Click here to load reader

MARINHA DO BRASIL COMANDO DO 3º DISTRITO NAVAL · PDF fileApêndice VI – Programa e Bibliografia Sugerida para a Prova Objetiva do Processo Seletivo Unificado de Oficiais RM2;

  • View
    216

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of MARINHA DO BRASIL COMANDO DO 3º DISTRITO NAVAL · PDF fileApêndice VI –...

  • - 1 -

    MARINHA DO BRASIL

    COMANDO DO 3 DISTRITO NAVAL

    AVISO DE CONVOCAO N 02/2017 (OFICIAIS)

    Apndice I Cronograma de Eventos;

    Apndice II Atestado de Bons Antecedentes de Conduta;

    Apndice III Padres Psicofsicos Admissionais - Oficiais;

    Apndice IV Requerimento de Solicitao de Iseno de Pagamento da Taxa de Inscrio;

    Apndice V Modelo de Requerimento;

    Apndice VI Programa e Bibliografia Sugerida para a Prova Objetiva do Processo Seletivo

    Unificado de Oficiais RM2;

    Apndice VII Modelo de Recurso de Prova Objetiva (PO);

    Apndice VIII Modelo de Recurso da Prova de Ttulos (PT);

    Apndice IX Modelo de Recurso para Verificao de Dados Biogrficos (VDB);

    Apndice X Modelo de Recurso para Verificao Documental (VD);

    Apndice XI Questionrio Biogrfico Simplificado (QBS);

    Apndice XII Recibo de Documentos Comprobatrios;

    Apndice XIII Ficha de Verificao Documental;

    Apndice XIV Modelo de Declarao de Voluntariado e Compromisso para Prestao de

    SMV;

    Apndice XV Declarao de Tempo de Servio Pblico Civil e/ou Militar Anterior;

    Apndice XVI Declarao de Cincia da Necessidade de Informao do Estado de Gravidez;

    Apndice XVII Declarao de Investidura em Cargo Pblico para Profissionais de Sade,

    com profisses regulamentadas;

    Apndice XVIII Declarao Negativa de Investidura em Cargo Pblico para Profissionais de

    Sade, com profisses regulamentadas;

    Apndice XIX Declarao Negativa de Investidura em Cargo Pblico para Profissionais das

    demais reas; e

    Apndice XX Folha de Anamnese Dirigida.

  • - 2 -

    I) REAS DE SADE (exceto MEDICINA), APOIO SADE, TCNICA E DE

    ENGENHARIA

    INSTRUES PARA O PROCESSO SELETIVO DE PROFISSIONAIS DE NVEL

    SUPERIOR DAS REAS DE SADE (exceto MEDICINA), APOIO SADE, TCNICA

    E DE ENGENHARIA, PARA A PRESTAO DO SERVIO MILITAR VOLUNTRIO

    (SMV) COMO OFICIAIS TEMPORRIOS DA MARINHA DO BRASIL

    O Com3DN, no uso de suas atribuies, torna pblica a abertura de inscries e

    estabelece normas especficas ao processo seletivo para convocao de profissionais de nvel

    superior, de ambos os sexos, para a prestao do SMV temporrio como Oficial de 2 Classe da

    Reserva da Marinha (RM2), de acordo com o disposto nas Leis n 4.375/1964 (Lei do Servio

    Militar) e n 5.292/1967 (Dispe sobre a prestao do Servio Militar pelos estudantes de

    Medicina, Farmcia, Odontologia e Veterinria e pelos Mdicos, Farmacuticos, Dentistas e

    Veterinrios MFDV), alterada pela lei n 12.336, de 26 de outubro de 2010 e Decretos n

    57.654/66 (Regulamento da Lei do Servio Militar) e n 4.780/2003 (Regulamento da Reserva da

    Marinha), a fim de suplementar o efetivo de militares na rea de jurisdio do 3 DN, nos

    Estados do RN, CE, PE e AL.

    As inscries dos voluntrios no implicam, por parte da Marinha do Brasil, qualquer

    compromisso at o incio dos Estgios de Servio Tcnico e de Adaptao e Servio.

    1. DAS DISPOSIES PRELIMINARES

    1.1. O processo seletivo para as vagas previstas ser regido pelo presente Aviso de Convocao

    conforme item 2, executado pelo Com3DN, destinando-se ao preenchimento das necessidades

    temporrias de Oficiais em Organizaes Militares (OM) da Marinha, para a aplicao de seus

    conhecimentos tcnico-profissionais.

    1.2. MILITARES TEMPORRIOS SO OS INTEGRANTES DA RESERVA DE 2 CLASSE

    DA MARINHA INCORPORADOS PARA PRESTAR SERVIO MILITAR (SM), EM

    CARTER TRANSITRIO E REGIONAL. A NATUREZA DO VNCULO COM A FORA ,

    NESSE SENTIDO, PRECRIA E TRANSITRIA, COM DURAO MXIMA DE AT 8

    (OITO) ANOS, NO GERANDO QUALQUER EXPECTATIVA QUANTO

    PERMANNCIA E ESTABILIDADE, AS QUAIS SOMENTE SE ADMITEM AOS

  • - 3 -

    MILITARES DE CARREIRA, DE ACORDO COM OS REQUISITOS PREVISTOS EM LEI.

    1.3. Os voluntrios aprovados e classificados dentro do nmero de vagas sero convocados para

    cumprir um perodo inicial no SMV, o qual ter durao total de doze meses, e ser prestado na

    forma de Estgio. Os voluntrios s reas de Sade e de Apoio Sade cumpriro Estgio de

    Adaptao e Servio (EAS), e os voluntrios s reas de Engenharia, Tcnica e Tcnica-

    Magistrio cumpriro Estgio de Servio Tcnico (EST). Esses estgios sero divididos em duas

    fases:

    a) a primeira, destinada instruo militar-naval e ao estgio de qualificao de prtica,

    com durao de 11 semanas, ser realizada no Grupamento de Fuzileiros Navais de Natal,

    situado na Rua Marclio Dias, s/n, bairro Quintas, Natal-RN, ocasio em que os incorporados

    recebero instruo Militar-Naval e sero avaliados mediante aplicao de testes estabelecidos

    em currculo disciplinar, referentes formao do EAS ou do EST; e

    b) a segunda, destinada aplicao de conhecimentos tcnico-profissionais e daqueles

    adquiridos na 1 fase do estgio, ser realizada na OM para a qual o incorporado ser designado

    a servir, com o propsito de habilit-lo ao desempenho de servios e prticas militares navais,

    conforme necessidade da Administrao Naval. Nos primeiros 45 dias, o voluntrio para a rea

    de IN/VN realizar curso, na modalidade a distncia.

    1.4. O incorporado que no alcanar a nota mnima nas avaliaes curriculares, durante a

    primeira fase do EAS ou do EST ser licenciado ex offcio, por convenincia do servio, de

    acordo com o inciso I, alnea d, do art. 50, do Decreto n 4.780/2003.

    1.5. O EAS destina-se aos Oficiais RM2, aos cidados brasileiros com incorporao adiada, aos

    dispensados de incorporao ou do Servio Militar Inicial (SMI) e s mulheres, todos

    voluntrios, com curso de graduao (bacharelado/licenciatura) concludo e que tenham colado

    grau nas reas de Sade e de Apoio Sade, conforme discriminadas no item 2, deste Aviso de

    Convocao.

    1.6. O EST destina-se aos Oficiais RM2, aos cidados brasileiros com incorporao adiada, aos

    dispensados de incorporao ou do SMI e s mulheres, todos voluntrios, com curso de

    graduao (bacharelado/licenciatura) concludo e que tenham colado grau nas habilitaes das

    reas Tcnica, Tcnica-Magistrio e Engenharia, ou aos oficiais da Marinha Mercante com

    habilitao em Cincias Nuticas da rea de Nutica ou Mquinas, conforme o item 2, deste

    Aviso de Convocao.

    1.7. Para os voluntrios do sexo masculino, somente sero aceitas inscries de voluntrios de

    Odontologia, Farmcia e Veterinria j quites com o SM, de acordo com o prescrito na Lei n

    5.292/1967, alterada pela Lei n 12.336, de 26 de outubro de 2010.

  • - 4 -

    1.8. Aps a incorporao, o militar RM2 perceber remunerao atinente ao seu posto, como

    previsto na Lei de Remunerao dos Militares (Medida Provisria n 2.215-10, de 31 de agosto

    de 2001, regulamentada pelo Decreto n 4.307, de 18 de julho de 2002), alm dos demais direitos

    previstos na Lei n 6.880/1980, enquanto estiver no Servio Ativo.

    1.9. Podero ser concedidas prorrogaes de tempo de servio, de um ano, por perodos iguais e

    sucessivos, a critrio do ComDN a que estiver subordinado, desde que o tempo total de servio

    prestado no ultrapasse o tempo mximo de 8 (oito) anos no servio ativo, computando-se para

    isso, inclusive, o tempo de efetivo SM/Servio Pblico prestado anterior convocao.

    1.10. Em tempo de paz, no ser concedida prorrogao de tempo de servio ao militar RM2 por

    perodos que venham a ultrapassar a data de 31 de dezembro do ano em que o voluntrio

    completar quarenta e cinco anos de idade, data de sua desobrigao para com o SM, de acordo

    com o pargrafo nico do art. 36 do Decreto 4.780 de 15 de julho de 2003.

    1.11. Os voluntrios que forem Oficiais RM2 e que tenham sido aprovados no presente processo

    seletivo, no esto dispensados da realizao da 1 fase do estgio EAS/EST.

    1.12. No sero incorporadas as voluntrias que estiverem grvidas, em face dos riscos

    decorrentes das atividades militares desenvolvidas na 1 fase do EAS ou EST. Caso seja

    constatado o estado de gravidez at a incorporao nos referidos estgios, a voluntria ser

    eliminada do processo seletivo, no cabendo reserva de vaga para incluso em Processos

    Seletivos subsequentes, tendo em vista o carter anual e temporrio da incorporao por meio do

    SMV.

    1.13. As Instrues para os Estgios e a Prestao do Servio Militar da Reserva de 2 e 3

    Classes da Marinha, aprovadas pela Portaria n 383/2008, do Comandante da Marinha (CM),

    esto disponveis na pgina da internet do Com3DN, no endereo www.marinha.mil.br/com3dn,

    no link Servio Militar Voluntrio.

    1.14. O (A) voluntrio (a) no poder acumular qualquer cargo, emprego ou funo pblica, na

    administrao pblica Federal, Estadual e Municipal, ainda que da administrao pblica

    indireta, exceto para os profissionais de Sade com profisses regulamentadas, sendo necessrio

    o preenchimento da Declarao de Investidura em Cargo Pblico para profissionais de Sade,

    com profisses regulamentadas, Apndice XVII deste Aviso; ou Declarao Negativa de

    Investidura em Cargo Pblico para profissionais de Sade, com profisses regulamentadas,

    Apndice XVIII deste Aviso; ou Declarao Negativa de Investidura em Cargo Pblico para

    profissionais das demais reas, Apndice XIX deste Aviso.

    1.15. No fica assegurado ao () voluntrio (a) o retorno ao emprego anterior quando do seu

    licenciamento, haja vista a voluntariedade da prestao do SMV.

  • - 5 -

    1.16. A critrio da Administrao Naval e de acordo com a necessidade do servio os Oficiais

    RM2 da rea de Sade podero embarcar, em meios navais; os demais, eventualmente, podero

    compor comisses especficas nos referidos me

Search related