de profundidade devem dispor de :

    Escadas Ou Rampas,

    colocadas prximas aos postos de trabalho,

    A FIM DE PERMITIR, EM CASO DE EMERGNCIA :

    A sada rpida dos trabalhadores, independentemente do previsto no subitem 18.6.5.

    18.6.5 Os taludes instveis das escavaes com profundidade superior a 1,25m devem ter sua estabilidade garantida por meio de estruturas

    dimensionadas para este fim.

    Instalao de escadas em escavao de vala com mais de 1,25 m de altura

  • E S C A V A E S , F U N D A E S E D E S M O N T E D E R O C H A S

    NR-18wanderson.sesmt@outlook.com

    18.6.8 OS MATERIAIS RETIRADOS DA ESCAVAO DEVEM SER DEPOSITADOS :

    A uma distncia superior metade da profundidade, medida a partir da borda do talude.

  • E S C A V A E S , F U N D A E S E D E S M O N T E D E R O C H A S

    NR-18wanderson.sesmt@outlook.com

    18.6.9 Os taludes com altura superior a 1,75m (um metro e setenta e cinco centmetros) devem ter estabilidade garantida.

    18.6.10 Quando houver possibilidade de infiltrao ou vazamento de gs, o local deve ser devidamente ventilado e monitorado.

    18.6.10.1 O monitoramento deve ser efetivado enquanto o trabalho estiver sendo realizado para, em caso de vazamento, ser acionado o sistema de alarme sonoro e visual.

  • E S C A V A E S , F U N D A E S E D E S M O N T E D E R O C H A S

    NR-18wanderson.sesmt@outlook.com

    18.6.11 As escavaes realizadas em vias pblicas ou canteiros de obras devem ter sinalizao de advertncia, inclusive noturna, e barreira de isolamento em todo o seu permetro.

  • E S C A V A E S , F U N D A E S E D E S M O N T E D E R O C H A S

    NR-18wanderson.sesmt@outlook.com

    18.6.12 OS ACESSOS DE :

    Trabalhadores, Veculos E Equipamentos

    S REAS DE ESCAVAO

    DEVEM TER SINALIZAO DE ADVERTNCIA PERMANENTE.

  • E S C A V A E S , F U N D A E S E D E S M O N T E D E R O C H A S

    NR-18wanderson.sesmt@outlook.com

    18.6.13 PROIBIDO O ACESSO DE PESSOAS NO-AUTORIZADAS :

    s reas De Escavao

    e Cravao De Estacas.

  • E S C A V A E S , F U N D A E S E D E S M O N T E D E R O C H A S

    NR-18wanderson.sesmt@outlook.com

    18.6.14 O OPERADOR DE BATE-ESTACAS DEVE :

    SER QUALIFICADO E TER SUA EQUIPE TREINADA.

    18.6.15 OS CABOS DE SUSTENTAO DO PILO DEVEM TER :

    Comprimento para que haja, em qualquer posio de trabalho, um mnimo de 6 (seis) voltas sobre o tambor.

  • E S C A V A E S , F U N D A E S E D E S M O N T E D E R O C H A S

    NR-18wanderson.sesmt@outlook.com

    18.6.16 Na execuo de escavaes e fundaes sob ar comprimido, deve ser obedecido o disposto no Anexo no 6da NR 15 - Atividades e Operaes Insalubres, a fim de evitar danos sade do trabalhador.

    Em poos e fundaes escavadas a ar comprimido, a integridade dos equipamentos deve ser vistoriada diariamente e deve haver a manuteno do servio mdico de planto para casos de socorro de urgncia.

    A JORNADA DE TRABALHO DEVE SER :

    Menor ou igual a 8 (oito) horas, Em presses de trabalho de 0 a 1,0 Kgf/cm2;

    a 6 horas, em presses de trabalho de 1,1 a 2,5 Kgf/cm2;

    e a 4 horas, em presso de trabalho de 2,6 a 3,4 Kgf/cm2,

    Devendo ser respeitadas as demais disposies da NR-l5, citadas em seu Anexo 6.

  • E S C A V A E S , F U N D A E S E D E S M O N T E D E R O C H A S

    NR-18wanderson.sesmt@outlook.com

    18.6.17 NA OPERAO DE DESMONTE DE ROCHA A :

    Fogo,

    Fogacho

    Ou Mista,

    DEVE HAVER UM BLASTER

  • E S C A V A E S , F U N D A E S E D E S M O N T E D E R O C H A S

    NR-18wanderson.sesmt@outlook.com

    18.6.18 A rea de fogo deve ser protegida contra projeo de partculas, quando expuser a risco trabalhadores e terceiros.

    18.6.19 NAS DETONAES OBRIGATRIA :

    A EXISTNCIA DE ALARME SONORO.

    18.6.20 Na execuo de tubules a cu aberto, aplicam-se as disposies constantes no item 18.20 - Locais confinados.

  • E S C A V A E S , F U N D A E S E D E S M O N T E D E R O C H A S

    NR-18wanderson.sesmt@outlook.com

    18.6.20.1 TODA ESCAVAO SOMENTE PODE SER INICIADA COM :

    A Liberao e Autorizao

    DO ENGENHEIRO RESPONSVEL PELA EXECUO DA FUNDAO,

    Atendendo o disposto na NBR 6122:2010 ou alteraes posteriores.

  • E S C A V A E S , F U N D A E S E D E S M O N T E D E R O C H A S

    NR-18wanderson.sesmt@outlook.com

    18.6.21 OS TUBULES A CU ABERTO DEVEM SER ENCAMISADOS, exceto quando houver projeto elaborado por profissional legalmente habilitado que dispense o encamisamento, DEVENDO ATENDER OS SEGUINTES REQUISITOS:

    a) sondagem ou estudo geotcnico local, para profundidade superior a 3 metros;

    b) TODAS AS MEDIDAS DE PROTEO COLETIVA E INDIVIDUAL EXIGIDAS PARA A ATIVIDADE DEVEM ESTAR DESCRITAS NO :

    PROGRAMA DE CONDIES E MEIO AMBIENTE DE TRABALHO NA INDSTRIA DA CONSTRUO - PCMAT,

    BEM COMO :

    Plano De Resgate e Remoo Em Caso De Acidente, Modelo de Check List a Ser Aplicado Diariamente, Modelo De Programa De Treinamento Destinado Aos Envolvidos Na Atividade Contendo As Atividades

    Operacionais De :

    RESGATE E NOES DE PRIMEIROS SOCORROS, COM CARGA HORRIA MNIMA DE 8 HORAS;

  • E S C A V A E S , F U N D A E S E D E S M O N T E D E R O C H A S

    NR-18wanderson.sesmt@outlook.com

    c) as ocorrncias e as atividades sequenciais das escavaes dos tubules a cu aberto devem ser registradas diariamente em livro prprio pelo engenheiro responsvel;

  • E S C A V A E S , F U N D A E S E D E S M O N T E D E R O C H A S

    NR-18wanderson.sesmt@outlook.com

    d) proibido o trabalho simultneo em bases alargadas em tubules adjacentes, sejam estes trabalhos de escavao e/ou de concretagem;

    e) proibida a abertura simultnea de bases tangentes.

    f) A ESCAVAO MANUAL S PODE SER EXECUTADA ACIMA DO NVEL D'GUA OU ABAIXO DELE :

    1. Nos casos em que o solo se mantenha estvel, 2. sem risco de desmoronamento, 3. e seja possvel controlar a gua no interior do tubulo.

    g) o dimetro mnimo par