Desmonte de Rocha - DeSMESCULT

  • View
    15

  • Download
    5

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Desmonte de rochas por explosivos e seus impactos ao meio ambiente. Impactos ambientais.

Text of Desmonte de Rocha - DeSMESCULT

  • HISTRICOINICIALMENTE DESENVOLVIDA NA SUCIA NA DCADA DE 40, E ENTO, PELA CANADIANINDUSTRIES LTD. (CIL), EM 1953, DURANTE ACONSTRUO DA HIDRO-ELTRICA EM NIAGARAFALL, ONTARIO.NO BRASIL, OS TRABALHOS DE DESMONTE ESCULTURALTIVERAM SEU INCIO POR VOLTA DE 1966, EM FURNAS.

  • TIPOS DE DESMONTE ESCULTURALPR-CORTE (PRE-SPLITTING)

    RECORTE

    AMORTECIDA

  • CONSEQUNCIAS NEGATIVAS DO NO USO DO DESMONTE ESCULTURALMAIOR DILUIO DO MINRIO COM O ESTRIL, NAS ZONAS DE CONTATOAUMENTO DO CUSTO DA CARGA DE TRANSPORTE, DEVIDO AO INCREMENTO DO VOLUME DO MATERIAL DE ESCAVAOAUMENTO DA CONCRETAGEM NAS OBRAS CIVIS: TNEIS, CENTRAIS HIDRULICAS, CMARAS DE ARMAZENAMENTO ETC.

  • VANTAGENS DO USO DO DESMONTE ESCULTURALNOS TRABALHOS A CU ABERTO

    ELEVAO DO NGULO DO TALUDE, AUMENTANDO-SE AS RESERVAS RECUPERVEIS OU UMA DIMINUIO DA RELAO E/MREDUO DOS RICOS DE DESPREENDIMENTO PARCIAIS DO TALUDE, MINIMIZANDO A NECESSIDADE DE BERMAS LARGAS. MAIOR PRODUO E SEGURANA

  • VANTAGENS DO USO DO DESMONTE ESCULTURALTORNAR ESTTICO OS TRABALHOS DE DESMONTE RELACIONADOS ENGENHARIA URBANA E DE ESTRADAS

  • VANTAGENS DO USO DO DESMONTE ESCULTURALNOS TRABALHOS SUBTERRNEOS

    MENORES DIMENSES DOS PILARES NAS EXPLOTAES (MAIORE RECUPERAO DO JAZIMENTO)MELHORA A VENTILAO, DEVIDO AO MENOR ATRITO ENTRE O AR E AS PAREDES DAS GALERIASMENOR RISCO DE DANOS A PERFURAO PRVIA (VCR)

  • USO DE PETECAS NO PR-CORTE

  • Sobrequebra: excesso de carga ou orientao da descontinuidade desfavorvel Sobrequebra na regio dos furos: excesso de explosivo ou gasesque penetraram nas descontinuidades do macio rochoso

  • Ocorrncia de concavidade: espaamento muito pequeno ou excesso de explosivoOcorrncia de convexidade: espaamento grande ou razo de carga insuficiente

  • Coliso de Ondas de ChoqueResultante devido a coliso dos raios de choqueResultante devido a coliso dos raios de choqueZona de cisalhamentoFuroFuroRaios de choqueRaios de choqueZona de tenso

  • Plano de Fogo de Produo com Pr-corteFaceFinalLinha de = 4 do pr-corteLinha de defesa de = 15. T = 10 mLinha de ProduoT = 7,5 m

  • PRESSO EXERCIDA NO FURO DURANTE A DETONAO DA CARGA EXPLOSIVA

    O pico da presso exercida pela expanso dos gases, depende primariamente da densidade e da velocidade de detonao do explosivo. As presses podem ser calculadas usando a seguinte expresso:

    sendo:

    PF= presso da carga da coluna de explosivo acoplada ao furo (MPa);

    (= densidade do explosivo (g/cm3);

    VD= velocidade de detonao de um explosivo confinado (m/s);

    Quanto menor a presso da carga da coluna de explosivo, menor ser o ultra-arranque.

    _942560597.unknown

  • DESACOPLAMENTO E ESPAADORES

    A reduo da presso de detonao da carga de explosivo, decorrente da expanso dos gases na cmara de ar (colcho de ar) pode ser quantificada a partir da seguinte expresso:

    onde:

    PE= presso efetiva (amortecida), MPa;

    Cl= quociente entre a longitude da carga de explosivo e da longitude da carga de coluna

    (Cl = 1, para cargas contnuas, isto , sem espaadores);

    d= dimetro da carga de explosivo (polegadas ou mm);

    D= dimetro da perfurao (polegadas ou mm).

    _942560596.unknown

  • Plano de fogo ara o pr-corte com carga contnua ou desacopladas

    As seguintes regras empricas podem ser utilizadas para o clculo do plano de fogo:

    ( Espaamento entre os furos: 10 a 12 vezes o dimetro do furo (em metros);

    ( Longitude do tampo: 0,6 a 1,5 m, dependendo do dimetro do furo;

    ( Distncia da linha do pr-corte linha de furos mais prxima de produo: 15 a 20

    vezes o dimetro do furo (em metros).

    Desmonte de pr-corte com carga contnua desacoplada

    Desacoplamento entre a carga de explosivo e o furo (d/D): 0,4 a 0,6; sendo (d) o dimetro

    do explosivo e (D) o dimetro da perfurao;

    Desmonte de pr-corte com espaadores de ar ou material inerte

    Para o clculo da distncia entre os cartuchos ou as cargas utiliza-se a seguinte frmula:

    onde: X = distncia entre os cartuchos ou cargas (m); L = comprimento do cartucho ou

    da carga de explosivo (m); M = massa do cartucho ou carga do explosivo espaada (g);

    R = Razo linear de carregamento desejada (g/m).

    _942560595.unknown

  • PLANO DE FOGO PARA O PR-CORTE COM O SISTEMA AIR-DECK

    Regras prticas para o clculo do desmonte escultural com o sistema AIR DECK

    ( Espaamento dos furos: (16 a 24) vezes o dimetro do furo (em metros);

    ( Longitude do tampo: (12 a 18) vezes o dimetro do furo (em metros);

    ( Carga de explosivos por furo (Q): (0,4 a 1,4) x H x E (em kg), sendo: H = prof. do furos, E = espaamento;

    ( Distncia da linha do pr-corte linha de furos mais prxima de produo: 12 vezes

    o dimetro do furo (em metros).

  • Exemplo do clculo do desmonte escultural com o sistema AIR DECK:

    Considerando os seguintes dados na realizao de um desmonte escultural com o sistema AIR DECK:

    Dimetro dos furos: 6 = 0,1524 m; Profundidade dos furos (H): 15 m; Nmero de furos: 17.

    Para efeito de clculo utilizaremos os valores mdios das regras prticas na determinao dos seguintes parmetros:

    ( Espaamento entre os furos (E): 20 x 0,1524 = 3,0 m

    ( Longitude do tampo (T) ou posio do multiplug em relao ao topo do furo:

    15 x 0,1524 = 2,3 m

    ( Carga de explosivos por furo (Q): 0,9 x 15 x 3,0 = 40,5 kg

    ( Distncia linha de furos mais prxima de produo: 12 x 0,1524 = 1,8 m

    ( Carga total de explosivo: 40,5 kg/furo x 17 furos = 688,5 kg

  • Exemplo do clculo do desmonte de PRODUO o sistema AIR DECK:

    Dados do furo:

    Dimetro dos furos( (f): 3 = 0,0762 m; Profundidade dos furos (H): 14 m; Comprimento da carga de fundo (Cf): 0,6 m (um cartucho de 2-1/2 x 24, por exemplo).

    Clculos:

    ( Longitude do tampo (T) ou posio do plugue em relao ao topo do furo:

    T = 19 x (f = 19 x 0,0762 = 1,4 m

    ( Air-Deck - espao de ar entre o plugue e a carga explosiva (AD): 10 x (f

    AD = 10 x 0,0762 = 0,8 m

    ( Comprimento da carga de coluna de explosivo por furo (Cc): Cc = H T Cf -AD

    Cc = 14 m 1,4 0,6 - 0,8 m = 11,2 m

  • Observaes:

    ( a ltima linha de furos de produo (buffer line) deve ter sua carga reduzida, no mnimo de 50%, para que a parede do pr-corte no seja danificada durante a detonao principal;

    ( nos exemplos acima, os valores devem ser ajustados em funo das descontinuidades (falhas, juntas, fissuras, dobras etc.) apresentadas pelas rochas e o tipo de explosivo;

    ( o sucesso do pr-corte pode ser constatado no campo atravs da ocorrncia das meias canas (vestgios dos furos no talude aps a detonao);

    ( o pr-corte com cargas desacopladas vem caindo em desuso em funo do mtodo ser laborioso e apresentar um alto custo de execuo em relao ao uso do sistema Air deck;

    ( com a introduo do sistema Air deck, as mineraes vm reduzindo seus custos de perfurao e explosivos, no pr-corte, em at 30%, aumentando a segurana dos taludes e diminuindo os nveis de vibrao do terreno, provocados pelo desmonte escultural.

  • ( O uso da tcnica de AIR-DECK no desmonte de produo, alm de melhorar

    quantativamente a fragmentao da rocha, reduz significativamente os problemas

    ambientais gerados durante o desmonte de rocha (vibrao do terreno, sobrepresso

    atmosfrica e ultralanamento dos fragmentos rochosos).