of 4 /4
A execução da obra vai evitar o transbordamento do córrego e o assoreamento do curso da água, de forma a impe- dir os danos causados pelas enchentes e a disseminação de doenças. Página 2 CÓRREGO CANIVETE A improvisação no transporte de pacientes com o uso de veí- culos da Vigilância Sanitária para atender a demanda de Rondonó- polis é prova da situação crítica da saúde no município. Página 8 O uso das sacolas plásticas é para a vida do planeta um mal que mata! Leia artigo sobre o tema na página 7. Além do aspecto econô- mico, o projeto incentiva a interação aluno X comunidade fortalecendo a auto-estima dos participantes. Página 7 Jornal da CÂMARA Edição 06 | Setembro de 2011 | Rondonópolis | Mato Grosso | www.camararondonopolis.mt.gov.br SAÚDE MEIO AMBIENTE MÃOS QUE CRIAM Rondonópolis foi sede da terceira edição do Governo Itinerante, momento em que o governador Silval Barbosa (PMDB) e seus secretários instalaram a sede do Governo do Estado por um dia no paço municipal. Durante o evento, os vereadores apresentaram uma pauta com uma série de reivindicações Páginas 4 e 5 GOVERNO ITINERANTE 8 Jornal da Câmara | Ano 1 | | Rondonópolis | Mato Grosso Edição 06 | Setembro de 2011 Situação é “tragédia anunciada” A improvisação no trans- porte de pacientes com o uso de veículos da Vigilância Sani- tária para atender a demanda de Rondonópolis é prova da situação crítica da saúde no município. A denúncia, reali- zada pelo vereador Reginaldo dos Santos (PPS), não é a primeira que envolve o setor. O parlamentar já requereu a Secretaria de Saúde informa- ções sobre as condições das ambulâncias disponíveis para o transporte de pacientes, seja para viagens ou para uso inter- no. A informação é de que 2 ambulâncias são para viagens, INDICAÇÕES Diversos bairros têm reivindicações atendidas Moradores do Conjunto São José I e II foram beneficia- dos com a ação do governo municipal que realizou a pavimen- tação de ruas e avenidas esburacadas pelo longo período de chuvas. O trabalho, realizado após indicação do vereador João Gomes dos Santos (PR), também atenderá os moradores do Residencial Marechal Rondon, que além da lama asfáltica receberá uma academia ao ar livre, que beneficiará idosos, adultos e crianças na preservação da saúde. Outra indicação atendida, foi a reforma da quadra de esportes que atende aos moradores da Cohab Velha. Com o atendimento a essas indicações, João Gomes agora trabalha pela pavimentação asfáltica da linha de ônibus do Globo Recreio, além da regularização fundiária de terrenos que abrigam dezenas de famílias. “A regularização trará segurança aos moradores da região, que tem em seus lares o principal patrimônio”, ponderou o parlamentar. VENDA PROIBIDA AO COMÉRCIO Projeto prevê a inscrição em medicamentos distribuídos Preservar o bem público. Com esse intuito, a Comissão de Saúde, Assistência Social, Cidadania e Direitos Humanos da Câma- ra apresentou um projeto de lei que visa proibir a destinação ou venda de remédios distribuídos gratuitamente à população ao comércio local. Segundo o presidente da Comissão, vereador Manoel da Silva Neto (PMDB), como não há marca ou inscrição que indique a venda proibida não há garantias de que o medica- mento não será extraviado ou ganhará outra destinação que venha a prejudicar a população. “Só queremos que o Poder Executivo coloque nos medica- mentos uma tarja de 'venda proibida ao comércio'. Essa ação sim- ples pode ajudar a centenas de pessoas e ainda gerar economia aos cofres públicos”, justificou o parlamentar. O projeto segue na Câmara, onde será analisado pelas comis- sões competentes e depois seguirá para votação em Plenário. Se aprovada, será encaminhada para sanção do prefeito. Além de Manoel da Silva Neto, assinam o projeto os vereado- res Helio Pichioni (PR)e Mohamad Khalil Zaher (PR), ambos da Comissão de Saúde. 1 para atender a demanda interna e outra para o serviço de hemodiálise. De acordo com a demanda, a cidade pre- cisa de pelo menos 5 ambulân- cias a mais, caso contrário, as que estão rodando não pode- rão parar nem para manuten- ção. Durante visita do governa- dor Silval Barbosa a Rondonó- polis, no último dia 20, quando foi instalado no município o governo itinerante, o vereador solicitou ajuda da Secretaria Estadual de Saúde em pedido realizado diretamente ao secre- tário, Pedro Henry, que explici- tou a preocupação com a saúde local, mas com outro foco de investimento. “O estado está focado em resolver os proble- mas do Hospital Regional e trazer um centro de hemodinâ- mica e uma ressonância mag- nética para cá. Diante disso, caberá ao prefeito buscar outros parceiros para resolver esse problema, já que estamos vivendo uma tragédia anuncia- da”, alertou. AMBULÂNCIAS

jornal da camara

Embed Size (px)

DESCRIPTION

ed. setembro 2011

Citation preview

A execução da obra vai evitar o transbordamento do córrego e o assoreamento do curso da água, de forma a impe-dir os danos causados pelas enchentes e a disseminação de doenças. Página 2

CÓRREGO CANIVETE

A improvisação no transporte de pacientes com o uso de veí-

culos da Vigilância Sanitária para atender a demanda de Rondonó-

polis é prova da situação crítica da saúde no município. Página 8

O uso das sacolas plásticas

é para a vida do planeta um mal

que mata! Leia artigo sobre o

tema na página 7.

Além do aspecto econô-

mico, o projeto incentiva a

interação aluno X comunidade

fortalecendo a auto-estima dos

participantes. Página 7

Jornal da

CÂMARAEdição 06 | Setembro de 2011 | Rondonópolis | Mato Grosso | www.camararondonopolis.mt.gov.br

SAÚDEMEIO AMBIENTE

MÃOS QUE CRIAM

Rondonópolis foi sede da terceira edição do Governo Itinerante, momento em que o

governador Silval Barbosa (PMDB) e seus secretários instalaram a sede do Governo do Estado

por um dia no paço municipal. Durante o evento, os vereadores apresentaram uma pauta com

uma série de reivindicações Páginas 4 e 5

GOVERNO ITINERANTE

8 Jornal da Câmara | Ano 1 | | Rondonópolis | Mato GrossoEdição 06 | Setembro de 2011

Situação é “tragédia anunciada”A improvisação no trans-

porte de pacientes com o uso

de veículos da Vigilância Sani-

tária para atender a demanda

de Rondonópolis é prova da

situação crítica da saúde no

município. A denúncia, reali-

zada pelo vereador Reginaldo

dos Santos (PPS), não é a

primeira que envolve o setor.

O parlamentar já requereu a

Secretaria de Saúde informa-

ções sobre as condições das

ambulâncias disponíveis para

o transporte de pacientes, seja

para viagens ou para uso inter-

no.

A informação é de que 2

ambulâncias são para viagens,

INDICAÇÕES

Diversos bairros têm

reivindicações atendidasMoradores do Conjunto São José I e II foram beneficia-

dos com a ação do governo municipal que realizou a pavimen-

tação de ruas e avenidas esburacadas pelo longo período de

chuvas. O trabalho, realizado após indicação do vereador João

Gomes dos Santos (PR), também atenderá os moradores do

Residencial Marechal Rondon, que além da lama asfáltica

receberá uma academia ao ar livre, que beneficiará idosos,

adultos e crianças na preservação da saúde.

Outra indicação atendida, foi a reforma da quadra de

esportes que atende aos moradores da Cohab Velha.

Com o atendimento a essas indicações, João Gomes

agora trabalha pela pavimentação asfáltica da linha de ônibus

do Globo Recreio, além da regularização fundiária de terrenos

que abrigam dezenas de famílias.

“A regularização trará segurança aos moradores da região,

que tem em seus lares o principal patrimônio”, ponderou o

parlamentar.

VENDA PROIBIDA AO COMÉRCIO

Projeto prevê a inscrição em

medicamentos distribuídosPreservar o bem público. Com esse intuito, a Comissão de

Saúde, Assistência Social, Cidadania e Direitos Humanos da Câma-

ra apresentou um projeto de lei que visa proibir a destinação ou

venda de remédios distribuídos gratuitamente à população ao

comércio local. Segundo o presidente da Comissão, vereador

Manoel da Silva Neto (PMDB), como não há marca ou inscrição

que indique a venda proibida não há garantias de que o medica-

mento não será extraviado ou ganhará outra destinação que venha

a prejudicar a população.

“Só queremos que o Poder Executivo coloque nos medica-

mentos uma tarja de 'venda proibida ao comércio'. Essa ação sim-

ples pode ajudar a centenas de pessoas e ainda gerar economia aos

cofres públicos”, justificou o parlamentar.

O projeto segue na Câmara, onde será analisado pelas comis-

sões competentes e depois seguirá para votação em Plenário. Se

aprovada, será encaminhada para sanção do prefeito.

Além de Manoel da Silva Neto, assinam o projeto os vereado-

res Helio Pichioni (PR)e Mohamad Khalil Zaher (PR), ambos da

Comissão de Saúde.

1 para atender a demanda

interna e outra para o serviço

de hemodiálise. De acordo

com a demanda, a cidade pre-

cisa de pelo menos 5 ambulân-

cias a mais, caso contrário, as

que estão rodando não pode-

rão parar nem para manuten-

ção.

Durante visita do governa-

dor Silval Barbosa a Rondonó-

polis, no último dia 20, quando

foi instalado no município o

governo itinerante, o vereador

solicitou ajuda da Secretaria

Estadual de Saúde em pedido

realizado diretamente ao secre-

tário, Pedro Henry, que explici-

tou a preocupação com a saúde

local, mas com outro foco de

investimento. “O estado está

focado em resolver os proble-

mas do Hospital Regional e

trazer um centro de hemodinâ-

mica e uma ressonância mag-

nética para cá. Diante disso,

caberá ao prefeito buscar

outros parceiros para resolver

esse problema, já que estamos

vivendo uma tragédia anuncia-

da”, alertou.

AMBULÂNCIAS

2 7Jornal da Câmara | | Rondonópolis | Mato GrossoEdição 06 | Setembro de 2011 Jornal da Câmara | Ano 1 | | Rondonópolis | Mato GrossoEdição 06 | Setembro de 2011

Jornal da

CÂMARACâmara Municipal de Rondonópolis

Rua Cafelândia 434

(66) 3426 8784

Bairro: La Salle - Rondonópolis

Mato Grosso

SECRETARIA DE IMPRENSA E RELAÇÕES PÚBLICAS

Jornalista responsável: Eulália Oliveira - DRT 1364

Textos:

Douglas Resende

Estela Boranga

Heidy Lyana

Naíla Albuquerque

Patrícia Casali

Thâmara Carvalho

Vereadores: Adonias Fernandes

João GomesManoel da Silva Neto

Reginaldo Souza SantosMiltão

Milton MutumMohamad Zaher

Olímpio Alvis

Presidente:Ananias Filho

Vice Presidente:Helio Pichioni

2º Vice Presidente:Cido Silva

1º Secretário:Fulô

Diagramação:Assessoria

Impressão:Sociedade Impressora Souza LTDA (A Tribuna)

Tiragem:4.000

Fotos: Rivian Dias

Matusalém TeixeiraAssessoria da Câmara

SECOMWAF Produções

A Tribuna

RETOMADA

Obras de canalização do Córrego

Canivete estão previstas para este mêsAtendendo a um pedi-

do dos vereadores, o secre-

tário adjunto de Pavimenta-

ção Asfáltica do Estado,

José Márcio Guedes e o

gerente de Desenvolvimen-

to Urbano e Rural Caixa

Econômica Federal (CEF),

Manoel Tereza dos Santos,

juntamente com engenhei-

ros e técnicos da CEF, esti-

veram em Rondonópolis

para visitar o Córrego Cani-

vete. Apesar da ordem de

serviço para a execução do

projeto de canalização ter

sido dada ainda durante a

gestão do ex-governador

Blairo Maggi, a obra está

paralisada há meses.

A obra vai evitar o

transbordamento do córre-

go e o assoreamento do

curso da água, de forma a

impedir os danos causados

pelas enchentes e a dissemi-

nação de doenças. "Pratica-

mente 20% da população

será beneficiada com a cana-

lização. Não há mais o que

esperar", avaliou o presiden-

te da Câmara Municipal,

Ananias Filho (PR).

De acordo com o repre-

sentante da empresa Cepol,

responsável pelo projeto de

ProjetoConforme o protocolo de coope-

ração para contratação das obras de

drenagem assinado em Brasília, serão

investidos ao todo R$ 16,3 milhões na

canalização do Córrego Canivete,

sendo R$ 15 milhões do Governo

Federal e R$ 1,3 milhão do Estado. O

projeto compreende a canalização dos

2,6 quilômetros de extensão do córre-

go, além da drenagem profunda e

superficial das águas da chuva nas

ruas de todos os bairros da região.

canalização do córrego,

Moisés Luiz Costa, o proje-

to original precisa passar

por mudanças, já que hoje a

situação do local é diferente

de quando o projeto foi ela-

borado. "Podemos perceber

que a largura e o nível do

córrego são totalmente dife-

rentes hoje, não podemos

esperar por muito para

começar as obras”.

O vereador Mohamad

Zaher (PR), que acompanhou

a visita ao lado do vereador

Reginaldo Santos (PPS), mos-

trou-se otimista com a inspe-

ção. “Tínhamos uma visão

diferente do projeto de canali-

zação e sua demora, mas a

partir de agora acredito que as

obras já devam começar".

VILA AURORAPROJETO DE LEI

Projeto prevê a criação de distritoO vereador Miltão Gomes da

Costa (PMDB) está articulando, junto

aos representantes de bairros da

região do Atlântico e Vila Aurora, a

unificação das duas regiões. O Jardim

Atlântico foi transformado em distrito

ainda na década de 90 e foi um projeto

do ex-vereador Ananias Martins de

Souza. A ideia do peemedebista é

criar um grande distrito, unindo Atlân-

tico e Vila Aurora, garantindo assim,

um maior número de recursos para a

região.

O vereador explica que o distrito

do Atlântico quando foi criado não

existiam alguns bairros como Cidade

de Deus, Sítio Farias, Margarida e

Parque São Jorge. O que fez com que

estes locais fizessem parte da região da

Vila Aurora. “Hoje, com a criação de

novos bairros, o Distrito do Atlântico

acabou cortando o bairro Cidade de

Deus. Com a união das duas regiões, o

bairro passa a fazer parte de um só

distrito”.

Miltão Gomes comenta que a

criação de um distrito possibilita novos

investimentos para a região. O que

fortalece os bairros e, consequente-

mente, promove o desenvolvimento

da cidade. “A criação do distrito deve

garantir à região mais investimentos

por parte do Poder Público e também

da iniciativa privada”, finaliza.

Sacolas plásticas

podem estar com

os dias contados

O uso das

sacolas plásticas

é para a vida do

planeta um mal

que mata! O

p l á s t i c o s e

decompõe no

meio-ambiente

em cerca de

150 anos. Este

é tempo bas-

tante para que

você tenha filho, neto e bisneto.

O plástico é utilizado desde a década

de 1930 e, menos de 5% de todo este mate-

rial foi destruído até hoje. Aproximada-

mente 56% do lixo plástico é composto

por embalagens usadas uma única vez.

O mundo consome 1 milhão de sacos

plásticos por minuto, o que significa quase

1,5 bilhão por dia e mais de 500 bilhões

por ano.

O plástico é o resíduo que mais polui

as cidades e campos. Prejudica a vida ani-

mal, entope a drenagem urbana, rios e

contribui para as inundações. A cada dia o

consumo aumenta! cresceu 20 vezes nos

últimos 50 anos.

A situação se torna ainda mais grave

no Brasil porque 89% das cidades brasilei-

ras não possuem aterros sanitários e ape-

nas 16,5% do lixo recolhido é reciclado.

Os dados acima justificam fortemente

a necessidade e a responsabilidade que

Rondonópolis deve ter para com sua

comunidade no que diz respeito ao uso

das sacolas plásticas.

Não estamos com esse projeto pro-

pondo nada que já não tenha sido pensa-

do, executado e testado por muitas unida-

des da federação brasileira, sem falar nos

exemplos da Europa e USA.

Tramita na câmara de Rondonópolis

projeto semelhante. “Antes de votá-lo

vamos debater com o povo, sobre os male-

fícios causados pelas sacolinhas plásticas”.

Olímpio Alvis é vereador em Rondonópolis

MÃOS QUE CRIAM

Projeto une alunos e comunidade

em Programa de Qualificação

Visando fortalecer a economia

familiar, o projeto “Mãos que Criam”

pretende qualificar alunos, mães e

membros das comunidades atendidas

pela Escola 14 de agosto com cursos

de artesanato e culinária. Além do

aspecto econômico, o projeto incenti-

va a interação aluno&comunidade

fortalecendo a auto-estima dos partici-

pantes.

O vereador Milton Mutum (PR),

apoiador do projeto, defende a

implantação. Segundo o parlamentar,

centenas de pessoas terão acesso a

cursos que podem mudar a realidade

econômica de suas famílias, além de

ser uma atividade de cunho terapêuti-

co, melhorando ainda a saúde mental

dos participantes.

“É uma oportunidade única e que

precisa ser levada adiante, já que por

meio de atividades simples uma nova

realidade poderá ser construída”,

defendeu Mutum.

O público alvo do programa são

moradores das comunidades Dom

Osório, Chico Mendes, Campo Lim-

po, Pinguela, Banco da Terra, Santo

Expedito, Beroaba, Bananal, Dom

Oscar Romero e os alunos do EJA.

Decorridos mais de três

anos após a primeira indica-

ção feita pelo vereador Ado-

nias Fernandes ao Executivo

Municipal, o bairro Jardim

Morumbi começou a rece-

ber, a partir do mês passado,

os serviços de recapeamento

asfáltico em suas ruas e aveni-

das. Antiga e reiterada reivin-

dicação dos moradores, as

obras de pavimentação irão

trazer inúmeros benefícios

àquela região, como por

exemplo a solução de um

dos principais problemas

enfrentados pelo bairro, que

são a poeira em época de

seca e a lama em época de

chuva, além de outros daí

decorrentes.

O parlamentar lembra

que o Jardim Morumbi e a

região em que ele se localiza,

vem passando por transfor-

mações consideráveis em

termos de crescimento popu-

lacional e comercial, exigindo

melhorias constantes e

imprescindíveis, como as

obras iniciadas no mês passa-

do. Adonias acrescenta que

não tem poupado esforços

para que a grande região Sal-

men continue a crescer e ter

os benefícios sociais e de infra-

estrutura que outros bairros

periféricos já possuem, “em

razão de que a região contri-

bui com mais da metade da

6 3Jornal da Câmara | Ano 1 | | Rondonópolis | Mato GrossoEdição 06 | Setembro de 2011 Jornal da Câmara | Ano 1 | | Rondonópolis | Mato GrossoEdição 06 | Setembro de 2011

arrecadação dos impostos

municipais, além de contar

com um importante Distrito

Industrial em seus limites”.

SINALIZAÇÃO MT 270

Silval atende indicação de vereador

Uma antiga reivindicação

dos moradores do Parque

São Jorge e Sagrada Família

de ampliar a sinalização da

MT 270 será atendida, con-

forme anunciou o chefe do

Executivo Estadual, Silval

Barbosa durante o Governo

Itinerante promovido em

Rondonópolis.

O vereador Lourisvaldo

Manoel de Oliveira (Fulô)

cobrou do Governo do Esta-

do essa ação. Ele protocolou,

em março desse ano, uma

indicação junto à Secretaria

de Transportes e Pavimenta-

ção Urbana Estadual (Setpu),

em Cuiabá,requerendo a

sinalização.

Foram destinados R$ 203

mil para sinalizar e construir

uma rotatória na rodovia MT

270, que leva ao campus da

UFMT local. Silval Barbosa

ressaltou que essa era uma

antiga solicitação feita ao

Governo do Estado e foi prio-

rizada para evitar acidentes na

rodovia e garantir a segurança

dos condutores.

Para Fulô o esforço e a

insistência valeram à pena,

comentou. “Era realmente

uma grande necessidade.

Muitas pessoas já perderam a

vida nessa rodovia”, declarou

o legislador municipal.

GRANDE VILA OPERÁRIA

Vereador solicita melhorias

em quadras de esportesAs condições precárias da quadra de esportes instalada

no interior da Praça Bom Jesus da Vila Operária tem preju-

dicado a prática esportiva no local. Atendendo a uma solici-

tação da comunidade, o vereador Ananias Filho (PR) proto-

colou uma indicação ao prefeito José Carlos do Pátio

(PMDB) e a Secretaria Municipal de Esportes pedindo a

reforma dos vestiários da quadra e a troca das travas de fute-

bol. Além da manutenção das lâmpadas no interior do local

e a limpeza e pintura do meio fio da Praça Bom Jesus.

Situação semelhante está sendo vivenciada pelos mora-

dores do bairro Cidade Natal, que sofrem com a falta de

iluminação na quadra de esportes e com as travas de futebol

quebradas. Ananias está confiante no atendimento às solici-

tações ainda neste mês de setembro.

"São serviços simples que a prefeitura pode determinar

seu cumprimento imediato, que irá atender a centenas de

famílias que moram próximas a essas quadras, levando

ações que garantem uma vida saudável a todos", avaliou.

UNIÃO

Lei garante realização de

casamento comunitárioCom intuito de promover o fortalecimento da família,

que é a célula da sociedade, a lei 6.660, de autoria do verea-

dor Cido Silva (PP), oferece a possibilidade da união civil e

religiosa, gratuitamente às pessoas que tem vontade de ofici-

alizar o casamento e não tem condições. A Lei prevê que o

município realize a cerimônia com intervalo máximo de

dois anos. O primeiro casamento comunitário, com base

nesta lei, será realizado neste mês, em uma parceria entre os

poderes municipal e estadual.

O local para realização do evento ainda não foi escolhi-

do, mas a expectativa é de reunir 3 mil casais em uma gran-

de festa em Rondonópolis.

GOVERNO ITINERANTE – O parlamentar aprove-

itou a instalação do governo no município para reforçar o

pedido pela criação do “Festival de Pesca Esportiva e Praia

de Rondonópolis”, para ocorrer entre os dias 13 e 21 de

setembro na cidade, tendo como participantes crianças,

jovens e adultos. “O objetivo é fomentar o turismo da

região, trazendo benefícios a cultura e lazer da população,

além da inclusão social”, destacou Cido Silva.

Bairro recebe recapeamento asfálticoJARDIM MORUMBI

Projeto contra o “bullying”

é aprovado na CâmaraA violência, mesmo que velada, nas escolas tem gerado

transtornos para alunos e professores. Para inibir a discrimi-

nação e outras formas de transgressões, o vereador Moha-

med Zaher (PR) apresentou projeto sobre a conscientiza-

ção, prevenção e combate ao “bullying” nas escolas munici-

pais. A propositura foi aprovada na sessão do dia 17 de

agosto e aguarda sanção do prefeito municipal.

O objetivo é inibir a prática de atos que venham afetar

física e psicologicamente a criança ou o jovem, de modo

intencional e repetitivo, exercida por indivíduo ou um gru-

po, contra uma ou mais pessoas, com o intuito de intimidar,

agredir, causar dor, angústia ou humilhação à vítima.

O “bullying” é um tipo de violência que causa exclusão

social, humilhação, perseguição ou discriminação com a

proposta de amedrontar; destroçar pertences, inibir outra

pessoa, inclusive utilizando-se de meios tecnológicos, como

redes sociais (Orkut e Facebook).

“Temos visto hoje exemplos de jovens que não respei-

tam o próximo, o que desejamos com esta lei é promover o

debate amplo e a conscientização de que todos são iguais e

que a violência não é forma de sanar as diferenças de cren-

ça, raça ou forma de ser”, destacou o vereador.

INVESTIMENTOS

Santa Casa terá Sala de

Referência Pediátrica A Santa Casa de

Misericórdia e Materni-

dade de Rondonópolis

receberá 550 mil reais em

investimentos para cons-

trução de uma sala de

referência para atendi-

mento de urgência a cri-

anças. O recurso foi anun-

ciado no último dia 19,

durante o governo itine-

rante pelo secretário de

estado de Saúde, Pedro

Henry.

Segundo o vereador Helio Roberto Pichioni (PR), que é

membro da Comissão de Saúde da Câmara Municipal, a sala

vai atender pacientes referenciados pelo Pronto Atendimen-

to Infantil do município e da Central de Regulação, que aten-

de a pedidos de toda a região sul.

"Esta sala vai transformar o atendimento pediátrico em

Rondonópolis, que até o momento, ocorre no PA Infantil e

em consultas particulares. O governo do estado está cum-

prindo sua função e esperamos que, o mais breve possível, o

recurso seja disponibilizado para dar início a obra, que con-

templará muitas crianças", completou Pichioni.

Além da sala de referência pediátrica, o governo do esta-

do vai investir na Santa Casa mais quatro milhões de reais em

obras de infra-estrutura e na aquisição de equipamentos.

“A rodovia ainda está no perímetro urbano e tem muito movimento. Toda sinalização contribuirá para diminuir acidentes”, destacou o vereador Fulô

4 5Jornal da Câmara | Ano 1 | Edição 06 | Setembro de 2011 | Rondonópolis | Mato Grosso Jornal da Câmara | Ano 1 | | Rondonópolis | Mato GrossoEdição 06 | Setembro de 2011

Rondonópolis foi sede da terceira

edição do Governo Itinerante, momen-

to em que o governador Silval Barbosa

(PMDB) e seus secretários instalaram a

sede do Governo do Estado por um

dia no paço municipal. Durante o even-

to, os vereadores apresentaram uma

pauta com uma série de reivindicações.

O governador já atendeu alguns

pedidos, como a destinação de R$ 343

mil para sinalizar e construir mais uma

rotatória na rodovia MT 270, na entra-

da do Parque São Jorge. Silval Barbosa,

atendendo a um pedido dos vereadores

e dos deputados estaduais e federais

que representam a região Sul, anunciou

a liberação de R$ 4,1 milhões para a

recuperação da malha viária e uma

contrapartida de R$ 1,1 milhão para a

construção da Avenida Renato Vettora-

to.

Na área de saúde, foi anunciado o

projeto de conclusão do 4º andar da

Santa Casa, onde deve funcionar a ala

pediátrica do município. Segundo o

secretário de estado de Saúde, Pedro

Henry, serão investidos cerca de R$ 4,5

milhões na unidade hospitalar, que

deverá contar com novas vagas de

UTI´s, sendo 20 neonatal, além de 30

leitos pediátricos, o que tornará o hospi-

tal referência na área pediátrica.

O governador autorizou ainda a

desapropriação de 11 lotes que contor-

nam o Hospital Regional, colaborando

para que a estrutura física da unidade

hospitalar possa ser ampliada.

Além disso, foram assinados uma

série de convênios que irão beneficiar as

áreas de educação, saúde, segurança,

habitação, saneamento e a economia

local, através da política de incentivos

fiscais. Veja as ações promovidas pelo

governo do estado na 3ª edição do

Governo Itinerante, realizado no dia 19

de agosto:

INVESTIMENTOS

Vereadores garantem melhorias para o município

durante realização do Governo Itinerante

Entrega de dois veículos para o Sine de Rondonópolis e Campo Verde;

Anúncio da instalação do Centro de Comando e Controle que vai reunir em um único espaço

as polícias Civil e Militar, Corpo de Bombeiros, Guarda Municipal e o setor de Inteligência

policial para atuar na identificação e repressão de crimes;

Anúncio da inclusão de mil policiais militares no Estado, além do ingresso de mais policiais

civis e delegados;

Assinatura de convênio para a construção da 1ª Etapa da Sede da Associação Divina Miseri-

córdia, no bairro São José;

Assinatura de convênios para liberação de construção, reformas e ampliação de escolas e libe-

ração de recursos emergenciais para a rede de ensino;

Autorização para licitar a construção do Centro de Formação Profissional (Cefapro).Entrega de mil títulos de regularização fundiária na área urbana

Entrega de detectores

de metal para diretores

de seis unidades

prisionais na região Sul

(Juscimeira, Jaciara,

Dom Aquino, Pedra

Preta, Alto Garças e

Alto Araguaia)

Entrega de 500 casas do Residencial Dom Osório

Segundo o secretário de estado de Saúde, Pedro Henry, serão investidos cerca de R$ 4,5

milhões na Santa Casa além da desapropriação de 11 lotes que contornam o Hospital

Regional, permitindo assim sua ampliação

MAIS AÇÕES PROMOVIDAS PELO GOVERNO DO ESTADO NA 3ª EDIÇÃO DO GOVERNO ITINERANTE